Rádio WNews

sexta-feira, 5 de março de 2010

Revista Veja

26 de fevereiro de 2010
------------------------------------------------

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br

***********************************************

Edição da semana (nº 2154 - 3 de março de 2010)

[Especial]
-----------
A ciência a favor da beleza
Como a descoberta do sistema de hidratação profunda da pele, feita por um prêmio Nobel, abriu caminho para uma revolução nos cosméticos.
http://veja.abril.com.br/030310/ciencia-favor-beleza-088.shtml

Índice da edição
http://veja.abril.com.br/030310/sumario.shtml

[Entrevista]
-----------
Presidente do BB não vê razão para se ter vergonha do lucro
http://veja.abril.com.br/030310/lucro-nao-vergonha-p-017.shtml

[Telefonia]
----------
Zé Dirceu no meio de transação bilionária de estatal de internet
http://veja.abril.com.br/030310/maior-lobista-pais-p-062.shtml

[EUA]
-----
Obama ainda obcecado com saúde
Um ano depois da posso presidente luta por reforma.
http://veja.abril.com.br/030310/alvo-cade-alvo-p-080.shtml

[Educação]
--------------
A lição da premiação ao professor
Solução para evitar vexames em rankings mundiais.
http://veja.abril.com.br/030310/licao-merito-p-106.shtml

[Medicina]
------------
Os brasileiros que participam do 'Médicos sem Fronteiras'
http://veja.abril.com.br/030310/eles-fazem-diferenca-p-110.shtml

[Comportamento]
---------------
Existe cura para as pessoas viciadas em praticar sexo?
http://veja.abril.com.br/030310/sexo-tem-cura-p-100.shtml

[Emigração]
------------
Quebec atrai os imigrantes brasileiros
Há pouca mão de obra e baixa natalidade na região.
http://veja.abril.com.br/030310/bonjour-quebec-p-098.shtml

[Guia]
----------
Teste das fraldas, o melhor para o bebê
Elas ainda são o que há de mais prático e confortável.
http://veja.abril.com.br/030310/teste-fraldas-p-118.shtml

[Lya Luft]
-----------
Alegres e ignorantes
http://veja.abril.com.br/030310/alegres-ignorantes-p-024.shtml


[Roberto Pompeu de Toledo]
--------------------------
O ano eleitoral - uma prévia
http://veja.abril.com.br/030310/ano-eleitoral-uma-previa-p-134.shtml

***********************************************

[Destaques on-line]
-------------------

[O melhor do cinema]
------------------------
Para acompanhar a festa de entrega do Oscar 2010:
- Infográfico com todos os concorrentes do ano
- Vídeos com as críticas de Isabela Boscov
- Acervo digital com reportagens de arquivo
- Lista: os dez maiores injustiçados da história
http://www.veja.com/oscar2010

[Entrevista]
------------
O britânico Shaun Ellis viveu dois anos e meio como membro de uma alcatéia. Ele conta como foi sobreviver a temperaturas negativas e comer carne crua.
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia-tecnologia/homem-viveu-lobos-shaun-ellis-534352.shtml

O médico especializado em poluição atmosférica, Paulo Saldiva, fala sobre o conceito de racismo ambiental.
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/videos-veja-entrevista/paulo-saldiva-medico-especialista-em-poluicao-atmosferica/

***********************************************
Colunistas

[Blog]
-------
Reinaldo Azevedo
Meirelles e os juros
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/

[Radar on-line]
---------------
Lauro Jardim
Maracanã, ok; Morumbi, não
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/

[Coluna]
---------
Augusto Nunes
O hino à imbecilidade e o monumento ao cinismo
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

[Consultório Sentimental]
-------------------------
Betty Milan
O fio de Ariadne
http://veja.abril.com.br/blog/consultorio-sentimental/

[Chegada]
-----------
Renato Dutra
Menos carro, mais saúde
http://veja.abril.com.br/blog/saude-chegada/


*************************************************
[Blogs da redação]
-------------------

[Finanças]
------------
IR 2010
E os brasileiros que são residentes no exterior?
http://veja.abril.com.br/blog/imposto-renda/

[Futebol]
----------
Blog da Copa
Lucio, o capitão: 'Sem sacrifício não há benefício'
http://veja.abril.com.br/blog/copa-2010/

[História]
------------
Acervo Digital VEJA
José Dirceu: o homem de confiança que virou réu
http://veja.abril.com.br/blog/acervo-digital/

[Variedades]
----------
Dez mais
As melhores versões de grandes hits dos Beatles
http://veja.abril.com.br/blog/10-mais/

***********************************************

http://www.veja.com.br

Acesse http://veja.abril.com.br/pst/newsletter para cancelar o envio deste e-mail
Nosso serviço de cadastramento solicitará seu e-mail e senha. Se não souber a senha, digite seu e-mail e clique no item "Esqueci minha senha". Uma senha provisória será enviada para sua caixa postal para possibilitar o acesso ao serviço.

Imagens de Dilma parte 2





Fotos enviadas por e-mail para o Blog do Jornal Negritude

Imagens de Dilma




Imagens enviadas por e-mail para o Blog do Jornal Negritude

Revista Veja








26 de fevereiro de 2010

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br



Edição da semana (n° 2154 - 3 de março de 2010)


Especial
A ciência a favor da beleza
Como a descoberta do sistema de hidratação profunda da pele, feita por um prêmio Nobel, abriu caminho para uma revolução nos cosméticos.

• Índice da edição




Entrevista
Presidente do BB não vê razão para se ter vergonha do lucro
Telefonia
Zé Dirceu no meio de transação bilionária de estatal de internet





EUA
Obama ainda obcecado com saúde
Um ano depois da posso presidente luta por reforma. Educação
A lição da premiação ao professor
Solução para evitar vexames em rankings mundiais.




Medicina
Os brasileiros que participam do 'Médicos sem Fronteiras'
Comportamento
Existe cura para as pessoas viciadas em praticar sexo?





Emigração
Quebec atrai os imigrantes brasileiros
Há pouca mão de obra e baixa natalidade na região. Guia
Teste das fraldas, o melhor para o bebê
Elas ainda são o que há de mais prático e confortável.




Lya Luft
Alegres e ignorantes
Roberto Pompeu de Toledo
O ano eleitoral - uma prévia





Destaques on-line
O melhor do cinema
Para acompanhar a festa de entrega do Oscar 2010:
- Infográfico com todos os concorrentes do ano
-Vídeos com as críticas de Isabela Boscov
- Acervo digital com reportagens de arquivo
- Lista: os dez maiores injustiçados da história



Entrevista
• O britânico Shaun Ellis viveu dois anos e meio como membro de uma alcatéia. Ele conta como foi sobreviver a temperaturas negativas e comer carne crua.
• O médico especializado em poluição atmosférica, Paulo Saldiva, fala sobre o conceito de racismo ambiental.




Acesse http://veja.abril.com.br/pst/newsletter para cancelar o envio deste e-mail
Nosso serviço de cadastramento solicitará seu e-mail e senha. Se não souber a senha, digite seu e-mail e clique no item "Esqueci minha senha". Uma senha provisória será enviada para sua caixa postal para possibilitar o acesso ao serviço.
Colunistas
Blog
Reinaldo Azevedo
Meirelles e os juros


"Presidente do BC não tem de arbitrar fofocas e pressões - não em público."

Radar on-line
Lauro Jardim
Maracanã, ok; Morumbi, não


"Ricardo Teixeira continua preocupado com SP e Natal, patinhos feios entre as cidades-sedes."



Coluna
Augusto Nunes
O hino à imbecilidade e o monumento ao cinismo


"Lula nem faz ideia do que é uma cadeia de ditadura. Nunca soube o que é greve de fome."

Consultório Sentimental
Betty Milan
O fio de Ariadne


Chegada
Renato Dutra
Menos carro, mais saúde


Blogs da redação
Finanças
IR 2010
E os brasileiros que são residentes no exterior?


Futebol
Blog da Copa
Lucio, o capitão: 'Sem sacrifício não há benefício'


História
Acervo Digital VEJA
José Dirceu: o homem de confiança que virou réu


Variedades
Dez mais
As melhores versões de grandes hits dos Beatles







Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados

Festival de Música


Caroline Lovato
Secretária Executiva
CTG Porteira do Rio Grande
(54) 3231-1011 e (54) 3232-1077
www.ctgporteiradoriogrande.com.br
www.rodeiodevacaria.net

Trabalho Parlamentar

Sossella reflete sobre trabalho parlamentar

"Fortalecer o desenvolvimento social e econômico do Rio Grande do Sul. Esse é o nosso compromisso de trabalho na Assembleia Legislativa e visa melhorar as condições de vida da população gaúcha. Trabalhamos pela destinação de recursos necessários para pavimentar os acessos municipais. Acreditamos que o asfalto vai gerar emprego, renda e novas oportunidades de crescimento das pequenas comunidades do nosso Estado. Por que tratamento desigual para os municípios sem asfalto? Nossa luta visa corrigir essa injustiça histórica que deixou 118 municípios à mercê do desenvolvimento.


Presidimos a Comissão de Saúde e Meio Ambiente. Estamos mobilizados pela regulação dos serviços médicos e hospitalares, organização da rede básica de saúde e por mais recursos para o setor. A União, o Estado e os municípios têm obrigações constitucionais para com a vida e a saúde do cidadão.


Defendemos a agricultura forte e o meio ambiente sustentável. É preciso harmonia entre as regras de preservação do meio ambiente e a realidade agrícola do nosso Estado. Também lutamos pela redução dos custos da produção agrícola, pois entendemos que é preciso garantir renda ao homem do campo e ao mesmo temo colocar alimentos mais baratos na mesa do trabalhador.


A educação, bandeira histórica do PDT no governo Brizola, tem o respaldo e atenção do nosso trabalho. Criamos projetos de incentivo à comunidade escolar, defendemos a implantação do piso nacional do magistério e a manutenção do plano de carreira do magistério. Acreditamos que a educação é a base de uma sociedade justa e solidária.


O municipalismo também é prioridade do nosso trabalho parlamentar. Ao lado de prefeitos, vereadores e lideranças municipais, desenvolvemos projetos e ações que beneficiam milhões de gaúchos. É no município que o cidadão vive e é lá que as pessoas precisam de segurança, educação, saúde, infraestrutura e novas oportunidades.


Em 2010, continuanos presentes na elaboração de propostas e na execução de ações que efetivamente elevem o Rio Grande do Sul a uma condição de estado forte e desenvolvido. Será preciso muito trabalho e perseverança, para que juntos -Parlamento e sociedade - possamos ver consolidadas as conquistas que beneficiam todas as regiões do Estado".




Deputado Gilmar Sossella
PDT

Roda Viva


José Mindlin
Bibliófilo


O Roda Viva reexibe nesta segunda-feira a entrevista exibida em 2006


O bibliófilo José Mindlin morreu na manhã deste domingo, em São Paulo. Ele tinha 95 anos e estava internado há cerca de um mês. A causa da morte foi falência múltipla de órgãos.

Mindlin foi jornalista, advogado e empresário. Mas, ao longo da sua vida, dedicou-se com mais carinho ao que mais gostava: livros.

Ele criou o maior e mais importante acervo particular de livros do Brasil. A sua biblioteca com mais de 38 mil títulos, 60 mil livros e documentos, entre eles obras raras, foi doada à Universidade de São Paulo.

Imortal da Academia Brasileira de Letras, José Mindlin deixou um registro no arquivo do Roda Viva na entrevista que a TV Cultura reapresenta esta noite.

Apresentação: Paulo Markun

JORGE CALDEIRA

Escritor

Ele revira documentos e dados para reescrever a história do Brasil. Com as informações em mãos, Jorge Caldeira acrescenta ilustrações e uma linguagem acessível para recontar em seus livros a história do Brasil, apresentando um país construído pelo seu próprio povo e não por conquistadores e heróis.

Jorge Caldeira recupera personagens obscuros ou esquecidos, ampliando a pesquisa sobre fatos da vida brasileira, ao buscar no passado ligações que ajudem a entender o que o país é hoje.

Seu livro mais recente contraia a visão tradicional sobre as origens da economia colonial brasileira apresentada como produto do latifúndio agrário-exportador. Jorge Caldeira conta como os empreendedores da época criaram uma economia dinâmica e produtiva, maior que a de Portugal do mesmo período.

Jorge Caldeira é autor também de Mauá, Empresário do Império; A Nação Mercantilista e O Banqueiro do Sertão, além de apresentar o nascimento do samba em seu livro A Construção do Samba e a biografia de Noel Rosa.

Apresentação: Heródoto Barbeiro


O Roda Viva é apresentado às segundas a partir das 22h00.
Você pode assistir on-line acessando o site no horário do programa.
http://www2.tvcultura.com.br/rodaviva

--------------------------------------------------------------------------------

Para cancelar o recebimento dos emails do Roda Viva, por favor, acesse:
http://www2.tvcultura.com.br/rodaviva/comenteeparticipe-cancelar.asp.

Bastidores da Festa da Uva

Estado apresenta bastidores das penitenciárias na Festa da Uva em Caxias do Sul
02/03/2010 16:09


Quem visitar a Festa da Uva de Caxias do Sul até o próximo domingo (7) poderá conhecer os bastidores dos presídios gaúchos. Pela primeira vez na história, a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) mostra ao público o trabalho prisional realizado através de parcerias com empresários e o poder público. Estão expostos os uniformes dos detentos e dos agentes da Penitenciária Regional de Caxias do Sul, além da vestimenta completa do Grupo de Ações Especiais da Susepe.

No espaço, também podem ser conhecidos os novos projetos do Governo do Estado, como o Recomeçar e o Banco do Vestuário, que confecciona mantas e pufes para distribuir entre idosos e carentes. Já a Escola Penitenciária, responsável pela formação de agentes, apresenta as etapas do preparo específico para a atuação dos profissionais.

De acordo com a Susepe, o Departamento de Tratamento Penal expõe na Festa as perspectivas dos apenados, mostrando trabalhos e cursos profissionalizantes, que vão desde a costura de bolas até conceitos de valores e de moralidade. Ocorrem ainda cursos de arte com pedras semipreciosas, montagem de chaveiros, construção de móveis e pinturas prediais.

O Departamento desenvolve, ainda, o projeto MC's Para a Paz. O grupo é formado por apenados que, para se livrar do vício do crack, ingressaram no Hip Hop. Eles são orientados por psicólogos da Susepe. Durante a Festa, a Susepe apresenta ações de conduta dentro das penitenciárias, bem como o trabalho de departamentos específicos, responsáveis pela ocupação mental, pela formação profissional do detento e até pelo tratamento contra a dependência química em drogas.

Fonte: www.estado.rs.gov.br

Argélia




Para onde vai a Argélia?





Miguel Urbano Rodrigues conheceu Argel em 1953 quando era a capital de uma colónia mascarada de parcela da França. Neste artigo, após uma breve visita, escreve sobre a Argélia do início do século XXI, um país atormentado mas fascinante cujo presente não corresponde à esperança suscitada por uma luta heróica pela independência.



Miguel Urbano Rodrigues - 02.03.10


O fascínio que Argel exerce há séculos sobre os estrangeiros que ali chegam é inseparável do cenário.

O casario, predominantemente branco, sobe pelas encostas que a encerram em gigantesca taça, moldura de uma baía deslumbrante, apenas superada em grandeza pela Guabanara e Nápoles.

O Colóquio Internacional de Homenagem a Georges Labica proporcionou-me em Fevereiro o reencontro com a cidade, por onde tinha passado em 1953 quando a Argélia era ainda uma colónia mascarada de parcela da França.

Dessa breve visita guardava na memória imagens de uma cidade onde a grande maioria dos moradores era de origem francesa. Recordo ter percorrido então a Casbah, o núcleo urbano anterior à conquista onde residiam muitas dezenas de milhares de muçulmanos, definidos como indígenas pela administração colonial.

Achei a Casbah actual quase irreconhecível.

Agora Argel é uma cidade muçulmana onde os europeus são uma minoria insignificante. Na Casbah não há gendarmes nem bandeiras francesas, o árabe substituiu a língua de Voltaire como idioma nacional, mas a modernidade aparente da era da globalização impõe-se nos ruídos das ruas, nas cores de cartazes publicitários, e no desaparecimento do vestuário tradicional.

Declarada património da humanidade, a cidade velha não se assemelha a qualquer outra do Islão. Nos 45 hectares que restam da antiga capital amuralhada da época da conquista, concentram-se 1.200 casas, labirinto de ruelas, becos, escadas tortuosas, numa malha urbana onde se destacam mesquitas e palácios do período da dominação turca, santuários, museus, um medersa (universidade corânica) e minúsculas lojas.

Com alguma surpresa, recordando cidades asiáticas do Islão como a antiga Cabul, achei a Casbah limpa.

Percorrendo o dédalo das suas ruas, a minha imaginação viajou pelo tempo. Revivi a gesta da resistência de 18 anos do emir Abdel Kader à invasão francesa de 1830 e, com emoção, a luta travada na Casbah pelos patriotas da FLN contra os paraquedistas de Massu, imortalizada em «A Batalha de Argel», o filme de Pontecorvo.

Pisando aquele solo milenar, com o olhar descendo para o mar azul das escarpas nuas que fecham o horizonte, subiu em mim naquela tarde fria um sentimento de respeito e admiração pelos povos da Argélia que ao longo de 20 séculos se bateram com heroísmo contra todos os invasores desde Roma à ocupação francesa.

UM PAÍS MILITARIZADO

As Forças Armadas Argelinas, avaliadas em 180.000 homens (as mulheres são escassas no exército), constituem hoje talvez o corpo militar mais numeroso no Continente africano, superando as do Egipto.

Esse gigantismo não resulta de qualquer ameaça externa previsível. O exército cresceu como resposta do Estado à onda de violência desencadeada na sociedade argelina pela Frente Islâmica de Salvação – FIS.

Não cabe neste artigo comentar a situação criada pelo desafio do radicalismo islamista ao Poder detido pelos herdeiros do movimento que dirigira a luta pela independência nacional.

Registo somente que a mensagem do FIS encontrou de início receptividade entre as camadas mais desfavorecidas de uma população misérrima, que perdera a esperança suscitada pela independência e as promessas do «socialismo argelino».

Enquanto a população do país quadruplicou desde meados do século passado – hoje supera os 30 milhões – a anunciada revolução não se concretizou e o êxodo total da população europeia provocou o desmoronamento do sistema económico preexistente.

A anulação das eleições ganhas pelo FIS, que beneficiava do descontentamento geral, traduziu-se numa vaga de violência irracional (150.000 mortos e centenas de milhares de exilados). O Grande Medo contribuiu decisivamente para a perda de popularidade da organização.

A resposta do Estado foi a militarização do país.

Argel é hoje uma cidade muito mais «segura» do que a maioria das capitais da América Latina. A FIS foi militarmente esmagada.

Mas o preço social da derrota infligida à organização islamista foi muito alto. A densidade do policiamento e a visibilidade do dispositivo militar impressionam o forasteiro.

Às seis da tarde não se encontra uma mulher nas praças e ruas do centro; às oito, a cidade, deserta, parece adormecida. A vida nocturna é praticamente inexistente.

O contraste com o dia perturba o visitante porque a grande metrópole (talvez uns três milhões com os subúrbios, mas as estatísticas argelinas não inspiram muita confiança) é um formigueiro de gente desde a manhã ao pôr-do-sol.

Na própria Residência oficial onde se realizou o Colóquio Labica, reservada aos participantes e convidados, não se podia entrar sem passagem por um detector de metais similar ao dos aeroportos.

Um cordão de militares cerca a capital à noite. Mas nas três vezes que saímos para jantar em restaurantes do centro, distante meia dúzia de quilómetros dos bairros altos, os carros oficiais em que seguíamos foram submetidos a numerosos controlos em postos militares. Com os táxis, a inspecção é mais rigorosa.

UMA ECONOMIA FRÁGIL

Durante a nossa breve permanência em Argel, a minha companheira e eu tivemos a oportunidade de manter prolongados encontros com velhos combatentes da guerra de independência. Essas conversas proporcionaram-me uma informação importante, embora superficial sobre a conjuntura argelina, tal como a sentem e vivem intelectuais revolucionários distanciados do Poder.

Falei também com jornalistas que esboçaram um panorama da comunicação social.

Uma realidade indesmentível: a dependência da Argélia dos combustíveis é preocupante. O petróleo e o gás fornecem, segundo as estatísticas oficiais, quase 98% das exportações do país e representam 40% do Produto Interno Bruto. As reservas comprovadas garantem a extracção no nível actual até 2030, o que suscita inquietação quanto ao futuro de uma sociedade na qual o sector produtivo é de uma insuficiência transparente.

A agricultura atravessa uma crise profunda, agravada pela política neoliberal ortodoxa imposta no início dos anos 90. Um punhado de multimilionários monopoliza as importações de cereais, leite e carne, com a cumplicidade de personalidades destacadas do Exército. A consequência dessa estratégia foi desastrosa para os produtores nacionais, incapazes de suportar a concorrência dos preços internacionais. Aliás, as cooperativas estatais formadas após a independência não puderam corresponder às esperanças nelas depositadas por falta de apoio do Poder central.

Essa grande burguesia, que acumulou fortunas colossais, possui casas no estrangeiro, onde passa largas temporadas. Não se conhece o nível das suas contas em bancos suíços, mas é certamente elevadíssimo. Num patamar inferior, formou-se uma burguesia próspera, enriquecida também através de negócios escuros.

Mas muitos milhões de argelinos vivem abaixo do nível da pobreza.

A crise económica e social assumiu tamanhas proporções que o governo sentiu a necessidade de reconhecer o fracasso da chamada economia de mercado cuja apologia fizera durante anos. No seu discurso de Junho de 2008, o Presidente Bouteflika anunciou uma viragem de estratégia. Mas a condenação da política neoliberal não foi acompanhada da formulação de uma alternativa. Não basta reconhecer que as transnacionais que tinham prometido realizar investimentos grandiosos trataram de saquear o país, tripudiando sobre os compromissos assumidos. A nova lei de finanças suprimiu os privilégios de que gozava o capital estrangeiro; mas o Poder não elaborou um projecto nacional.

O Presidente Boumedienne, após o golpe que derrubou Ben Bella, ainda utilizou durante algum tempo a expressão «socialismo argelino». Mas a fórmula, retórica, não travou a marcha do país rumo a um capitalismo dependente.

A indústria metalúrgica, que gerou esperanças graças a uma siderurgia nacional que viabilizou a produção de tractores e a montagem de veículos de transporte, é hoje pouco mais do que uma recordação.

O PIB per capita não excede 2.300 dólares.

A Argélia é territorialmente um gigante com mais de 2.350.000 quilómetros quadrados (grande parte no Deserto do Sahara, onde se concentram o petróleo e o gás). Mas enormes extensões de terras férteis permanecem incultas.

TEMOR DO FUTURO

Uma implantação débil da Internet facilita a compreensão de um absurdo aparente: as grandes tiragens dos jornais argelinos num Continente onde se lê pouquíssimo.

O maior diário do país, em língua árabe, tem uma tiragem que ronda os 400.000 exemplares. O principal dos diários de língua francesa atinge os 80.000.

Oficialmente não existe censura. Mas jornalistas com quem falei disseram-me que a auto-censura é rotineira na maioria das redacções.

Como a corrupção é considerada um flagelo nacional, os editoriais e reportagens sobre grandes escândalos são tolerados e por vezes incentivados. Mas desde que neles não seja transparente o envolvimento de altas personalidades das Forças Armadas.

Oficialmente, estas apresentam-se unidas no apoio ao regime. Mas a realidade desmente a imagem difundida. No corpo de oficiais, mesmo nos escalões superiores, manifestam-se tendências contraditórias quanto ao rumo do país.

Na área internacional a imprensa é anti-sionista e, com o apoio oficial, solidária com a luta dos povos da Palestina e do Líbano. O Hamas e o Hezbollah não são satanizados, ao contrário do que ocorre noutros países muçulmanos. As críticas às guerras de agressão dos EUA no Iraque e no Afeganistão e às campanhas contra o Irão são aliás frequentes.

Mas no tocante às relações internacionais do governo Bouteflika as surpresas são muitas para o visitante desconhecedor dos meandros sinuosos da estratégia do Poder.

A economia está orientada para a União Europeia (aproximadamente 60% do comércio externo), mas o alto comando do Exército aprofunda a cooperação militar com a China e mantêm relações cordiais com Washington. É inquietante que a CIA tenha sido autorizada a funcionar discretamente em Argel. O governo Obama, invocando a necessidade de «combater o terrorismo» no Continente iniciou negociações – segundo a revista web de Michel Collon – tendentes à utilização pelos EUA da nova base militar instalada em Tamanrasset, no extremo sul.

Com o governo de Sarkozy as relações são hoje marcadas por uma tensão inocultável. A França foi forçada pela luta do povo argelino a aceitar a independência do país. Mas os seus sucessivos governos nunca assumiram uma atitude responsável no relacionamento com a República da Argélia. Não somente recusaram sempre debater a legitimidade de reparações materiais ao povo da sua antiga colónia (centenas de milhares de argelinos foram mortos durante os oito anos da guerra que provocou enormes destruições materiais) como, sobretudo desde que Sarkozy chegou à Presidência, insistem em reescrever a História, apresentando a colonização como globalmente positiva.

UM GOVERNO DESPRESTIGIADO

A FLN, o partido do governo, é hoje uma caricatura do movimento de libertação que dirigiu a luta pela independência numa guerra de oito anos. Como não dispõe de uma base eleitoral que lhe garanta maioria no Parlamento montou uma heterogénea coligação, a Aliança Presidencial. Os seus parceiros são a União Nacional Democrática (RND), um partido de tecnocratas cuja bandeira é a modernização do país, e o Movimento Social Popular (ex-Hamas), organização populista.

A ideologia está ausente da teoria e da prática da Aliança e do governo por ela apoiado.

O Presidente Bouteflika mantém-se no poder pela inexistência de uma alternativa a curto prazo. Mas perdeu o escasso prestígio que tinha ao ser eleito em 1999. Na opinião de observadores internacionais o FIS, não obstante inspirar hoje mais temor e repulsa do que simpatia, venceria as próximas eleições se elas fossem normais. Seria essa uma forma de castigar Bouteflika e os seus aliados.

Para se avaliar a complexidade da reacção popular perante o Poder e aqueles que para o enfrentar optaram por uma orgia de violência é útil esclarecer que o analfabetismo real na Argélia deve rondar os 50%, o que desmente as estatísticas oficiais.

O fosso que separa uma intelectualidade brilhante (na Universidade o francês predomina sobre o árabe) e as massas é muito profundo.

Mas é importante registar que houve um enorme progresso no campo da Educação. Antes da independência apenas umas centenas de argelinos tinham acesso ao ensino universitário, reservado quase exclusivamente a europeus. Hoje, o total de estudantes nas numerosas universidades existentes ultrapassa os 250.000. Lamentavelmente, o diploma, concluídos os cursos, não assegura trabalho a dezenas de milhares, cuja frustração é legítima.

Os sindicatos são hoje de pura fachada, e o desemprego, elevadíssimo, dificulta a luta dos trabalhadores cuja combatividade é escassa pela ausência de uma organização revolucionária com implantação entre a classe operária, capaz de a mobilizar em defesa dos seus direitos, uma organização que pudesse desempenhar o papel assumido durante a guerra pelo Partido Comunista Argelino.

Num país onde o salário mínimo equivale a 150 euros, e o médio oscila entre os 250 e os 300, o custo de vida é comparável ao de Portugal com a peculiaridade de os hotéis e os restaurantes serem caríssimos.

Para onde caminha a Argélia?

Não me sinto em condições de esboçar uma resposta.

Nos meus breves dias de Argel encontrei-me me num país desconhecido que perdeu a grande esperança que mobilizou a nação numa guerra de libertação épica.

A juventude actual nasceu após a guerra da independência, tal como a geração anterior. Sente uma enorme frustração pela ausência de perspectivas. Um veterano do combate dos anos 50 dizia-me, com tristeza: «Milhares de jovens emigram todos os anos, principalmente para a França e o Quebec, no Canadá. Acredito que se não fosse a extrema dificuldade de obtenção de vistos para entrar na Europa e na América, nove entre cada dez jovens argelinos, deixaria o país».

O futuro próximo parece sombrio. Mas a história heróica dos povos da Argélia demarca-me de uma atitude pessimista.

Conheci ali neste reencontro homens cuja lucidez e firmeza reforçaram a minha confiança no amanhã da terra milenarmente martirizada da Argélia, berço de grandes pensadores e sábios e de revolucionários que se impuseram ao respeito da humanidade.


Serpa, Fevereiro de 2010




--------------------------------------------------------------------------------





-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Boletim Sindicato dos Jornalistas RS




Porto Alegre, 02 de março de 2010



Fabiano Pereira dará parecer favorável ao projeto de Lei de Sandro Boka

Neste dia 3 de março, quarta-feira, às 15h30, no 3º andar da Assembléia Legislativa do RS, o deputado estadual (PT) Fabiano Pereira fará uma reunião com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS, a Fenaj e os diretórios acadêmicos, onde dará o seu parecer favorável ao projeto de Lei 236/2009 do deputado estadual (PMDB) Sandro Boka. O PL estabelece exigência de curso superior em jornalismo para provimento de cargos de jornalista no âmbito da administração pública estadual direta e indireta.

Fabiano fará todos os esclarecimentos de sua posição e convida todos interessados para participarem deste encontro.



Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul

Rua dos Andradas, 12/133 - 13 andar Porto Alegre/RS

Tel.: (51) 3228.8146 | 3226.0664 | 3226.1735


http://www.jornalistas-rs.org. br/


http://twitter.com/ jornalistasrs

Assessoria de comunicação: Bibiana Nunes
web@jornalistasrs.brte.com.br

• Antes de imprimir esse e-mail, lembre-se da Amazônia •






Descadastre-se caso não queira receber mais e-mails.

News Negro

Bombeiros convocam candidatos que se declararam negro para entrevista
Midiamax
O Diário Oficial do Estado (DOE) traz hoje (2) o edital número 10/2010 com a convocação dos candidatos que se declararam negro no ato de inscrição do ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Casa do Lago retoma atividades com 'Cultura Negra'
EPTV
A exposição "Cultura Negra", do artista plástico Elvis da Silva, reabriu na segunda-feira (1º) a programação cultural do Espaço Casa do Lago. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

SEDH realiza vigília em favor da cotas raciais
ClickPB
“Existe uma minoria de negros nas universidades. A população negra tem dificuldade para concluir os estudos porque precisam trabalhar e as mulheres negras ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Pago por caso de racismo até hoje, diz Antônio Carlos
Terra Brasil
Antônio Carlos, treinador do Palmeiras, comentou à Rede Globo o caso de racismo em que ele se envolveu, à época que estava no Juventude, com o jogador ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Polícia Militar investiga racismo em condomínio
O Diário de Teresópolis
A Lei tipifica racismo como crime e pune com prisão de até cinco anos. No entanto, a maioria dos casos o crime de preconceito racial é classificado como ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Speedy Gonzales vai ser estrela de cinema
TVI24
Apesar do universo à volta do rato mexicano ser considerado preconceituoso e racista (com piadas sobre a suposta preguiça mexicana), os produtores querem ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Com estreia positiva, Antônio Carlos mostra calma e recebe apoio ...
globoesporte. com
Uma delas dizia: "Volta Muricy, fora racista". Em março de 2006, quase no fim de sua carreira de jogador, ele estava no Juventude e foi denunciado por crime ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Ahmadinejad volta a ofender Israel
Diário Catarinense
... é a origem de todas as guerras, do terrorismo, do genocídio e dos crimes de lesa-humanidade, que é racista e que não respeita os princípios humanos”. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Torcedores protestam contra Zago
Diário do Grande ABC
Os manifestantes exibiram faixas chamando Antonio Carlos de racista - quando defendia o Juventude, ele criticou um atleta adversário, que era negro, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Livro com palavrões adotado em escola de MS gera polêmica
Terra Brasil
A meu ver demonstra caráter racista, preconceituoso, com palavras de baixo calão e de pouco (pra não dizer nenhum) teor educativo/cultural. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
BBB 10: Angélica é a eliminada desta terça
A Tarde On Line
É impressionante como a televisão brasileira é conivente com um ser tão preconceituoso e racista. Fico sentida e preocupada, por ser mulher, com tudo o que ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Kadafi condena ataques contra Islão e casas de Deus na Suíça
Panapress
Benghazi, Líbia (PANA) - O guia líbio, Muamar Kadafi, denunciou vigorosamente quinta-feira à noite em Benghazi a campanha racista desencadeada pela Suíça ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Protestos fortaleceram Palmeiras no clássico, revela Robert
Abril
(Ajudou) Ainda mais o Antônio Carlos, pelas críticas", disse Robert, citando o recém-contratado treinador, chamado de 'racista' pelos torcedores. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

CUT convida ministro e parlamentares para discutir estratégias de ...
Mundo Sindical - Sindicalismo levado a sério!
“O Estatuto da Igualdade Racial não dará conta de reparar toda a dívida que o Brasil tem com a população negra, mas é uma arma fundamental para enfrentar a ...
Veja todos os artigos sobre este tópico




|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
............ ......... ......... .
__._,_.___

Pirâmide do Egito

Estudo: pirâmides do Egito não foram construídas por escravos
10 de janeiro de 2010 . 16h43 . atualizado às 21h11

Novas tumbas encontradas em El Giza apóiam a visão de que as Grandes
Pirâmides foram construídas por trabalhadores livres e não por escravos,
como se acreditava, disse o arqueólogo-chefe do Egito neste domingo. Filmes
e a mídia retrataram por muito tempo escravos trabalhando no deserto para
construir as gigantescas pirâmides somente para encontrar uma morte
miserável no fim de seus esforços.
"Essas tumbas foram construídas ao lado da pirâmide do rei, o que indica que
essas pessoas não eram de forma alguma escravos", disse Zahi Hawass,
arqueólogo-chefe que lidera a equipe de escavação do Egito. "Se fossem
escravos, não teriam o direito de construir suas tumbas ao lado da tumba do
rei."
Hawass disse que uma série de tumbas de trabalhadores, algumas delas
encontradas nos anos 1990, estava entre as maiores descobertas dos séculos
XX e XXI. Elas pertenciam a homens que construíram as pirâmides de Khufu e
Khafre.
O arqueólogo encontrou anteriormente trabalhos de grafite nas paredes por
trabalhadores que se denominavam "amigos de Khufu" - mais um indício de que
não eram escravos. As tumbas, no planalto de El Giza, na fronteira oeste do
Cairo, têm 4.510 anos de existência e se encontram na entrada de uma
necrópole de um quilômetro e meio de comprimento.
Hawass disse que havia provas de que fazendeiros no Delta e no Alto Egito
enviaram 21 búfalos e 23 ovelhas para o planalto todos os dias para
alimentar os trabalhadores, acreditando- se ser 10 mil - cerca de um décimo
da estimativa de 100 mil do historiador grego Heródoto. Esses fazendeiros
eram isentos de pagar impostos ao governo no antigo Egito - evidência que
enfatiza o fato de que estavam participando de um projeto nacional.
A primeira descoberta das tumbas dos trabalhadores em 1990 aconteceu
acidentalmente quando um cavalo tropeçou numa estrutura de tijolo há 10 m do
local de enterro.
http://noticias. terra.com. br/ciencia/ noticias/ 0,,OI4196820- EI8147,00- Estudo+piramides +do+Egito+ nao+foram+ construidas+ por+escravos. html

|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
............ ......... ......... .

Mensagem

Presos em Ijuí

Brigada Militar prende mais três por tráfico em Ijuí
05/03/2010 15:02


Na noite dessa quinta-feira (04), após novas denúncias anônimas, foram presos, ao serem flagrados vendendo droga no próprio estabelecimento comercial, o casal e um filho, proprietários de um bar que atende 24 horas e de uma Pousada, ambos no bairro Glória, em Ijuí.

A Brigada Militar apreendeu uma balança de precisão, 671,15g de cocaína, 34 buchas de cocaína, 4,55g de maconha e R$ 1.552,35 em dinheiro, além de embalagens e líquido para dissolver pasta de coca, uma pistola calibre 7.65, de fabricação estrangeira com carregador acoplado e carregado com sete cartuchos intactos.

Com atuação direcionada ao combate ao tráfico de drogas, por meio da Seção de Inteligência, o número de presos por esse tipo de crime bateu recorde em Ijuí, no final de 2009, com mais de 24 detenções. Já neste ano, somados os três presos nesta quinta-feira, seis traficantes já foram presos em Ijuí e, destes, cinco recolhidos à Penitenciária Modulada Estadual de Ijuí.

O major Tomas Jacson Trindade Lopes, comandante do Batalhão da Brigada Militar em Ijuí, enaltece o respaldo do Ministério Público local e a participação da comunidade e afirma que somente com esse tipo de ação efetiva no combate ao tráfico é que será possível amenizar a ação destes criminosos.

O casal e o filho já foram encaminhados à Penitenciária Modulada Estadual de Ijuí.

Fonte: PM5-Imprensa/BM

Debora Secco com Bens Bloqueados



Justiça manda bloquear R$ 2 milhões de Deborah Secco, diz jornal
Sexta, 05/03/2010 - 07:28h DivJustiça manda bloquear R$ 2 milhões de Deborah Secco, diz jornal
Sexta, 05/03/2010 - 07:28h Divulgação
Deborah Secco De acordo com a notícia publicada nesta sexta-feira, 5, no jornal carioca "O Dia", Deborah Secco e outras cinco pessoas da família da atriz foram acusadas de participar de um esquema de desvio de verba do governo do Rio de Janeiro.

De acordo com o Ministério Público, o pai da atriz, Ricardo, teria recebido no acordo, sozinho, R$1 milhão e repassado parte do dinheiro para diversas pessoas, incluindo a filha. Outros depósitos também foram feitos em empresa da atriz.

Ainda segundo a publicação, a dívida de Deborah com a Justiça é de R$ 1,9 milhão. Se não tiver essa quantia disponível, a artista não poderá emitir cheques ou usar cartões de crédito.
Fonte: Yahoo

ulgação
Deborah Secco De acordo com a notícia publicada nesta sexta-feira, 5, no jornal carioca "O Dia", Deborah Secco e outras cinco pessoas da família da atriz foram acusadas de participar de um esquema de desvio de verba do governo do Rio de Janeiro.

De acordo com o Ministério Público, o pai da atriz, Ricardo, teria recebido no acordo, sozinho, R$1 milhão e repassado parte do dinheiro para diversas pessoas, incluindo a filha. Outros depósitos também foram feitos em empresa da atriz.

Ainda segundo a publicação, a dívida de Deborah com a Justiça é de R$ 1,9 milhão. Se não tiver essa quantia disponível, a artista não poderá emitir cheques ou usar cartões de crédito.

Homicídio de Adolescente na Capital

Polícia Civil conclui inquérito do homicídio de adolescente na Capital
03/03/2010 17:18


O titular da 1ª Delegacia de Polícia do Adolescente Infrator (DPAI), do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (DECA), delegado Christian Nedel, concluiu, na tarde desta quarta-feira (03), o inquérito do homicídio que vitimou o adolescente Bruno Vargas de Oliveira, 15 anos. O crime ocorreu nessa terça-feira (02/03), às 12h50min, próximo à Escola Estadual Santa Rita de Cássia, Bairro Santa Tereza, em Porto Alegre.

Conforme o delegado Nedel o autor do disparo que vitimou Bruno foi um adolescente de 15 anos, que confessou o fato na DPAI/DECA, alegando como motivo do homicídio, desavença pessoal e rixas anteriores. O adolescente foi indiciado por homicídio simples e foi apresentado à Promotoria de Justiça Especializada do Centro Integrado de Atendimento da Criança e do Adolescente (CIACA).

Fonte: Ascom PC

Bebê Desaparecido

Polícia Civil de Gravataí localiza bebê desaparecido
03/03/2010 17:24


Na manhã desta quarta-feira (03), agentes de polícia da Seção de Investigações e de Conselheiros Tutelares de Gravataí e Porto Alegre, coordenados pelo delegado Anderson Spier, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Gravataí, apreenderam uma criança de apenas cinco dias de vida que havia sido vendida pela mãe. A notícia chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar que a encaminhou até a Delegacia. A criança foi encontrada no Bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, com um casal que teria participado da negociação e que pegou a criança no hospital do município de Gravataí.

Segundo o delegado Anderson Spier, está sendo apurado a participação de outras pessoas no crime, inclusive de um médico e um advogado. O recém nascido foi entregue ao Conselho Tutelar.

Fonte: Ascom PC

Luiz Carlos Prestes


Caros Amigos:

No próximo de 7 de março, cumprem-se 20 anos do falecimento de LUIZ CARLOS PRESTES. Vamos homenagear sua memória junto à sua sepultura no Cemitério São João Batista, entrada principal, rua General Polidoro (BOTAFOGO).


Dia 7 de março (DOMINGO)
10 horas da manhã

ANITA L. PRESTES




--------------------------------------------------------------------------------




-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Comunicação

por Gilberto Maringoni, em Opera Mundi



“O Plano Nacional de Direitos Humanos [PNDH] é um totalitário”, “o stalinismo predomina no PT”, “temos de ir para a ofensiva”, “Vamos acabar com essa história de ouvir o outro lado na imprensa”, “governo cínico, cínico, cínico!”, “democracia não é só eleição”. Frases assim, proclamadas com ênfase quase raivosa, deram o tom no Fórum Democracia e Liberdade de Expressão, realizado na segunda (1), em São Paulo.

O evento, promovido pelo Instituto Millenium, foi uma espécie de Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) particular da direita brasileira, facção grande mídia. Revezaram-se nos microfones, convidados internacionais, donos de conglomerados e seus funcionários de confiança. Fala-se aqui da Editora Abril, da Rede Globo, da Rede Brasil Sul (RBS), da Folha de S. Paulo, do Estado de S. Paulo e agregados. Como se sabe, tais setores resolveram boicotar a I Confecom, um processo democrático ocorrido em todos os estados da Federação, que culminou em uma etapa nacional, realizada em dezembro último. Presentes nesta, cerca de 1,3 mil delegados, entre empresários, movimentos sociais e governo. O total de pessoas envolvidas em suas fases regionais envolveu cerca de 12 mil participantes.



Terceirizando a bílis

Pois o Instituto Millenium fez seu convescote para cerca de 180 participantes. Eram empresários, jornalistas e interessados, que desembolsaram R$ 500 cada um, por um dia de atividades. Na mira dos palestrantes, os governos de centro esquerda da América Latina, os movimentos sociais, o governo Lula e o PNDH. As intervenções mais moderadas foram as de Roberto Civita (Abril) e de Otávio Frias Filho (Folha), que buscaram, de certa forma, situar seus interesses na cena política. Externam o que se espera de proprietários de monopólios. Defendem a livre iniciativa de “investidas antidemocráticas como o controle social da mídia” e “menos legislação para o setor”, no dizer de Civita. Roberto Irineu Marinho (Globo) foi ainda mais discreto. Ficou na platéia e f ez uma única pergunta por escrito ao longo de todo o dia. Mantêm uma certa linha. Os três resolveram terceirizar a artilharia pesada para seus empregados, que fizeram uma verdadeira competição para ver quem seria o Carlos Lacerda (1914-1977) da Nova Era. O ex-governador da Guanabara, como se sabe, se notabilizou entre o final dos anos 1950 e início da década seguinte como o mais notável agitador, na TV e no rádio, em favor do golpe de 1964. Dono de uma retórica incendiária, Lacerda intimidava adversários e aglutinava seguidores para a derrubada do presidente João Goulart.

Nessa toada, os conferencistas tiveram a inusitada ajuda do Ministro das Comunicações Helio Costa,e do deputado Antonio Palocci (PT), como se verá adiante.



Visão particular da História

A primeira mesa trouxe três convidados externos, o argentino Adrian Ventura (La Nación), o âncora da televisão equatoriana Carlos Vera (Ecuavisa) e o venezuelano Marcel Granier (dono da RCTV, cuja concessão não foi renovada em 2007).

Arrogante e inflamado, Vera afirmou que em seu país “não existe liberdade de expressão”. Reclamou que seu canal de TV não recebe mais publicidade estatal e acusou o presidente Rafael Correa – “um ditador” - de ter sido eleito “por prostitutas”. Já Marcel Granier foi saudado como uma espécie de símbolo da luta pela liberdade de imprensa pelo apresentador Marcelo Rech, diretor da RBS. O proprietário da rede venezuelana denuncia “o autoritarismo do governo Hugo Chávez”. Desfia o que diz serem provocações, intimidações e a certa altura, de passagem, fala da “renúncia” de Chávez. Em nenhum momento menciona o golpe de Estado de 2002 e ao papel da grande mídia de seu país. Parece que toda a tensão em seu país nasceu por geração espontânea. Uma visão particular da História, sem dúvida.

Granier e seus colegas de mesa não deixam de deplorar a existência de aliados dos tais governos ditatoriais entre os empresários da mídia. Aliados, não. “Cúmplices”, sublinha o mediador Rech, com anuência dos convidados.



De costas para o governo

Logo após a mesa inicial, chega o convidado mais aguardado da manhã chuvosa, o Ministro das Comunicações Hélio Costa. Com seu inimitável penteado, o membro do governo falou o que a “seleta platéia”, conforme sua expressão, queria ouvir. Buscou esvaziar a Confecom de qualquer significado maior. “Através de três ministros, Luís Dulci, Franklin Martins e eu, o governo foi unânime em decidir que em hipótese alguma se aceitará algum tipo de controle social da mídia”. E enfatizou: “Isso não foi, não é e não será discutido”, enfatiza para gáudio da maioria dos presentes. Genial. O membro do primeiro escalão confraterniza-se com os que deploram seu governo como marcado por tendências discricionárias.



Libelu e Rolando Lero

A terceira mesa, intitulada “Ameaças á democracia no Brasil” foi a mais trepidante de todas. Contou com Demétrio Magnoli, o Gustavo Corção da Libelu, Denis Rosenfeld, o Rolando Lero na filosofia gaúcha, e Amauri de Souza, sociólogo. Na mediação, Tonico Ferreira (Globo).

Ferreira é mais um daqueles que um dia foram de esquerda e transitaram alegremente para a outra ponta do espectro político sem culpas. Chefe de redação do semanário Movimento, no final dos anos 1970, Ferreira, de saída, denuncia o caráter autoritário da lei eleitoral. “É censura”, diz ele, antes de passar a palavra a Magnoli.

Este não perde tempo. Logo faz um apanhado da história do PT e dispara: “A relação do partido com a democracia é ambígua. Juntamente com o PSOL, apoiou o fechamento da RCTV”. Acusa a agremiação de Lula de fazer uma volta atrás em seu ideário democrático. “Retomaram a idéia autoritária de partido dirigente e de democracia burguesa”, sentencia. E logo completa “Este movimento, de restauração stalinista, é reforçado pela emergência do chavismo e do apoio a Cuba”. Na platéia uma senhora murmura: “Que vergonha, nosso governo apoiar isso”.

O risco, para Magnoli é um possível governo Dilma, supostamente mais subordinado ao PT do que a gestão Lula. O fim das ameaças, para ele, só acontecerá “com a vitória da oposição”. Bingo! E culmina: “Não somos Venezuela e Cuba! Temos de falar que nós somos diferentes!”. Aplausos entusiasmados.

Rosenfeld vai pela mesma toada, mas busca elaborar uma “pensata” sobre o “corpo e o espírito do capitalismo”. Segundo ele, o corpo vai muito bem. “Os grupos econômicos ganharam muito dinheiro nesses oito anos”. O problema é o espírito, “os bens intangíveis”, revela o filósofo. A base material é garantida pelo governo, nas palavras de Rosenfeld, “As metas de inflação, a autonomia operacional do Banco Central e o superávit fiscal” mostrariam um rumo seguro. Mas o espírito está sendo minado, alerta. Esse ectoplasma é “a liberdade de expressão” que estaria ameaçada. E enumera os problemas, numa tediosa repetição: “O PNDH, o MST, a questão dos quilombolas” etc. etc. etc.



A sutileza do sr. Basile

O seminário foi sumamente repetitivo, diga-se de passagem. No período da tarde, os previsíveis Arnaldo Jabor, Carlos Alberto di Franco (Opus Dei) e Sidnei Basile (diretor da Abril) tentaram dar novas roupagens ao samba de uma nota só do evento. Basile, sob o olhar atento de Roberto Civita, seu patrão, defende um regime de autorregulação para a imprensa. “Algo semelhante ao Conar” (Conselho de Autorregulamentação Publicitária), formado pelas próprias agências, ao invés de uma lei para o setor.

A proposta é ensandecida. Se aplicada a toda a sociedade, com cada um supervisionando seu próprio setor, o mundo seria uma graça. Um exemplo. Não haveria mais leis de trânsito, sinais, placas, mão e contramão. Os motoristas se reuniriam e fazem um código de autorregulação. Se os pedestres reclamarem, basta acusá-los de tentar bloquear um dos mais sagrados direitos, o de ir e vir dos motorizados. Todos se atorregulariam e chegaríamos ao reino encantado de Basile. No meio de seu delírio anarquista, o executivo, sempre observado pelo patrão, acusou a convocação da Confecom por parte do Presidente da República como um ato “cínico e hipócrita”. Adendou: “Um conto do vigário”. Basile é de uma sutileza a toda prova.

Jabor, que aparentemente não preparou intervenção alguma, repetiu jaborices pelos cotovelos. Populismo autoritário, jacobinos, bolcheviques e quejandos formam o mundo a ser vencido. Homem experiente que é, contou mais uma vez já ter sido comunista. E disparou diatribes à granel. Impossível não lembrar de uma impagável frase do escritor paulistano Marcos Rey (1925-1999). Este dizia não gostar de dois tipos de gente, ex-comunistas e ex-fumantes, “porque ambos são metidos a dar conselhos”.



Reinaldos Azevedos às mancheias

A quarta mesa – “Liberdade de expressão e Estado democrático de direito” – contou com a participação de três luminares: Reinaldo Azevedo (Veja), Marcelo Madureira (Casseta) e o Dr. Roberto Romano (Unicamp), os dois últimos tentando ver quem era mais Reinaldo Azevedo que o próprio Reinaldo Azevedo.

O citado é um fenômeno da Natureza. Um criador de personagens. É uma espécie de Walt Disney de si próprio. Disney inventou o Mickey, o Pato Donald, o Pateta e uma plêiade de figuras inesquecíveis. Reinaldo Azevedo criou Reinaldo Azevedo. “Sou de direita!”, avisa de saída. “A imprensa tem que acabar com o isentismo e o outroladismo, essa história de dar o mesmo espaço a todos”.

Madureira foi mais um alardear sua condição de ex-comunista. Fez piadinhas, embora não se saiba se seu cachê incluía chistes e gags. Atacou tendências autoritárias e “recadinhos” oficiais. “O governo pressiona os editores com os anúncios da Petrobras e do Banco do Brasil. Isso é censura!” Com a presença do patrão na platéia, logo sublinhou: “A Globo não nos censura”.



Mas o humorista da tarde foi o Dr. Roberto Romano. Este revelou ao mundo uma nova teoria, que vai pegar. É sobre a militância. Atenção: “O partido de militantes causa a corrosão do caráter”. Guardem essa! Depois de A corrosão do caráter, de Richard Sennet, que fala dos vínculos trabalhistas e sociais tênues e sua influência no comportamento humano, um livro sério, o Dr. Romano vem com sua versão pândega. E explica: “No partido de militância não tem mais jornalista, médico e nem nada. Tem o militante que se reporta ao chefe”. Isso, para as muitas luzes do Dr. Romano, corrói o caráter. Olha lá, Brasil! A partir de agora, só se falará em outra coisa!



As pesquisas científicas do Dr. Romano o levaram a constatar, além de tudo, que “90% das ONGs são totalitárias”. Como o mediador William Wack prometeu publicar a fala original do Dr. Romano no site do Instituto Millenium, o mundo aguarda ansioso as fontes empíricas de tão bombástica revelação.

No fim de tudo, na última palestra, o deputado Antonio Pallocci veio confraternizar com aqueles que malharam sem dó seu partido e o governo que integrou até há poucos anos. Para agradar, também criticou o PNDH, no que foi cumprimentado ao final.



Tendências não democráticas

O Fórum do Instituto Millenium, apesar de seu tom folclórico, não é engraçado. Embora seja um direito democrático a organização de toda e qualquer facção política, é forçoso reconhecer que estas nada têm de democráticas ou plurais. Buscam se articular justamente para evitar reformas democratizantes no país e no setor de comunicação. Um ponto positivo é dado pela seguinte constatação: os monopólios de mídia se desgastaram com o boicote à Confecom. O tema da democratização da comunicação entrou na agenda nacional com força. O seminário é uma gritaria da direita. Sem problemas. O duro é buscarem, afirmar seus interesses contra a vontade e as necessidades da maioria da população.



Agradecimento

Este obscuro jornalista agradece sinceramente ao Dr. Roberto Romano pela menção ao texto “Instituto Millenium: toda a democracia que o dinheiro pode comprar!” , feita no calor de suas vibrantes intervenções. Apesar de ele ter recomendado às pessoas taparem o nariz para lê-lo, só posso ficar envaidecido com tão ilustre recomendação.



http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/maringoni-forum-do-millenium-a-confecom-da-direita/

...

A JAGUNÇADA







Adrián Ventura
Jornalista argentino. Colunista do jornal “La Nación”


Amaury de Souza
Cientista político, sócio-diretor da Techne e da MCM Consultores Associados e autor de "A agenda Internacional do Brasil: A política externa brasileira de FHC a Lula" (Campus, 2009).


Arnaldo Jabor
Cineasta e comentarista da TV Globo e da rádio CBN. Autor de “Amor é prosa, sexo é poesia: crônicas afetivas” (Objetiva, 2004) e “Amigos ouvintes” (Globo, 2009).


Carlos Alberto Di Franco
Doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra, professor de Ética, diretor do Master em Jornalismo e da Di Franco-Consultoria em Estratégia de Mídia.


Carlos Alberto Sardenberg
Jornalista, comentarista econômico da TV Globo e âncora da rádio CBN.


Carlos Vera
Jornalista equatoriano. Autor do livro “¡Nunca mordaza!” (Paradiso Editores)


Demétrio Magnoli
Sociólogo, doutor em Geografia Humana pela USP e colunista dos jornais “O Estado de S. Paulo” e “O Globo”. É autor dos livros “O mundo contemporâneo” (Saraiva, 2004), “História das guerras” (Contexto, 2006) e “Uma gota de sangue” (Contexto, 2009).


Denis Rosenfield
Filósofo, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutor em Estado pela Universidade de Paris. É articulista do jornal “O Estado de S. Paulo” e editor da revista “Filosofia Política”.


Fernando Gabeira
Escritor, jornalista e deputado federal


Luis Erlanger
Jornalista e diretor da Central Globo de Comunicação.


Marcel Granier
Presidente da emissora venezuelana RCTV (Rádio Caracas Televisão).


Marcelo Madureira
Humorista e integrante do grupo “Casseta & Planeta”.


Miro Teixeira
Advogado, jornalista, ex-ministro das Comunicações e deputado federal


Reinaldo Azevedo
Jornalista e articulista da “Veja”. É autor dos livros “O país dos petralhas” (Record, 2008) e “Máximas de um país mínimo” (Record, 2009).


Roberto Romano
Professor de Ética e Filosofia Política da Unicamp. Autor dos livros “O caldeirão de Medéia” (Perspectiva, 2001), “Moral e Ciência - a monstruosidade no século XVIII” (Senac, 2002) e “O desafio do Islã e outros desafios” (Perspectiva, 2005).


Sidnei Basile
Jornalista e vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Abril. É autor de “A ética e o caminho das pedras – elementos de jornalismo econômico” (Negócio Editora/Campus, 2002).


Tonico Ferreira
É jornalista da TV Globo.




Postado por RIZOMA BEATRICE às 9:16 AM

http://www.grupobeatrice.blogspot.com/



--------------------------------------------------------------------------------





-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Caso Eliseu Santos

Polícia Civil identifica suspeitos da morte de Eliseu Santos
03/03/2010 20:41


Os delegados Ranolfo Vieira Júnior, diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), e Bolívar dos Reis Llantada, titular da Delegacia de Polícia de Homicídios e Desaparecidos do (DHD), informaram que os três indivíduos suspeitos de envolvimento na morte de Eliseu Santos já estão identificados. O informe foi repassado em entrevista coletiva nesta quarta-feira (03), na sede do DEIC, na Capital.

De acordo com os delegados, um veículo Vectra prata - ano 2007, e que pode ter sido utilizado pelos suspeitos, foi encontrado em Novo Hamburgo totalmente carbonizado e será encaminhado à perícia. Um jovem de 22 anos foi identificado como sendo o homem alvejado pelo secretário durante o assalto, e que está desaparecido desde sábado (27/02). Ele e os outros dois suspeitos estão com a prisão temporária decretada pela Justiça. O trio é suspeito de pertencer a uma quadrilha de roubo de veículos que vem atuando no bairro Floresta e imediações. A polícia acredita, com base nos indicativos recolhidos - provas técnicas periciais e indícios de atuação de quadrilha de roubo de veículo, que se trata de um latrocínio, ou roubo com morte.

Na oportunidade, o chefe de Polícia, João Paulo Martins, ressaltou a importância de todos os órgãos de segurança, Judiciário, Ministério Público, Instituto-Geral de Perícias, em especial as delegacias do Deic, e ainda, as volantes do Departamento polícia Metropolitana (DPM). A coletiva também foi prestigiada pelo subchefe de Polícia, delegado Álvaro Steigleder Chaves, o responsável pela Divisão Judiciária e de Operações (DJO), delegado Alexandre Vieira, a titular da 1ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), delegada Vandi Lemos Tatsch, e o diretor-geral do Instituto-Geral de Perícias, Áureo Luiz Figueiredo Martins, além de demais delegados do Deic.

Fonte: Ascom PC

Governo do Estado

Infraestrutura
Governadora anuncia construção de ponte de aço sobre o rio Jacuí em Agudo
Com investimentos de R$ 39,9 milhões, a obra deve estar pronta dentro de seis meses. "Trata-se de tecnologia moderna, utilizada no mundo, que agora chega ao Rio Grande do Sul", disse Yeda. Agronegócio e Segurança
Yeda abre 10ª Expoagro Afubra e entrega 50 veículos para a Brigada Militar
"São dez anos de uma iniciativa que ajuda a organizar a produção, principalmente para o pequeno agricultor", disse a governadora antes de entregar 22 modelos GM Prisma, seis camionetes GM S10 e 22 Ford Focus. Energia
Grupo CEEE tem lucro contábil recorde de R$ 3,5 bilhões
Resultado inédito torna a Companhia Estadual de Energia Elétrica muito mais forte economicamente e a coloca em um novo patamar como empresa. Justiça
Estado institui Comitê de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças
Grupo será composto por representantes do Governo do Estado e da sociedade civil. Atividades se iniciam nesta quinta-feira (4). Ensino
Governo acompanha turmas de alfabetização no retorno às aulas em Guaíba
Secretário Ervino Deon e equipe da 12ª Coordenadoria Regional de Educação foram recebidos pelo prefeito de Guaíba, Henrique Tavares, e a presidente da Câmara de Vereadores, Paula Parolli. Ação Solidária
Hospital Psiquiátrico São Pedro recebe mobiliário e equipamentos do Estado
Comitê de Ação Solidária entrega 20 computadores, dez arquivos de aço, 200 cadeiras, 30 estantes de aço e muitos outros itens para revitalização do hospital.

Destaque do Dia





Destaques do Dia
Yeda Crusius abre a Expoagro Afubra 2010
A governadora Yeda Crusius discursa durante a abertura oficial da Expoagro Afubra 2010, no Parque de Exposições Presidente Hainsi Gralow, em Rio Pardo.


Local: Rio Pardo - RS
Data: 03/03/2010
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 33613

Yeda Crusius anuncia construção de ponte em Agudo
A governadora Yeda Crusius, acompanhada do secretário da Infraestrutura e Logística, Daniel Andrade(E) e o diretor-geral do Daer, Vicente Brito Pereira, anuncia, durante entrevista coletiva à imprensa, a construção emergencial de uma ponte de aço de 420 metros na RSC-287, em Agudo.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 03/03/2010
Foto: Antonio Paz / Palácio Piratini
Código: 33628

Governo do Estado e Famurs articulam ações para o mês das hepatites
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, durante reunião com o diretor da Escola de Gestão Pública da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul(FAMURS), Dr. Ricardo Hermany(C), e o coordenador-geral da Famurs , Pedro Feiten(E), para programação das ações e mobilização das prefeituras no mês das hepatites, que ocorre em maio.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 03/03/2010
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Código: 33612

Yeda Crusius recebe medalha na Expoagro Afubra 2010
A governadora Yeda Crusius recebe do prefeito de Rio Pardo, Joni Lisboa da Rocha, medalha alusiva aos 200 anos de emancipação do município, durante a Expoagro Afubra 2010, no Parque de Exposições Presidente Hainsi Gralow, em Rio Pardo.


Local: Rio Pardo - RS
Data: 03/03/2010
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 33615

Yeda Crusius recebe o vice-presidente da GM Brasil
A governadora Yeda Crusius, acompanhada do chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, e dos secretários da Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano, Marco Alba, e da Fazenda, Ricardo Englert, em audiência com o vice-presidente da GM Brasil, José Carlos Pinheiro Netto(E).


Local: Porto Alegre - RS
Data: 03/03/2010
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Código: 33630

Presidente do Comitê de Ação Solidária participa de aula inaugural na Procergs
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, fala com alunos da 5ª turma do Projeto Pescar, da Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), durante Aula Inaugural.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 03/03/2010
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Código: 33624

O Pasquim

Como jogar duas biografias num esgoto....
Audácia de sobra (09.04.08 - 13h06)
"A senhora sabe quem eu sou?
Eu sou uma referência moral nesse país".
Assim o cartunista Ziraldo, acusado no imbróglio do Festival de Humor de Foz
do Iguaçu - edição de 2004 - se dirigiu à juíza federal que comanda o
processo judicial.
Ziraldo, segundo apurou a coluna, será condenado pelas atitudes pouco
ortodoxas que marcaram a realização do Fest Humor. Ora, se Ziraldo é uma
referência moral, o último que sair que apague a luz.

Menino maluquinho (09.04.08 - 10h19)
Ainda Ziraldo...
Ex-presidente da Funarte no governo do maranhense José Sarney, Ziraldo foi
demitido por excesso de notas de restaurantes, viagens e outras despesas
consideradas desnecessárias.
Superintendente da Funarte, Maria Luiza "Lulu" Librandi denunciou o
cartunista, o que ocasionou a demissão. Ziraldo chamou Lulu Librandi de
"filha da puta" e considerou-a responsável pela morte de seu papagaio.
Processado, Ziraldo foi condenado a pagar R$ 50 mil de indenização a Lulu.
Fugiu anos a fio dos Oficiais de Justiça, sendo que a primeira parcela só
foi paga mediante a iminência de um mandato de prisão.

"Então eles não estavam fazendo uma rebelião, mas um investimento. "

Eis a frase de autoria de Millôr Fernandes que abre a petição enviada ao
ministro da Justiça, Tarso Genro, protestando contra as milionárias
indenizações a serem pagas aos cartunistas Ziraldo e Jaguar, criadores do
Pasquim.

Ziraldo Alves Pinto, que esteve envolvido no escândalo do Festival de Humor
de Foz do Iguaçu, receberá a bagatela de R$ 1.253.000,24, enquanto Sérgio de
Magalhães Gomes Jaguaribe, o "Jaguar", R$ 1.027.383,29.
http://pilordia. blogspot. com/2008/ 04/como-jogar- duas-biografias- num-esgoto. html
************ ********* ********

Esses são o Ziraldo e Jaguar, os dois que denunciaram Simonal, e que hoje,
graças a essa pseudo-esquerda que tá ai (ouça-se FHC e Lulla) tem ainda
indenizações milionarias, enquanto João andido e Sional..... nekas!!!

|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
............ ......... ......... .

RS 456

RS456 - FALTA APENAS A ORDEM DE SERVIÇO







Foi autorizada pela Governadora Yeda Crusius a repactuação do contrato do DAER com a Técnica Viária para a retomada das obras de asfaltamento da RS456 acesso à Esmeralda/Pinhal da Serra. O anúncio da obra será feito pela própria Governadora nos próximos dias, tão logo novo contrato seja examinado pela Procuradoria Geral do Estado. Trata-se de Aditivo que atualiza os valores do contrato, de acordo com a tabela de Preços de Obras Públicas. Em menos de 15 dias o contrato deverá ser assinado, expedindo-se ordem de serviço.



A Técnica Viária executa serviços para o Pólo Vacaria (pedágios) e tem suas instalações, usina e britagem nas proximidades da rodovia, não enfrentando dificuldades para o reinicio dos trabalhos. Parte dos 12 km já pavimentados foi de responsabilidade da empresa paranaense.



Emenda de 700 milhões (ações do Banrisul) foi apresentada e aprovada pela bancada aliada, garantindo ao Executivo os recursos financeiros para a retomada das obras paralisadas na região, entre as quais o Aeroporto Regional de Cargas, a Estrada de Esmeralda, conclusão de 9 km da RS110 (Alziro Ramos), acessos de André da Rocha, Pinhal da Serra, Capão Bonito, Protásio Alves (convênio com o município), Tupanci, Santo Expedito, Santa Cecília, Monte Alegre dos Campos, Jaquirana (em andamento), RS126 Ibiraiaras/São Jorge/Guabiju/Nova Araçá, bem como o projeto de Charrua/Sananduva (depende de licença especial da Presidência da República, por se tratar de área indígena).









Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Novo Palavrão

Poa, 04/03/10

Quanta criatividade!!!

Beijos.

Deise Nunes.

FILHO
DILMA
PUTA

Hillary Defende melhor Integração da População Negra

Hillary defende melhor integração da população negra no Brasil
Plantão | Publicada em 04/03/2010 às 01h37m

BBC
A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, defendeu uma melhor integração da população negra em encontro realizado na noite de quarta-feira na Universidade Zumbi dos Palmares em São Paulo.
Perguntada se defendia as cotas para negros no ensino superior, Hillary disse que "não conheço os detalhes do seu caso".

"Mas conheço estatísticas que dizem que mais de 50% da sua população tem alguma origem negra e apenas 2% frequenta universidades. "

"Mudanças para mudar essa situação me parecem apropriadas" , disse.

"O talento pode ser universal mas as oportunidades não são e é preciso dar chance a todos", disse ela, ressaltando que manter o aluno na universidade até a formação é um desafio igualmente importante.

"Não é justo apenas admití-los e ver eles falharem. Quando lecionava, via muitos estudantes meus, ambiciosos e dedicados, não conseguirem ir em frente por falhas em suas formações."

Descontração

A Unipalmares, aberta em 2004, foi a primeira idealizada por negros, com a missão de facilitar a inclusão de negros no ensino superior, admitindo também alunos brancos.

A entidade afirma que sorteou ingresos a 500 alunos para comparecer ao encontro. Os outros cerca de 300 lugares do auditório foram ocupados por professores e representantes de ongs.

A secretária de Estado foi recebida por um coral cantando Asa Branca. Logo no início do debate, mediado por jornalistas da TV Globo, Hillary afirmou que se "sentia em casa" no ambiente de uma universidade afro-brasileira que, segundo ela, "é muito parecido com os das universidades afro-americanas" .

Ela respondeu perguntas sobre vários temas como o programa nuclear iraniano, Venezuela, aborto (que defendeu como um direito de todas as mulheres), as diferenças comerciais entre Brasil e EUA e semelhanças entre os dois países.

"Somos grandes, pluralistas e de populações majoritariamente felizes. Quero ver estes dois países mais juntos" disse ela, ressaltando ser desejo do governo americano aumentar o intercâmbio entre estudantes americanos e brasileiros.

Ao final do encontro Hillary brincou dizendo achar que havia um acidente na marginal Tietê, que liga o aeroporto de Guarulhos à Unipalmares. O trânsito pesado do início de noite foi responsabilizado pelo pequeno atraso do evento.

O incidente serviu de gancho, entretanto, para a secretária de Estado dizer que "os americanos em média passam um ano de suas vidas parados no trânsito".

"Não sei qual a média para os brasileiros, mas um dos desafios deste século é reconhecer os benefícios de se transportar pessoas de forma mais eficaz e criar os meios para isso", finalizou.

http://oglobo. globo.com/ pais/mat/ 2010/03/04/ hillary-defende- melhor-integraca o-da-populacao- negra-no- brasil-915985633 .asp

************ ********* ********* ********* ****



Taí... Essa uma secretaria de estado de uma Nação que tem um negro na presidencia! !!!
Por isso nossa elite branca sempre queimou suas bandeiras e até hoje os culpam por tudo de errado no Brasil!
Deve ser duro pra nossa elite, morar num pais que tem a mesma idade, mesma multiculturalidade, miscegenação de raças e apesar de quase as mesmas origens hoje dominar o mundo enquanto nós só conseguimos é arrumar desculpas pra tudo que dá errado aqui!


|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
............ ......... ......... .

Comitê de Prevenção

Estado institui Comitê de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
04/03/2010 15:41


O Estado do Rio Grande do Sul passa a contar, a partir desta quinta-feira (4), com o Comitê de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e de Adolescentes. Representantes do Governo e da sociedade civil participaram da instituição do grupo na sala de reuniões da Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social (SJDS).

A iniciativa vai montar uma estrutura de prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes. O secretário estadual da Justiça e do Desenvolvimento Social, Fernando Schüler, destacou que o Governo vai oferecer todas as condições para que o comitê trabalhe bem e de forma rápida. "O Rio Grande do Sul vive um novo momento, pois hoje há mais recursos para a área social, prova disso são os programas que estamos lançando, como a terceira edição da Rede Parceria Social e o segundo edital de Combate à Drogadição."

Na ocasião, o diretor de Cidadania e Direitos Humanos da SJDS, Plínio Zalewski, salientou que o Estado preenche agora uma lacuna que estava aberta no que se refere ao trabalho com crianças e adolescentes. "Já estamos desenvolvendo uma série de atividades na área, como o RS Socioeducativo e a Rede RS Criança. O comitê vem para aperfeiçoar este trabalho." O deputado estadual Miki Breier parabenizou a iniciativa e destacou a importância de se construir novas alternativas para beneficiar crianças e adolescentes.

O comitê, formado por 11 representantes do governo do Estado e 11 de entidades, movimentos sociais e organizações não-governamentais ligadas à área da criança de todo o Estado, tem como primeira missão revisar o Plano Estadual de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes. O grupo pretende criar condições que possibilitem às crianças e aos adolescentes vitimados e às suas famílias o resgate e a garantia dos direitos, o acesso aos serviços de assistência social, saúde, educação, justiça e segurança, esporte, lazer e cultura, além de trabalhar com ações de prevenção à exploração sexual infantil.

Participaram do evento o juiz de Direito da 2ª Vara da Infância e da Juventude de Porto Alegre, José Antonio Daltoé Cezar, a defensora pública da Infância e Juventude de Porto Alegre, Cláudia Camargo de Barros, a representante do Ministério Público Estadual, Maria Ignês Santos, o representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Rodrigo Puggina, além de integrantes das entidades vinculadas, representantes de outros órgãos governamentais estaduais e municipais e de organizações sociais.

News Racismo

Demóstenes Torres defende cotas sociais em lugar de cotas raciais
O Globo
Quem é discriminado no Brasil é apenas o negro ou será que nosso problema é em relação ao pobre, que nada possui independentemente de sua cor? ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

STF inicia debate sobre cotas raciais
TV Canal 13
Há cinco anos a Universidade de Brasília apostava em um polêmico sistema de cotas para incluir estudantes negros na instituição. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Em primeiro dia de audiência pública, maioria é favorável às cotas
Pernambuco.com
Ainda assim, segundo ela, a distância entre negros e brancos permanece “intocada” nos últimos 20 anos. De acordo com dados do próprio MEC, há uma diferença ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Hillary defende melhor integração da população negra no Brasil
O Globo
A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, defendeu uma melhor integração da população negra em encontro realizado na noite de quarta-feira na ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
STF abre debate sobre cotas raciais nas universidades
O Globo
Ao falar sobre o atendimento à saúde pública para negros, disse: - Será mesmo que uma mulher negra não realiza uma tomografia computadorizada no SUS? ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Projetos que valorizam identidade negra são premiados no Rio
Vermelho
A luta contra o racismo ea valorização da cultura negra se espalham com intensidade pelo Brasil. No dia cinco de março, sexta-feira (5/3), às 18 horas, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Trabalhadoras sofrem com desigualdade de gênero e de raça
Repórter Brasil
No mesmo ano, homens e mulheres da raça negra formavam 50% (48,5 milhões) desse contingente. O exame da taxa de desemprego evidencia com clareza a marca da ...
Veja todos os artigos sobre este tópico



|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
............ ......... ......... .

MP estebelece prazo de Reformas DML

MP estabelece prazo para reformas no Departamento Médico Legal
Segundo informações a 22ª CROP já está sendo executado o projeto de reformas.

O Ministério Público está estabelecendo o prazo de um mês para que o Governo do Estado do Rio Grande do Sul realize obras de melhorias no Departamento Médico Legal (DML) de Vacaria. Segundo o promotor de justiça, Luiz Augusto Gonçalves Costa, se as obras não forem realizadas no prazo estabelecido o prédio será interditado, o que inviabiliza a realização de necropsias.
O Delegado Regional João Estevão Mazine comentou ao Departamento de Jornalismo da Rádio Fátima, a importância do DML na cidade e salientou o prejuízo que a comunidade de Vacaria terá caso haja a interdição do local, já que serviços deste tipo serão prestados apenas em Caxias.
Segundo informações a 22ª Coordenadoria de Obras Públicas já está sendo executado o projeto de reformas, especialmente na parte elétrica e rede de esgoto. Também serão realizados serviços no piso e paredes do prédio, bem como a recuperação da câmara fria, instalação de uma nova mesa de necropsia e de apoio. O investimento é de R$ 10.500,00.



Tags: DML, Vacaria, reformas
Rádio Fátima AM (Jornalismo), 05/03/2010, 08h12

Servidores Receberam Vale Alimentação

Demóstenes Torres defende cotas sociais em lugar de cotas raciais
O Globo
Quem é discriminado no Brasil é apenas o negro ou será que nosso problema é em relação ao pobre, que nada possui independentemente de sua cor? ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

STF inicia debate sobre cotas raciais
TV Canal 13
Há cinco anos a Universidade de Brasília apostava em um polêmico sistema de cotas para incluir estudantes negros na instituição. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Em primeiro dia de audiência pública, maioria é favorável às cotas
Pernambuco.com
Ainda assim, segundo ela, a distância entre negros e brancos permanece “intocada” nos últimos 20 anos. De acordo com dados do próprio MEC, há uma diferença ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Hillary defende melhor integração da população negra no Brasil
O Globo
A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, defendeu uma melhor integração da população negra em encontro realizado na noite de quarta-feira na ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
STF abre debate sobre cotas raciais nas universidades
O Globo
Ao falar sobre o atendimento à saúde pública para negros, disse: - Será mesmo que uma mulher negra não realiza uma tomografia computadorizada no SUS? ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Projetos que valorizam identidade negra são premiados no Rio
Vermelho
A luta contra o racismo ea valorização da cultura negra se espalham com intensidade pelo Brasil. No dia cinco de março, sexta-feira (5/3), às 18 horas, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Trabalhadoras sofrem com desigualdade de gênero e de raça
Repórter Brasil
No mesmo ano, homens e mulheres da raça negra formavam 50% (48,5 milhões) desse contingente. O exame da taxa de desemprego evidencia com clareza a marca da ...
Veja todos os artigos sobre este tópico



|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||

Guarda Municipal Utilizará Detectores de Metais

Guarda Municipal utiliza detectores de metais em escolas
Denúncias dão conta de que alunos do bairro Borges estariam frequentando as aulas armados

Em virtude de denúncias da comunidade de que alunos da Escola Municipal Coronel Avelino Paim estariam frequentando as aulas armados, a Guarda Municipal de Vacaria realizou nesta semana uma ação especial, com a utilização de detectores de metais. A atividade reforça a Operação Volta as Aulas e buscou garantir mais segurança aos alunos, professores, funcionário, bem como moradores do bairro Borges.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 05/03/2010, 09h03

Destaque do Dia



Destaques do Dia
Yeda Crusius participa da inauguração do novo complexo administrativo de Minas Gerais
A governadora Yeda Crusius, participa da solenidade de inauguração da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves e das comemorações aos 100 anos de nascimento do presidente. Da esq/dir: O governador de São Paulo, José Serra, o vice-presidente da República, José Alencar, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, o ex-presidente da República, Itamar Franco, o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Junho Anastasia, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral e a Governadora Yeda Crusius.

Local: Belo Horizonte - MG
Data: 04/03/2010
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 33636

Governo do RS promove a 1ª Conferência Estadual de Defesa Civil
O secretário da Irrigação e Usos Múltiplos da Água, Rogério Porto, palestra durante a 1ª Conferência Estadual de Defesa Civil.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 04/03/2010
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Código: 33634

Presidente do Comitê de Ação Solidária debate estratégias de combate a Hepatite no RS
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, durante a terceira reunião do ano para traçar as estratégias para combater a Hepatite no RS.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 04/03/2010
Foto: Antonio Paz / Palácio Piratini
Código: 33631

Comitê de Ação Solidária recebe doações da GM
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, recebe dos funcionários da GM, doações de materiais de higiene pessoal e limpeza.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 04/03/2010
Foto: Itamar Aguiar / Palácio Piratini
Código: 33637

Governo do Estado


Relações Institucionais
Yeda é chamada de guerreira por Aécio Neves em Minas Gerais
O elogio aconteceu durante a inauguração da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves, que abrigará 16,3 mil servidores das administrações direta e indireta do governo estadual de Minas Gerais. Projeto conceitual da nova ponte em Agudo prevê a aplicação de 700 toneladas de aço
Reunião nesta quinta-feira (5), no DAER, foi o ponto de partida da obra na RSC-287, ao sintetizar as informações básicas do projeto conceitual.
Segurança
Novas viaturas qualificam segurança em São Leopoldo
Os veículos (cinco Ford Ranger e oito GM Prisma), integram o projeto de Renovação da Frota, do Programa Estruturante Cidadão Seguro. Ação Solidária
Reunião traça estratégias de combate à Hepatite no RS
Secretaria Estadual de Saúde (SES) e Comitê Intersetorial de Combate às Hepatites Virais preparam campanha de vacinação voltada a jovens de 11 a 19 anos de idade. Desenvolvimento
Rio Grande do Sul é o Estado brasileiro com maior número de expositores na CeBIT 2010
Com apoio do Governo do Estado, sete empresas do RS estão presentes em Hannover, junto a outros 4.157 expositores de 68 países. Justiça e Desenvolvimento Social
Estado institui Comitê de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Primeira missão do grupo será a revisão do Plano Estadual de Combate ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes. Sema
Plantio de cinco mil mudas neutralizará emissões de carbono do 1º Ecomma/RS
Plantio será na Praça das Flores, em Nova Petrópolis, que premove o encontro nos dias 11, 12 e 13 de março, no Centro de Eventos, com expectativa de reunir mil pessoas.