Rádio WNews

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Cultura 2014


Outras Palavras


Imagem inline 1
Boletim de Atualização - Nº 416 - 30/6/2014


O Facebook ensaia a manipulação de mentes
Sem consentimento dos usuários, rede testa meios de torná-los “felizes” ou “coléricos” e desencadeia onda de temor sobre controle social e político. Por Robert Booth (Outras Palavras)

Por que a elite odeia a alta dos salários
Cresce, na mídia, campanha para reduzir custos salariais, que afetariam competitividade do país. Argumento é falso e relaciona-se com apartheid social brasileiro. Por João Sicsúna Revista Fórum (Outras Mídias)

Moda e crianças: entre consumismo e criação
Problema não está em inovar estética do vestir --mas em submeter-se à tirania do mercado e das marcas. Por Lais Fontenelle (Outras Palavras)

São Paulo: como serão as novas ciclovias
Começa implantação dos 400 quilômetros que podem tornar cidade amigável às bicicletas. Qual sua concepção, por que têm enorme relevância. Por Willian Cruz, no Vadebike (Outras Mídias)

Em Londres, encapuzados com causa
Jovens ativistas destróem, nas madrugadas, artefatos anti-mendigos, obrigam rede de lojas a se retratar e anunciam intenção de combinar ação direta com formação política. Por Simon Childs, na Vice (Outras Mídias)

As Jornadas de Junho, a Praça Tienanmen e Giorgio Aganben
Filósofo italiano parece acreditar que política não será mais luta pela conquista ou pelo controle do Estado; mas entre o Estado e a humanidade. Por Pedro Lucas Dulci (Blog)
-- Boletim de atualização do site Outras PalavrasA reprodução é bem-vinda. Interessados em recebê-lo devem clicar aqui. Para deixar de receber, aqui. Acompanha nossas novidades também no Facebook e Twitter

_______________________________________________
Boletimdiplo mailing list
Boletimdiplo@listas.tiwa.net.br
http://listas.tiwa.net.br/listinfo/boletimdiplo
Descadastrar: envie email a Boletimdiplo-unsubscribe@listas.tiwa.net.br

MTST


Deputada Estadual Marisa Formolo

Jovem Negro que Morrem no Brasil

Jovem, homem, negro é o perfil dos que mais morrem de forma violenta no país

por Helena Martins, da Agência Brasil publicado 02/07/2014 13:39
Comments
REPRODUÇÃO
jovens_negros_CC.jpg
Morreram proporcionalmente 146,5% mais negros do que brancos no Brasil, em 2012
Brasília – Em média, 100 a cada 100 mil jovens com idade entre 19 e 26 anos morreram de forma violenta no Brasil em 2012, mostra o Mapa da Violência 2014, que considera morte violenta a resultante de homicídios, suicídios ou acidentes de transporte (que incluem aviões e barcos, além dos que ocorrem nas vias terrestres de circulação).
O estudo mostra ainda que a situação não é nova. Nos anos 1980, a taxa era 146 mortes por 100 mil jovens, e passou para 149, em 2012. A diferença também é diagnosticada quando comparados homens e mulheres. Entre 1980 e 2012, no total das mulheres, as taxas passam de 2,3 para 4,8 homicídios por 100 mil. Um crescimento de 111%. Entre os homens, a taxa passa de 21,2 para 54,3. Um aumento de 156%.
No caso dos suicídios, a pesquisa revela mortalidade três a quatro vezes maior no caso dos homens, no Brasil. Entre as décadas citadas, as taxas masculinas cresceram 84,9%. Já as femininas, 15,8%.
Uma terceira variável chama a atenção na pesquisa: a vitimização dos negros é bem maior que a de brancos. Morreram proporcionalmente 146,5% mais negros do que brancos no Brasil, em 2012. Considerando a década entre 2002 e 2012, a vitimização negra, isso é, a comparação da taxa de morte desse segmento com a da população branca, mais que duplicou.
Segundo o responsável pela análise, Julio Jacobo Waiselfisz, coordenador da Área de Estudos da Violência da Faculdade Latino-Americana de Ciências, o recorte racial ajuda a explicar o fato de não ter se verificado na pesquisa grandes mudanças nas taxas globais de homicídios, embora o número registrado a cada ano tenha aumentado. Os brancos têm morrido menos. Os negros, mais. Entre 2002 e 2012, por exemplo, o número de homicídios de jovens brancos caiu 32,3% e o dos jovens negros aumentou 32,4%.
De acordo com Jacobo, essa seletividade foi construída por diversos mecanismos, entre os quais o desenvolvimento de políticas públicas de enfrentamento à violência em áreas onde havia mais população branca do que negra, bem como o acesso, por parte dos brancos, à segurança privada. Assim, os negros são excluídos duplamente - pelo Estado e por causa do poder aquisitivo. “Isso faz com que seja mais difícil a morte de um branco do que a de um negro”, destaca o sociólogo.
Ele alerta que essa situação não pode ser encarada com naturalidade pela população brasileira. “Não pode haver a culpabilização da vítima”, diz Jacobo, para quem o preconceito acaba justificando a violência contra setores vulneráveis. O sociólogo, que em 2013 recebeu o Prêmio Nacional de Segurança Pública e Direitos Humanos da Presidência da República, defende o estabelecimento de políticas de proteção específicas, que respeitem os direitos dos diferentes grupos e busquem garantir a vida da população

Deputado Estadual Santini


01/07/2014

Lote 1 do Crema Serra começa dia 14 com manutenção das rodovias

Após a assinatura do contrato de obras do Lote-01, referentes ao Contrato de Restauração e Manutenção das Rodovias (Crema/Serra) da Região da Serra, ocorrida no dia 26 de junho, o deputado estadual Ronaldo Santini (PTB) acompanha a tramitação do processo junto a Seinfra e Daer para que os trabalhos comecem efetivamente no prazo determinado. Ficou estabelecido que, a empresa retomará os serviços de conservação das Rodovias RSC-470 e RS-324 no dia 14 de julho (segunda-feira).
O documento foi formalizado pelo titular da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Seinfra), secretário João Víctor Domingues, na presença de Santini e demais autoridades da Região, em reunião ocorrida na Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves.
empresa Traçado Construções e Serviços Ltda deverá manter rigorosamente o cronograma de obras, conforme previsto no edital, executando todos os serviços de conserva, manutenção, restauração e sinalização das Rodovias RSC-470 e ERS-324, numa extensão total de 100,5 quilômetros, entre Bento Gonçalves (entroncamento com RS-431) e Casca (entroncamento com RS-129).
Conforme definido, a nova empresa iniciará vários serviços, os quais envolvem reparos, remendos superficiais e profundos, recomposição da pista pavimentada, operações contínuas de tapa-buracos, limpeza e regularização dos acostamentos, limpeza e desobstrução dos dispositivos de drenagem (sarjetas, bueiros, valetas, caixas coletoras). Também será realizada a limpeza e recuperação da sinalização vertical, roçada mecânica e manual, limpeza e pintura de pontes.
Estabeleceu-se que no prazo de 60 (sessenta) dias, a construtora precisaelaborar um novo projeto executivo com acompanhamento e fiscalização do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagens (Daer), detalhando e justificando tecnicamente, as soluções a serem empregadas nos trabalhos de restauração e a forma como os mesmos serão executados. O projeto executivo a ser encaminhado pelaempreiteira contratada também contempla os segmentos anteriormente trabalhados pela empresa CSL, os quais foram interrompidos em função da rescisão contratual.
Santini, que foi um dos principais defensores desta demanda, destacou a soma de esforços no sentido de enfrentar os entraves burocráticos que atrasaram o cronograma de execução das obras. “Finalmente estamos conseguindo dar andamento prático a este projeto tão importante, devido ao avançado estado de degradação destas rodovias. Em breve veremos os resultados deste processo sofrido, demorado, mas nunca abandonado pelos representantes regionais”, comentou.
Participaram da assinatura os prefeitos: de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin; de São Jorge, Ilton Abraão; de Guabijú, Bráulio Garbo; de Ibiraiaras, Douglas Rossoni; de Nova Araçá, Aícaro Ferrari. O evento ainda contou com a presença de vereadores, representantes e técnicos da Seinfra e do Daer.
O contrato do Programa Crema-Serra tem duração total de 5 (cinco) anos, sendo que os trabalhos de restauração de pavimento serão executados nos dois primeiros anos e os serviços de manutenção e conserva, durante todo o prazo contratual, ou seja, pelo período de 5 (cinco) anos. O Lote- 01 receberá investimentos no montante de R$ 70 milhões. O Lote -02, que projeta recursos estaduais superiores a R$ 75 milhões, já está fechando o primeiro ano de atividades, com a restauração da RSC-453 e ERS-122, em mais 95 quilômetros de extensão.

ERS-431

Outro projeto que tem execução prevista para breve, conforme anunciado pelo secretário João Víctor Domingues, é o de recuperação da ERS-431, que liga Bento Gonçalves a Dois Lajeados. Serão 23 quilômetros de obras de restauração de pavimento entre Santa Bárbara (ponte Rio sobre o Taquari) até o entroncamento com a RS-129, em Dois Lajeados. O projeto de engenharia desta restauração foi contratado em caráter emergencial e já está em fase de conclusão.
As obras de recuperação do deslizamento ocorrido no quilômetro 13,5 desta rodovia estão em fase de execução e a previsão é de que em 10 dias esteja concluída e liberada ao tráfego. Este local sofreu desmoronamento em função do intenso volume de chuvas no final de 2013. O Daer investiu na obra cerca de R$ 1,3 milhão.
As ações encaminhadas pelo deputado Santini, em parceria com prefeitos, vereadores e demais lideranças da região, foram decisivas para sensibilizar o governo quanto a sua inclusão entre as obras emergenciais do Estado do RS. Isso foi confirmado pelo governador Tarso Genro, através de decreto em 2013, em face das péssimas condições da rodovia e, principalmente, após o deslizamento ocorrido com interrupção total da via.
Santini manteve firme sua reivindicação que agora deverá ser atendida. “São agricultores e empresários que dependem exclusivamente desta estrada para transportar suas produções, principalmente, a safra da uva”, justificou o parlamentar.

Foto: Giovani Spielmann
Legenda: Santini acompanhou assinatura do Crema Serra para a RSC-470 e ERS-324
Jornalista: Ederson da Rocha MTB 13365
--


Gabinete do Deputado Estadual Ronaldo Santini - PTB
Assessoria de Comunicação
Jornalista: Ederson da Rocha - MTB 13.365
51 3210 1903 - 51 9548 3591
Acompanhe e siga o deputado Ronaldo Santini (PTB/RS):
  • CREMA Serra assinatura Lote 1
    .odt