Rádio WNews

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Livro

Hoje em 5:15 AM
“Escrevo mal. Em compensação, leio muito. Só não sei dizer, depois, o que li...”.

É com tiradas assim que Gustavo Arruda chega com o seu 5º livro e 1º e-book, pela Editora Publique-se, “CALÚNIAS DE UM JOVEM VELHO – uma comédia em pé por escrito”, em 36 crônicas de humor rápido, no estilo das comédiasstand-up.

Divididas em 10 temas do quotidiano (calúnias masculinas, calúnias culturais, calúnias modernas etc), Gustavo vai costurando suas histórias baseadas em situações pessoais e outras veiculadas pela imprensa, extraídas em 5 anos da sua mini-coluna “O Negócio da Coisa Medonha” no blog do Jornal da Besta Fubana.

e-book de Gustavo, no formato “pdf”, pode ser lido em qualquer plataforma virtual (smart phone, tablet, netbook, notebook ou desktop), pois foi pensado para distrair o leitor em uma viagem de avião, esperando o metrô ou mesmo na recepção do médico; e já pode ser baixado, por apenas R$ 4,99, no sitewww.saraiva.com.br

O lançamento, também “virtual”, será no Facebook, no próximo domingo 19 de janeiro, quando o autor estará conectado das 18h às 19h em bate-papo aberto e à disposição dos leitores para autógrafos “remotos”, abraços “à distância” e apertos de mão “on line”!  


SERVIÇO
(81) 3031-5179 (R) / 9870-6144 (TIM)


OUTROS LIVROS DO AUTOR
- "O Be-a-bá do Bem Viver", Ed Universalista (Londrina/PR), auto-ajuda (1998);
- "Ironias do Destino", Ed Universalista (Londrina/PR), contos (1998);
- "Ri Melhor Quem Mente Primeiro", Livro Rápido (Olinda/PE), humor (2006); e
- “Deu Com a Pleura!”, Zit Editora (Rio de Janeiro/RJ). Crônicas (2008)*.
*Este último foi adaptado para o teatro pela “Cia de Teatro Falaz” e gravado em áudiolivro pelo Prof. João Chamadoira (UNESP), para integrar a biblioteca falada do Lar Santa Luzia (Escola Para Cegos, de Bauru/SP); fazendo parte também da “Universidade Falada”, do Dr. Cláudio Kulman (São Paulo/SP).

Os Falsos Mitos

Foto: Google

Nos meus quase 50 anos de vida, vindas e idas de Vacaria RS, a nossa cidade nunca muda, sempre a mesma coisa, a criação e obsessão por falsos mitos que são moldados pela sociedade como deuses carnais que não são aquilo que pensam que são. que tem poder e dinheiro que pode fazer o que bem entendem, mas logo ali o destino interrompe a caminhada fascista deles. Alguns nem são mais lembrados na história da cidade, ficam esquecidos no tempo e nos túmulos dos cemitérios. As vezes seja porque os vacarianos não cultuam a sua história? mas tem personagens que foram mitos fascista e ditadores que nem devem ser lembrados que fizeram o mau para a nossa cidade. O PT gosta de criar esses mitos para eles, alguns sumiram e outros ficam na periferia da estrela. O verdadeiro mito é aquele fica na história  que será lembrado eternamente por suas obras boas, pelo seu relacionamento democrático e republicano, não o mito descartável, ditador, aquele precisa de um padrinho, do dinheiro para comprar tudo e a todos. Muitos deles acabam pobres e doentes pagando pelos seus pecados e as perversidades que fizeram ao longo da vida, ou senão numa cadeia como os mensaleiros, quando perdem o poder e os holofotes ficam depressivos e caminho é a desgraça. Cuidado falsos mitos o julgamento divino um dia vai chegar.

Os Donos da Verdade?

Nós não pretendemos ser o dono da verdade, temos opinião, aceitamos as criticas e outras opiniões desde que sejam num bom e alto nível, as agressões de baixo nível, deletamos. Deixamos que o nosso leitor (a) internauta faça as conclusões e realize o seu debate e reflexão sobre o conteúdo que expomos em nosso site, blog e redes sociais.
Vamos continuar emitindo a nossa opinião não vamos nos curvar a pseudo mitos sejam eles de que lado for. Emitimos as nossas opiniões e teses e vamos deixar que vocês ai do outro lado do computador faça as suas conclusões.
A democracia funciona assim, temos que sempre avaliar e reavaliar o nosso trabalho, nosso comportamento e relacionamento humano com as pessoas e instituições. O papel do jornalismo sério e contribuir com a sociedade, não ficar refém de mitos e ditadores e nem a serviço dos poderosos. Temos que estar aberto as opiniões, criticas e sugestões seja da onde for, desde de que seja com respeito e sem baixo nível.