Inter 3 x 0 Figueirense

Inter 3 x 0 Figueirense
Brasileiro B 2017

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Glória 2 x 1 São Gabriel (24/06/2015) (53)

Peneira no Inter de Lages SC





Inter seleciona 31 nomes depois de peneira com mais de 750 atletas


Depois de dois dias de peneiras, das quais participaram mais de 750 garotos, o Internacional de Lages selecionou 31 atletas para uma segunda etapa de observações. Os escolhidos serão avaliados no clube durante uma semana, em trabalho sob o comando da comissão técnica das categorias de base.


O clube está entrando em contato com os 31 selecionados para chamá-los para a segunda parte dos trabalhos. Depois que todos forem informados oficialmente, os nomes serão divulgados.


As peneiras em Lages foram feitas sem um número específico de vagas a ser alcançado. Com os 31 selecionados, pode-se dizer que a concorrência foi digna dos vestibulares mais concorridos do país: foram quase 25 candidatos por vaga.


Os garotos entraram em campo para atuar em partidas com duração de até 30 minutos. Além da habilidade com a bola, a comissão técnica levou em consideração critérios como idade e posição em que os atletas atuam.


O Inter seguirá com o projeto de seletivas em outros estados. DepIois de abrir a série de peneiras em Riacho das Almas (PE), já há planos de realizar seletivas no Espírito Santo, em Goiânia e Brasília. Datas e locais das novas peneiras ainda serão definidos.


NO ANEXO:


- Lance da peneira realizada em Lages (Foto: Greik Pacheco)


-- Inter de Lages Imprensa www.interdelages.com.br

Deputado Federal Jean Wyllys





































































"Comunista, gay, judeu, muçulmano, negro, antifascista, traficante, pedófilo, anarquista. Estamos de olho em você". Esta é uma das mensagens coladas em uma praça no centro de Niterói (RJ), no fim de semana por um braço da United Klans of America, uma organização aos moldes da Ku Klux Klan, que prega a supremacia branca. Outra mensagem avisa que qualquer ato de agressão em solo brasileiro será retribuído com agressões contra estes grupos, e que não aceitarão que a retórica racial seja utilizada como uma suposta forma de "dividir o povo", um discurso bem parecido com o dos grupos da extrema direita brasileira, que ignora toda a desigualdade, a violência e a discriminação contra negros, contra a população LGBT, contra os movimentos sociais, contra os mais pobres e os praticantes de religiões minoritárias no país, para pregar a cantilena de que, antes, éramos todos iguais. Curiosamente a história mostra que, quando estes grupos supremacistas estavam politicamente em evidência, havia bairros, bares, banheiros e até mesmo bebedouros separados para os brancos. Estes grupos vêm surgindo e ganhando espaço à medida que o discurso macarthista dos defensores do militarismo vem ganhando adeptos e espaço no Congresso Nacional, e precisamos estar atentos!













O PMDB e as 30 moedas de Judas







Entre uma crise política grave, que reflete diretamente no desempenho econômico do País e na confiança de seu povo, e uma crise internacional das commodities puxada pela desaceleração brusca da economia chinesa, que derrubou o valor de mercado dos bens brutos - agropecuários ou minerais - nos últimos anos a uma pequena fração do que já valeram, a situação da presidenta Dilma é extremamente delicada. O isolamento político do que ainda resta da base governista, as propostas para uma saída da crise que, na prática, implicam a penalização daqueles que mais pagam impostos - ou seja, os mais pobres, que pagam imposto sobre a totalidade da sua renda e que, por conta das altas taxas de impostos embutidos neste consumo, têm seu poder de compra severamente afetado -, dos funcionários públicos e das políticas de assistência social, acabam servindo como um prato cheio para a oposição de direita, hoje capitaneada pelo PMDB, que deseja que, sangrando, o PT saia do governo e lhes dê, automaticamente, o cargo de chefia do Executivo.







Leia a íntegra da coluna “O PMDB e as 30 moedas de Judas” do deputado Jean Wyllys (PSOl/RJ) na CartaCapital.



















































A barbárie que está acontecendo nas praias da zona sul do Rio de Janeiro é o resultado de um modelo de cidade que ainda reproduz a divisão entre a casa grande e a senzala. Uma cidade que tem duas geografias que separam diferentes categorias de ser humano: a horizontal, que divide a cidade entre os bairros "nobres" do sul, da Barra e do Recreio, e as periferias esquecidas do norte suburbano e do faroeste, entregue às milícias, e a vertical, que separa o morro do asfalto. Nessa cidade — nessas duas cidades que convivem numa só, as pessoas continuam sendo distinguidas em duas categorias por classe e cor. Todas as políticas públicas, inclusive (e fundamentalmente) a política de segurança, estão marcadas por essa distinção.







Leia a íntegra da coluna “A cidade partida’ do deputado Jean Wyllys na Carta Capital.







































Nos últimos 12 anos, os direitos da população LGBT avançaram no mundo inteiro e a percepção social sobre a homossexualidade mudou, como fica claro em todas as pesquisas de opinião pública de diferentes países. Deixando de lado as teocracias fundamentalistas do oriente médio, os regimes quase mafiosos das ex-repúblicas soviéticas convertidas ao capitalismo, a China e a maior parte do sofrido continente africano, o que chamamos de "mundo ocidental" mudou muito. A homossexualidade foi descriminalizada ali onde ainda era crime. O casamento civil entre pessoas do mesmo sexo foi legalizado em dezenas de países. Os direitos das pessoas travestis e transexuais começaram a ser reconhecidos (mais lentamente, mas também) em diferentes partes do mundo. A educação começou a incorporar a perspectiva de gênero e o combate às opressões e à discriminação. O cinema começou a retratar nossas relações com naturalidade, deixando atrás a época em que a homossexualidade só podia aparecer ridicularizada ou punida no final com uma morte trágica. Os veículos de comunicação começaram a se posicionar a favor da cidadania e dos direitos LGBT na maioria dos países democráticos. Os políticos começaram a incorporar essa luta em suas agendas. As paradas do orgulho se tornaram massivas. As pessoas começaram a sair do armário e suas famílias começaram a aceitá-las. O mundo foi mudando para melhor. Ainda falta muito, mas a mudança foi enorme.







Nos últimos 12 anos, o PT governou o Brasil. Enquanto tudo isso acontecia, o maior partido de esquerda do século XX chegava ao poder no início do século XXI. E chegava com consenso, com muito apoio popular, com movimentos sociais organizados na sua base social, inclusive boa parte do movimento LGBT que, no Brasil, era um dos mais fortes da região. E o que aconteceu nesses 12 anos de governo? Leia mais aqui.



















































As tentativas da bancada fundamentalista em barrar as hipóteses de aborto hoje consideradas legais não são novidade alguma. Dos protestos contra o aborto de anencéfalos - quando do julgamento por parte de STF -, até a proposição da absurda "bolsa-estupro", que institui (sim, o projeto ainda tramita!) uma pensão paga pelo Estado às mulheres que, vítimas de violência sexual, engravidem. O projeto também "pune" (assim, entre aspas) o estuprador com o pagamento de pensão alimentícia, algo que remonta aos tempos, recentes, em que o estuprador poderia ser perdoado pelo Judiciário caso se casasse com a vítima, o que era feito por imposição da família.







Entre estes projetos absurdos está o PL 5069/2013, de autoria de Eduardo Cunha - o mesmo que relatou favoravelmente o projeto conhecido como "bolsa estupro", o PL478/08 -, que estabelece como crime, com penas de prisão iguais ou maiores a quatro anos, o induzimento à prática de aborto por parte de atendentes, profissionais de enfermagem e médicos, e cria uma grande confusão em relação aos critérios para o abortamento legal já contemplados no Código Penal. Na pauta da Comissão de Constituição e Justiça (curioso o projeto não passar pela Comissão de Seguridade Social e Família e ir, uma vez aprovado na CCJ, direto para Plenário) projeto será votado nas próximas semanas e poderá, por exemplo, tornar crime a orientação às vítimas de estupro ou às mulheres em risco de morte, ou ainda às mulheres cuja gestação não é viável por má formação do cérebro, a anencefalia, já que o Código Penal especifica claramente que apenas o procedimento praticado por médico não é passível de punição. Leia mais.



















































A matéria sobre crianças transgêneras exibida pelo Fantástico na noite de domingo, 20, embora tenha apresentado informações importantes a respeito das identidades trans, deixou muitas informações relevantes de fora, o que era de se esperar considerando um assunto tão complexo e com tantos pontos de vista divergentes até mesmo dentro da comunidade ao qual ele pertence. Complexo sim, mas de fácil resolução, que envolve, principalmente, diálogo sem julgamentos de cunho moral. Só assim poderemos começar a compreender o que passam pessoas transgêneros, nas suas exclusões sofridas diariamente, que nem de longe obtêm o final feliz daquelas duas crianças brasileiras da matéria. É compreensível que falar de crianças transgêneras implica falar de pais e mães e famílias que sofrem com a incompreensão que causa dor a todas as pessoas envolvidas, principalmente as crianças. Mesmo assim, é possível acreditar nas premissas de autodeterminação, capacidade de decisão, preconizados pelos tratados internacionais que dizem respeito aos direitos das crianças, além do nosso Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Crianças e adolescentes podem compreender a si mesmos e dizer que são transgêneros para seus pais e familiares.







Leia a íntegra do artigo de Alessandra Ramos Makkeda, assessora parlamentar do mandato do deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) e ativista trans.



















































Luc Athayde-Rizzaro (o filho trans de Marcelo Tas) e eu (Finalmente nos conhecemos! Admiração recíproca). Coincidimos por acaso (ou não!) no lançamento da Alerta Democrática, em Washington DC, documento que aponta os cenários da democracia latino-americana nos próximos 15 anos. Luc é um exemplo de visibilidade dos homens trans e apoia a luta pela lei de identidade de gênero!





















































DEPUTADO GLAUBER BRAGA FILIA-SE AO PSOL







A bancada do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Câmara dos Deputados recebe mais um importante e combativo membro. O deputado Glauber Braga, do Rio de Janeiro, filia-se ao PSOL nesta quarta-feira, 23 de setembro.







Glauber Braga passa a integrar uma bancada com destacada atuação em defesa dos direitos sociais, juntamente com os deputados Chico Alencar (RJ), líder do partido, Jean Wyllys (RJ), vice-líder, Edmilson Rodrigues (PA) e Ivan Valente (SP), além do senador Randolfe Rodrigues (AP).







‪#‎GlauberNoPSOL



















































Na próxima terça feira (29), às 17 horas, na Câmara dos Deputados, a organização internacional Reos Partners lança, no Brasil, a pesquisa Alerta Democrático, que trata sobre o futuro da democracia na América Latina e apresenta quatro possíveis cenários para o ano de 2030, aprofundando o diálogo e a tomada de decisões futuras. O lançamento será realizado simultaneamente no Brasil, Bolívia e Honduras.







O evento contará com os seguintes palestrantes:




Rossana Fuentes Berain (México) – México Media Lab




Gustavo Gorriti (Peru) – IDL-Reporteros




Ivana Bentes (Brasil) – Ministério da Cultura




Jean Wyllys (Brasil) – Deputado Federal




Pedro Abramovay (Brasil) – Open Society Foundations




Daniel Gonzalez (Colômbia) – Fundación Avina




Mille Bojer (Brasil) – Reos Partners




Fernando Rossetti (Brasil) – GIP - Moderador







As inscrições são gratuitas, e o evento é aberto a tod@s! Inscreva-se aqui.







Mais detalhes, na página do evento.



















































Foram prorrogadas as inscrições para o Prêmio de Cultura Afro-Fluminense 2015, que premiará 32 iniciativas culturais diretamente relacionadas à temática afro-brasileira com o valor de R$ 21.000,00 cada, ainda há tempo. Quem ainda não fez a sua agora tem até o dia 24 de outubro no portal cultura.rj.gov.br/premio-afro-fluminense-2015.







O recurso total deste edital de concurso - garantido através de uma emenda parlamentar destinada pelo Deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) - é de R$ 672.000,00 e foi disponibilizado por meio do convênio firmado entre a União, representado pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), e o Governo do Rio de Janeiro, representado pela SEC. O edital irá premiar iniciativas culturais de instituições privadas sem fins lucrativos, sediadas no Estado do Rio de Janeiro, atuantes no campo da cultura fluminense há pelo menos três anos.







O Prêmio contribuirá para a preservação da memória e do patrimônio imaterial dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana, como quilombos e terreiros, e também de grupos artístico-culturais que mantém as tradições dos afoxés, da capoeira, dos calangos, das folias de reis, do jongo etc.







A grande novidade desta primeira edição é o fato de não haver contrapartida por parte das instituições, que serão avaliadas por critérios que comprovem a excelência do seu histórico como, o impacto da ação desenvolvida sobre as pessoas que estão inseridas no contexto da iniciativa cultural, o tempo de existência desta iniciativa, o reconhecimento social da atividade e a contribuição para manutenção e renovação das manifestações culturais com as quais se relaciona.







Mais informações: premioafrofluminense2015@cultura.rj.gov.br e do telefone (21) 2216-8500, ramal 230 / 232, das 10h às 18h ou na página do evento.



















































Foi lançado esse semana o documentário "Luciana Genro: Contra a Corrente", que conta a história de sua candidatura à Presidência da República pelo PSOL, em 2014, quando conquistou 1.612.186 votos. O documentário entrevista militantes, artistas e personalidades políticas que apoiaram Luciana Genro no ano passado, como Gregório Duvivier e o jornalista esportivo Juca Kfouri e foi lançado virtualmente. Uma realização da Fundação Lauro Campos, o vídeo está disponível no perfil de Luciana Genro no YouTube e em sua página no Facebook.















































"A única coisa que separa a mulher de pele preta das demais é a oportunidade". Viola Davis, primeira atriz negra a ganhar o Emmy, ao receber o prêmio.













































Identidade de gênero versus orientação sexual. Você sabe a diferença?







Entrevista concedida ao Dr. Drauzio Varella durante lançamento do livro "Tempo Bom, Tempo Ruim", em 2014, São Paulo.



















Equipe de Assessoria de Comunicação do deputado federal Jean Wyllys




(61) 3215-1646 | ascom@jeanwyllys.com.br

NPC









Boletimdo NPC

















21º Curso Anual do NPC: INSCRIÇÕES ABERTAS







Nesta edição do Boletim do NPC, apresentamos o depoimento do jornalista Beto Almeida (Telesur) sobre o 21º Curso Anual do NPC e contamos um pouco mais sobre algumas mesas da programação. Fique ligado! Em breve divulgaremos ainda mais!













25 de setembro de 2015













CURSO ANUAL DO NPC

Beto Almeida fala sobre a importância do 21º Curso Anual do NPC










O jornalista Beto Almeida, do canal de televisão Telesur e presidente da TV Cidade Livre de Brasília, vai participar da mesa “YO SOY… periodista! A mídia alternativa na luta dos trabalhadores” do 21º Curso Anual do NPC. Confira seu depoimento sobre a importância desse curso!







CURSO ANUAL DO NPC

Roda Viva sobre política e economia no mundo hoje










No dia 18/11, na segunda mesa do primeiro dia, refletiremos sobre a atualidade política e econômica no Brasil e no mundo. Para esse debate estão confirmados o sociólogo e professor da Unicamp, Ricardo Antunes, que é referência na avaliação das condições atuais da classe trabalhadora e das consequências da terceirização; Luiz Pinguelli Rosa, físico e professor da UFRJ, ex-presidente da Eletrobrás e referência no debate dos ataques à soberania nacional; e o advogado Eloá dos Santos Cruz, que acompanhou o processo de leilões da Vale, vai falar sobre as privatizações no Brasil.







CURSO ANUAL DO NPC

Je suis… coxinha! A mídia e o fortalecimento do conservadorismo










O professor Francisco Fonseca, jornalista e autor do livro Consenso forjado; o jornalista José Arbex Jr., da Caros Amigos; a filósofa Márcia Tiburi; e o filósofo e professor da USP Vladimir Safatle (que ainda não confirmou a presença), são os convidados do 21º Curso Anual do NPC para debater o crescimento do pensamento de direita no Brasil e o papel da mídia no fortalecimento desse processo. Muitos trabalhadores e militantes sociais comprometidos com a defesa dos direitos humanos tem se assustado, o que torna urgente avançarmos nessa discussão. Nessa mesa, que é a primeira do dia 19, às 9h30, queremos refletir sobre o papel dos meios de comunicação hegemônicos na perpetuação desse discurso de ódio, além de valores como o machismo, a homofobia e o racismo.







CURSO ANUAL DO NPC

Yo soy… periodista! A mídia alternativa na luta dos trabalhadores










Debater o papel da mídia alternativa se torna ainda mais urgente num contexto em que as lutas dos trabalhadores precisam ser cada vez mais fortalecidas. E é isso que pretendemos para a segunda mesa do dia 19/11, às 12h30. Nosso coordenador e um dos criadores do NPC, Vito Giannotti, sempre dizia que os trabalhadores não devem esperar nada dos meios de comunicação empresariais, comprometidos com os interesses do capital. Cabe à classe trabalhadora e aos militantes construírem seus próprios veículos de informação, por meio dos quais podem defender seus direitos, denunciar os ataques e valorizar suas formas de vida. Para pensar sobre esse assunto, convidamos três jornalistas que, assim como outros, eram muito queridos por Vito: Beto Almeida (Telesur e TV Comunitária de Brasília); Claudia Costa (Conlutas-SP); e Breno Altman (Opera Mundi).







CURSO ANUAL DO NPC

HOMENAGEM A VITO GIANNOTTI: Comunicação Sindical, a arte de falar para milhões










Como não poderia ser diferente, uma das mesas do 21º Curso Anual do NPC será um momento especial de homenagem ao nosso coordenador, Vito Giannotti, que tanta falta nos fará nessa edição do “cursão”, como ele gostava de chamar. Vito partiu no dia 24 de julho, mas deixou um legado sem dimensões no campo da comunicação popular e dos trabalhadores. Não haveria espaço melhor para homenageá-lo do que uma mesa sobre a comunicação sindical, uma de suas obsessões e à qual dedicou grande parte de sua militância e de sua produção teórica. Para nós e para muitos do que estarão conosco nesses dias de novembro, é praticamente impossível falar sobre esse tema sem pensar nele. Essa mesa, na quinta-feira, dia 19, às 18 horas, contará a participação de Claudia Santiago Giannotti, outra referência neste tema. Jornalista, escritora e companheira de vida e de trabalho de Vito, Claudia é autora de, entre outros, “Comunicação Sindical: a arte de falar para milhões”, livro que dá nome à mesa. Além dela, alguns dirigentes foram convidados para apresentar os veículos desenvolvidos em seus sindicatos, como Carlos (STIU-DF) e Clóvis Nasicmento (Fisenge). Alguns amigos do Brasil inteiro também foram convidados a dar depoimentos e prestar sua homenagem a Vito Giannotti, o homem que virou semente e teima em continuar berrando em nossos ouvidos: “A luta continua, porra!”.







CURSO ANUAL DO NPC

Programas policiais e cobertura de crimes no rádio, na TV e nos jornais










O debate sobre um determinado tipo de programa da mídia hegemônica, em especial, é bastante caro aos moradores de periferia: a criminalização da pobreza. É preciso refletir sobre os discursos produzidos a partir da cobertura de crimes e de ações policiais no rádio, na TV e nos jornais. Por que algumas mortes geram mais indignação que outras? Por que o pouco destaque dado à chacina de Osasco e Barueri? Como se produz a banalização e a naturalização de certas mortes, de acordo com sua classe social? Para isso, na sexta, às 11h30, vai ter início uma mesa com Dannilo Duarte, professor da UESB; Kleber Mendonça, professor da UFF; e Cecília Oliveira, jornalista e coordenadora de comunicação da LEAP-Brasil (Agentes da Lei contra a Proibição).







CURSO ANUAL DO NPC

Democratização da Comunicação










Na parte da tarde da sexta, às 15 horas, entra em cena o debate sobre a democratização da comunicação no Brasil. Renata Mieli, do FNDC e do Barão de Itararé; Laurindo (Lalo) Leal Filho, apresentador de TV e professor; e Alessandro Molon, deputado federal, irão debater em que as leis podem ajudar a termos uma maior pluralidade e diversidade de vozes veiculadas pelos meios de comunicação. Como fazer valer os artigos destinados ao campo da comunicação? De que maneira uma alteração no marco legal pode alterar esse quadro? Que avanços tivemos desde a realização da Conferência Nacional de Comunicação, em 2009? O que é a Lei de Mídia Democrática e como podemos saber mais sobre ela? Os canais de TV aberta, por exemplo, são concessões públicas, o que significa que a Globo, o SBT, a Band e outros devem servir aos interesses da maioria da sociedade, e não aos dos grupos empresariais. O que vemos, no entanto, é o contrário disso. Programas preconceituosos, novelas que incentivam a violência, ou seja, uma programação que não obedece a função informativa e educativa prevista pela Constituição Brasileira.







CURSO ANUAL DO NPC

A mídia, a gentrificação e os trabalhadores










No sábado, 21/11, às 9 horas, a jornalista do Repórter Brasil, Sabrina Duran; Guilherme Boulos, membro da coordenação nacional do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto); e o deputado estadual pelo PSOL do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, debatem o processo de gentrificação das cidades brasileiras, a mídia e os trabalhadores. Com o aumento do custo de vida, a especulação imobiliária e a hipervalorização das regiões centrais com a consequente expulsão dos mais pobres, quase todas as grandes cidades têm se tornado espaços para privilegiados. A mídia desempenha um papel importante nesse processo tanto ao estimulá-lo quanto ao denunciá-lo, como tem feito principalmente a imprensa alternativa.







CURSO ANUAL DO NPC

Jornalista de esquerda como intelectual orgânico da classe trabalhadora










Nos últimos anos, o NPC tem contribuído nacionalmente para a conscientização do papel fundamental dos meios de comunicação de esquerda para a disputa das ideias dominantes da sociedade. Entendemos que os jornalistas de sindicatos e de entidades de luta devem colaborar não apenas com a transmissão de informações, mas também, e principalmente, com a formação da classe trabalhadora. Refletirão sobre essas questões jornalistas de diversos estados do país, como Rita Casaro de São Paulo; Ednubia Ghisi, do Paraná; Rogério Almeida, do Pará; e Cristian Góes, de Sergipe.
















POR DENTRO DA PROGRAMAÇÃO

Fique ligado na programação!







Na próxima semana, enviaremos um Boletim do NPC contando sobre as outras mesas da programação do 21º Curso Anual! Não deixe de conferir! A programação completa e as informações sobre inscrição estão em: http://nucleopiratininga.org.br/curso2015.













Confira outras notícias no site do NPC







Edição Especial: 21º Curso Anual do NPC







Para jornalistas, dirigentes, militantes e assessores sindicais e dos Movimentos Sociais







Índice







Fotos




Vídeos







Notícias do NPC




Charges




Imagens da Vida







Livraria Antonio Gramsci







Redes Sociais

• Facebook

• Twitter

• Ustream

• Flickr

• YouTube







Receba o Boletim NPC










E-mail













Nome













Cidade













Estado

























NPC - Núcleo Piratininga de Comunicação







Contato
Rua Alcindo Guanabara, 17, sala 912, Cinelândia
Rio de Janeiro – RJ - CEP 20031-130
Tel. (21) 22205618
www.piratininga.org.br
npiratininga@piratininga.org.br

Geldés

Você está recebendo as atualizações do Portal Geledés.
Portal Geledés
Para sair desta lista, clique aqui.

Geledés

Em defesa dos direitos humanos. Combate ao racismo, preconceito, discriminação e violência contra a mulher.

Campanha leva mulheres a ‘gritar’ seus abortos contra proposta do Senado dos EUA

Like Campanha leva mulheres a ‘gritar’ seus abortos contra proposta do Senado dos EUA on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Campanha leva mulheres a ‘gritar’ seus abortos contra proposta do Senado dos EUA“Há um ano, fiz um aborto na Planned Parenthood. Tenho um coração bom e fazer um aborto me deixou feliz de uma forma inexplicável. Por que eu não ficaria feliz por não ter sido forçada a virar mãe?” Por Anne-Marie Tomchak e Henry Wilmer, do BBC A história, contada no Facebook pela americana Amelia Bonow, […] Leia mais »

Meu professor de francês é um refugiado

Like Meu professor de francês é um refugiado on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Meu professor de francês é um refugiadoNa escola de idiomas Abraço Cultural, os professores são cidadãos de países como Haiti, Síria ou Congo por Ingrid Matuoka no Carta Capital O Abraço Cultural é uma escola no bairro de Perdizes, em São Paulo, que ensina inglês, francês, espanhol e árabe. Seria mais um centro de aprendizado de idiomas, não fosse o quadro único de […] Leia mais »

Sobre educação e política: idade média aqui e agora

Like Sobre educação e política: idade média aqui e agora on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Sobre educação e política: idade média aqui e agoraHá um projeto de lei na Câmara dos Deputados criminalizando o professor que manifestar convicção política nas aulas (PL 1411/15), chamando isto de “assédio ideológico”. E um outro (PL 867/15) proibindo-o de abordar conteúdos que possam estar em conflito com as convicções religiosas e morais dos pais dos estudantes, nisto incluído, no limite, falar da […]Leia mais »

Pelé inspira arte em nova exposição em Londres

Like Pelé inspira arte em nova exposição em Londres on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Pelé inspira arte em nova exposição em LondresUma exposição em Londres, batizada de “Art, Life, Football” (Arte, Vida, Futebol), marca os 75 anos do rei Pelé com obras de arte inspiradas no ex-jogador. Do BBC Há obras de 15 artistas internacionais especialmente convidados a produzir peças para a exposição na Halcyon Gallery. Elas incluem fotografias, pinturas, gravuras e algumas esculturas. Exposição da […] Leia mais »

Após tentativa de estupro na UFU, DCE pede abertura de sindicância

Like Após tentativa de estupro na UFU, DCE pede abertura de sindicância on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Após tentativa de estupro na UFU, DCE pede abertura de sindicânciaNa noite da última segunda-feira (21), uma estudante de 18 anos da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), sofreu uma tentativa de estupro em um dos banheiros do bloco de Direito no campus Santa Mônica, localizado na zona leste da cidade. O caso abalou a comunidade acadêmica e está mobilizando uma série de ações por parte […] Leia mais »

5 razões para acompanhar Leci Brandão de perto

Like 5 razões para acompanhar Leci Brandão de perto on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
5 razões para acompanhar Leci Brandão de pertoA cantora completa neste mês 40 anos de carreira. Se com suas músicas Leci arrasta multidões, com a sua política, a também deputada estadual, trilha caminhos inexplorados na Assembleia Legislativa estado de São Paulo também dignos de aplausos.   Abaixo 5 razões que mostram por que a deputada Leci Brandão está fazendo a diferença na […] Leia mais »

Cultura do ódio, a violência nossa de cada dia

Like Cultura do ódio, a violência nossa de cada dia on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Cultura do ódio, a violência nossa de cada diaQual sentido em discutir e divulgar de modo sensacionalista um crime depois que ele já foi cometido? Por não ser detetive, nem médico legista, a melhor maneira para dissecar a violência é regredir nos milhares de “pequenos” crimes cometidos de maneira sutil, muito antes do gatilho ser disparado. Não há maior violência que a própria […] Leia mais »

Pharrell Williams confirma lançamento de novo disco do N.E.R.D

Like Pharrell Williams confirma lançamento de novo disco do N.E.R.D on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Pharrell Williams confirma lançamento de novo disco do N.E.R.DRegistro será o sucessor de Nothing (2010) Do ROLLING STONE BRASIL Em uma recente sessão de perguntas e respostas no Twitter, Pharrell Williams confirmou que um novo disco do grupo de rap experimental N.E.R.D será lançado. Durante a sabatina, um fã questionou sobre um possível sucessor de Nothing. Ao responder, o cantor foi incisivo: “Claro!”. Apesar […] Leia mais »

Para professores, separar alunos por ciclo de ensino não vai melhorar educação

Like Para professores, separar alunos por ciclo de ensino não vai melhorar educação on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Para professores, separar alunos por ciclo de ensino não vai melhorar educaçãoProposta do governo Alckmin de unificar escolas em ciclo único de aprendizado vai forçar a transferência de milhares de estudantes em 2016 por Rodrigo Gomes, da RBA   São Paulo – Os professores paulistas consideram que a mudança anunciada pelo secretário estadual da Educação, Herman Voorwald, de separar totalmente os alunos das escolas estaduais por […] Leia mais »

“Brasil vai à idade das trevas ao excluir gays do Estatuto da Família”

Like “Brasil vai à idade das trevas ao excluir gays do Estatuto da Família” on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
“Brasil vai à idade das trevas ao excluir gays do Estatuto da Família”Para deputada Erika Kokay, comissão tem “o único objetivo de fortalecer o fim da laicidade do Estado e hierarquizar os seres humanos” Por Wanderley Preite Sobrinho Do Brasileiros A exclusão de casais homossexuais do Estatuto da Família é uma “tentativa fundamentalista” da bancada conservadora da Câmara dos Deputados de arrastar o Brasil “para a idade […] Leia mais »

Só para meninas e só para meninos. Será?

Like Só para meninas e só para meninos. Será? on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Só para meninas e só para meninos. Será?A imposição dos estereótipos de gênero e a minha experiência de compra no O Boticário do Shopping Difusora. por Magda Cristina Alexandre da Silva via Guest Post para o Portal Geledés E lá fui eu comprar um chamego para quem amo no O Boticário do Shopping Difusora, em Caruaru/PE, dia 24/09/2015. Loja linda, vendedoras prestativas, achei o produto perfeito […] Leia mais »

Mulher é presa por injúria racial ao chamar cobradora de ‘neguinha’

Like Mulher é presa por injúria racial ao chamar cobradora de ‘neguinha’ on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Mulher é presa por injúria racial ao chamar cobradora de ‘neguinha’Caso aconteceu dentro do ônibus da linha 503, em que a vítima trabalha. A suspeita foi autuada por injúria racial, mas não pagou fiança. Por Mayra Bandeira Do G1 Uma cobradora de ônibus de 23 anos relatou que foi chamada de ‘neguinha atirada’ e acusada de furto por uma passageira, dentro de um ônibus do Transcol, na […] Leia mais »

Militante de rede… ô coisa chata

Like Militante de rede… ô coisa chata on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Militante de rede… ô coisa chataO paradoxo está aí. “Nunca antes na história desse país” tivemos e temos tantos canais de comunicação, plataformas de socialização e tecnologias para fomento de conhecimento. Ao mesmo tempo, é tão difícil o exercício do diálogo. Intriga e cansa cada vez mais o esforço para essa prática. Ou a tentativa de exercê-la. Por Leonardo Rodrigues Do […] Leia mais »

Nós não aceitamos a família que vocês estão impondo, deputados!

Like Nós não aceitamos a família que vocês estão impondo, deputados! on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Nós não aceitamos a família que vocês estão impondo, deputados!Com uma salva de palmas e gritos de “viva a família”, deputados festejaram nesta quinta-feira (24) a aprovação do projeto que restringe o conceito de família a casais heterossexuais. por Diego Iraheta no Brasil Post O Estatuto da Família interdita as diferentes composições familiares, formadas por casais de gays e lésbicas. Impede, portanto, que laços de amor entre duas pessoas sejam […] Leia mais »

Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros

Like Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Holanda oferece 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileirosHolanda abre inscrições para 50 bolsas de estudo exclusivas para brasileiros cursarem graduação, pós-graduação (MBA e mestrado) e short degree em universidades renomadas do país. Confira os prazos para inscrição (e como se candidatar), os pré-requisitos necessários e o que está incluso na bolsa do Pragmatismo Politico  O programa OTS (Orange Tulip Scholarship) Brazil abriu […] Leia mais »

Olhar no olho do outro

Like Olhar no olho do outro on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Olhar no olho do outroO outro é, bem ou mal, um semelhante. Aí residem seu valor, seu poder perturbador e seu caráter problemático. O que temo, na proximidade com o semelhante, é o mesmo que temo em mim Por Maria Rita Kehl, no  Outras Palavras – Piseagrama é a única publicação sobre espaços públicos — “existente, urgentes, imaginários” — no […] Leia mais »

Hoje fui violentada pela Polícia

Like Hoje fui violentada pela Polícia on Facebook share on Twitter Google Plus One Button
Hoje fui violentada pela PolíciaPorque compartilhar é preciso, necessário e ajuda a sobreviver. Por Cris Faustino, no FCM Hoje, 24 de setembro/2015, desembarquei por volta de 8:30 (voo 4764 da TAM. Noite inteira de viagem) no Aeroporto Internacional Pinto Martins em Fortaleza. Retornava de Manaus, de um encontro com algumas das minhas companheiras da Articulação de Mulheres Brasileiras. O desembarque […]