Destaque

Destaque

domingo, 2 de setembro de 2018

Grêmio 2 (5) x 1 (3) Estudiantes

Vanusa


Grêmio 2 (5) x 1 (3) Estudiantes

Youtube

Nota do PT

PT emite nota após decisão do TSE: “Contra a cassação política, com Lula até o fim”

Após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de impugnar a candidatura do ex-presidente Lula (PT), o Partido dos Trabalhadores lançou nota em que afirma que continuará lutando ” por todos os meios” para garantir a candidatura de Lula nas eleições. O partido diz que irá apresentar todos os recursos aos tribunais, além de defender o ex-presidente nas ruas, ” junto com o povo, porque ele é o candidato da esperança”.
O PT classificou os argumentos fornecidos pelos ministros, de que Lula seria inelegível pela Lei da Ficha Limpa, como “mentira”. “É mentira que a Lei da Ficha Limpa impediria a candidatura de quem foi condenado em segunda instância, como é a situação injusta de Lula. O artigo 26-C desta Lei diz que a inelegibilidade pode ser suspensa quando houver recurso plausível a ser julgado. E Lula tem recursos tramitando no STJ e no STF contra a sentença arbitrária”, afirmam.
Confira a nota na íntegra:

Contra a cassação política, com Lula até o fim”


Diante da violência cometida hoje (31) pelo Tribunal Superior Eleitoral contra os direitos de Lula e do povo que quer elegê-lo presidente da República, o Partido dos Trabalhadores afirma que continuará lutando por todos os meios para garantir sua candidatura nas eleições de 7 de outubro.
Vamos apresentar todos os recursos aos tribunais para que sejam reconhecidos os direitos políticos de Lula, previstos na lei e nos tratados internacionais ratificados pelo Brasil. Vamos defender Lula nas ruas, junto com o povo, porque ele é o candidato da esperança.
É mentira que a Lei da Ficha Limpa impediria a candidatura de quem foi condenado em segunda instância, como é a situação injusta de Lula. O artigo 26-C desta Lei diz que a inelegibilidade pode ser suspensa quando houver recurso plausível a ser julgado. E Lula tem recursos tramitando no STJ e no STF contra a sentença arbitrária.
É mentira que Lula não poderia participar da eleição porque está preso. O artigo 16-A da Lei Eleitoral prevê que um candidato sub judice (em fase de julgamento) pode “efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica”.
A Justiça Eleitoral reconheceu os direitos previstos nestas duas leis a dezenas de candidatos em eleições recentes. Em 2016, 145 candidatos a prefeito disputaram a eleição sub judice, com registro indeferido, e 98 foram eleitos e governam suas cidades. É só para Lula que a lei não vale?
O Comitê de Direitos Humanos da ONU determinou ao Brasil garantir os direitos políticos de Lula, inclusive o de ser candidato. E o Brasil tem obrigação de cumprir, porque assinou o Protocolo Facultativo do Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos. E o Congresso Nacional aprovou o Decreto Legislativo 311 que reconhece a autoridade do Comitê. O TSE não tem autoridade para negar o que diz um tratado internacional que o Brasil assinou soberanamente.
É falso o argumento de que o TSE teria de decidir sobre o registro de Lula antes do horário eleitoral, como alegou o ministro Barroso. Os prazos foram atropelados com o objetivo de excluir Lula. São arbitrariedades assim que geram insegurança jurídica. Há um sistema legal para os poderosos e um sistema de exceção para o cidadão Lula.
Em uma semana que envergonhará o Judiciário para sempre, a cúpula desse Poder negociou aumento de 16,4% nos salários já indecentes de ministros e juízes, sancionou a criminosa terceirização dos contratos de trabalho e, agora, atacou frontalmente a democracia, os direitos dos eleitores e os direitos do maior líder político do país. É uma cassação política, baseada na mentira e no arbítrio, como se fazia no tempo da ditadura.
A violência praticada hoje expõe o Brasil diante do mundo como um país que não respeita suas próprias leis, que não cumpre seus compromissos internacionais, que manipula o sistema judicial, em cumplicidade com a mídia, para fazer perseguição política. Este sistema de poder, fortemente sustentado pela Rede Globo, levou o país ao atraso e o povo ao sofrimento e trouxe a fome de volta.
A candidatura do companheiro Lula é a resposta do povo brasileiro aos poderosos que usurparam o poder. Lula, e tudo o que ele representa, está acima dos casuísmos, das manobras judiciais, da perseguição dos poderosos.
É com o povo e com Lula que vamos lutar até o fim.
Lula Livre!
Lula Candidato!
Lula Presidente!
São paulo, 1 de setembro de 2018
Comissão Executiva Nacional
do Partido dos Trabalhadores-P&

Aretha Franklin


Grêmio 2 (5) x 1 (3) Estudiantes

Anos 70


Grêmio 2 (5) x 1 (3) Estudiantes

Grêmio 2 (5) x 1 (3) Estudiantes

Seleção Brasileira


Grêmio 2 (5) x 1 (3) Estudiantes

Carta ao Povo Brasileiro


Carta ao Povo Brasileiro da Frente Brasil Popular

Mais uma vez nos encontramos diante de uma encruzilhada histórica. As eleições de 2018 são uma batalha fundamental na luta que travamos desde 2015 em defesa da democracia, dos direitos e da soberania.

A Frente Brasil Popular é o produto da unidade política das forças populares na luta contra o golpe e por outra política econômica. Portanto, nesse momento em que o golpe e seus protagonistas são postos à prova do voto popular não podemos deixar de manifestar ao povo brasileiro nossa opinião.

O golpe no Brasil é parte de uma ofensiva internacional do capitalismo neoliberal, diante de um cenário de crise econômica internacional de longa duração. No Brasil, o impeachment da Presidenta Dilma, sem crime e sem provas, foi a forma mais rápida de derrubarem um governo legítimo, que promovia a inclusão social e a redução das desigualdades e colocar no lugar um projeto de retrocesso político e social, sem respaldo popular.

Os representantes das classes dominantes no parlamento, no judiciário, na mídia liderada pela Rede Globo e aqueles que vivem da especulação financeira são os patrocinadores e protagonistas desse golpe. É por isso que o maior líder popular brasileiro hoje é um preso político. Enclausuravam Lula para continuar o assalto ao Brasil.

Por isso, temos clareza do que está em jogo nessa eleição, tanta que lutamos arduamente por sua antecipação. E por isso estamos unidos, mais uma vez, também na disputa eleitoral. Não podemos nos calar ou não ter posição política.

Desde o ano passado assumimos a luta em defesa do ex-presidente Lula, condenado sem provas por um judiciário parcial, acusando a perseguição contra ele, defendo sua inocência, seu direito de ser candidato e posteriormente a sua liberdade, diante da prisão ilegal a que está submetido. Em que pese os esforços da direita e da rede globo, sua liderança política não foi abalada, pelo contrário.

Lula segue sendo a principal liderança política do Brasil. Sua história e sua candidatura é expressão da luta de classes no Brasil. Por isso ele reúne em torno de si um apoio popular crescente e, portanto, as melhores condições de derrotar o golpe em curso. É por isso que ele está preso. É por isso que defendemos Lula Presidente.

A disputa eleitoral, mesmo com a diversidade de candidaturas, está polarizada entre dois projetos antagônicos. Um de continuidade das políticas do golpe no qual o povo é o problema e deve pagar a conta da crise e outro que prima pelo desenvolvimento nacional, fundado na democracia, na soberania e na valorização do trabalho.

É por isso que, a partir de agora, nós levantaremos a bandeira de Lula, Haddad e Manu e eles levarão a nossa bandeira em cada canto do país. Assim como, respeitamos cada entidade que faz parte de nossa articulação, mas que têm especificidades e dinâmica própria de participação no processo eleitoral.

A militância dos movimentos sociais, através das suas formas de luta e organização, deve dedicar seus melhores esforços para construir a vitória de Lula.

Havendo segundo turno, continuaremos trabalhando para construir uma unidade ainda mais ampla com conjunto da esquerda e dos setores progressistas para derrotar o golpe e devolver o destino do país aos brasileiros e brasileiras.

Está na hora de o povo brasileiro voltar a decidir sobre os caminhos que o País deve seguir, resgatar a soberania popular, ter seu voto respeitado e contado. O povo quer poder votar em Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Haddad e Manuela d'Ávilla.

Nossa luta não começou e não terminará nas eleições. Independente do resultado, vamos continuar construindo um caminho de unidade em torno de um projeto para o País e de uma aliança com as forças populares, progressistas e patriótica.

Precisaremos de muita luta e unidade para reverter os ataques à classe trabalhadora e abrir um novo período de democracia, inclusão, desenvolvimento, crescimento e soberania no Brasil.


São Paulo, 31 de Agosto de 2018
Frente Brasil Popular

Comentário do Leitor

   
 
   Facebook
 
   
   
 
Eder Mello mencionou-te num comentário.
 
   
Eder Mello
1 de Setembro às 19:37
 
Paulo Furtado, gosto do trabalho que faz em divulgar o esporte amador e outras modalidades, mas diminuir os feitos de uns e enaltecer o de outros (sendo o mesmo adversário) não condiz com o trabalho que quem te acompanha espera de você! O MESMO Botafogo BEBADO que tomou 4 do Grêmio tomou 3 do Inter e você disse MASSACRE! Só te lembro que aquele Botafogo estava com o treinador a +\- 30 dias de trabalho e o de hoje à menos de 30 dias! Não é a primeira fez que desmerece os feitos do Grêmio, cuida só pra não entrar na “vala comum”! Abraços! Obs: Os 2 Botafogos que vieram a Porto Alegre são Ruins!
 
   
   
 
Ver no Facebook
 
   
   
 

Outras Palavras

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=202766&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCABSETqUB%252BWCbPVx6egOOnJtcbC%253DKYEEK0NsnHZPUjVDDqggbfA%2540mail.gmail.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCABSETqUB%2BWCbPVx6egOOnJtcbC%3DKYEEK0NsnHZPUjVDDqggbfA%40mail.gmail.com%3E-1.1.3
Boletim de Atualização - Nº 1024 - 1ª/9/2018

Como reunir, em cada aparelho, alguns dos metais mais raros do planeta -- cuidando para que a devastação resultante converta-se rapidamente em desperdício. Por Patrick Byrne e Karen Hudson-Edwards

As estruturas elementares do Amor
Coluna "Mulher Alternativa" reestreia e provoca: e se o Amor, visto como o sentimento mais verdadeiro e inabalável, for essencialmente uma construção ideológica? Por Marilia Moschovich

Outra Política & Eleições: Douglas Belchior
A presença nos movimentos negros. Periferias e Lulismo. Segurança, tema incômodo. Anti-racismo: Igualdade ou Meritocracia? Mudar a política por dentro ou por fora? Candidato do PSOL-SP abre série de entrevistas com quem é indispensável para sacudir instituições. Entrevista a Antonio Martins | Vídeo: Gabriela Leite

Liquidação Geral proposta por Paulo Guedes
Guru econômico de Bolsonaro vocaliza o que a direita fala em privado: privatizar todas as estatais e vender 700 mil imóveis da União. Restaria um Estado exangue, totalmente à merce dos capitalistas. Por Paulo Kliass

As grandes vítimas da contrarreforma trabalhista
Milhões de trabalhadores rurais estão perdendo registro, benefícios sociais e direito à Previdência. Expostos ao poder do latifúndio, podem converter-se, na prática, em semi-escravos. Por José Álvaro de Lima Cardoso

Equador, triste reviravoltaEx-chanceler explica: o presidente, Lenin Moreno, foi eleito para continuar a revolução popular de Rafael Correa. Mas ao invés disso a está desmantelando. Guillaume Long, entrevistado por Pablo Vivanco

Outros Quinhentos sugere: “Benzinho”, de Gustavo Pizzi
Filme, uma crônica agridoce de família classe média. ganhou quatro premiações no Festival de Gramado. Apoiadores de "Outras Palavras" participam de sorteio de 15 pares de ingressos 



Boletim de atualização do site Outras PalavrasA reprodução é bem-vinda. Interessados em recebê-lo devem clicar aqui. Para deixar de receber, aqui. Acompanhe nossas novidades também no Facebook e no YouTube
_______________________________________________
Boletimdiplo mailing list
Boletimdiplo@listas.tiwa.net.br
https://listas.tiwa.net.br/listinfo/boletimdiplo
Descadastrar: envie email a Boletimdiplo-unsubscribe@listas.tiwa.net.br

Comentário do Leitor

 
 
   Facebook
 
   
   
 
Andre Silva mencionou-te num comentário.
 
   
Andre Silva
1 de Setembro às 21:54
 
De novo amigo Paulo Furtado , deste jeito só está perdendo admiradores , como disse na ultima vez tenta ser imparcial , se o inter perder quero ver se vc vai falar e criticar 😡😠😠😠

Imagem