Rádio WNews

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Sankofa

Coletivo Sankofa comemora cinco anos de atividades na zona leste de São Paulo.
​ 
Nesta edição mais que especial, o sarau celebra os 5 anos do Coletivo Cultural Sankofa,  que é formado por artistas-educadores que buscam difundir a arte e direitos humanos nas diversas regiões da cidade.

Ocupando a Sociedade Amigos de Vila Ré (SAVRÉ) com muita arte e cultura, o Coletivo Cultural Sankofa realiza mais uma edição do Sarau Proibido neste sábado (16), a partir das 19h00, na Rua Pangauá 669, Vila Ré região leste de São Paulo. Além de abrir novamente nossa casa para receber o público o Coletivo também comemorará seus cinco anos de atividades com muita poesia, música, performances e convidadxs especiais.

O Sarau Proibido nasce do desejo coletivo de evocar nossas liberdades e denunciar tudo aquilo que nos é negado e proibido na história e no cotidiano. “Cada espaço de resistência aberto ao diálogo já é uma resposta para o atual cenário de retrocesso ao qual vivemos. Cada pequeno gesto de resistência precisa encontrar e saber que existem por ai outros tantos gestos com desejos de liberdades. O sarau é o espaço para esses encontros, para cuidar e fortalecer xs nossxs.” Afirma Anderson Maciel, integrante do Coletivo. Desde 2012 que o Coletivo Sankofa desenvolve pesquisa-ação com foco no eixo arte-educação-direitos humanos construindo diálogos com coletivos, territórios e diversas linguagens artísticas. 

SERVIÇO
Sarau Proibido
Endereço: Rua Pangauá, 669 – Vila Ré, São Paulo
(Próximo da estação Patriarca do metrô.)
Data: 16/09/17
Horário: 19h00
Entrada Livre

Resposta do Povo do Clube ao Ex-Presidente Vitório Piffero

O Povo do Clube

RESPOSTA AO EX-PRESIDENTE VITÓRIO PÍFFERO
Caro Ex-Presidente Vitório Píffero,
Lemos atentamente cada palavra da tua carta dirigida a nós COLORADOS e COLORADAS. Lemos uma, duas, três, muitas vezes e gostaríamos de, respeitosamente, dirigir algumas palavras ao senhor.
Primeiramente em relação às jornadas vitoriosas citadas pelo senhor, quando alcançamos inúmeras conquistas, certamente jamais nos esqueceremos. Nós, COLORADOS e COLORADAS, participamos ativamente de cada uma das vitórias, não na política, mas nas arquibancadas do Beira-Rio, torcendo, vibrando, cantando e apoiando.
Em 2012, nós COLORADOS e COLORADAS das arquibancadas, resolvemos participar também da política do Clube, com a mais sincera intenção de ajudar, com ideias, propostas e muito coloradismo. Em 2015, ano da volta do senhor à presidência, conseguimos representação no Conselho Deliberativo. No início da gestão, não nos declaramos oposição. Pelo contrário, batemos em todas as portas do clube para levar as nossas ideias. Fomos em todas as tuas vices-presidências, e todas ignoraram e muitas vezes até ridicularizaram as nossas sugestões. Tentamos diversas vezes um encontro com o senhor, mas jamais fomos recebidos. Nunca pensamos que seria tão difícil ajudar o clube que amamos.
Senhor ex-presidente, é irônico ler na tua carta que o nosso clube é da inclusão, sendo que até mesmo o nosso slogan CLUBE DO POVO foi negado pela tua gestão. O projeto de associação popular, que agora é sucesso e referência nacional e que promove na prática a inclusão dos COLORADOS e das COLORADAS mais humildes, foi apresentado por nós para a tua gestão e o senhor fez questão de demonstrar uma triste indiferença.
A divisão que hoje vive o Clube e que foi mencionada pelo senhor, iniciou com assuntos em que nunca nos envolvemos, como na disputa entre os modelos de reforma do nosso estádio. Esta divisão se aprofundou sobremaneira na tua última gestão, não por culpa da oposição, mas devido a arrogância e truculência da tua própria condução política do Clube, que jamais aceitou as opiniões que vinham da torcida ou do Conselho. Foi o senhor que fez questão de transformar COLORADOS e COLORADAS em inimigos, sabe se lá por qual motivo.
Dentro do Conselho Deliberativo apenas tentamos fazer o nosso papel: Fiscalizar! Talvez, se a gestão tivesse ouvido os nossos apelos por mais transparência, os nossos pedidos de acesso aos processos administrativos, não estivéssemos nessa situação. Nossos pedidos de vistas ás notas fiscais nunca foram uma declaração de guerra. A fiscalização é a tarefa número 1 de cada conselheiro e de cada conselheira que respeita o seu mandato. A fiscalização é boa e ajuda o clube. O senhor tem razão quando lembra que as contas de 2015 foram aprovadas sem ressalvas, mas apenas pela imposição de uma maioria política que desconsiderou até mesmo o voto contrário do Presidente do Conselho Fiscal, senhor Geraldo Da Camino. Nós, do Povo do Clube, votamos pela reprovação, com muitas razões para isso, hoje comprovada completamente pelo relatório do diagnóstico da Ernest Young.
A comissão de sindicância, nomeada pela mesa do Conselho Deliberativo, que o senhor previamente tenta deslegitimar, segue apenas uma recomendação do Conselho Fiscal. Nós, do O Povo do Clube, temos confiança na seriedade dos sete conselheiros que a compõe e temos convicção que fará o seu papel com competência e isenção, sem perseguição política ou caça às bruxas.
Senhor ex-presidente Vitório Piffero, pode ter certeza que da mesma forma que cobramos apuração dos fatos, também seremos ferozes defensores da ampla defesa e direto ao contraditório de todos os envolvidos. Sinceramente, esperamos que depois de uma competente investigação seja comprovada "apenas" má gestão administrativa, sem a existência de fraudes. Por outro lado, se algum ilícito for comprovado, não podemos esperar outra coisa que não seja a punição e ressarcimento aos cofres do Clube. Temos convicção que o senhor pensa da mesma forma.
Que possamos logo virar essa página do nosso Sport Club Internacional, corrigindo os erros do passado para assim retornarmos mais fortes ao lugar de onde nunca deveríamos ter saído.
Att,
COLORADOS e COLORADAS do O POVO DO CLUBE.

Juniores do Inter de Lages derrotam Criciúma

Juniores: Inter derrota o Criciúma fora de casa e vence a primeira no estadual
A equipe sub-19 do Internacional de Lages conquistou um grande resultado pelo estadual de juniores ao derrotar o Criciúma fora de casa por 3 a 2. A partida, realizada na última sexta-feira, valeu pela terceira rodada da competição.
O Inter saiu na frente com o gol marcado aos 15 minutos do primeiro tempo pelo meia Hebert. Luiz Fernando empatou para o Criciúma aos 10 minutos da etapa final. Os colorados ficaram em vantagem novamente aos 18 minutos, com o gol do centroavante Gabriel Lagoa, mas Reinaldo, aos 34 minutos, deixou o placar igual mais uma vez.
A partida guardou emoções até o fim. Aos 47 minutos, o volante Giovani fez o terceiro do Inter e assegurou a vitória colorada contra a equipe do sul do estado, que até então estava invicta no estadual.
Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Atlético Tubarão. A partida está marcada para a próxima sexta-feira, dia 15, no Estádio Vidal Ramos Júnior, em Lages.
Sub-15 e sub-17
No sábado, na rodada dupla contra o Metropolitano, a equipe sub-15 do Inter venceu por 3 a 1 e a sub-17 perdeu por 2 a 1. As partidas, realizadas no complexo esportivo do Sesi, em Lages, valeram pela sexta rodada do returno do estadual das duas categorias.

NO ANEXO:
- O lateral esquerdo Higor Ganso foi um dos titulares no confronto contra o Criciúma (Foto: Júlio Galvão/divulgação)
 

Carta de Vitório Piffero

Foto: Google

Aos COLORADOS,

Quero falar contigo Torcedor COLORADO, porque juntos vivemos muitos momentos marcantes, de alegrias e momentos difíceis.

Das acusações que agora me fazem, do ilegal pedido da minha exclusão do quadro social, e todas essas práticas bolivarianas que tomaram conta do nosso Clube, eu vou me defender em todas as instâncias, mas não podia deixar de primeiro falar contigo Torcedor COLORADO

Desde o ano de 2002, enquanto fui dirigente, juntos vencemos 8 Campeonatos Gaúchos, Copa Suruga Bank, Recopa Sul-Americana, Copa Sul-Americana, 2 Libertadores da América e é claro o Mundial de Clubes FIFA. Também sofremos juntos quando nos tomaram na mão grande o Brasileiro de 2005 ou no rebaixamento em 2016.

Uma das coisas que mais me orgulha em minha passagem como dirigente, fora todas as conquistas, é que sempre pude contar com o apoio do torcedor, em nosso centenário chegamos a marca de 100 mil sócios, e isso só foi possível por ser um sonho que sonhamos juntos e por isso quero falar contigo.

Está em curso em nosso Clube uma tentativa de divisão política, de caça às bruxas, de assassinato de reputações. Grupos políticos partidários, que misturam nosso símbolo a símbolo de partidos, querem nos dividir, falam abertamente em "caçar", "varrer", "perseguir", "expulsar" COLORADOS. Justamente nosso Clube que é o clube da inclusão ser dirigido por aqueles que querem segregar?

Imaginei que ao me afastar os novos dirigentes seguiriam em frente, levariam nosso Clube ganhar tudo de novo, mas o que vejo é uma tentativa de perseguir o passado, com infâmias e calúnias, e com isso não posso me calar.

As contas do ano de 2015 foram aprovadas, após duas auditorias independentes e parecer do Conselho Fiscal presidido pelo Sr. Geraldo Da Camino, de quem ninguém duvida da capacidade e idoneidade. Já as contas de 2016 foram aprovadas as demonstrações contábeis também pelas mesmas auditorias independentes e Conselho Fiscal, tendo sido desaprovadas algumas práticas de gestão que em anos anteriores geraram apenas apontamentos.

Entristece não apenas a mim, mas tenho certeza a todos COLORADOS, ver nosso Clube dividido, com práticas da política partidária que os brasileiros estão tão cansados de ver e que, infelizmente, querem reproduzir no INTER.

Até o momento sequer tive acesso aos documentos da dita auditoria realizada pela atual gestão, assim que tiver conversarei com os Vices Presidentes responsáveis para sanar qualquer dúvida ou apontamento, mas não posso deixar de estranhar a instalação de uma Comissão formada por alguns Conselheiros inexperientes na gestão, e que antes mesmo de ver a auditoria já manifestaram sua opinião.

Penso que nosso Clube deve ser transparente com o associado, meu primeiro mandato de Presidente iniciou janeiro de 2007 e nestes 10 anos nosso Clube cresceu enormemente. Por essa razão quero publicamente conclamar o Conselho Deliberativo a aprovar uma completa apuração das contas, desde janeiro de 2007 até esta data, em especial no futebol (seja contratações, comissões de atletas, recisões e etc).

Tenho certeza que uma Comissão formada por membros do Conselho Consultivo, conselheiros experientes (muitos com mais de 30 anos de Conselho Deliberativo e que colocam sempre o Clube acima dos interesses de seus grupos políticos), poderia ajudar nosso Clube, muito mais do que apontar o dedo para este ou aquele dirigente, apontar para o futuro, para ajudar nosso Clube a ser a cada dia mais GIGANTE.

Como já disse, farei minha defesa em todas as instâncias, mas não podia deixar de falar primeiro contigo Torcedor COLORADO, até por tudo o que vivemos juntos, e não posso encerrar sem te agradecer, pois sempre contei contigo nos maus e bons momentos.


Vitorio Piffero

Imagens



Barcelona


Mensagem