Inter 3 x 0 Figueirense

Inter 3 x 0 Figueirense
Brasileiro B 2017

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Cruz Alta

Santini Debate a Crise Hospitalar na OAB

Santini debate a crise hospitalar na OAB

            Preocupados com a situação da rede hospitalar, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Rio Grande do Sul e a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS organizaram evento na manhã desta segunda-feira (8). O encontro, com lideranças do setor, debateu sobre o cenário nacional do financiamento da saúde.
            Como presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos na Assembleia Legislativa, o deputado Ronaldo Santini (PTB) destacou o cenário estadual, que vive uma crise histórica devido à falta de repasses por parte do Governo do Estado e está levando os hospitais filantrópicos à falência.
            Ele mencionou que é fundamental o entendimento de que a saúde pública é uma causa de Estado e não de governo. “A nossa luta é por melhores investimentos na saúde sim, mas nós da Frente Parlamentar temos defendido fortemente o reforço na área do custeio da rede hospitalar filantrópica, principalmente, através da retomada de um programa de custeio aos moldes do IHOSP, fazendo um programa de socorro aos hospitais”, apontou, mencionando que ainda é mais barato para o Estado comprar serviços dos hospitais já estruturados, do que construir novas estruturas e estruturar novas entidades.
            Cumprir o orçamento, do Estado de 12% e União 10% foi a grande bandeira defendida pelos debatedores. Ao final do evento, o grupo assinou uma carta a ser apresentada no encontro nacional da OAB em Brasília na terça-feira (9). “Estamos buscando o apoio da OAB, para que nos ajude junto com o Congresso Nacional, a fazer com que o Governo Federal cumpra a sua parte. Não podemos aceitar que a União esteja destinando apenas 3 ou 4% do seu orçamento para a saúde”, enfatizou Santini.
Além do parlamentar, estiveram presentes: Paulo Zilkoski (presidente da Confederação Nacional dos Municípios) que falou sobre o cenário nacional do financiamento da saúde; Andre Lagemann (vice-presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do RS); Sandra Sperotto(COSEMS); Ana Paula Carvalho de Medeiros (procuradora do Ministério Público Federal); Imar Santos Cabeleira (presidente da Comissão Especial de Saúde do RS); Rafael Cantergi (diretor e secretário geral da OAB/RS); Julio Matos (diretor geral da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre); Milton Kempfer (diretor-presidente da FEESSERS); Terezinha Alves Borges (presidente da Abrasus); e Mauro Luís Silva de Souza (representante do Ministério Público estadual).

Texto e fotos: Mayara Dalla Libera (MTE 16983)

--


Gabinete do Deputado Estadual Ronaldo Santini (PTB)
Assessoria de Comunicação
Jornalistas: Ederson da Rocha e Mayara Dalla Libera
(51) 3210 1906 
(51) 9548 3591
(51) 9841 4084
(54) 9666 5533


Acompanhe e siga o deputado Ronaldo Santini (PTB/RS):

Em Período de Eleições Câmara de Vereadores de Vacaria Sem Pauta



Plenário esvaziado na Câmara Municipal de Vacaria RS

Dificuldades de Contato

Estamos com muitas dificuldades de conversar e entrevistar a pré-candidata a Vice-Prefeita Elisabete Ritter de Vargas para sabermos maiores informações da sua decisão em desistir da pré-candidatura a Prefeitura e a coligação do PMDB com o PSDB. No outro lado também estamos encontrando dificuldade depois do anuncio e da convenção do PP escolheu Jane Andreola para pré-candidata a Prefeita, não conseguimos contato com ela e nem entrevista no Jornal Negritude. Estamos buscando contato com as duas vereadoras.

Rafaela Silva, Primeira Medalha de Ouro

 
   RAFAELA SILVA, MENINA DO POVO,
      PRIMEIRA MEDALHA DE OURO
 
 
                              por      Luiz Alberto Gomez de Souza/ Rio de janeiro
https://scontent.fsdu2-1.fna.fbcdn.net/t31.0-8/13913734_936124569848832_5497796242735040088_o.jpg
 
Rafaela Silva, primeira medalha de ouro do Brasil,
vinda da Cidade de Deus, mostrou a garra de uma
típica mulher do povo. Não saiu de academias ou
de clubes das elites, mas de uma populosa favela
da periferia.
 
Nela, outra Silva, como o retirante Lula, nosso
país mestiço se reconhece e com ela faz a festa.

 
https://scontent.fsdu2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13873108_936141033180519_5418114131160196946_n.jpg?oh=2744e987c8009fdc4b328e5e35ccf48a&oe=5857543B
 
Tatuagem no braço de Rafaela: "Só Deus sabe quanto
eu sofri e o que fiz para chegar até aqui". "Lugar de
macaco era na jaula e não na Olimpíada", essa frase,
postada numa rede social, marcou para sempre a
vida de Rafaela Silva. Quatro anos depois de ser
vítima de desprezível racismo, após uma desilusão
nos Jogos de Londres-2012, a menina da Cidade
de Deus deu a volta por cima.
 
          Nela, mulher, pobre, mestiça, favelada,
         se cruza um feixe de dominações.
         Com isso é maior a vitória, com uma
         lição extraordinária de superação.