Rádio WNews

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Amistoso cancelado

Schalke 04, de Rafinha, tem amistoso cancelado

O amistoso entre o Schalke 04, do lateral-direito Rafinha, e o St. Pauli, que seria jogado nesta quarta-feira, na cidade de Hamburgo, foi cancelado. Por causa do frio, o campo de jogo estava congelado. Uma comissão com representantes dos dois clubes reprovou o campo, antes do jogo. O gramado apresentava uma fina camada de gelo, que o tornava escorregadio e aumentava o risco de contusões. Assim, a partida foi suspensa. O Schalke 04 já agiu rápido e marcou outro amistoso, para sexta-feira, contra o 1860 München.

– Viajamos para Hamburgo já na terça-feira e estávamos confiantes em um bom jogo para recuperar o ritmo. Mas a comissão técnica avaliou o campo e decidiu pelo cancelamento. Claro que situações assim sempre nos desapontam, porque jogar é o que gostamos de fazer. Além disso, temos uma disputa importante em poucos dias. Mas sei que vamos nos preparar bem para uma boa apresentação no dia 27. Estou confiante no entrosamento da equipe e, particularmente, com vontade de voltar ao campo e fazer o meu melhor pelo Schalke 04 – disse Rafinha.

O Schalke 04 fará sua estreia oficial em 2009, na próxima terça-feira, contra o Carl Zeiss Jena, pelas oitavas-de-final da Copa da Alemanha.

Mais informações:

Gabriel Benamor

Triumph Sports Marketing

gabriel@t-sportsmarketing.com.br

55 21 8146-9854

Diego volta a campo

Imprensa italiana confunde assessor com agente de Diego

A imprensa internacional tem especulado em torno da transferência do meia Diego, com contrato assinado até 2011 como Werder Bremen, da Alemanha. No meio das especulações, conta o assessor de imprensa Leonardo Scheinkman, alguns equívocos tem sido cometidos. O jornal italiano “Tuttosport” foi o primeiro a publicar informações erradas e na sequência, outros apenas reproduziram o erro sem checar qualquer informação:

– Não sou empresário do Diego e sim assessor de comunicação. O empresário dele e responsável pelo gerenciamento da carreira do jogador é o pai dele, Dejair Ribas da Cunha – corrige Leonardo.

Scheinkman destaca ainda que Diego está treinando com o Werder, focado no recomeço das disputas da Copa da Alemanha, Bundesliga e Copa da Uefa, que o time participa.

– Qualquer negociação relacionada ao passe do jogador não passa por mim: são ações entre o pai dele que empresaria Diego e o clube do Werder, que detém seu passe – deixa claro.

Diego volta a campo no dia 28 de janeiro contra o Bosussia Dortmund, pela Copa da Alemanha.

Gabriel Benamor

Triumph Sports Marketing

gabriel@t-sportsmarketing.com.br

55 21 8146-9854

Mandela elogia Obama

Mandela diz que Obama é "nova voz da esperança"


JOHANESBURGO (Reuters) - Nelson Mandela afirmou nesta terça-feira que Barack Obama é a "nova voz da esperança" para o mundo e comparou a posse do primeiro presidente negro dos Estados Unidos com a histórica transição da África do Sul para a democracia.
Em carta entregue a Obama antes da cerimônia de posse desta terça, o ex-líder sul-africano e ícone antiapartheid cumprimentou o novo presidente pelo momento "realmente histórico" para os EUA e o mundo.

"Hoje, de alguma forma, lembramos o entusiasmo e animação em nosso próprio país no momento da nossa transição para a democracia", escreveu Mandela na carta, divulgada nesta terça.

"As pessoas, não apenas em nosso país mas ao redor do mundo, foram inspiradas a acreditar que a injustiça pode ser superada através do trabalho humano, e que juntos podemos alcançar uma vida melhor para todos."
Mandela, que conduziu a África do Sul na luta contra o racismo e se tornou um ícone global pela liberdade, disse que a eleição de Obama "inspirou as pessoas como em poucas ocasiões nos últimos tempos".

"Você, senhor presidente, trouxe uma nova voz de esperança para que esses problemas sejam resolvidos, e que nós podemos de fato mudar o mundo e torná-lo um lugar melhor."(destaquei)

Mandela disse ainda estar especialmente "animado e orgulhoso", como muitos outros africanos, devido aos laços de Obama com o continente -- seu pai era negro e queniano.

"Você sempre será lembrado com afeto como um homem jovem que ousou sonhar e perseguir este sonho", disse Mandela.
(Reportagem de Rebecca Harrison)
M. Fernando
To: forum_de_angolanist as@yahoogrupos. com.brFrom: zzengo@hotmail. comDate: Sun, 18 Jan 2009 04:28:41 -0300Subject: CONVITE - SIMPOSIO INTERNACIONAL DE CULTURA E ARTE EM ANGOLA
SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CULTURA, ESTÉTICA,
E HISTÓRIA DA ARTE EM ANGOLA E ÁFRICA

DATA: 22 e 23 de Janeiro de 2009LOCAL: Escola Nacional de Administração (ENAD) Estrada do Futungo, S/N. Luanda-Angola


Programação

Dia 22/01/1009 (Noite): Sessão de abertura

18.00h – Abertura: Discurso de S. Excia. Ministra da Cultura, Dra. Rosa Cruz e Silva (a confirmar).

18.30 – Saudações (organismos representados)

18.45h – Conferência: “O Espírito da Arte na Evolução Social dos Povos”, Prof. Dr. Fernando Mourão (USP, Brasil).

Dia 23/01/2009 (Manhã, Tarde e Noite): Painéis


Horário
Tema (mesa redonda)
Painelistas
8.40h as 9h25
Cofeebreak

9h30 às 12h00
Cultura, arte e criação artística na Estética Angolana: questões históricas, filosóficas e antropológicas (reflexões)
Dr. Simão Souindoula, Prof. Carmén Lúcia, Prof. Carlos Serrano, Dr. Jean-Luc AKA-EVY, Prof. Miguel Manuel (Moderador)
12h00 as 13h20
Almoço

13h30 às 15h30
Correntes, idéias, pressupostos e desafios da sistematização da Arte em Angola e em África (reflexões)
Dr. Conceição Cristóvão, Dr. Adepo Yapo, Prof. João Pinto, Prof. Samuel Nja Kwa , Thomsas Mulcaire, Dr. Jorge Gumbe, Prof. Zakeu Zengo (Moderador)
15h30 as 15h40
Cofeebreak

15h40 às 17h30
Etonismo: uma proposta filosófica e metodológica de Arte em Angola e África (análise)
Prof. Fernando Mourão, Prof. Patrício Batsikama, Artista Etona, Prof. José Luis Ferreira, Prof. Samba Diakité, Pe. Bonifácio Chimboto (Moderador)
17h30 as 18h30
Sessão de lançamento de Livros (autógrafos). Cofeebraek
Instituto Etona; autores
18h30
Conferência de encerramento: “O Papel da Arte e da Criatividade Artística na Educação para o Progresso Social e Cultural de Angola”.
Dr. Pinda Simão, Vice-Ministro da Educação (a confirmar)

CONTACTOS:

Instituto Etona:
LS Produções:
Porta-voz (FIA):

Tlf: (+244) 919940856E-mail: ietona@yahoo. com
Tlf: +244-222 431 044/ 222 431 062E-mail: lsprod@nexus. ao
Prof. Francisco João da Cruz (+244 917486203 e 912153477)
angolanistas@ angolanistas. org

Conferência de Direitos Humanos

Assunto: MG, PR, PI, GO, BA, DF, CE, MS, RR e TO - Campanha Inclusão nome social das Travestis e Transexuais nos registros escolares -
: presidencia@abglt.org.brData: Segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009, 9:31
Campanha Nome social para travestis e transexuais nas escolas em todo Brasil. Esta Campanha é da ANTRA, ABGLT, ABL, E-Jovem e GHP. Estaremos mandando os ofícios e os arquivos em anexo para os Estados que já iniciaram o processo de reconhecimento do nome social de travestis e transexuais nas escolas: MG, PR, PI, GO, BA, DF, CE, MS, RR e TO. Assuma você também esta campanha, marque audiência com sua Secretaria de Educação. ABGLT está mandando a documentção em anexo para todos os Conselho Estaduais de Educação em estados em que já temos pessoas mobilizadas. O Estado do Pará já adotou por meio da Portaria 016/2008. Caso no seu estado tenha uma ONG LGBT local interessada em participar da Campanha, é só pedir que mandamos imediatamente um oficio (vide abaixo) como este e todos os documentos em anexo que embasam a proposta para o Conselho de Educação do seu Estado. A ideia é que até dia 29 de janeiro todos os estados estejam mobilizados com a Campanha. Já há 15 estados que terão atividades para comemorar o dia nacional de visibilidade das travestis. Um abraço. Toni----- Original Message ----- From: Presidência da ABGLT To: ceegov@hotmail.com Sent: Friday, January 16, 2009 10:13 AMSubject: Inclusão nome social das Travestis e Transexuais nos registros escolares
Ofício PR 009/2009 (TR/dh) Curitiba, 16 de janeiro de 2009 À: Professora Maria do Rosário Cassimiro Conselho Estadual de Educação de Goiás Av. Anhanguera, 5110 – 4º andar Goiânia - GO 74043-010 Assunto: Inclusão nome social das Travestis e Transexuais nos registros escolares Senhora Presidente: A ABGLT – Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais – é uma organização não governamental de abrangência nacional, que atualmente congrega 203 organizações afiliadas em todos os estados brasileiros e tem como missão: promover a cidadania e defender os direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, contribuindo para a construção de uma democracia sem quaisquer formas de discriminação, afirmando a livre orientação sexual e identidades de gênero. Em parceria com a ANTRA – Articulação Nacional de Travestis e Transexuais, vimos por meio deste solicitar a aprovação por parte deste Conselho, da inclusão do nome social das travestis e transexuais nos registros escolares (livro de chamadas, cadernetas escolares, históricos, certificados, declarações e demais registros das escolares das Escolas e dos Colégios do Estado do Paraná). Solicitamos, também, ao Conselho Estadual de Educação, que tome providências no sentido de promover estas mudanças, que certamente terão reflexos positivos na política de inclusão social do Governo de Estado de Goiás, promovendo assim a diminuição da evasão escolar, tão crescente entre as cidadãs deste segmento da sociedade. Nossa solicitação encontra-se apoiada pelas propostas aprovadas pela 1ª Conferência Nacional LGBT, realizada em junho de 2008, especificamente a seguinte proposta, relativa à educação: 12. Propor, estimular e garantir medidas legislativas, administrativas e organizacionais, para que em todo sistema de ensino seja assegurado a estudantes e profissionais da educação travestis e transexuais o direito de terem seus nomes sociais, nos documentos oficiais das instituições de ensino, assim como nas carteiras estudantis, sem qualquer constrangimento para seu/sua requerente, e de usufruírem as estruturas dos espaços escolares em igualdade de condições e em conformidade com suas identidades de gênero, podendo ser integradas ao Programa de inclusão educacional. Salientamos também, que esta medida já foi adotada pelo Estado do Pará, através da Portaria nº 016/2008 - GS, anexa, e também está sendo encaminhado pelo Conselho Estadual de Educação do Paraná. Para auxiliar este Conselho na análise de nossa solicitação, na próxima folha segue uma relação de documentos oficiais e outras publicações sobre essa questão. Também em anexo 7 arquivos contendo uma bibliografia e jurisprudência sobre o tema. Na expectativa de sermos atendidos, estamos à disposição. Atenciosamente Toni Reis Presidente
Documentos de Referência Anais da 1ª Conferência LGBT (p. 211) http://www.conferencianacionalglbt.com.br/legislacao.php Texto base da 1ª Conferência LGBT (p. 22) http://www.conferencianacionalglbt.com.br/legislacao.php Folheto: "A travesti e o educador" http://www.aids.gov.br/data/documents/storedDocuments/%7BB8EF5DAF-23AE-4891-AD36-1903553A3174%7D/%7BFF285F43-815B-48FE-8DE0-F36D46260BAE%7D/folheto.pdf Juventudes e sexualidade (pesquisa da UNESCO) (p. 277-304) http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001339/133977por.pdf Princípios de Yogyakarta (p. 23) http://www.abglt.org.br/port/internacional.php Programa Brasil Sem Homofobia (p. 22) http://www.mj.gov.br/sedh/documentos/004_1_3.pdf Legislação e Jurisprudência LGBTTT (p. 265) http://www.coturnodevenus.org.br/leisejuris/atualizacoes.htm Carta dos Direitos dos Usuários da Saúde (p.4-5) http://www.abglt.org.br/port/trav_trans.php Plano Nacional de Enfrentamento da Epidemia de Aids (p. 32-33) http://www.aids.gov.br/data/documents/storedDocuments/%7BB8EF5DAF-23AE-4891-AD36-1903553A3174%7D/%7B176F0E85-8F54-4937-899E-AF6E9E7ADAC6%7D/plano%20-%20HSH.pdf Resoluções do I Congresso da ABGLT (p. 41) http://www.abglt.org.br/port/publicacoes.php

Noticias da Prefeitura de Porto Alegre

Todas as Notícias A MANCHETE

Obras do Socioambiental em ritmo acelerado na Zona Sul

Avança o projeto que vai ampliar de 27% para 77% a capacidade de tratamento de esgotos da cidade, melhorar as condições de vida da comunidade junto ao Arroio Cavalhada e ampliar as áreas de preservação ambiental. Desde dezembro de 2007, foram implantadas mais de 90% das redes coletoras de esgoto previstas para a Restinga e Ponta Grossa e 10% das tubulações a serem instaladas na Cavalhada, o correspondente a 54,8 km de redes. Quando as obras do programa forem concluídas, Porto Alegre ultrapassará as Metas do Milênio, estabelecidas pela ONU, de reduzir pela metade o déficit de acesso à água e esgoto até 2015. Leia mais... DESTAQUES

Três escolas vão mostrar seu samba na Borges

A tradicional Descida da Borges atrairá os foliões ao Centro novamente na sexta-feira. A partir das 20h30, vão passar pela avenida integrantes das escolas Acadêmicos de Gravataí, Academia de Samba Praiana e Imperatriz Dona Leopoldina. Para qualificar a infraestrutura do desfile, a prefeitura dobrou o número de banheiros químicos (de oito para 16), aumentou o comprimento do guarda-corpo (de 120 metros para 200 metros) e reforçou a iluminação. Leia mais...

Porto Alegre participa das duas principais feiras da Europa

A Capital está sendo divulgada como destino turístico na Bolsa de Turismo de Lisboa, em Portugal, que começou hoje, abrindo a agenda de eventos internacionais do setor neste ano. No período de 28 de janeiro a 1º de fevereiro, a cidade estará representada na 29ª Fitur, em Madri, Espanha. A prefeitura está apresentando aos europeus os produtos Caminhos Temperados, pacote de oito dias entre Porto Alegre, Gramado e Bento Gonçalves, e o Sport Day Use, que oferece aos turistas acesso à estrutura de clubes esportivos. Leia mais...

Cultura da paz na Capital é modelo para o mundo

Porto Alegre é um exemplo da capacidade de convivência multicultural e multiétnica, com mais de 48 diferentes etnias. A afirmação é do prefeito José Fogaça, que celebrou nesta manhã o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa com líderes de diversas religiões. Com as bandeiras de Israel e da Palestina sobre a mesa, o grupo salientou a importância do diálogo entre as religiões. “Porto Alegre ama a paz. Queremos dizer que a paz é possível. A nossa boa convivência deve servir de exemplo para o mundo”, disse o rabino Guershon Kwasniewski, da Sociedade Israelita Brasileira de Cultura e Beneficência. Leia mais... EVENTOS

Concurso da prefeitura terá provas no domingo

Os locais e horários das provas dos concursos públicos que vão do número 440 ao 462 foram publicados na edição de hoje do Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa). Na versão digital do Dopa, o internauta pode encontrar a íntegra do edital. Mais de 40 mil candidatos vão concorrer a 318 vagas de nível médio e superior. Conforme a Secretaria de Administração, a maior procura está sendo para os cargos de Técnico em Enfermagem (9.624 inscritos), Guarda Municipal (5.301) e Enfermeiro (3.443). Leia mais...

Campeonato de futebol sete começa sábado

Quem gosta de praticar o esporte e quiser participar do Campeonato Municipal de Verão de Futebol Sete pode fazer sua inscrição. A competição começa no sábado, 24, no Parque Ramiro Souto (Avenida Osvaldo Aranha, 969). As inscrições devem ser efetuadas na Secretaria de Esportes, na Avenida Érico Veríssimo, 843, ou pelo telefone 3232-4234. Leia mais...

Fumproarte: últimos dias de inscrições para a área de música

No primeiro semestre deste ano, o Fundo Municipal de Apoio à Atividade Artística e Cultural (Fumproarte) distribuirá cerca de R$ 1 milhão para projetos. As inscrições para a área de música vão até sexta-feira, 23. Já o prazo para projetos de dança, circo e teatro será de 26 a 30 de janeiro. Veja o edital

Inscrições para o Salão de Desenho começam em fevereiro

Estão à disposição dos interessados o regulamento e o cronograma do 17° Salão Internacional de Desenho para Imprensa, que ocorrerá de 19 de março a 26 abril. O material está sendo distribuído pelo Setor de Mostras e Exposições da Usina do Gasômetro. Organizado pela Secretaria da Cultura, o evento incentiva a expressão gráfica aplicada à imprensa, além de atribuir premiações às categorias cartum, charge, caricatura, história em quadrinhos e ilustração editorial, em jornal, revista, livro, capa de disco, cartaz, entre outros. As inscrições podem ser feitas de 25 de fevereiro a 6 de março no mesmo local ou por carta (confira o endereço). Leia mais...

Teatro apresenta relação homem-sociedade de Nietzsche

Conceitos de Estado, religião e a libertação do ser humano serão abordados na peça Travessia entre Nós, da Cia A Hora do Anjo, apresentada a partir de sábado, 24, na Sala 502 da Usina do Gasômetro. Baseada em textos do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, a obra, da direção de Celso Veluza, propõe uma reflexão sobre os valores mundanos e a relação homem-sociedade. Confira a programação Leia mais... OBRAS

Assis Brasil será parcialmente bloqueada

Devido ao asfaltamento da Avenida Assis Brasil, a via será parcialmente bloqueada de amanhã a 29 de janeiro, entre as ruas Laudelino Freire e Xavier Carvalho. Também haverá bloqueio do ponto situado a cem metros após a rótula da Avenida Bernardino Silveira Amorim até 200 metros antes do acesso à freeway. Os trabalhos serão realizados diariamente das 9h às 17h. Leia mais... PREVISÃO DO TEMPO

Ouça a previsão do tempo desta quarta-feira, dia 22

(Clique aqui) TEMPO HOJE

Veja imagem de satélite

(Clique aqui) VEJA PAUTAS DO DIA

Pautas para o dia 22 de janeiro

(Clique aqui)
Editado pela Supervisão de Comunicação SocialE-mail - Telefones (51)3289.3900 / (51)3289.3932 / (51)3289.3926
Newsletter desenvolvida pela PROCEMPA.
hasEML = false;

Criações de Penitenciárias

Governo acelera criação de mais vagas penitenciárias21/01/2009 19:35
Na primeira reunião do ano da Força-tarefa do Sistema Prisional (FT), o secretário de Segurança Pública, Edison Goularte, fez um levantamento do que foi realizado em 2008 e apresentou as diretrizes para acelerar a criação de vagas nos regimes fechado e semiaberto em 2009. Segundo ele, é preciso manter o foco principal, que é a ampliação de vagas no menor espaço de tempo. Goularte lembrou que ações anteriores à criação da FT permitiram a inauguração da Penitenciária Regional de Caxias do Sul, em setembro de 2008, com 432 vagas, e a inauguração dos quatro módulos do Presídio Central, com 492 vagas.
Ressaltou que, para 2009, já estão em fase de conclusão as obras da Penitenciária Regional de Santa Maria, com previsão de entrega para março ou abril e criação de mais 336 vagas. Quanto ao regime semiaberto, a partir de novembro foram dadas ordens de início de obras nos albergues de Charqueadas, Porto Alegre e Caxias do Sul, com um total de 234 vagas. O secretário enfatizou, ainda, que há diversas ações em andamento para obras em presídios e albergues, que possibilitarão o aumento de vagas. Citou os casos de Espumoso, Viamão, Carazinho, Novo Hamburgo e Venâncio Aires.
Goularte explicou que alguns entraves estão sendo tratados para que se dê andamento, o mais rápido possível, aos processos de obras das penitenciárias de Passo Fundo (336 vagas), Bento Gonçalves (336), São Leopoldo (421), Arroio dos Ratos (672) e Guaíba, onde estão previstas três unidades, uma federal (421 vagas) uma estadual masculina (672) e uma estadual feminina (256). O total de vagas a serem geradas até 2010 é de 3.114.
Não-convencionais
O superintendente dos Serviços Penitenciários, Paulo Zietlow, e o diretor de Obras da Secretaria de Obras Públicas, Odir Baccarin, reúnem-se, na próxima segunda-feira (26), para preparar a minuta técnica que será levada à Secretaria de Segurança Pública (SSP) para elaboração do edital de licitação dos presídios não-convencionais. Segundo Zietlow, são celas pré-moldadas, que serão construídas em áreas das penitenciárias moduladas de Montenegro, Charqueadas, Osório, Ijuí e Uruguaiana. O secretário Goularte entende que esses módulos podem ser uma boa alternativa, porque podem ser construídos a custos menores e em menor tempo. É possível montá-los em seis meses.
Participaram também da reunião o secretário-adjunto de Segurança, Rubens Pinto, o secretário-adjunto de Governo, Milton Stella, a diretora-geral da SSP, Clarice Padilha, a promotora de Justiça, Cinthia Jappur, e representantes das secretarias de Segurança, Fazenda, Obras Públicas, Saúde, Justiça e Desenvolvimento Social, Planejamento e Gestão, da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) e da Defensoria Pública.
Fonte – site do Estado

Limites da Terra






Os limites do capital são os limites da Terra
Em 1961 precisávamos de metade da Terra para atender as demandas humanas. Em 1981 empatávamos: precisávamos de um Terra inteira. Em 1995 já ultrapassamos em 10% de sua capacidade de regeneração, mas era ainda suportável. Em 2008 passamos de 40% e a Terra está dando sinais inequívocos de que já não agüenta mais. Se mantivermos o crescimento do PIB mundial entre 2-3% ao ano, em 2050 vamos precisar de duas Terras, o que é impossível. A análise é de Leornado Boff, em seu artigo de estréia como colunista da Carta Maior.
Leonardo Boff
Uma semana após o estouro da bolha econômico-financeira, no dia 23 de setembro, ocorreu o assim chamado Earth Overshoot Day , quer dizer, "o dia da ultrapassagem da Terra". Grandes institutos que acompanham sistematicamente o estado da Terra anunciaram: a partir deste dia o consumo da humanidade ultrapassou em 40% a capacidade de suporte e regeneração do sistema-Terra. Traduzindo: a humanidade está consumindo um planeta inteiro e mais 40% dele que não existe. O resultado é a manifestação insofismável da insustentabilidade global da Terra e do sistema de produção e consumo imperante. Entramos no vermelho e assim não poderemos continuar porque não temos mais fundos para cobrir nossas dívidas ecológicas. Esta notícia, alarmante e ameaçadora, ganhou apenas algumas linhas na parte internacional dos jornais, ao contrário da outra que até hoje ocupa as manchetes dos meios de comunicação e os principais noticiários de televisão. Lógico, nem poderia ser diferente. O que estrutura as sociedades mundiais, como há muitos anos o analisou Polaniy em seu famoso livro A Grande Transformação, não é nem a política nem a ética e muito menos a ecologia, mas unicamente a economia. Tudo virou mercadoria, inclusive a própria Terra. E a economia submeteu a si a política e mandou para o limbo a ética.Até hoje somos castigados dia a dia a ler mais e mais relatórios e análises da crise econômico-financeira como se somente ela constituisse a realidade realmente existente. Tudo o mais é secundarizado ou silenciado.A discussão dominante se restringe a esta questão: que correções importa fazer para salvar o capitalismo e regular os mercados? Assim poderíamos continuar as usual a fazer nossos negócios dentro da lógica própria do capital que é: quanto posso ganhar com o menor investimento possível, no lapso de tempo mais curto e com mais chances de aumentar o meu poder de competição e de acumulação? Tudo isso tem um preço: a delapidação da natureza e o esquecimento da solidariedade generacional para com os que virão depois de nós. Eles precisam também satisfazer suas necessidades e habitar um planeta minimamente saudável. Mas esta não é a preocupação nem o discurso dos principais atores econômicos mundiais mesmo da maioria dos Estados, como o brasileiro que, nesta questão, é administrado por analfabetos ecológicos.Poucos são os que colocam a questão axial: afinal se trata de salvar o sistema ou resolver os problemas da humanidade? Esta é constituída em grande parte por sobreviventes de uma tribulação que não conhece pausa nem fim, provocada exatamente por um sistema econômico e por políticas que beneficiam apenas 20% da humanidade, deixando os demais 80% a comer migualhas ou entregues à sua própria sorte. Curiosamente, as vitimas que são a maioria sequer estão presentes ou representadas nos foros em que se discute o caos econômico atual. E pour cause, para o mercado são tidos como zeros econômicos, pois o que produzem e o que consomem é irrelevante para contabilidade geral do sistema.A crise atual constitui uma oportunidade única de a humanidade parar, pensar, ver onde se cometeram erros, como evitá-los e que rumos novos devemos conjuntamente construir para sair da crise, preservar a natureza e projetar um horizonte de esperança, promissor para toda a comunidade de vida, incluídas as pessoas humanas. Trata-se sem mais nem menos de articular um novo padrão de produção e de consumo com uma repartição mais equânime dos benefícios naturais e tecnológicos, respeitando a capacidade de suporte de cada ecosistema, do conjunto do sistema-Terra e vivendo em harmonia com a natureza. Milkahil Gorbachev, presidente da Cruz Verde Internacional e um dos principais animadores da Carta da Terra, grupo o qual pertenço, advertiu recentemente: Precisamos de um novo paradigma de civilização porque o atual chegou ao seu fim e exauriu suas possibilidades. Temos que chegar a um consenso sobre novos valores. Em 30 ou 40 anos a Terra poderá existir sem nós.A busca de um novo paradigma civilizatório é condição de nossa sobrevivência como espécie. Assim como está não podemos continuar. Na última página de seu livro A era dos extremos diz enfaticamente Eric Hobsbawm: Nosso mundo corre o risco de explosão e de implosão. Tem de mudar. E o preço do fracasso, ou seja, a alternativa para a mudança da sociedade é a escuridão.Importa entender que estamos enredados em quatro grandes crises: duas conjunturais – a econômica e a alimentar – e duas estruturais – a energética e a climática. Todas elas estão interligadas e a solução deve ser includente. Não dá para se ater apenas à questão econômica, como é predominante nos dabates atuais. Deve-se começar pelas crises estruturais pois que se não forem bem encaminhadas, tornarão insustentáveis todas as demais. As crises estruturais, portanto, são as que mais atenção merecem. A crise energética revela que a matriz baseada na energia fóssil que movimenta 80% da máquina produtiva mundial tem dias contados. Ou inventamos energias alternativas ou entraremos em poucos anos num incomensurável colapso.A crise climática possui traços de tragédia. Não estamos indo ao encontro dela. Já estamos dentro dela. A Terra já começou a se aquecer. A roda começou a girar e nao há mais como pará-la, apenas diminuir sua velocidade ao minimizar seus efeitos catastróficos e ao adaptar-se a ela. Bilhões e bilhões de dólares devem ser investidos anualmente para estabilzar o clima entorno de 2 a 3 graus Celsius já que seu aquecimento poderá ficar entre 1,6 a 6 graus, o que poderia configurar uma devastação gigantesca da biodiversidade e o holocausto de milhões de seres humanos.De todas as formas, mesmo mitigado, este aquecimento vai produzir transtornos significativos no equilíbrio climático da Terra e provocar nos próximos anos cerca de 150-200 milhões de refugiados climáticos segundo dados fornecidos pelo atual Presidente da Assembléia Geral da ONU, Miguel d'Escoto, em seu discurso inaugural em meados de outubro de 2008. E estes dificilmente aceitarão o veredito de morte sobre suas vidas. Romperão fronteiras nacionais, desestabilizando politicamente muitas nações.Estas duas crises estruturais vão inviabilizar o projeto do capital. Ele partia do falso pressuposto de que a Terra é uma espécie de baú do qual podemos tirar recursos indefinidamente. Hoje ficou claro que a Terra é um planeta pequeno, velho e limitado que não suporta um projeto de exploração ilimitada..Em 1961 precisávamos de metade da Terra para atender as demandas humanas. Em 1981 empatávamos: precisávamos de um Terra inteira. Em 1995 já ultrapassamos em 10% de sua capacidade de regeneração, mas era ainda suportável. Em 2008 passamos de 40% e a Terra está dando sinais inequívocos de que já não agüenta mais. Se mantivermos o crescimento do PIB mundial entre 2-3% ao ano, em 2050 vamos precisar de duas Terras, o que é impossível. Mas não chegaremos lá. Resta ainda lembrar que entre 1900 quando a humanidade tinha 1,6 bilhões de habitantes e 2008 com 6,7 bilhões, o consumo aumentou 16 vezes. Se os paises ricos quissessem generalizar para toda a humanidade o seu bem-estar - cálculos já foram feitos - iríamos precisar de duas Terras iguais a nossa.A crise de 1929 dava por descontada a sustentabilidade da Terra. A nossa não pode mais contar com este fato e com a abundancia dos recursos naturais. Nenhuma solução meramente econômica da crise pode suprir este déficit da Terra. Não considerar este dado torna a análise manca naquilo que é a determinação fundamental e a nova centralidade.Tudo isso nos convence de que a crise do capital não é crise cíclica. É crise terminal. Em 300 anos de hegemonia praticamente mundial, esse modo de produção com sua expressão política, o liberalismo, destruiu com sua voracidade desenfreada, as bases que o sustentam: a força de trabalho, substituindo-a pela máquina e a natureza devastando-a a ponto de ela não conseguir, sozinha, se auto-regenerar. Por mais estragemas que seus ideólogos vindos da tradição marxiana, keneysiana ou outras tentem inventar saídas para este corpo moribundo, elas não seráo capazes de reanimáa-lo. Suas dores não são de parto de um novo ser mas dores de um moribundo. Ele não morrerá nem hoje nem amanhã. Possui capacidade de prolongar sua agonia mas esgotou sua virtualidadae de nos oferecer um futuro dicernível. Quem o está matando não somos nós, já que não nos cabe matá-lo mas superá-lo, na boa tradição marxiana bem lembrada por Chico Oliveria em sua lúcida entrevista, mas a própria natureza e a Terra. Repetimos: os limites do capitalismo são os limites da Terra. Já encostamos nestes limites tanto da Terra quanto do capitalismo. A continuar seremos destruídos por Gaia pois ela, no processo evolucionário, sempre elimina aquelas espécies que de forma persistente e continuada ameaçam a todas as demais. Nós, homo sapiens e demens, nos fizemos, na dura expressão do grande biólogo E. Wilson, o Satã da Terra, quando nossa vocação era o de sermos seu cuidador, guardião e anjo bom.Para onde iremos? Nem o Papa nem o Dalai Lama, nem Barack Obama nem muito menos os economistas nos poderão apontar uma solução. Mas pelo menos podemos indicar uma direção. Se esta estiver certa, o caminho poderá fazer curvas, subir e descer e até conhecer atalhos, esta direção nos levará a uma terra na qual os seres humanos podem ainda viver humananente e tratar com cuidado, com compaixão e com amor a Terra, Pacha Mama, Nana e nossa Grande Mãe.Esta direção, como tantos outros já o assinalaram, se assenta nestes cinco eixos: (1) um uso sustentável, responsável e solidário dos limitados recursos e serviços da natureza; (2) o valor de uso dos bens deve ter prioridade sobre seu valor de troca; (3) um controle democrático deve ser construído nas relações sociais, especialmente sobre os mercados e os capitais especulativos; (4) o ethos mínimo mundial deve nascer do intercâmbio multicultural, dando ênfase à ética do cuidado, da compaixão, da cooperação e da responsabilidade universal; (5) a espiritualidade, como expressão da singularidade humana e não como monopólio das religiões, deve ser incentivada como uma espécie de aura benfazeja que acompanha a trajetória humana, pois ancora o ser humano e a história numa dimensão para além do espaço e do tempo, conferindo sentido à nossa curta passagem por este pequeno planeta.Devemos crer, como nos ensinam os cosmólogos contemporâneos, nas virtualidades escondidas naquela Energia de fundo da qual tudo provém, que sustenta o universo, que atua por detrás de cada ser e que subjaz a todos os eventos históricos e que permite emergências surpreendentes. É do caos que nasce a nova ordem. Devemos fazer de tudo para que o atual caos não seja destrutivo mas criativo. Então sobrevivemos com o mesmo destino da Terra, a única casa comum que temos para morar.-----Anexo incorporado-----
_______________________________________________Cartaoberro mailing listhttp://br.mc905.mail.yahoo.com/mc/compose?to=Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.brhttp://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Obama

Obama pede união para enfrentar desafios
Diante do memorial de Lincoln, e no mesmo local em que Martin Luther King fez o famoso discurso sobre a superação das diferenças raciais nos Estados Unidos em 1963, o presidente eleito Barack Obama fez neste domingo, em Washington, um apelo pela união dos americanos para superar os desafios, deixando de lado as diferenças raciais, religiosas e de sexualidade.
Ele saudou a multidão, dizendo que todos eram bem vindos à celebração da "renovação da América", e afirmou que poucas gerações enfrentaram tantos desafios ao mesmo tempo, com a crise econômica e as guerras no exterior, mas disse que, juntos, os americanos poderão superar os problemas e manter vivo o "sonho dos fundadores do país".
"Enquanto eu estou aqui hoje, o que me dá a maior esperança não são as pedra e o mármore que nos cercam hoje, mas o que preenche o espaço entre elas. Que são vocês --americanos de todas as raças, regiões posições sociais que vieram aqui porque acreditam no que este país pode ser e porque vocês querem nos ajudar a chegar lá", discursou Obama
Em uma extensão do pedido de união e superação das diferenças para além das raças e da posição política, o presidente eleito fez um dos seus mais fortes apelos em direção à aceitação dos homossexuais.
"E é a mesma coisa que me dá esperança desde o dia que começamos esta campanha para a Presidência há cerca de dois anos; uma crença de que se nós pudermos reconhecer a nós mesmos uns nos outros e nos unirmos todos --democratas, republicanos, independentes, latinos, asiáticos e nativos americanos; negros e brancos, gays e heterossexuais, deficientes e não deficientes-- então não apenas nós restauraremos a esperança e a oportunidade em lugares que ansiavam por essas duas coisas, mas talvez nós poderemos aperfeiçoar nossa união nesse processo", disse o presidente eleito.
Obama lembrou os desafios enfrentados por Abraham Lincoln (1861-65), que libertou os escravos e venceu a Guerra da Secessão, e a luta dos americanos na Segunda Guerra Mundial, durante o governo de Franklin Delano Roosevelt (1933-45), como exemplos da capacidade americana de superar momentos difíceis.
O paralelo com Lincoln tem sido uma constante desde a eleição de Obama, que prestará o juramento presidencial usando a mesma bíblia que o presidente republicano utilizou na posse há 148 anos.
Artistas como Beyonce, Bruce Springsteen e o grupo U2 vão se apresentar para uma multidão de mais de 200 mil pessoas no mesmo local. O evento, chamado de " "We Are One" ("Nós somos um"), faz parte do conjunto de celebrações da posse de Obama, que assume a Presidência na próxima terça-feira (20).

18 de Janeiro de 2009
Fonte: Folha de São Paulo

CEN Brasil

Clique aqui para ler na íntegra.
CEN Brasil.Acesse: http://www.cenbrasi l.org.brPara fazer parte da lista de distribuição CEN BR, mande um e-mail para: cen_br-subscribe@ yahoogrupos. com.br__._,_.___

Destaque Vermelho

DESTAQUES DA EDIÇÃO DE HOJE DO PORTAL VERMELHO


Passeata reuniu 15 milEnfrentando a criseMetalúrgicos do ABC saem às ruas em protestoMais de 20 mil metalúrgicos do ABC ocuparam as ruas, em três pontos de São Bernardo do Campo (SP) para dizer "não" à redução de salários e de direitos. Na principal manifestação, 15 mil fizeram passeata, pela manhã, da Mercedes-Benz até a Metal Leve.


Estados UnidosObama pede a suspensão de julgamentos de GuantánamoEm nome dos "interesses da justiça", pedido foi feito pelo novo presidente norte-americano e por seu secretário de Defesa, Robert Gates, ainda na noite desta terça-feira. Juízes militares irão analisar a proposta nesta quarta-feira.



BrasíliaGaribaldi sai da disputa e diz que Sarney vence VianaAtual presidente do Senado desiste de tentar reeleição, declara apoio a Sarney e diz que, diante de tal cenário, Lula optará pela neutralidade nas eleições de 2 de fevereiro.



Partido VivoPCdoB e intelectuais: necessária integraçãoMaior ligação entre comunistas e a intelectualidade brasileira foi o ponto central do debate ocorrido nesta terça-feira, como parte das atividades do VI Encontro de Professores do PCdoB.


A pressão pela queda da taxa Selic
Fatima Oliveira"Onde há uma vontade, há um caminho": acalanto a Obama Odair RodriguesForrest Gump, o Exterminador e Metrópolis (ou de política e cinema) Altamiro Borges Um relato da Bolívia revolucionária Carlos PompePovo de coração insensível Marcelo FernandesDívida pública e o poder do dólar
#yiv671781375 {font-family:Trebuchet MS, Arial, Tahoma, Verdana;font-size:13px;}#yiv671781375 a{border:none;text-decoration:none;}
Esta é uma mensagem automática, favor não responder
Destaques do Vermelho é um serviço diário gratuito do www.vermelho.org.br

Pai Ogum Guerreiro