Inter 3 x 0 Figueirense

Inter 3 x 0 Figueirense
Brasileiro B 2017

sábado, 6 de agosto de 2011

shazam capitão marvel

Os Waltons

As Mais Acessadas do Youtube do Jornal Negritude

Para ver todos os seus vídeos, vá para sua lista de uploads.
/my_videos
Vídeo
Exibições (% do total)
Atenção
Pra Nunca Mais Chorar - Cover de Vanusa
11,2
Entrevista com João Amaro Borges
10,6
Indios do Equador
8,1
Entrevista com Cris Pereira Ator
7,1
Praça Daltro Filho de Vacaria RS em 1989
5,4
Desfile de Brigada Militar de Vacaria RS no dia 07 de Setembro 2010
5,4
Show da Rasalgueth na Feira do Livro  Parte 3
3,9
Desfile de Viaturas 07 de Setembro em Vacaria RS 2010
2,5
Jesus Cristo - cover de Roberto Carlos
2,1
Entrevista Cristiano Taffarel Goleiro do Glória
2,1
Quem está assistindo aos vídeos deste canal?
Não há dados suficientes para exibir informações demográficas. Tente selecionar um período ou uma região diferente.

Mensagem

Mensagem

Acampamento Afro

importante para nós.

Ajude a construir e a divulgar.

Asé.bg_profile.jpg
José Antonio dos Santos da Silva
51.91792404 - Claro
51.95284570 - Vivo
53.99491618 - Vivo
51.84908721 - Oí
51.82490039 - Tim
"Quem é de Axé diz que é!

"Ogun ko nife o si ewu lona wa"
"Com a proteção de Ogun não haverá nenhum perigo em nosso caminho".

Assistente Supervisor
Forever Living Producto Brasil
"Ubunto" é uma antiga palavra Africana, cujo significado é: "humanidade para todos".
Ubunto também quer dizer "Eu sou o que sou devido ao que todos nós somos".

Página pessoal - http://joseantoniodossantosdasilva.blogspot.com
http://twitter.com//JASSRS62
Página da UNEGRO Nacional - www.unegro.org.br

Mulheres e Direitos

Campanha “Mulheres e Direitos” convoca sociedade e poder público para o fim da violência e promoção da igualdade de gênero

Iniciativa será lançada nesta sexta-feira (5/8), no Rio de Janeiro, nas presenças de Maria da Penha, da ministra Luiza Bairros (Igualdade Racial) e da Subsecretária de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres, Aparecida Gonçalves (Políticas para as Mulheres). Com peças enfocadas em homens, mulheres em situação de violência e populações do Norte e Nordeste do Brasil, a campanha valoriza a contribuição da Lei Maria da Penha e da rede de serviços de atendimento às mulheres em situação de violência


Às vésperas dos cinco anos de criação da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/06), as Nações Unidas, no âmbito da Equipe Conjunta sobre Aids, o Instituto Maria da Penha e parceiros lançam nesta sexta-feira (5/8), às 10h30, no Rio de Janeiro, a campanha “Mulheres e Direitos”.  O ato terá as presenças de Maria da Penha Maia Fernandes, cuja história de sobrevivência impulsionou a criação da lei; da ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros; da subsecretária de Enfrentamento da Violência contra as Mulheres, Aparecida Gonçalves; da Deputada Federal Jandira Feghali; do coordenador residente das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek; do coordenador do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) no Brasil, Pedro Chequer; do representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Harold Robinson; da coordenadora de Programas da ONU Mulheres - Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, Júnia Puglia; das atrizes e atores da campanha; e representantes da sociedade civil, entre outras autoridades.

Ao mesmo tempo em que sensibiliza a população brasileira para a redução da violência e a promoção da igualdade de gênero e saúde da mulher, a campanha “Mulheres e Direitos” valoriza a contribuição da Lei Maria da Penha e da rede de serviços de atendimento às mulheres em situação de violência no Brasil, a exemplo da Central 180, delegacias especializadas, casas-abrigo, juizados, varas criminais, núcleos e centros de atendimento, entre outros.

Por meio de três filmes, a campanha “Mulheres e Direitos” enfoca os seguintes públicos: homens, mulheres em situação de violência e populações do Norte e Nordeste do país.

Um caso emblemático no mundo
Todas as peças da campanha “Mulheres e Direitos” são estreladas pela biofarmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes, que foi agredida pelo seu ex-marido por seis anos e alvo de duas tentativas de assassinato: uma por tiros, que a deixaram paraplégica, e a outra por eletrocução e afogamento.  Sobrevivente e em busca dos seus direitos, Maria da Penha obteve apoio dos movimentos de mulheres e encaminhou o seu caso à Comissão Interamericana dos Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA). Entre as recomendações da OEA, em 2001, estavam a criação de uma lei para prevenção, punição e eliminação da violência contra as mulheres e a indenização de Maria da Penha, que de fato se concretizou sete anos após a sugestão da OEA e 25 anos após às tentativas de assassinato.

Segundo pesquisas da ONU, uma em cada três mulheres será vítima de violência ao longo da sua vida. A eliminação da violência é uma das prioridades do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, reforçada pela campanha “UNA-SE pelo fim da violência contra as mulheres” que, até 2015, pretende mobilizar diferentes públicos, entre eles homens líderes, juventude, comunidades não-tradicionais e mídia.

Inovação na linguagem
O primeiro filme da campanha “Mulheres e Direitos” é dirigido aos homens. Os atores Milton Gonçalves e Bernardo Mesquita e o dançarino Carlinhos de Jesus convocam o público masculino a acabar com a violência contra as mulheres. A peça considera os novos dados sobre violência contra as mulheres, divulgados em 2010 pela Fundação Perseu Abramo, de que um em cada quatro homens sabe de algum parente próximo que já bateu na mulher e de que quase metade dos homens tem algum amigo ou conhecido que agride a sua esposa. No filme, os atores falam sobre o avanço das mulheres na sociedade brasileira e tomam partido pela igualdade de gênero, uma aposta no papel estratégico dos homens para a eliminação da violência.

No segundo filme, quatros mulheres – negra, indígena, branca e outra de meia idade – buscam ajuda numa delegacia especializada de atendimento à mulher. A sequência registra o momento em que as mulheres dão um basta à violência e acessam os serviços públicos. A peça evidencia que a violência contra a mulher atinge todas as mulheres, independente de raça, etnia, classe social e idade, mostrando ainda a importante funcionalidade das delegacias especializadas no atendimento às vítimas.

Na terceira peça, duas mulheres do Norte e Nordeste do país – uma negra e outra indígena – lavam roupa num rio e conversam sobre os primeiros sinais da violência, quando os homens começam a querer controlar as suas vidas. O filme foi produzido sob a inspiração das comunidades indígenas e ribeirinhas e de mulheres do Norte e Nordeste, consultadas no Plano Integrado das Nações Unidas para o estado do Amazonas, o Amazonaids, como uma ferramenta para a conscientização da população local.

Mais investimentos: políticas para as mulheres
Com uma média diária de 10 assassinatos de mulheres e 70% das agressões cometidas no ambiente doméstico, o fenômeno da violência no Brasil é um tema que traz novos desafios para o poder público e a sociedade. Entre eles estão a ampliação da rede de atendimento às mulheres em situação de violência e o aumento dos investimentos nas políticas públicas para a autonomia das mulheres.

A campanha “Mulheres e Direitos” é uma iniciativa da ONU, no âmbito da Equipe Conjunta sobre Aids e de parceiros. É liderada pelo UNAIDS – Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids; a ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres; o UNFPA – Fundo de População das Nações Unidas; o UNICEF – Fundo das Nações Unidas para a Infância; tem o apoio do UNIC Rio – Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil e  é assinada em parceria com o Instituto Maria da Penha. Os filmes foram produzidos pela Documenta Filmes, tendo direção de Angela Zoé e coordenação da [X] Brasil Publicidade em Causas/Daniel de Souza. A marca original da campanha, criada com base em conceitos estabelecidos pela ONU, é assinada pelo designer Jair de Souza.

Lançamento da campanha “Mulheres e Direitos”
Data: 5 de agosto de 2011 (sexta-feira)
Horário: 10h30
Local: Palácio Itamaraty (Av. Marechal Floriano, 196) – Rio de Janeiro/RJ

Contatos com a imprensa:
Valéria Schilling - Assessora de Comunicação
Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio)
21-2253-2211 | 21-8202-0171 | valeria.schilling@unic.org

Emissoras interessadas em veicular os filmes da campanha “Mulheres e Direitos” podem solicitar cópias para: brazil@unaids.org

Filmes disponíveis na sexta-feira (5/8) em:

Futebol da Ucrania Fez Resistência ao Nazismo

Futebol e Segunda Guerra Mundial

Dínamo de Kiev e a resistência ao nazismo

Túlio Vilela*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação
Reprodução
Emblema do Dínamo de Kiev, desde a fundação em 1927

Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), as Copas que seriam disputadas em 1942 e 1946 não puderam ser realizadas (a guerra acabou em 1945, mas em 1946 a Europa ainda estava arrasada e tentando se reconstruir). Isso não impediu que um dos momentos mais heróicos e ao mesmo trágicos da história do futebol acontecesse nesse período.

A Ucrânia é um país localizado no leste europeu que teve no século 20 a nada invejável experiência de conhecer a opressão de dois regimes totalitários: o stalinista, da União Soviética, e o nazista, que então vigorava na Alemanha.

Em 1922, a Ucrânia foi incorporada à União Soviética e conheceu os horrores da ditadura de Stalin. Em 1941, a Alemanha nazista decidiu atacar a União Soviética, quebrando o tratado de não-agressão assinado em 1939.

Ocupação nazista na Ucrânia

Assim, a Ucrânia acabou sendo ocupada pelas forças nazistas. Os ucranianos mais otimistas tentaram se conformar com a situação, alegando que, sob o domínio de Stalin, eles já viviam no inferno, e que, portanto, o domínio de Hitler não poderia ser pior. Estavam enganados: a maioria da população ucraniana acabou sendo aprisionada, escravizada e enviada para morrer em campos de concentração e de extermínio.

Um dos principais times de futebol da Ucrânia era o Dínamo de Kiev, formado por funcionários de uma padaria. Durante a ocupação nazista, o time ucraniano mudou o nome para F.C. Start. Em 1942, para conferir uma aparência de normalidade ao país ocupado e conquistar apoio de parte da população ucraniana, as autoridades nazistas permitiram que um campeonato de futebol fosse realizado na Ucrânia.

Alegria do povo

Para os ucranianos, vitimados pela fome e outras dificuldades decorrentes da ocupação, assistir a uma partida de futebol acabou se tornando uma das poucas formas encontradas para se divertir e esquecer um pouco os problemas.

Nesse campeonato, o Dínamo de Kiev, já rebatizado de Start, venceu todas as partidas. Algumas das partidas foram ganhas contra de times que eram da Ucrânia ou de outros territórios ocupados, não chamando a atenção dos alemães. Isso começou a mudar quando no dia 17 de julho, uma sexta-feira, o time ucraniano disputou uma partida com o PGS, o time de uma unidade militar alemã.

O time alemão acabou sendo goleado pelo time ucraniano (6x0). No dia 6 de agosto daquele ano, o Start disputou uma partida com outro time alemão, o Flakelf, formado por membros da Luftwaffe, a famosa força aérea alemã. Nova vitória dos ucranianos por goleada: 5x1. Os alemães não quiseram acreditar.

Vitória inesquecível

Parecia impossível que um time formado por ucranianos, que estavam sofrendo com a subnutrição e eram considerados uma "sub-raça" pelos nazistas, pudessem vencer os alemães, que estavam muito mais bem alimentados. Inconformados com a derrota, os alemães marcaram uma revanche para o domingo, dia 9 de agosto.

No dia da revanche, o estádio Zenit estava lotado. Os jogadores ucranianos haviam sido instruídos no vestiário a cumprimentar os adversários no início da partida fazendo a saudação nazista "Heil Hitler!". Num ato de rebeldia, os jogadores ucranianos fizeram outra saudação, gritando "Fizsculthura!", uma mistura das palavras fitzcultura ("cultura física") e "hurrah", que significa "vida longa ao esporte".

Apesar de o árbitro ignorar todas as faltas cometidas pelos alemães e marcar todas as supostamente cometidas pelos ucranianos, o Start conseguiu vencer o Flakelf na revanche por 5x3. Para os torcedores ucranianos presentes no estádio, aquilo foi mais do que um jogo de futebol, foi um ato de resistência. Os jogadores do Start se transformaram em heróis nacionais, o que incomodava e preocupava as autoridades nazistas.

Prisão, tortura e morte

Os jogadores ucranianos não comemoraram a vitória. Pelo contrário, passaram a temer represálias. Poucos dias depois, na padaria onde trabalhavam, os jogadores foram presos pela Gestapo.

O pretexto usado para prendê-los foi o fato de que a maioria deles fazia parte da NKVD, a polícia secreta soviética. Na verdade, para a maioria dos jogadores do Dínamo de Kiev, a filiação a NKVD não passava de uma mera formalidade que os permitia jogar futebol antes da ocupação nazista.

O que os livrava de problemas com Stalin, acarretou problemas com as forças de Hitler. Levados para interrogatório, os jogadores ucranianos foram torturados pela Gestapo. Quatro deles acabaram sendo mortos pelos nazistas; Nikolai Korotkykh, Nikolai Trusevich, Ivan Kuzmenko e Alexei Klimenko. Dos que sobreviveram, a maioria estava tão debilitada fisicamente que nunca mais puderam jogar futebol.

Após o término da guerra e a derrota dos nazistas, o Start voltou a se chamar Dínamo de Kiev. Uma estátua foi construída em homenagem aos quatro jogadores mortos. Mais detalhes sobre essa emocionante história podem ser encontrados no livro "Futebol e Guerra", escrito pelo jornalista britânico Andy Dougan, publicado no Brasil pela editora Jorge Zahar.

Túlio Vilela*, formado em história pela USP, é professor da rede pública do Estado de São Paulo e um dos autores de "Como Usar as Histórias em Quadrinhos na Sala de Aula" (Editora Contexto).

Tecnologia

Secretário Airton Michels abre seminário sobre tecnologia da informação e segurança pública
03/08/2011 15:22

Ao discursar na abertura do Seminário TI na segurança pública, o secretário Airton Michels, declarou que o aperfeiçoamento da tecnologia da informação deve ser acompanhado pela evolução na gestão pública de sua utilização. “As informações não podem ser um fim em si mesmas, devem ser utilizadas para produzir conhecimento”. Para o secretário da Segurança Pública, o evento organizado em conjunto com a Procergs possibilita a projeção de soluções compartilhadas entre fornecedores e Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe e Instituto-Geral de Perícias. O seminário ocorre durante toda esta quarta-feira (3), no Hotel Sheraton de Porto Alegre.
Também participaram da cerimônia de abertura o secretário do Esporte e do Lazer, Kalil Sehbe, o presidente da Procergs, Carlson Aquistapasse, o presidente do Serpro, Marcos Mazoni, e o diretor presidente da Procempa, André Imar Kulczynski — além do comandante-geral da Brigada Militar, coronel Sérgio Abreu, o chefe da Polícia Civil, delegado Ranolfo Vieira Júnior, o superintendente dos Serviços Penitenciários, Gelson Treiesleben, e o diretor-geral do Instituto-Geral de Perícias, João Luiz Corso.
O objetivo do seminário é promover conhecimento e avaliação sobre as mais recentes tecnologias disponíveis nesse segmento e que possam qualificar a gestão e a prestação de serviços na área da segurança pública. No encontro, serão discutidas a utilização dessas tecnologias em atividades de policiamento ostensivo, investigação policial, perícia técnica e sistema penitenciário. Haverá a apresentação de cases mundiais de sucesso, que são referências na gestão de segurança pública. Participam representantes das forças de segurança pública do Estado.




Secretário Airton Michels visita Museu da Polícia Civil
04/08/2011 16:50

O secretário da Segurança Pública, Airton Michels, esteve no Museu José Faibes Lubianca, localizado na sede da Academia de Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (4). Foi recepcionado pelo Diretor-Geral da Acadepol, delegado Francisco José Salatino Tubelo, Delegado de Polícia Ranolfo Vieria Júnior, pelo Diretor da Divisão de Ensino, Delegado de Polícia Fábio Motta Lopes, pelo Diretor de Recrutamento e Seleção, Delegado de Polícia Luís Henrique Gasparetto e por funcionários, técnicos e professores da Instituição.
 O acervo conta hoje com cerca de 2.500 peças. Além de vasto material fotográfico, o Museu tem peças históricas, como mosquetões, espadas, garruchas, revólveres e espingardas de diversos calibres. Há documentos como uma edição do “Livro da Casa de Correção”, a obra “Indagações Policiais”, de 1929, e o “Livro dos Sentenciados”, escrito em 1874. E, ainda,  a primeira edição da Revista “Vida Policial”, originalmente criada por Plínio Brasil Milano, na década de 1930.
 Na oportunidade, também, foi mostrado ao Secretário da Segurança a produção em móveis manufaturados por apenados e  familiares destes. O secretário Airton Michels saudou o trabalho realizado pela equipe da Acadepol e manifestou a importância do Museu como espaço para manutenção e difusão da memória social e histórica da Polícia Civil do Rio Grande do Sul.




Delegacia de Polícia Para a Mulher é inaugurada em Gravataí
05/08/2011 09:01

A Delegacia de Polícia Para a Mulher de Gravataí foi inaugurada, na manhã desta quinta-feira (04/08), na sede da 1ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM), na RS 030, 1013, bairro Parque dos Anjos de Gravataí.
Além da titular da DM, delegada Caroline Jacobs, estiveram presentes o Chefe de Polícia, delegado Ranolfo Vieira Júnior, o diretor da 1ª DPRM, delegado Leonel Carivali, o Secretário da Segurança Pública, Airton Michels, a Secretária Estadual de Políticas para as Mulheres, Márcia Santana e demais autoridades.

Texto e foto: Polícia Civil




lícia Civil realiza Seminário sobre Mulher e Violência Doméstica
05/08/2011 16:07

Polícia Civil realiza durante esta sexta-feira (05/08), o Seminário "Revisitando práticas de atendimento à mulher em situação de violência". O evento - que teve início às 8h, com acolhimento - ocorre no Auditório Cícero do Amaral Vianna, localizado no 1º Andar do Palácio da Polícia, localizado na Av. João Pessoa, nº 2050, em Porto Alegre. Na abertura oficial, às 9h, estiveram presentes o Secretário de Segurança Pública, Airton Michels, o Chefe de Polícia, delegado Ranolfo Vieira Júnior, entre outros. O evento é destinado a policiais civis lotados na Capital e a Delegacias Especializadas em Atendimento à Mulher (DEAM) de Gravataí. A realização é da Secretaria de Segurança Pública do Estado; da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado; da Coordenadoria das DEAMs da Polícia Civil; do Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo; e da Organização das Mulheres Negras Maria Mulher.
Às 9h30min, o público fez uma dinâmica de integração, com a coordenadora financeira da Maria Mulher, Maria Cristina Ferreira dos Santos. Durante o evento, às 10h15min, houve diálogos sobre a construção de gênero na dimensão de raça e etnia, com a diretora executiva da Maria Mulher, Cláudia Pons Cardoso, a qual tem doutorado em Filosofia e em Ciências Humanas, na Universidade Federal da Bahia.
À tarde, o seminário prossegue e, às 13h30, a coordenadora das DEAMs, delegada Nadine Anflor, palestrará "O papel da Polícia Civil no acolhimento à mulher em situação de violência". Às 14h, o Dr. Roberto Lorea, falará sobre o Juizado da Violência Doméstica e o Dr. Luis Felipe Tesheiner, sobre o Ministério Público. O papel do Centro Estadual de Referência da Mulher Vânia Araújo Machado será apresentado ao público pela coordenadora, Marília Fisher Menezes. Também haverá palestras, às 15h sobre "O papel da sociedade civil - movimento de mulheres - no enfrentamento à violência contra a mulher", com Maria Noelci Homero. Às 15h30min, a Dra. Miriane Tagliari palestrará sobre "A Defensoria Pública na Rede de Atendimento". A coordenadora Luciane, da Casa Viva Maria, falará às 16h15min. A avaliação do seminário será feita às 17h e, logo após, às 18h, haverá o encerramento do evento.
Texto e foto: Cecy Quadros Raicik/PC




Mensagem

Lembrei de você!
Orkutei.com.br

Noticias da Prefeitura de Porto Alegre

de agosto de 2011
        A MANCHETE

Contêineres: posições marcadas e resistência ao vandalismo

O trabalho do DMLU hoje, 5, iniciou dividindo atenção entre a inspeção em mais um grupo de contêineres incendiados e o assessoramento à EPTC, que começou a marcar com pintura na via pública os lugares dos novos contêineres. A pintura eliminará problemas. “Tinha gente empurrando alguns contêineres para lá e para cá. Alguns ficaram em cima de faixas de segurança, outros em locais de estacionamento proibido e até em frente a garagens. Com as marcações, também devem terminar os estacionamentos de automóveis junto aos contêineres, inviabilizando o trabalho dos braços do caminhão coletor”, explica o supervisor de operações do DMLU, Adelino Neto. Leia mais...
        DESTAQUES

Reunião discute parcerias da Rede Mercocidades

O Conselho da Rede Mercocidades reuniu-se hoje, 5, no Hotel Embaixador, Centro Histórico. O prefeito José Fortunati, juntamente com o prefeito de Belo Horizonte e secretário executivo da Rede Mercocidades, Marcio Lacerda, participaram do encontro, que tinha como tema “Novos Convênios e Parcerias da Rede Mercocidades”. De acordo com Fortunati, o objetivo era avaliar e discutir o planejamento estratégico das cidades brasileiras e do Mercosul que integram a rede. Leia mais... 

EPTC distribui 7.5mil guias para usuários de transporte

A partir da próxima semana, a EPTC começa a distribuir cerca de 7.5 mil guias de informações aos usuários de transporte coletivo e seletivo da Capital. Ao todo, serão 5 mil mapas de bolso de linhas de ônibus, 1 mil mapas de bolso de linhas de ônibus voltados aos turistas, 1 mil guias das linhas de lotação e 500 guias das linhas de ônibus. Os materiais informativos são gratuitos e demonstram as principais linhas de transporte, indicando as principais vias e intervalos dos ônibus e lotações. Leia mais...

Poa em Cena: novidades na venda de ingressos dia 28

A Secretaria de Cultura e a equipe do Porto Alegre em Cena oferecem para essa edição do festival um serviço de bilheteria bastante diferenciado das edições anteriores. Além do já tradicional ponto de venda na Usina do Gasômetro e nas bilheterias dos teatros, essa edição terá serviço de tele-entrega, call center e outros dois pontos de venda em locais estratégicos, nos dias que antecedem o evento. Os ingressos podem ser retirados nos locais dos espetáculos sem custo quando adquiridos pela internet ou call center. Leia mais...
        EVENTOS

Domingo no Campo: turismo rural em plena metrópole


No dia 7, será realizada mais uma edição do roteiro Domingo no Campo, com visitas a pequenas propriedades da rota Caminhos Rurais de Porto Alegre. O passeio terá saída às 10h, em ônibus na avenida Osvaldo Aranha, próximo ao Centro de Informações Turísticas do Mercado Bom Fim (Parque Farroupilha). Nesta edição, os visitantes irão conhecer empreendimentos de características distintas, com paisagens bem diferentes do cotidiano urbano da cidade. As paradas serão nas propriedades Cycas e Palmeiras, Cabanha da Figueira e Sítio do Tio Juca. Para participar do passeio é necessário fazer reserva. Leia mais...

2ª Feira de Descarte Tecnológico será dia 10 de setembro

O evento será na Usina do Gasômetro, uma promoção do Gabinete de Inovação e Tecnologia e DMLU, em ação conjunta com o Sistema Fecomércio-RS. A campanha pretende conscientizar a sociedade sobre a importância da gestão do Ciclo Sustentável do Resíduo Tecnológico. Os equipamentos arrecadados serão recolhidos e encaminhados pelo DMLU às empresas de reciclagem IZN Recicle Brazil e Trade Recycle, que farão a triagem e reciclagem dos componentes. Leia mais...

Combate à pólio tem segunda dose em 13 de agosto

A segunda dose da vacina contra a poliomielite deve ser aplicada em crianças de até 4 anos que receberam a primeira dose entre 18 e 24 de junho. Na primeira etapa, foram imunizadas, no Rio Grande do Sul, 785.831 crianças, das quais 156.351 eram menores de um ano. O número representa 92,52% da meta. Em Porto Alegre, foram vacinadas 74.993 crianças, o equivalente a 89,38% da projeção estipulada pela Secretaria Municipal de Saúde. Mesmo as crianças que estejam com a vacinação em dia ou que não tenham recebido a primeira dose devem se vacinar. Leia mais...
        SERVIÇOS

Smam e Ufrgs farão controle populacional de cágados

O Programa de Conservação de Fauna Silvestre da Secretaria do Meio Ambiente e a Faculdade de Veterinária da Ufrgs deram início hoje, 5, à parceria inédita na Capital. Em função da excessiva quantidade de cágados da espécie Trachemys scripta em parques e praças da cidade, 40 animais da Praça Parque 20 de Maio, na Zona Norte, serão castrados até o fim do ano.  A secretaria orienta a população a não depositar qualquer espécie de animal em lagos naturais ou artificiais da cidade, pois a ação pode provocar desequilíbrio ecológico. Leia mais...

Trecho da rua Cabral terá mão dupla a partir de amanhã

A rua Cabral, no trecho entre a rua Vicente da Fontoura e avenida Lucas de Oliveira, terá duplo sentido de circulação, a partir das 9h de amanhã, buscando uma maior qualificação do trânsito e acesso aos moradores da região. Com a modificação, o fluxo da Cabral terá a característica de mão-inglesa, onde o tráfego do sentido contrário vem da direita. A sinalização foi amplamente reforçada nas proximidades, com novas placas indicativas e pintura no asfalto. Leia mais...
        VEJA A PREVISÃO DO TEMPO
        VEJA IMAGEM DE SATÉLITE
        VEJA PAUTAS PARA AMANHÃ


Editado pela Supervisão de Comunicação Social
E-mail - Telefones (51)3289.3900 / (51)3289.3932 / (51)3289.3926
Newsletter desenvolvida pela PROCEMPA.