Grêmio 1 x 0 Botafogo

Grêmio 1 x 0 Botafogo
Libertadores 2017

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Sarau


Sarau debaterá Pontal do Estaleiro



Escolha a Orla é o sarau cultural temático que se realizará nesta sexta-feira (21/08), às 18h30min, no Café dos Cataventos da Casa de Cultura Mário Quintana. Com um olhar da arquitetura de João Rovatti, professor doutor da Faculdade de Arquitetura da Ufrgs, e outro olhar no meio ambiente, com Rualdo Menegat, professor doutor de Geociências da Ufrgs, o debate do encontro abordará o polêmico projeto do Pontal do Estaleiro, na orla do Guaíba, e que estará em votação neste domingo na consulta popular do Executivo Municipal.



O evento, promovido pela vereadora Sofia Cavedon (PT) e o deputado estadual Ronaldo Zulke(PT), contará também com leituras e músicas sob o comando da atriz Adriane Azevedo que receberá vários convidados, como o saxofonista Mr. Deco e Banda Lollypops.



Para Sofia a consulta popular que o Governo Municipal realizará neste domingo indicará muito mais do que construir moradias na beira do Guaíba. Implicará, se ganhar o sim, “em criar um precedente que permitirá para toda a orla, a autorização da especulação imobiliária predatória, que desrespeitará o direito de todos os cidadãos ao acesso a este patrimônio ambiental e cultural da cidade”.



Fonte: vereadora Sofia Cavedon – 9953.7119



Porto Alegre, 19 de agosto de 2009.



Jorn. Marta Resing/5405

Ass. Comunicação

Gab. Ver. Sofia Cavedon/PT

51.9677.0941


Seja responsável com o meio ambiente - só imprima se for necessário.

--------------------------------------------------------------------------------

Flyer Pontal.JPG

Marina sai do PT


Por Isabel Versiani

PUBLICIDADE

BRASÍLIA (Reuters) - A senadora e ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou nesta quarta-feira que vai deixar o PT e que estuda agora a filiação ao Partido Verde, mas disse ainda não ter tomado decisão sobre a proposta de candidatar-se à Presidência.


"Para fazer um diálogo de filiar-me ao PV, que foi o convite que me foi feito, eu precisava primeiro refletir se iria ou não sair do Partido dos Trabalhadores", disse Marina a jornalistas. "A partir de agora, me sinto livre para fazer essa transição dentro daquilo que me dispus, uma discussão em termos programáticos."


Sobre a candidatura presidencial, Marina disse que "não está colocada esta questão a priori".


Antes de falar aos jornalistas, Marina comunicou a decisão de deixar o PT ao presidente da legenda, deputado Ricardo Berzoini (SP). Em carta ao partido no qual militou por 30 anos, Marina faz dura crítica ao atual modelo de desenvolvimento.


"Tenho a firme convicção de que essa decisão (de deixar o PT) vai ao encontro do pensamento de milhares de pessoas no Brasil e no mundo, que há muitas décadas apontam objetivamente os equívocos da concepção do desenvolvimento centrada no crescimento material a qualquer custo, com ganhos exacerbados para poucos e resultados perversos para a maioria, ao custo, principalmente para os mais pobres, da destruição de recursos naturais e da qualidade de vida."


À frente do Ministério do Meio Ambiente entre 2003 e 2008, Marina deu respaldo ao país contra a pressão internacional sobre o tratamento dispensado à Amazônia, mas enfrentou seguidos desgastes com colegas de governo quando havia conflito de interesses.


Polemizou com a ministra-chefe da Casa Civil e favorita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para disputar sua sucessão, Dilma Rousseff, por causa de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), como as usinas do rio Madeira. E foi alvo de críticas pelo rigor na concessão de licenças ambientais pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para essas e outras obras.


SANEAMENTO DO PV


Perguntada se o PV precisa questionar a liderança do ex-ministro do Meio Ambiente e deputado José Sarney Filho (MA) no partido, Marina defendeu a necessidade de sanear a legenda.


"Nunca tive a ilusão, nos últimos 10, 15 anos, de que os partidos seriam perfeitos", afirmou a senadora. "Hoje tenho a clareza de que todos têm problemas, e todos têm problemas a serem saneados, a realidade do PV não será diferente."


Marina frisou que foi a disposição do PV de rever sua estrutura e programa que a levou a avaliar a proposta de filiação.


Ela ressalvou, contudo, não ter a intenção de prejulgar ninguém do partido e afirmou que, do ponto de vista programático, Sarney Filho sempre esteve identificado com a causa ambiental.


O pai de Sarney Filho, senador José Sarney (PMDB-AP), tem sido alvo de uma série de denúncias desde que assumiu a presidência do Senado em fevereiro.


ELEIÇÃO E DESENVOLVIMENTO


Em entrevista à Reuters na semana passada, a senadora afirmou que o Brasil está em um estágio de liderança para abrigar um movimento a favor da sustentabilidade ambiental, que se opõe ao que ela considera o desenvolvimento predatório.


"O desenvolvimento sustentável é algo que precisa ser colocado agora e o Brasil tem as melhores condições para a inflexão do modelo de desenvolvimento. Este debate nunca foi posto pelos partidos", afirmou à ocasião.


Para o vice-presidente da Conservação Internacional para América do Sul, José Maria Cardoso da Silva, a possível entrada da senadora na disputa presidencial vai "ampliar bastante a questão ambiental".

"Essa é uma oportunidade única para o debate sobre o modelo de desenvolvimento do Brasil, que tem um capital natural muito alto, um dos únicos países do mundo ainda com um capital natural alto, e não sabe bem o que fazer com esse capital", disse.

Já a oposição vê prováveis ganhos com uma candidatura Marina. "As possibilidades da candidatura de Marina estão relacionadas diretamente às dificuldades da candidatura de Dilma", avaliou o senador Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB.

Guerra admitiu que Marina criaria algumas dificuldades ao PSDB no Rio de Janeiro no caso de se confirmar a candidatura do deputado Fernando Gabeira, do PV, que costura um apoio nacional aos tucanos. "Mas é claramente um problema que afeta o discurso do presidente Lula e do PT."

O senador petista Eduardo Suplicy (SP) disse que a saída de Marina é um duro golpe no PT. "É uma perda sem dúvida. A senadora Marina Silva constitui um dos maiores patrimônios da história do Partido dos Trabalhadores."

(Reportagem adicional de Fernando Exman, em Brasília, e Pedro Fonseca, no Rio)

Tunel do Tempo - Romeu e Julieta 1968

Fotos Vereador Osnir Domingues




Fotos da Sessão da Câmara de Vereadores da absolvição do Vereador Osnir Domingues
Fotos: Marcos Gargioni

Fotos da Sessão da Câmara de Vereadores de Vacaria RS



Fotos: Marcos Gargioni

Câmara de Vereadores de Salvador BA

Cnbb negra vai a Câmara de Vereadores de Salvador cobrar promessa do Prefeito.


O Fórum de Religiosos de Matrizes Africanas ou Cnbb Negra como vem sendo chamado, desde da II Conferência Nacional pela Promoção da Igualdade Racial realizada em Brasília, após mobilizar o povo de Santo de alguns Municípios da Bahia. Estará nesta quarta-feira (19-08) ás 14 horas, na Câmara de Vereadores de Salvador, coletando as assinaturas dos vereadores para o projeto de regularização fundiária dos Terreiros de candomblés existentes em Salvador conforme promessa do Prefeito João Henrique durante derrubada do Oyá Onipó Neto.



Este projeto é uma das reivindicações feita pelo povo de Santo e pelo coordenador geral do Coletivo de Entidades Negras e Ogan do Ilê Axé Oxumaré Marcos Rezende, que na época da derrubada do Terreiro no bairro do Imbui, fez greve de fome depois de uma semana de intensas ações do movimento negro em apoio ao Terreiro, parcialmente derrubado pela prefeitura de Salvador, Marcos Rezende entrou em greve na época "pelo desrespeito às religiões de matriz africana, que são perseguidas graças à intolerância religiosa". E juntamente com as organizações negras solicitou reparação pelos danos causados, través do compromisso do prefeito de que não mais seria destruídos templos religiosos na cidade de Salvador.



Por conta da demora da câmara de Vereadores de atender uma deliberação do Prefeito João Henrique, que depois de ver sua administração acusada de intolerância religiosa, enviou a câmara de Vereadores para aprovação imediata o projeto de lei que pedia a regularização fundiária dos terreiros de candomblé do município de Salvador.Ele solicitou também a câmara de Vereadores o reordenamento de todos os terreiros que estão na mesma situação para receberem o título de posse da terra. "Temos que deixar, de forma irreversível, a garantia de que não haverá novamente a demolição de terreiro na cidade de Salvador", afirmou o prefeito na época.



Como até o momento nada aconteceu, o Fórum de Religiosos de Matrizes Africanas de Salvador com o apoio dos templos da Região Metropolitana, estará amanhã reunido na Câmara de Vereadores a partir das 14 horas com as organizações negras que apóiam a causa para transformar a deliberação do prefeito em fato conforme ele se comprometeu e ordenou. Na época da derrubada ele convidou todos os secretários de seu Governo ao encontro com as organizações negras e representantes de Terreiros para saberem que o respeito às raças, aos gêneros e às religiões é meta do governo até o fim, portanto não entendemos a demora para tirar do papel algo que já foi dito e redito pelo prefeito informou membros do Fórum.

O que? Visita do Fórum de Religiosos de Matrizes Africanas de Salvador a Câmara de Vereadores do Município.
Quando: 19 / 08 / 2009
Horário: 14 horas
Fonte: Lindinalva de Paula –71-9933-4033 / Babá Pc 9206-2587
Assessoria –Luciane Reis –9959-2350 / 8782-7739






Cnbb negra vai a Câmara de Vereadores de Salvador cobrar promessa do Prefeito.


O Fórum de Religiosos de Matrizes Africanas ou Cnbb Negra como vem sendo chamado, desde da II Conferência Nacional pela Promoção da Igualdade Racial realizada em Brasília, após mobilizar o povo de Santo de alguns Municípios da Bahia. Estará nesta quarta-feira (19-08) ás 14 horas, na Câmara de Vereadores de Salvador, coletando as assinaturas dos vereadores para o projeto de regularização fundiária dos Terreiros de candomblés existentes em Salvador conforme promessa do Prefeito João Henrique durante derrubada do Oyá Onipó Neto.



Este projeto é uma das reivindicações feita pelo povo de Santo e pelo coordenador geral do Coletivo de Entidades Negras e Ogan do Ilê Axé Oxumaré Marcos Rezende, que na época da derrubada do Terreiro no bairro do Imbui, fez greve de fome depois de uma semana de intensas ações do movimento negro em apoio ao Terreiro, parcialmente derrubado pela prefeitura de Salvador, Marcos Rezende entrou em greve na época "pelo desrespeito às religiões de matriz africana, que são perseguidas graças à intolerância religiosa". E juntamente com as organizações negras solicitou reparação pelos danos causados, través do compromisso do prefeito de que não mais seria destruídos templos religiosos na cidade de Salvador.



Por conta da demora da câmara de Vereadores de atender uma deliberação do Prefeito João Henrique, que depois de ver sua administração acusada de intolerância religiosa, enviou a câmara de Vereadores para aprovação imediata o projeto de lei que pedia a regularização fundiária dos terreiros de candomblé do município de Salvador.Ele solicitou também a câmara de Vereadores o reordenamento de todos os terreiros que estão na mesma situação para receberem o título de posse da terra. "Temos que deixar, de forma irreversível, a garantia de que não haverá novamente a demolição de terreiro na cidade de Salvador", afirmou o prefeito na época.



Como até o momento nada aconteceu, o Fórum de Religiosos de Matrizes Africanas de Salvador com o apoio dos templos da Região Metropolitana, estará amanhã reunido na Câmara de Vereadores a partir das 14 horas com as organizações negras que apóiam a causa para transformar a deliberação do prefeito em fato conforme ele se comprometeu e ordenou. Na época da derrubada ele convidou todos os secretários de seu Governo ao encontro com as organizações negras e representantes de Terreiros para saberem que o respeito às raças, aos gêneros e às religiões é meta do governo até o fim, portanto não entendemos a demora para tirar do papel algo que já foi dito e redito pelo prefeito informou membros do Fórum.

O que? Visita do Fórum de Religiosos de Matrizes Africanas de Salvador a Câmara de Vereadores do Município.
Quando: 19 / 08 / 2009
Horário: 14 horas
Fonte: Lindinalva de Paula –71-9933-4033 / Babá Pc 9206-2587
Assessoria –Luciane Reis –9959-2350 / 8782-7739

Caça-Níqueis

Polícia Civil prende homem suspeito de estuprar a própria filha
19/08/2009 08:59


A equipe de investigações da 19ª DP prendeu preventivamente, às 20h dessa terça- feira (18/8), em Porto Alegre, um homem suspeito de estuprar a própria filha. Segundo o delegado Eduardo Hartz, titular da 19ª DP, o homem já havia sido condenado pelo estupro da filha mais velha, e está sendo investigado pela prática do mesmo crime contra outra filha.

Fonte: Ascom/ PC

Homem preso por estuprar a Filha

Polícia Civil prende homem suspeito de estuprar a própria filha
19/08/2009 08:59


A equipe de investigações da 19ª DP prendeu preventivamente, às 20h dessa terça- feira (18/8), em Porto Alegre, um homem suspeito de estuprar a própria filha. Segundo o delegado Eduardo Hartz, titular da 19ª DP, o homem já havia sido condenado pelo estupro da filha mais velha, e está sendo investigado pela prática do mesmo crime contra outra filha.

Fonte: Ascom/ PC

Transporte Irregular de Cargas

Caminhoneiros são notificados por transporte irregular de cargas perigosas

Foram dezessete motoristas multados durante ação da Polícia Rodoviária Federal, sendo que um condutor foi preso por portar uma carteira falsa

A Policia Rodoviária Federal (PRF) fiscalizou nessa terça-feira 55 veículos, em Vacaria. Vinte e cinco condutores foeram notificados, sendo 17 deles, por transporte irregular de cargas perigosas, falta de documentação, do curso e equipamentos obrigatórios.
O Gerente da Corsan, Alberto Carlos Paganella destaca que a ação da PRF, revela a preocupação com o trabalho de conscientização para a proteção da área da Bacia Captação da Barragem. Paganella fala que num trecho de aproximadamente cinco quilômetros da BR 116, foram implementadas medidas de segurança, como placas de aviso, Guard Royal e a fiscalização.
A Presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente, Jane Zanela destaca que o trabalho de fiscalização desenvolvido, culmina com a proteção do manancial de água potável, único reservatório que abastece a cidade. Ela explica que em caso de acidentes com cargas perigosas, pode haver a contaminação da água e a interrupção do fornecimento por até três meses.
Na ação desta terça-feira, a PRF deteve um caminhoneiro de Antonio Prado, que estava transportando produtos tóxicos com uma habitação falsa. Ele foi encaminhado à Delegacia de Policia onde prestou esclarecimentos e responderá à um processo judicial.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 19/08/2009, 08h43

Vereadores Absolvem Vereador Osnir Domingues

VEREADORES ABSOLVEM COLEGA


A Câmara Municipal de Vereadores de Vacaria, realizou uma das sessões mais longas de toda a sua história. Duração de mais de doze horas, sendo que estava em pauta o julgamento do vereador do PP, Osnir José Domingues, denunciado de extorquir, cinqüenta por cento do salário de uma funcionária do seu gabinete, nos meses de janeiro e fevereiro de 2009. O relato da comissão processante, Leandro Borges de Lima, PMDB, solicitou a cassação do vereador. Os demais membros da comissão, Dagmar Dengo, PDT e Amadeu de Almeida Boeira, PSDB, solicitaram absolvição pela falta de provas.

Após a leitura de peças do processo, que levou em torno de sete horas, os vereadores puderam manifestar-se, o mesmo ocorrendo com a defesa. A votação foi nominal e aberta e ocorreu na madrugada desta quarta-feira, sendo que o vereador que estava sendo julgado foi absolvido por seis votos favoráveis e quatro contrários.

Votaram a favor do vereador: Amadeu de Almeida Boeira, Antonio Almeida, Dagmar Dengo, Valdemir Lira de Lima, Elizabete Ritter de Vargas Silva e Osnir José Domingues.
Votaram pela cassação: Leandro Borges de Lima, Eclair Dumoncel da Rosa, Mário Almeida e Jane Andreolla Oliboni.

Mesmo com a absolvição no plenário da Câmara de Vereadores, o processo terá continuidade na área judiciário e se o vereador for condenado, pode perder o mandato.




Data: 19/08/2009 - 08:02
Fonte: Betão Carneiro/Rádio Esmeralda

Licitaçao de Transporte Coletivo em Vacaria RS

Licitação do transporte urbano deve ser realizada até novembro
Prazo foi fixado pelo TJRS, que declarou a inconstitucionalidade da lei

O Órgão Especial do TJRS declarou a inconstitucionalidade de dispositivo da Lei nº 2.658/08, do Município de Vacaria, que mantinha pelo prazo de 10 anos, prorrogável por igual período, as permissões e concessões atuais do transporte coletivo urbano municipal.
Para evitar prejuízos à comunidade com a imediata interrupção da prestação dos serviços, foi fixado o prazo de três meses, a partir desta segunda-feira (17/8), data do julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo Procurador-Geral de Justiça, para a abertura da licitação.
Para o Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, relator, o texto do art. 62 da Lei Municipal de Vacaria se opõe diretamente ao texto constitucional que prevê expressamente que a prestação de serviços públicos, mediante concessão ou permissão, será sempre precedida de licitação. Entende o magistrado que não se verificam, no caso, as hipóteses de dispensa ou inexigibilidade de licitação. Não foram observados os artigos 8º e 163 da Constituição Estadual e o artigo 175 da Constituição Federal, concluiu.
Os demais julgadores integrantes do Órgão Especial do TJRS acompanharam o entendimento do relator.

*** Mais informações no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul ***

Rádio Fátima AM (Jornalismo), 19/08/2009, 08h24

Licitação do Transporte Urbano

Licitação do transporte urbano deve ser realizada até novembro
Prazo foi fixado pelo TJRS, que declarou a inconstitucionalidade da lei

O Órgão Especial do TJRS declarou a inconstitucionalidade de dispositivo da Lei nº 2.658/08, do Município de Vacaria, que mantinha pelo prazo de 10 anos, prorrogável por igual período, as permissões e concessões atuais do transporte coletivo urbano municipal.
Para evitar prejuízos à comunidade com a imediata interrupção da prestação dos serviços, foi fixado o prazo de três meses, a partir desta segunda-feira (17/8), data do julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo Procurador-Geral de Justiça, para a abertura da licitação.
Para o Desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, relator, o texto do art. 62 da Lei Municipal de Vacaria se opõe diretamente ao texto constitucional que prevê expressamente que a prestação de serviços públicos, mediante concessão ou permissão, será sempre precedida de licitação. Entende o magistrado que não se verificam, no caso, as hipóteses de dispensa ou inexigibilidade de licitação. Não foram observados os artigos 8º e 163 da Constituição Estadual e o artigo 175 da Constituição Federal, concluiu.
Os demais julgadores integrantes do Órgão Especial do TJRS acompanharam o entendimento do relator.

*** Mais informações no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul ***

Rádio Fátima AM (Jornalismo), 19/08/2009, 08h24

Prevenção às Drogas

Rede deverá atuar na prevenção às drogas nos municípios da região

A ideia da Amucser é formar coordenadores, que possam criar grupos de ajuda, prevenção e tratamento de dependentes químicos

Representantes do Conselho Municipal Antidrogas estiveram reunidos nessa segunda-feira, 17/08, para definir ações conjuntas que serão desenvolvidas por entidades de Vacaria. De acordo com a presidente da entidade, Beloni Toledo é intenção é formar uma rede de trabalho, que possa desenvolver atividades integradas na prevenção, tratamento e repressão ao consumo de drogas.
O médico Osvaldo Bortolon, que há mais de 10 anos atua junto ao Grupo Amor exigente destaca que a sociedade deve estar conscientizada sobre o efeito das drogas na família. Para ele, a estrutura familiar do dependente químico interfere diretamente, tanto no processo de prevenção, quanto no tratamento.
A ideia da Associação dos Municípios dos Campos de Cima da Serra (Amucser) é formar coordenadores, que possam criar grupos de ajuda, prevenção e tratamento de dependentes químicos em todos municípios da região.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 19/08/2009, 08h10

SMED transfere o desfile

SMED decide transferir o desfile da Pátria
Atividade deverá ser desenvolvida no dia 22 de outubro, junto às comemorações do aniversário da cidade.

Após reunião realizada nesta manhã, 18/08, a Secretaria Municipal de Educação decidiu adiar as comemorações da Semana da Pátria. A programação será desenvolvida normalmente, mas o desfile será realizado no dia 22 de outubro, data do aniversário de Vacaria.
A mudança se deve principalmente ao fato de que as direções das escolas estaduais haviam desistido de participar do desfile. Segundo os professores, em virtude da prorrogação das férias não haveria o tempo necessário para a preparação e ensaio de alunos e bandas.
Ficou definido ainda, que em caso de mau tempo, as atividades serão desenvolvidas no dia 25/10. Além das escolas municipais, alunos da rede estadual e representantes dos órgãos e segurança também estarão participando do desfile.

Rádio Fátima AM (Jornalismo), 18/08/2009, 09h54

Jornal Negrittude faz a maior Cobertura da sua História

Na Sessão mais longa da Câmara Municipal de Vereadores onde decidia o futuro do vereador Osnir Domingues estivemos presentes, fazendo sempre aquela cobertura equilibrada, imparcial e isenta. Analisamos o seguinte a falta de materialidade dos fatos onde a ex-assessora do vereador Morgana acusava o vereador Osnir, a mesma em depoimento na policia segundo leitura pública do relatório negou o fato da acusação de ter repassado R$400,00 ao parlamentar. Um colunista politico de um jornal local foi citado várias vezes como o vilão e mais grupo de alguns vereadores segundo as afirmações que estariam tramando contra o vereador, que foi exposto na sessão de ontem. Em tese analisamos que é um jogo de interesses e não existe prova material apesar de um CD ter circulado na internet mas com audição muito dificil de ouvir. A pessoa dita vítima negou tudo tanto na polícia e na comissão da Câmara de Vereadores, é uma situação dificil de analisar e fazer um julgamento. Alguns colegas de mídia sairam batendo, expondo os nomes das pessoas em público e agora que vai acontecer com eles, serão processados?
A votação foi ¨6 contra a cassação do Vereador e 4 A favor da cassação.
Vereador Chimia: Contra a cassação do Vereador
Vereador Leandro: A favor da cassação
Vereadora Jane: A favor da cassação
vereadora Elisabete: Contra a Cassação
Vereador Dagmar Dengo: Contra a cassação
Vereador Antonio Almeida: Contra a cassação
Vereador Amadeu: Contra a cassação
Vereador Mario Bala: A favor da Cassação
Vereador Eclair: A favor da cassação
Vereador Osnir: Contra a cassação


Reportagem de Paulo Furtado e a seguir publicaremos a fotos de Marcos Gargioni e Gabriel Waldrigues

Vereador Osni é Absolvido




Vereador Osnir Domingues é absolvido


Osnir se defende na tribuna( foto:Aldoir Santos) A leitura do processo contra o vereador Osnir Domingues (PP) começou as 13h53min e deverá ser concluído somente no ínicio da noite. A sessão de julgamento do vereador está sendo realizada no plenário da Câmara de Vereadores de Vacaria. O público que acompanha a leitura do documento é pequeno. Guardas municipais distribuem um crachá para quem entra no local. Todos também passam por um detector de metal. O clima é tranquilo.
O acusado vereador Osnir Domingues está em plenário ao lado do advogado Fernando Osório.
Acompanhe ao vivo no site www.camaravacaria.rs.gov.br

Por volta das 15h30 foi disponibilizado um lanche para os vereadores. O presidente Mário Almeida confirmou que não haverá intervalo na sessão de julgamento. A movimentação de público segue tranquila. Em nenhum momento o número de assistentes ultrapassou a 50 pessoas.
O que chama a atenção é que até agora (16h23min) não compareceu nehuma liderança de partido político e do Executivo. Os denunciantes também estão ausentes do plenário.

O presidente da comissão processante Dagmar Dengo(PDT) disse às 17h05min , durante entrevista a Rádio Fátima, que as atividades programadas para essa sessão de julgamento estão ocorrendo dentro do previsto. Estima que por volta das 20h seja concluída a leitura do processo. Dengo informa que tanto a acusação como a defesa não terão como recorrer da decisão dessa terça-feira. Lembra,no entanto, que o processo também está tramitando no Poder Judiciário.

O Presidente da Câmara vereador Mário Almeida confirmou às 18h15min que a assessora do vereador Osnir Domingues foi demitida na manhã desta terça-feira,18/08. Segundo ele a decisão da mesa diretora ocorreu após a conclusão dos depoimentos na comissão processante. O vereador Osnir Domingues está sendo acusado de exigir parte do salário da referida assessora nos meses de janeiro e fevereiro. A leitura do processo deverá ser concluída por volta das 20h.

Depois de mais de seis horas de sessão prossegue a leitura do processo. O número de pessoas em plenário segue sendo bem inferior ao que se esperava. Após essa leitura farão uso da palavra por até 15 minutos, os vereadores na seguinte ordem definida por sorteio:
Leandro Lima(PMDB), Elisabete Vargas(PMDB), Jane Andreolla(PP), Valdemir Lira de Lima(PTB), Dagmar Dengo(PDT), Antonio Almeida(PPS), Amadeu Boeira(PSDB), Mario Almeida(DEM), Eclair Dumoncel(PMDB) e Osnir Domingues(PP).

Às 21h13min foi encerrada a leitura do processo. Na sequencia iniciou a manifestação dos vereadores conforme ordem acima. Cada vereador tem tempo de até 15 minutos.
Ás 22h35 seis dos dez vereadores já se manifestaram na tribuna. Pelos discursos existe uma tendência de absolvição do vereador acusado.
O presidente do poder legislativo Mário Almeida afirmou na tribuna que somente vai abrir o voto após ouvir a defesa do vereador Osnir Domingues.
Ás 23h27min o vereador Osnir Domingues começou a sua defesa. Usou da palavra por 56 minutos. Na sequencia o advogado Fernando Osório deu prosseguimento.
A sessão neste momento já tem duração de 11horas o que caracteriza como a mais longa da história recente. A presença de público é razoável se comparada com o período da tarde. Vale lembrar que não houve intervalo desde o ínicio da sessão.
Atenção: Após a manifestação da defesa será realizada a votação. Para ter o mandato cassado o vereador Osnir Domingues precisa de sete votos.
O vereador Dagmar Dengo abriu a votação quando era 1h26min.
O resultado final foi de 06 a 04 pela absolvição.
Votaram contra o parecer final da comissão e a favor que o mandato fosse cassado: Leandro Lima, Eclair Dumoncel da Rosa,Jane Andreolla e Mário Almeida.
Votaram a favor do parecer, ou seja, absolveram o vereador acusado: Elisabete Vargas, Antonio Almeida,Dagmar Dengo, Valdemir Lira de Lima,Amadeu Boeira e Osnir Domingues.
A sessão teve duração de 12 horas e 08 minutos. O presidente encerrou os trabalhos a 1h30min da madrugada de quarta-feira.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 18/08/2009, 15h10