Rádio WNews

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Jornal Negritude nº 05

Jornal Negritude nº 04 e 05



Jornal Negritude nº 04



Jornal Negritude nº 04



Jornal Negritude nº 04



Jornal Negritude nº 04



Jornal Negritude nº 03



Jornal Negritude nº 03



Jornal Negritude nº 03




Jornal Negritude nº 03 Editado em Porto Alegre RS



Jornal Negritude nº 02 Editado em Porto Alegre em 2000



Manuela Recebe Prêmio



Muito obrigada.



A conquista do Prêmio Congresso em Foco é motivo de muito orgulho.

Fui a primeira mulher, primeira gaúcha e a mais jovem ganhadora do prêmio de parla­mentar que melhor representa o povo no Congresso Nacional.

Eu quero agradecer a todos que se manifes­taram no site, apoiando nosso trabalho em Brasília e no nosso Rio Grande.

Um beijo, boa luta e muito obrigada.



Manuela d’Ávila

Inter derrota o Galo


Mário Sérgio: "Eu vim para ser campeão"
Técnico exaltou jogadores após a vitória sobre o Atlético-MG

Mário Sérgio elogiou os jogadores após vitória no Mineirão
Crédito: Divulgação Vipcomm/CP
Mário Sérgio exaltou seus jogadores depois da vitória de 1 a 0 sobre o Atlético-MG. Ao elogiar o grupo, lembrou que o time sempre foi heróico desde a sua chegada a Porto Alegre e ressaltou seu objetivo, desde que assumiu o Inter: "Eu vim para ser campeão". "Eles acreditaram no potencial deles e estão chegando."

Os elogios, porém, são feitos com um toque de realidade. O técnico salientou que o Inter ainda não ganhou nada e que é preciso ter cuidados nos próximos jogos. O Inter começa a penúltima rodada do Brasileirão em terceiro lugar, com 59 pontos, a três do líder São Paulo e a dois do Flamengo.

Mesmo que a equipe colorada não tenha criado muitas chances de gol, passando mais tempo na defesa do que no ataque, Mário Sérgio defendeu o que definiu ser a sua estratégia para esse confronto. O treinador adversário, Celso Roth, afirmou que os gaúchos jogaram como "time pequeno" no Mineirão. O comentário não recebeu respostas de Mário Sérgio.

Contra o Sport, o técnico faz o alerta: "Teremos que ter muito cuidado". O técnico prevê confrontos difíceis, mesmo com dois adversários que figuram na zona de rebaixamento, Sport e Santo André. O rubro-negro pernambucano já está garantido na Série B de 2010, os paulistas devem ser rebaixados na próxima rodada.

Alívio por Guiñazu

Logo a seguir ao término do jogo, surgiu a informação de que o cartão amarelo levado por Guiñazu no Mineirão teria sido o seu terceiro. Mário Sérgio chegou a lamentar, dizendo que a ausência do capitão seria uma ausência irreparável na Ilha do Retiro. Contudo, a informação foi desmentida logo a seguir e o técnico comemorou aliviado: "Graças a Deus".

Sandro pede atenção nos próximos jogos

O Inter está na briga pelo título, destacou o volante Sandro, após a vitória: "Qualquer vacilo do São Paulo, a gente tem a oportunidade de assumir a liderança". Contudo, antes de secar o líder do Brasileirão, o jogador lembrou que o time precisa fazer a sua parte. E isso não será nada fácil, na sua opinião, mesmo que sejam duelos contra times da zona de rebaixamento. "Temos que estar com a cabeça no lugar para fazer seis pontos nesses dois jogos", alertou.

Sandro também destacou a atuação do Inter, exaltando a postura do time. "Se isso for jogar feio, quero jogar feio sempre", afirmou, respondendo a declarações de Celso Roth.

Fonte: Rádio Guaíba e Correio do Povo

Ana Paula fora da Fazenda


23/11/2009 00:06 - Atualizado em 23/11/2009 00:19
Ana Paula leva cartão vermelho e é eliminada com 61%
Bandeirinha escolhe Mateus Rocha como novo fazendeiro

Ana Paula leva vermelho e é eliminada com 61%
Crédito: Edu Moraes/Divulgação TV Record
Na noite deste domingo aconteceu a primeira eliminação em “A Fazenda 2”. E quem deixou o jogo foi Ana Paula Oliveira, com 61% dos votos. A bandeirinha acabou disputando a permanência com Mateus Rocha, já que Sheila Mello foi a primeira a ser salva do “Ta na Roça”. Os demais confinados fizeram uma festa com as voltas da dançarina e do ator, que se atirou na piscina para comemorar. E quem é o fazendeiro da semana????? MATEUSSSS!! As regras mudaram e a Ana Paula teve que se decidir entre ele e Sheila para herdar o a fazenda desta semana. Lógico, que ela saiu magoada por ter sido colocada pela dançarina na Roça e escolheu o ator.

Os ânimos já começaram a ficaram exaltados na casa. O que foi a briga por causa de pontos no jogo de vôlei na piscina? Que isso... Igor Cotrim e Caco Ricci encheram o saco das pessoas, gritaram, ficaram de picuinha na hora do almoço... E depois pediram desculpas. Nesta tarde, a Cacau, o André e o Xuxa estavam lavando louça e entre uma ensaboada e outra, o ator e o nadador cochicharam na pia e o André filosofou: "Comer demais engorda... De menos, emagrece... Falar demais...", diz ele deixando seu pensamento no ar. E depois completou: "É preciso ter equilíbrio". E Xuxa concorda: "É... equilíbrio é fundamental...". De quem será que eles estavam falando?

Enfim, sobraram 13 confinados na casa e as amizades mais fortes começaram a ser formar nesta semana. Ver quem trabalha mais, quem trabalha menos, quem dorme demais e quem dorme de menos... Esta segunda semana promete!!

CLIQUE AQUI E COMENTE NO BLOG



Fonte: R7

Inter vence o Galo está no páreo



23 de novembro de 2009 | N° 16164AlertaVoltar para a edição de hojeE QUEM SABE O TÍTULO?
Domingo perfeitoDeu tudo tão certo na rodada que o Inter dormiu ontem em Belo Horizonte candidato ao título. Com a vitória de 1 a 0 sobre o Atlético-MG, o time ficou a três pontos do São Paulo, o líder, a dois do Flamengo e, como encara o rebaixado Sport, na próxima rodada, e o quase rebaixado Santo André, na última, sonha com o tetra.

A derrota do São Paulo diante do Botafogo e o empate do Flamengo com o Goiás ajudou muito. Nos corredores do Beira-Rio havia a intuição de que os times de cima ainda sofreriam tropeços na fase final. E aconteceu. Depois de ganhar no Mineirão, o vice de futebol Fernando Carvalho se dizia candidato ao título.

– Neste Brasileirão, quem ganha duas seguidas (Santos e Atlético-MG) volta à briga. Se vencermos o Sport (em Recife), estaremos na Libertadores e disputaremos o título – suspirou Carvalho.

O discurso ainda no Mineirão era um só: foi a vitória da superação. Mário Sérgio e seus comandados fizeram um jogo cerebral. Souberam amarrar o Atlético-MG de Celso Roth como o time de Tite parou o Grêmio do mesmo Roth no Gauchão: a bola só chegava na área através de cruzamentos aéreos. E lá, Sandro, Bolívar e Índio foram imbatíveis.

– Fizemos uma partida quase perfeita. Decidi por esta estratégia de jogo. E ganhamos – disse Mário Sérgio. – Eu acredito no título. Quando cheguei, estávamos a nove pontos do líder.

Entrincheirado no vestiário com seus jogadores, Mário Sérgio ganhou definitivamente o grupo. Acreditou nos atletas e, ontem, teve mais uma vez mostras de apoio. Ao final da partida, todos os jogadores elogiaram o técnico e a estratégia armada para o Mineirão.

– Fizemos tudo aquilo que o Mário nos pediu. Conseguimos ter posse de bola, fizemos um jogo totalmente tático, como ele queria – afirmou Bolívar.

Com a vitória em Belo Horizonte, o Inter fez de Celso Roth a sua grande vítima na temporada. Afinal, em cinco encontros (três pelo Grêmio, dois pelo Atlético-MG), o Inter fiz 100% de aproveitamento sobre o técnico. A torcida colorada gritava no Mineirão: “Um, dois, três, Celso Roth é freguês”.

Obrigado a justificar mais uma derrota para o Inter em 2009, Roth disse que o rival se defendeu como “um time pequeno”.

Antes de embarcar no ônibus do Inter, Taison foi até a sala de conferências onde Roth concedia entrevista e deu um abraço no treinador.

– Fica com Deus – despediu-se o atacante.


ZEROHORA.com

Crise no Palmeiras



Crise no Palmeiras



20/11/2009 - 07h01
Confira cinco fatos que tumultuaram a temporada 2009 do Palmeiras
Do UOL Esporte
Em São Paulo
Com o aporte financeiro da parceira Traffic, um técnico com um currículo vencedor e um elenco caro montado, o Palmeiras despontou no início do ano como um dos favoritos a conquistar tudo que fosse disputar (Paulistão, Brasileirão e Libertadores).

Mas alguns fatores fizeram com que o time alviverde praticamente termine o ano sem nenhum título e com o risco até de não obter vaga para a Libertadores de 2010. O UOL Esporte listou cinco. Confira abaixo:


CINCO FATOS QUE TUMULTUARAM O ANO DO PALMEIRAS
DESTEMPERO DE DIEGO SOUZA: Revoltado com a atitude do então zagueiro do Santos Domingos - que na sua opinião entrou na partida apenas para irritá-lo e provocar a sua expulsão e, quando conseguiu isso, simulou ter sido agredido por ele - o meia Diego Souza partiu para cima do jogador santista e deu uma rasteira nele. O palmeirense foi punido com oito jogos de suspensão (pena que depois foi diminuída) e o 'descontrolado' Palmeiras foi eliminado na semifinal do Campeonato Paulista ao perder os dois duelos para o Santos. Leia mais
SAÍDA DE KEIRRISON/DEMISSÃO DE LUXA: Contratado como grande promessa de gols do Palmeiras para o ano de 2009, o atacante Keirrison não convenceu e, durante o período que esteve no clube, foi perseguido pela torcida, sendo vendido para a Europa. Revoltado por ter sido o último a saber da venda do jogador, o então técnico palmeirense Vanderlei Luxemburgo disse que não treinaria mais Keirrison no time. A diretoria do Palmeiras entendeu o fato como uma "quebra de hierarquia" e acabou tirando Luxemburgo da equipe, fato até hoje contestado pelo agora comandante do Santos no Brasileiro. Leia mais
BRIGA ENTRE BELLUZZO E SIMON: O árbitro Eugênio Simon anulou um gol legal do atacante Obina na derrota para o Fluminense por 1 a 0, alegando falta do jogador em um defensor do time carioca. O acontecimento gerou a ira do presidente do Palmeiras Luiz Gonzaga Belluzzo, que disse que bateria no juiz se o encontrasse. Resultado: Belluzzo foi severamente punido pelo STJD (levou nove meses de gancho), e o resultado do jogo contra o Fluminense permaneceu o mesmo. Além disso, Simon - que não reconheceu o erro - irá processá-lo.
Leia mais
COBRANÇA PÚBLICA ENTRE O ELENCO: No empate contra o Sport, o goleiro Marcos disse. "Tem cara que ganha R$ 40 mil, R$ 50 mil, fica rico, e vai pegar um monte de menininha por aí. Se o cara tem capacidade para fazer filho, tem que ter capacidade também para suportar a pressão que é estar no Palmeiras". No empate contra o Grêmio, Danilo endossou: "Nosso elenco carece de alguns jogadores que achávamos que seriam líderes. Os atletas com mais bagagem não assumiram a responsabilidade. Uns querem vencer e outros não estão nem aí". Esses dois exemplos ilustram o clima no Palmeiras. Leia mais
TROCA DE SOPAPOS ENTRE OBINA E MAURÍCIO: Em nome do "buscar o melhor" para o Palmeiras, o atacante Obina e o zagueiro Maurício discutiram no intervalo da partida contra o Grêmio. A dupla chegou inclusive a trocar sopapos, e foi expulsa pelo árbitro Héber Roberto Lopes. Após o jogo, a diretoria do Palmeiras, indignada com o caso, anunciou que os dois atletas não vestiriam mais a camisa do clube. Com dois jogadores a menos, o Palmeiras perdeu para o Grêmio por 2 a 0 e praticamente deu adeus a chance de título do Brasileirão, competição que chegou a liderar com boa margem.
Leia mais

LEIA MAIS NOTÍCIAS NA PÁGINA DO PALMEIRAS NO UOL ESPORTE

Pré-Copa


18/11/2009 - 12h38
Ano pré-Copa é o melhor desde 'era Zagallo', e Dunga se consolida no cargo
Carlos Padeiro
Em Mascate (Omã)
A seleção brasileira encerra a temporada de 2009 com motivos para comemorar. Além do título na Copa das Confederações e da classificação ao Mundial da África do Sul, essa foi a melhor campanha, em anos que antecedem a Copa, desde 1997. Com 14 vitórias, dois empates e uma derrota, Dunga superou as críticas e consolidou-se no comando.

UM BALANÇO DA TEMPORADA DA SELEÇÃO

Nilmar (dir.) fez dois gols na excursão ao Oriente Médio e termina o ano em alta com Dunga

2009: VEJA QUEM SUBIU E QUEM DESCEU NO ELENCO
SELEÇÃO FECHA TEMPORADA "ABENÇOADA"
BRASIL PRECISA AINDA DE MUITO TREINO, DIZ DUNGA
JORNALISTAS SÃO AGREDIDOS APÓS JOGO EM OMÃ
MAIS NOTÍCIAS NA PÁGINA DA SELEÇÃO BRASILEIRA
Há 12 anos, o time nacional, à época comandado por Zagallo, teve um aproveitamento de 87,5% - 20 vitórias, três empates e uma derrota. Agora, os números são um pouco inferiores, 86,2%.

Em 2005, ano que precedeu o Mundial da Alemanha, o selecionado de Carlos Alberto Parreira somou 70,8% dos pontos que disputou. Em 2001, quando Emerson Leão abriu a temporada e depois perdeu o cargo para Luiz Felipe Scolari, o desempenho foi de 46,6%.

"Classificamos [para a Copa] antecipadamente, ganhamos da Argentina lá dentro... Tudo isso é fruto do trabalho de três anos e meio, da dedicação dos jogadores, da busca pelo resultado. O grupo está muito feliz", orgulhou-se Dunga, na terça-feira, após o triunfo sobre Omã por 2 a 0, no último amistoso do ano.

Em 2008, o treinador esteve ameaçado de perder o emprego, após tropeços em casa diante de Argentina, Bolívia e Colômbia. A reação começou no último amistoso da temporada - goleada por 6 a 2 sobre Portugal.

"Foi um ano muito bom. Futebol é resultado, e os resultados estão aí. O trabalho do Dunga tem de ser respeitado. É preciso exaltá-lo pelo que vem fazendo nesses três anos e meio. Agora é dar continuidade, mas claro que a Copa é diferente", analisou o goleiro Júlio César.

Dunga costuma dizer que de nada adiantará as atuais conquistas se ocorrer um fracasso na África do Sul. "Daqui sete meses, começa tudo de novo", decretou, referindo-se ao início do próximo Mundial.

A seleção volta a se reunir somente em março, para o último amistoso oficial antes da convocação para a Copa. O elenco está praticamente formado, e são poucas as dúvidas na cabeça do treinador gaúcho. Em dezembro, acontece o sorteio dos grupos, e Dunga estará presente.
UOL Busca - Veja o que já foi publicado com a(s) palavra(s)
Emerson Leão
Carlos Alberto Parreira
Luiz Felipe Scolari

Copa 2010


De onde vão tirar tanto dinheiro para estas obras?





Estádio: Vivaldo Lima (Vivaldão), Manaus
Escritório responsável pelo projeto: o alemão Gerkan Marg und Partner (GMP)
Características do projeto: o atual estádio será demolido para dar lugar à nova arena do Vivaldão. O projeto prevê um teto retrátil e a cobertura será feita de forma a simular um cesto de palha e as escamas de répteis para lembrar a fauna amazônica.
Valor estimado da obra: R$ 500 milhões.



Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), São Paulo
Arquiteto responsável pelo projeto: Ruy Ohtake
Características do projeto: o novo estádio do São Paulo Futebol Clube será reformado e receberá um novo centro de imprensa, uma redação para jornalistas, novas salas VIP e vestiários. Na parte externa, será construída uma cobertura sob as arquibancadas nas cores branco e vermelho. A capacidade será reduzida de 75 mil para 62 mil lugares para atender aos padrões da FIFA. O projeto ainda prevê um edifício-garagem para 4.800 carros.
Valor estimado da obra: inicialmente em R$ 180 milhões, mas pode haver alteração.



Estádio: Governador Plácido Castelo (Castelão), Fortaleza
Escritório responsável pelo projeto: não divulgado pelo Governo do Ceará
Características do projeto: as principais obras previstas para o estádio são a cobertura de todos os assentos, a construção de um estacionamento subterrâneo com 4.200 vagas e aproximação da arquibancada inferior, em 20 metros , em relação ao campo. Por isso, a capacidade do estádio diminuirá de 58,3 mil para 50 mil torcedores. Além disso, o projeto prevê uma nova área com shopping, cinemas, restaurantes e hotel. Os detalhes do projeto serão divulgados após o término da licitação da obra.
Valor estimado da obra: R$ 300 milhões.


Estádio: Estádio José Pinheiro Borda (Beira-Rio), Porto Alegre
Arquitetos responsáveis pelo projeto: Fernando Balvedi, Gabriel Garcia e Maurício Santos da Hype Studio
Características do projeto: com a reforma já iniciada, o projeto procura aproveitar ao máximo a estrutura já existente do estádio. Entre as poucas intervenções, estão a cobertura do complexo, a reforma e ampliação da arquibancada inferior, construção de camarotes e reformulação interna (administração, tribuna principal, restaurantes etc). A capacidade será aumentada de 56 mil para 60 mil lugares.
Valor estimado da obra: R$ 150 milhões.



Estádio: Mané Garrincha, Brasília
Escritório responsável pelo projeto: Castro Mello Arquitetos
Características do projeto: o estádio Mané Garrincha deixará de ser olímpico para se tornar uma arena multiuso. Apenas a fachada e a arquibancada superior originais serão mantidas. O novo projeto prevê uma cobertura de tensoestrutura sobre as arquibancadas, estacionamentos e áreas de apoio, vestiários, central médica, lojas e outros empreendimentos. A capacidade será de 60 mil lugares aos torcedores e 10 mil à imprensa, personalidades, staff e convidados.
Valor estimado da obra: R$ 522 milhões.



Estádio: Jornalista Mário Filho (Maracanã), Rio de Janeiro
Escritório responsável pelo projeto: Castro Mello Arquitetos
Características do projeto: para a Copa do Mundo de 2014 será construída uma nova cobertura no estádio, um prédio para estacionamento com cerca de 3.500 vagas e outras intervenções para melhorar a visibilidade nas arquibancadas. Além disso, o projeto pode ir além da reforma do estádio, incluindo a requalificação da Quinta da Boa Vista, do Museu de São Cristóvão e a reurbanização dos bairros Maracanã e Tijuca.
Valor estimado da obra: R$ 460 milhões.



Estádio: Governador José Fragelli (Verdão), Cuiabá (MT)
Escritório responsável pelo projeto: Castro Mello Arquitetos
Características do projeto: as principais intervenções serão a criação de um grande parque ao redor do estádio, a diminuição da capacidade para 48 mil torcedores e a construção de uma área com camarotes, tribuna de honra e gabinetes de imprensa.
Valor estimado da obra: R$ 350 milhões.



Estádio: Governador Magalhães Pinto (Mineirão), Belo Horizonte
Escritórios responsáveis pelo projeto: Gerkan Marg & Partner (GMP) e Gustavo Penna Arquiteto & Associados
Características do projeto: o estádio será transformado em um complexo cultural, esportivo e de lazer. No interior do estádio, as maiores intervenções serão o rebaixamento do gramado em 3,5 metros , a construção de camarotes e de uma cobertura feita de metal e membranas de policarbonato para a arquibancada. O projeto ainda prevê pavimentos subterrâneos com espaço para shoppings, centros comerciais, área de eventos, equipamentos culturais, hotéis e estacionamentos.
Valor estimado da obra: não divulgado.


Estádio: Arena das Dunas, Natal
Escritórios responsáveis pelo projeto: escritório brasileiro Coutinho, Diegues e Cordeiro Arquitetos em parceria com o escritório inglês Populus
Características do projeto: para dar lugar ao novo estádio, o atual Machadão e o Centro Administrativo serão demolidos. O projeto da Arena das Dunas prevê a completa reurbanização do local, com a implantação do novo estádio para os jogos e de um complexo formado por uma arena multiuso, hotéis, teatro, estacionamento para seis mil veículos, prédios comerciais e um shopping, além dos novos Centros Administrativos do Estado e do município.
Valor estimado da obra: R$ 300 milhões.



Estádio: Otávio Mangabeira (Fonte Nova), Salvador
Arquitetos responsáveis pelo projeto: Marc Duwe e Claas Schulitz (Schulitz+Partner Architekten)
Características do projeto: por conta das más condições do edifício, praticamente todo o estádio será reformado, desde a reformulação das arquibancadas, a instalação de cobertura e a adequação dos espaços para imprensa e áreas vip até a restauração das instalações hidráulicas e elétricas. O projeto só vai manter a forma de ferradura do estádio, com a abertura que dá para o lado sul, para o dique do Tororó.
Valor estimado da obra: R$ 231 milhões.


Estádio: Arena da Baixada, Curitiba
Escritório responsável pelo projeto: Vigliecca Associados
Características do projeto: considerado o estádio mais moderno do Brasil atualmente, a arena receberá poucas modificações para a Copa de 2014. Entre elas, o aumento da capacidade de 21 mil para 41 mil torcedores, alterações na cobertura, melhoria da iluminação, eliminação de pontos cegos e dos fossos e a abertura de novas saídas, nas esquinas do estádio.
Valor estimado da obra: R$ 140 milhões.


Estádio: Cidade da Copa, Recife
Arquiteto responsável pelo projeto: não divulgado pelo Governo de Pernambuco
Características do projeto: prevê a construção de um estádio com capacidade para 46.154 lugares, um conjunto habitacional, um centro comercial e hotel.
Valor estimado do estádio com infra-estrutura: R$ 1,6 bilhão.

Estádio para Copa 2014

Projetos de Estádios Brasileiros


De onde vão tirar tanto dinheiro para estas obras?





Estádio: Vivaldo Lima (Vivaldão), Manaus
Escritório responsável pelo projeto: o alemão Gerkan Marg und Partner (GMP)
Características do projeto: o atual estádio será demolido para dar lugar à nova arena do Vivaldão. O projeto prevê um teto retrátil e a cobertura será feita de forma a simular um cesto de palha e as escamas de répteis para lembrar a fauna amazônica.
Valor estimado da obra: R$ 500 milhões.



Estádio: Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), São Paulo
Arquiteto responsável pelo projeto: Ruy Ohtake
Características do projeto: o novo estádio do São Paulo Futebol Clube será reformado e receberá um novo centro de imprensa, uma redação para jornalistas, novas salas VIP e vestiários. Na parte externa, será construída uma cobertura sob as arquibancadas nas cores branco e vermelho. A capacidade será reduzida de 75 mil para 62 mil lugares para atender aos padrões da FIFA. O projeto ainda prevê um edifício-garagem para 4.800 carros.
Valor estimado da obra: inicialmente em R$ 180 milhões, mas pode haver alteração.



Estádio: Governador Plácido Castelo (Castelão), Fortaleza
Escritório responsável pelo projeto: não divulgado pelo Governo do Ceará
Características do projeto: as principais obras previstas para o estádio são a cobertura de todos os assentos, a construção de um estacionamento subterrâneo com 4.200 vagas e aproximação da arquibancada inferior, em 20 metros , em relação ao campo. Por isso, a capacidade do estádio diminuirá de 58,3 mil para 50 mil torcedores. Além disso, o projeto prevê uma nova área com shopping, cinemas, restaurantes e hotel. Os detalhes do projeto serão divulgados após o término da licitação da obra.
Valor estimado da obra: R$ 300 milhões.


Estádio: Estádio José Pinheiro Borda (Beira-Rio), Porto Alegre
Arquitetos responsáveis pelo projeto: Fernando Balvedi, Gabriel Garcia e Maurício Santos da Hype Studio
Características do projeto: com a reforma já iniciada, o projeto procura aproveitar ao máximo a estrutura já existente do estádio. Entre as poucas intervenções, estão a cobertura do complexo, a reforma e ampliação da arquibancada inferior, construção de camarotes e reformulação interna (administração, tribuna principal, restaurantes etc). A capacidade será aumentada de 56 mil para 60 mil lugares.
Valor estimado da obra: R$ 150 milhões.



Estádio: Mané Garrincha, Brasília
Escritório responsável pelo projeto: Castro Mello Arquitetos
Características do projeto: o estádio Mané Garrincha deixará de ser olímpico para se tornar uma arena multiuso. Apenas a fachada e a arquibancada superior originais serão mantidas. O novo projeto prevê uma cobertura de tensoestrutura sobre as arquibancadas, estacionamentos e áreas de apoio, vestiários, central médica, lojas e outros empreendimentos. A capacidade será de 60 mil lugares aos torcedores e 10 mil à imprensa, personalidades, staff e convidados.
Valor estimado da obra: R$ 522 milhões.



Estádio: Jornalista Mário Filho (Maracanã), Rio de Janeiro
Escritório responsável pelo projeto: Castro Mello Arquitetos
Características do projeto: para a Copa do Mundo de 2014 será construída uma nova cobertura no estádio, um prédio para estacionamento com cerca de 3.500 vagas e outras intervenções para melhorar a visibilidade nas arquibancadas. Além disso, o projeto pode ir além da reforma do estádio, incluindo a requalificação da Quinta da Boa Vista, do Museu de São Cristóvão e a reurbanização dos bairros Maracanã e Tijuca.
Valor estimado da obra: R$ 460 milhões.



Estádio: Governador José Fragelli (Verdão), Cuiabá (MT)
Escritório responsável pelo projeto: Castro Mello Arquitetos
Características do projeto: as principais intervenções serão a criação de um grande parque ao redor do estádio, a diminuição da capacidade para 48 mil torcedores e a construção de uma área com camarotes, tribuna de honra e gabinetes de imprensa.
Valor estimado da obra: R$ 350 milhões.



Estádio: Governador Magalhães Pinto (Mineirão), Belo Horizonte
Escritórios responsáveis pelo projeto: Gerkan Marg & Partner (GMP) e Gustavo Penna Arquiteto & Associados
Características do projeto: o estádio será transformado em um complexo cultural, esportivo e de lazer. No interior do estádio, as maiores intervenções serão o rebaixamento do gramado em 3,5 metros , a construção de camarotes e de uma cobertura feita de metal e membranas de policarbonato para a arquibancada. O projeto ainda prevê pavimentos subterrâneos com espaço para shoppings, centros comerciais, área de eventos, equipamentos culturais, hotéis e estacionamentos.
Valor estimado da obra: não divulgado.


Estádio: Arena das Dunas, Natal
Escritórios responsáveis pelo projeto: escritório brasileiro Coutinho, Diegues e Cordeiro Arquitetos em parceria com o escritório inglês Populus
Características do projeto: para dar lugar ao novo estádio, o atual Machadão e o Centro Administrativo serão demolidos. O projeto da Arena das Dunas prevê a completa reurbanização do local, com a implantação do novo estádio para os jogos e de um complexo formado por uma arena multiuso, hotéis, teatro, estacionamento para seis mil veículos, prédios comerciais e um shopping, além dos novos Centros Administrativos do Estado e do município.
Valor estimado da obra: R$ 300 milhões.



Estádio: Otávio Mangabeira (Fonte Nova), Salvador
Arquitetos responsáveis pelo projeto: Marc Duwe e Claas Schulitz (Schulitz+Partner Architekten)
Características do projeto: por conta das más condições do edifício, praticamente todo o estádio será reformado, desde a reformulação das arquibancadas, a instalação de cobertura e a adequação dos espaços para imprensa e áreas vip até a restauração das instalações hidráulicas e elétricas. O projeto só vai manter a forma de ferradura do estádio, com a abertura que dá para o lado sul, para o dique do Tororó.
Valor estimado da obra: R$ 231 milhões.


Estádio: Arena da Baixada, Curitiba
Escritório responsável pelo projeto: Vigliecca Associados
Características do projeto: considerado o estádio mais moderno do Brasil atualmente, a arena receberá poucas modificações para a Copa de 2014. Entre elas, o aumento da capacidade de 21 mil para 41 mil torcedores, alterações na cobertura, melhoria da iluminação, eliminação de pontos cegos e dos fossos e a abertura de novas saídas, nas esquinas do estádio.
Valor estimado da obra: R$ 140 milhões.


Estádio: Cidade da Copa, Recife
Arquiteto responsável pelo projeto: não divulgado pelo Governo de Pernambuco
Características do projeto: prevê a construção de um estádio com capacidade para 46.154 lugares, um conjunto habitacional, um centro comercial e hotel.
Valor estimado do estádio com infra-estrutura: R$ 1,6 bilhão.

Revista Veja

20 de novembro de 2009
------------------------------------------------

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br


***********************************************

Edição da semana (nº 2140 - 25 de novembro de 2009)

[Propaganda]
-------------
A construção de um mito
O filme Lula, o Filho do Brasil faz parte de um projeto de endeusamento do presidente, o que, às vésperas de uma eleição, entra na categoria de propaganda política. Lula tem uma bela história de vida, foi um líder sindical de resultados e é um presidente da República eficiente e amado, mas ele só tem a perder se deixar se transformar em mito vivo.
http://veja.abril.com.br/251109/a-construcao-de-um-mito-p-76.shtml

Índice da edição
http://veja.abril.com.br/251109/sumario.shtml

[Entrevista]
------------
Nobel da Paz diz que agressores ambientais ofendem humanidade
http://veja.abril.com.br/251109/poluidor-corte-global-p-21.shtml

[Apagão]
-------
Causa pode ter sido uma falha no isolamento elétrico da linha Itaipu
http://veja.abril.com.br/251109/nao-deu-para-apagar-apagao-p-084.shtml

[Internacional]
----------------
Venezuela, queda de 4,5% no PIB
Má gestão em vários setores da economia.
http://veja.abril.com.br/251109/chavez-criou-recessao-p-114.shtml

[Ecologia]
------------
Copenhague: ainda pode haver avanço
Obama e Jintao: sem metas numéricas na reunião.
http://veja.abril.com.br/251109/ainda-ha-esperanca-p-89.shtml

[Genética]
---------
O testamento dentro de cada um
O dilema dos testes que investigam herança genética.
http://veja.abril.com.br/251109/testamento-dentro-cada-um-p-104.shtml

[Negócios]
----------
A poderosa Amazon que se cuide
Pequenas empresas especializadas são campeãs.
http://veja.abril.com.br/251109/amazon-se-cuide-p-096.shtml

[Comportamento]
---------------
Como famosos usam o Twitter e às vezes acabam exagerando
http://veja.abril.com.br/251109/brinquedo-famosos-p-158.shtml

[Saúde]
---------
Lei que proíbe fumar em bares e restaurantes se espalha pelo país
http://veja.abril.com.br/251109/morte-lenta-cigarro-p-162.shtml

[Televisão]
-----------
A humilhação da heroína Helena
Personagem de Taís Araújo finalmente aparece.
http://veja.abril.com.br/251109/tapa-pantera-p-188.shtml

[Guia]
--------
No carro e com muito conforto
Brasileiro passa 26 dias por ano dentro do carro.
http://veja.abril.com.br/251109/no-carro-conforto-p-174.shtml

[Claudio Moura Castro]
-----------------------
Tecnologia para ricos e pobres
http://veja.abril.com.br/251109/tecnologia-para-ricos-ou-para-pobres-p-28.shtml

[J.R. Guzzo]
-------------
É nisso que dá
http://veja.abril.com.br/251109/nisso-da-p-194.shtml

***********************************************

[Destaques on-line]
-------------------

[Em Profundidade]
------------------
Drogas nas escolas
http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/vestibular/drogas-perigo-ronda-escolas-512659.shtml

[Lua Nova]
-------------
Página reúne textos, fotos, testes e vídeos sobre o tema
http://veja.abril.com.br/em-profundidade/crepusculo/

[Vídeo]
---------
Idosos cada vez mais interessados na internet
http://veja.abril.com.br/mediacenter/ciencia-tecnologia/terceira-idade-digital-08570cb7c69a189112aef29fea99db7d.shtml

Karen Worcman, do Museu da Pessoa
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/videos-veja-entrevista/karen-worcman-fundadora-do-museu-da-pessoa/

[Galerias]
-------------
Astros do Lua Nova
http://veja.abril.com.br/noticia/variedades/chegada-lua-nova-512998.shtml

Imagens da semana
http://veja.abril.com.br/galeria-de-imagens/imagens-semana-16-novembro-513801.shtml

Estrelas da soul music
http://veja.abril.com.br/galeria-de-imagens/volta-soul-513796.shtml

Produções de Herbet Richars
http://veja.abril.com.br/galeria-de-imagens/herbert-richers-513802.shtml

[Reportagens]
--------------
Como usar o protetor solar de forma correta
http://veja.abril.com.br/noticia/saude/verao-use-protetor-solar-dobro-511929.shtml

A procura pelos cursos de Mandarim
http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/procura-se-profissional-fale-mandarim-paga-se-bem-513473.shtml

Facebook x Orkut qual a melhor rede?
http://veja.abril.com.br/noticia/variedades/facebook-x-novo-orkut-veredito-usuario-513671.shtml

***********************************************
Colunistas

[Blog]
--------
Reinaldo Azevedo
Os podres poderes de Lula
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/

[Radar on-line]
----------------
Lauro Jardim
A Hypermarcas avança
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line

[Coluna]
--------
Augusto Nunes
Homem sem Visão: Edison Lobão aparece na briga
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/

[Cenas Urbanas]
---------------
Tony Bellotto
Nudez em solidariedade a Geisy, da Uni(tali)ban
http://veja.abril.com.br/blog/cenas-urbanas

[De Paris]
-----------
Antonio Ribeiro
Henry contesta decisão da Fifa
http://veja.abril.com.br/blog/de-paris/

[Sustentável é pouco]
----------------------
Denis Russo
Mudanças climáticas: faça você mesmo
http://veja.abril.com.br/blog/denis-russo/

[Em VEJA]
----------
Diogo Mainardi
Quem é o "Filho do Brasil"
http://veja.abril.com.br/blog/mainardi/

[Chegada]
-----------
Renato Dutra
Faixas elásticas: boas, baratas e eficientes
http://veja.abril.com.br/blog/saude-chegada/

[Consultório Sentimental]
------------------------
Betty Milan
O perfeito
http://veja.abril.com.br/blog/consultorio-sentimental/

[VEJA 40 anos]
--------------
Monica Weinberg
As boas e as más avaliações
http://veja.abril.com.br/40anos/blog/monica-weinberg/


***********************************************

[VEJA 40 ANOS]
--------------
O BRASIL QUE QUEREMOS SER

Hora de discutir as Megacidades no Brasil
Nesta semana o painel de VEJA 40 anos discute o planejamento e crescimento das cidades no país. Envie sua proposta.

Participe e ajude a Mata Atlântica
Cada proposta ou comentário publicado no projeto VEJA 40 anos contribuirá para o plantio de uma muda de árvore nativa pela Fundação SOS Mata Atlântica.
www.veja.com.br/40anos/megacidades

------------------------------------------------
http://www.veja.com.br


Acesse http://veja.abril.com.br/pst/newsletter para cancelar o envio deste e-mail
Nosso serviço de cadastramento solicitará seu e-mail e senha. Se não souber a senha, digite seu e-mail e clique no item "Esqueci minha senha". Uma senha provisória será enviada para sua caixa postal para possibilitar o acesso ao serviço.

Revista Veja








20 de novembro de 2009

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br



Edição da semana (n° 2140 - 25 de novembro de 2009)


Propaganda
A construção de um mito
O filme Lula, o Filho do Brasil faz parte de um projeto de endeusamento do presidente, o que, às vésperas de uma eleição, entra na categoria de propaganda política. Lula tem uma bela história de vida, foi um líder sindical de resultados e é um presidente da República eficiente e amado, mas ele só tem a perder se deixar se transformar em mito vivo.

• Índice da edição




Entrevista
Nobel da Paz diz que agressores ambientais ofendem humanidade
Apagão
Causa pode ter sido uma falha no isolamento elétrico da linha Itaipu





Internacional
Venezuela, queda de 4,5% no PIB
Má gestão em vários setores da economia. Ecologia
Copenhague: ainda pode haver avanço
Obama e Jintao: sem metas numéricas na reunião.




Genética
O testamento dentro de cada um
O dilema dos testes que investigam herança genética. Negócios
A poderosa Amazon que se cuide
Pequenas empresas especializadas são campeãs.




Comportamento
Como famosos usam o Twitter e às vezes acabam exagerando
Saúde
Lei que proíbe fumar em bares e restaurantes se espalha pelo país





Televisão
A humilhação da heroína Helena
Personagem de Taís Araújo finalmente aparece. Guia
No carro e com muito conforto
Brasileiro passa 26 dias por ano dentro do carro.




Claudio Moura Castro
Tecnologia para ricos e pobres
J.R. Guzzo
É nisso que dá





Destaques on-line
Em Profundidade
• Drogas nas escolas



Lua Nova
• Página reúne textos, fotos, testes e vídeos sobre o tema
Vídeo
• Idosos cada vez mais interessados na internet
• Karen Worcman, do Museu da Pessoa



Galerias
• Astros do Lua Nova
• Imagens da semana
• Estrelas da soul music
• Produções de Herbet Richars
Reportagens
• Como usar o protetor solar de forma correta
• A procura pelos cursos de Mandarim
• Facebook x Orkut qual a melhor rede?




PUBLIEDITORIAL


O BRASIL QUE QUEREMOS SER

Hora de discutir as Megacidades no Brasil
Nesta semana o painel de VEJA 40 anos discute o planejamento e crescimento das cidades no país. Envie sua proposta.

Participe e ajude a Mata Atlântica
Cada proposta ou comentário publicado no projeto VEJA 40 anos contribuirá para o plantio de uma muda de árvore nativa pela Fundação SOS Mata Atlântica.
www.veja.com.br/40anos/megacidades
Colunistas
Blog
Reinaldo Azevedo
Os podres poderes de Lula


"Nada escapa a seu projeto de poder. Nem vidas privadas. Nem famílias. Nem a intimidade."

Radar on-line
Lauro Jardim
A Hypermarcas avança


"Deve anunciar duas aquisições ainda em 2009. Em 2010, objetivo é encostar na Unilever."



Coluna
Augusto Nunes
Homem sem Visão: Edison Lobão aparece na briga


"Apagão é o grande trunfo dos candidatos que lutam pela penúltima vaga na finalíssima."

Cenas Urbanas
Tony Bellotto
Nudez em solidariedade a Geisy, da Uni(tali)ban


"Quer saber? Resolvi tirar a roupa também. Escrevo essa crônica pelado."

De Paris
Antonio Ribeiro
Henry contesta decisão da Fifa


"'A solução mais justa seria voltar a jogar a partida', admitiu o jogador."

Sustentável é pouco
Denis Russo
Mudanças climáticas: faça você mesmo


Em VEJA
Diogo Mainardi
Quem é o "Filho do Brasil"


Chegada
Renato Dutra
Faixas elásticas: boas, baratas e eficientes


Consultório Sentimental
Betty Milan
O perfeito


VEJA 40 anos
Monica Weinberg
As boas e as más avaliações







Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados

Vinhos