Destaque

terça-feira, 27 de março de 2018

Ogum


Grupos Champions Ligay


Futebol Solidário




Grenal 2 x 0





Paulo Furtado e as Musas do Zequinha


Ato de Filiação de Flávio Berneira


Na sede do PT no dia 19 de Março.

Assessoria de Imprensa é com Paulo Furtado


Contrate Paulo Furtado
Assessor de Imprensa
Registro de Jornalista nº 0017713/RS
 E- mail : jornalnegritude@yahoo.com.br
Fone: (54)981228064 whats
(51)985196413
(51) 3228 8574

Outras Palavras

downloadAttachment&Message%5Buid%5D=202766&Message%5Benvelope%5D%5Bmessage-id%5D=%253CCABSETqUB%252BWCbPVx6egOOnJtcbC%253DKYEEK0NsnHZPUjVDDqggbfA%2540mail.gmail.com%253E&Message%5BmailBox%5D%5Bmailbox_id%5D=INBOX&MessageAttachment%5B%5D%5Battachment_id%5D=%3CCABSETqUB%2BWCbPVx6egOOnJtcbC%3DKYEEK0NsnHZPUjVDDqggbfA%40mail.gmail.com%3E-1.1.3
Boletim de Atualização - Nº 954 - 26/3/18


Indústria farmacêutica: a insondável caixa preta
Pesquisas” viciadas. Ocultação de resultados negativos. Marketing obsessivo. Drogas que matam milhares. Avança no Brasil debate sobre manipulações praticadas por algumas das empresas mais lucrativas do mundo. Por Raquel Torres (Outra Saúde)

N
o Brasil, Senado comanda o retrocesso
De costas para a sociedade, parlamentares querem aprovar lei que ajudará laboratórios a fabricar testes “exitosos” e empurrar ao SUS remédios desnecessários e caríssimos. Por 
Raquel Torres (Outra Saúde)

América Latina: as faces do "novo" autoritarismo

Militares voltaram às ruas no Brasil, México e Argentina. Agora, não combatem o "comunismo", mas o "crime" e o "terror". E não têm projeto algum: obedecem a uma elite corrupta e aos planos dos EUA. PorIsabella Gonçalves (Outras Palavras) 

O golpe como elemento da Guerra Híbrida

Estava, desde o início, nos manuais de "conflitos irregulares" dos EUA. Foi por petróleo, é claro! Mas também por água, estatais rentáveis e estratégicas, a riqueza da Amazônia, a aproximação com Rússia e ChinaPor José Álvaro de Lima Cardoso (Outras Palavras)

A crise da água e as possíveis soluções naturais
Relatório da ONU aponta emergência global: crescem desabastecimento e risco de guerras hídricas, enquanto poder econômico apodera-se das fontes. Saída inclui saberes ancestrais. Por Sucena Shkrada ReskCidadãos do Mundo (Outras Mídias) 

Saia (um pouquinho) do sofá, mas não largue o refri, diz Coca-Cola

Empresa financia pesquisadores para convencer de que a culpa pela obesidade é do “sedentário” e não da alimentação ruim; América Latina é alvo preferencial. Por Moriti Neto (O Joio e o Trigo)



Boletim de atualização do site Outras Palavras. Somos copyleft: a  reprodução de todo o material publicado é bem-vinda e sem ônus mercantil, desde que citada a fonte. Interessados em receber o boletim devem clicar aqui. Para deixar de recebê-lo, aqui. Acompanhe nossas novidades também no YouTube e Facebook
_______________________________________________
Boletimdiplo mailing list
Boletimdiplo@listas.tiwa.net.br
https://listas.tiwa.net.br/listinfo/boletimdiplo
Descadastrar: envie email a Boletimdiplo-unsubscribe@listas.tiwa.net.br

TRF4

Segue os links do julgamento da 8ª Turma do TRF4 do dia 26/03/2018.

OBS.:
1- teclas "Ctrl + c" no link (ex.: videos.trf4.jus.br/02_JOÃO PEDRO GEBRAN NETO.mp4)
2- colar "Ctrl + v" na barra do navegador
3- tecla "Enter"
4- o vídeo fará o "download" automaticamente

LINKS:

videos.trf4.jus.br/02_JOÃO PEDRO GEBRAN NETO.mp4
videos.trf4.jus.br/03_LEANDRO PAULSEN.mp4
videos.trf4.jus.br/04_LEANDRO PAULSEN.mp4


Operação Lava Jato

Operação Lava Jato: TRF4 nega embargos de declaração do ex-deputado Eduardo Cunha


A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou hoje (26/3), por unanimidade, os embargos de declaração da apelação criminal do ex-deputado federal Eduardo Consentino da Cunha.
Cunha teve a condenação por corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro confirmada pelo tribunal em 21 de novembro do ano passado, com a pena reduzida de 15 anos e 4 meses para 14 anos e 6 meses de reclusão devido à exclusão de um dos crimes de lavagem.
Pedidos
A defesa alegou que houve omissão no acórdão, ou seja, falta de análise pela 8ª Turma, em relação aos seguintes itens: nulidade por ausência de autorização judicial para o uso da prova produzida na Suíça, usurpação de competência do STF, pq foram feitas investigações paralelas em primeiro grau enquanto Cunha exercia o mandato de deputado, ausência de fundamentação da sentença em relação à aplicação do concurso material, e definição do valor mínimo de reparação do dano.
Os advogados também apontaram cinco contradições no acórdão em relação ao indeferimento de provas.