Rádio WNews

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Levantamento das Eleições a Deputado Federal

Alguns anos fizemos um levantamento dos Deputados Federais mais votados em Vacaria RS nas Eleições de 2002.
PTB: Sonia Santos 338 votos legenda 810
PL: 452 Legenda  Valdemir Ribeiro 231
PCdoB: 166 Legenda Raul Carrion 166 votos
PDT: 539 Legenda Collares 133 votos
PPS: 232 Legenda Roberto Bolsoni 85 votos
PHS: 47 votos na legenda
Prona: 26 votos
PSC: 6 votos
PV: 10 votos
PGT: 6 votos na legenda
PSTU: 9 votos da legenda

Maria da Conceição: 10 votos (MNU) votos válidos 31.109    0,03%

Legenda do PT: 0,42%


Deputado Federal percentual

PT: 7,57%
Ana Corso: 33,78%
PPB: 62,08%
Francisco Appio: 95,98%
PMDB: 10,04%
Eliseu Padilha: 8.61%
PSDB: 2,56%
Yeda Crusius: 68,92%
PSB: 1,60%
Beto Albuquerque: 98,19%
PFL: 1.71%
Paulo Rogowiski: 54,78%
PTB: 2,60%
Sonia Santos: 41,72%
PL:1,45%
Valdemir Ribeiro: 51,10%
PCdoB: 0,53%
Raul Carrion: 100%
PDT: 1,73%
Collares: 24,67%
PPS: 0,74%
Roberto Bolsoni: 36,63%
PHS: 0,15%
Prona: 0,08%
PSC: 0,01%
PV: 0,03%
PGT: 0,01%
PSTU: 0,02%





Arquivo

NATAL 2006

Aconteceu no dia 21 de dezembro, a entrega dos prêmios do concurso "10 Melhores Histórias de Natal", onde o Papai Noel, juntamente com seus Gnomos, fizeram e entrega dos prêmios nas casas dos vencedores.
A campanha contou com o apoio de empresas e comunidade em geral que se sensibilizaram com algumas cartas e doaram presentes para estas crianças, e com o apoio também do Comércio de Gás Bonalume que dispôs o caminhão para a entrega dos presentes.
 
Prefeitura Municipal de Vacaria
Assessoria de Imprensa
Carol Carneiro
Juliana Mesquita
Milena Zanchettin
www.vacaria.rs.gov.br
(54) 32316402
Pressione Esc ou clique em qualquer lugar para retornar ao Mail.

Arquivo

Nossa Posição frente à eleição para Presidência da Câmara Federal.


                  Lula e o PT ficaram marcados pelos sucessivos escândalos de corrupção que atingiram em cheio o Congresso Nacional e deixaram perplexo o povo brasileiro. Assistimos de tudo: deputados recebendo "mensalões" para votar em propostas governamentais contra os trabalhadores e o povo pobre; ex-presidente da Câmara recebendo propina em troca de favores, caixa dois para financiar campanhas eleitorais milionárias, tráfico de influências, fraudes, enriquecimento ilícito, saque aos cofres públicos, sonegação, roubo e até a compra de dossiês.

O tomá-lá-da-cá encabeçado pela alta cúpula petista e palaciana, um verdadeiro balcão de negócios, fez com que o governo aprovasse suas medidas contra o povo trabalhador. Assim foi a "compra de deputados" para votar a Reforma da Previdência, entregando a previdência pública nas mãos da iniciativa privada, assim foi com a aprovação das Parcerias Público Privadas garantindo lucros seguros as empresas particulares, assim ocorreu com a aprovação da Lei de Concessão Florestal que privatiza nossas florestas, só para citar alguns exemplos. Da mesma forma, vivemos no governo FHC a compra de parlamentares para votarem favorável à reeleição.

Trata-se de uma verdadeira "máfia" dos sanguessugas que não poupou sequer o dinheiro público utilizado para a compra de ambulâncias, envolvendo algumas dezenas de parlamentares. Uma verdadeira crise de legitimidade que colocou em xeque a maioria do Congresso Nacional, na medida que, mesmo depois da comprovação das falcatruas, os deputados foram absolvidos com direito a "dança da pizza" para comemorar a absolvição.

Nem o judiciário escapou ileso: legitimou o "direito de mentir" concedendo hábeas corpus aos corruptos, que podiam ficar calados e/ou omitir informações em seus depoimentos, demonstrando a conivência com o executivo.

Esta situação de impunidade propiciou uma campanha eleitoral milionária, com o uso descarado da máquina pública, compra de votos e a contribuição milionários dos banqueiros e empresários, criando um clima propício para a reeleição da maioria absoluta dos "mensaleiros" e a volta ao cenário político brasileiro de velhas raposas acusadas e processadas por corrupção como Jáder Barbalho (em coligação com o PT)   e Paulo Maluf, só para citar os mais famosos.

Neste cenário de crise onde a política é movida por mensalões, compra de votos, de partidos e de parlamentares, assistimos os deputados tentarem reajustar seus próprios salários em mais de 90%, um verdadeiro escândalo repudiado pelo povo brasileiro, que esmagadoramente vive com um salário mínimo de miséria, ou com salários baixos e congelados como o caso do funcionalismo público.

Diante desse quadro de crise de representatividade é que se apresenta a eleição para Presidência da Câmara e do Senado. Tanto o ex "collorido" Renan Calheiros, quanto Aldo Rebelo e Arlindo Chinaglia, representam os mesmos métodos corruptos e os interesses da política neoliberal implementada pelo PT e por Lula e sua base aliada, com o apoio da velha direita do PFL e PSDB, que pretendem na próxima legislatura impor mais reformas que visam atacar os nossos direitos.

O PSOL que vem se construindo desde o início com uma postura de oposição implacável à "nova direita" representada por Lula e o PT, mas também contra a oposição de direita encabeçada pelo PSDB e PFL, que se unem para aprovar os projetos de interesses dos banqueiros e grandes empresários, deve apresentar uma verdadeira candidatura alternativa de esquerda à  Presidência da Câmara.

Esta foi a proposta que apresentamos na reunião da Executiva Nacional do partido. Apresentamos o nome da deputada Luciana Genro, como uma candidatura que não só combata a corrupção e os privilégios dos parlamentares, mas que principalmente combata a política neoliberal de Lula que utiliza o balcão de negócios para aprovar suas medidas. Uma candidatura de oposição de esquerda ao Governo, que tenha como pontos programáticos o combate implacável à corrupção; a revogabilidade do mandato; o salário dos parlamentares fixados pela população através de plebiscito e que seja no máximo de 20 vezes o salário mínimo; contra as reformas sindical,  trabalhista e previdenciária e que defenda projetos que possam verdadeiramente defender e atender aos interesses dos trabalhadores e da maioria do povo brasileiro. Não se trata de "moralizar" o balcão de negócios do capital, mas de propor políticas e medidas que promovam a participação e o controle por parte da população, dos trabalhadores e do povo, sem os quais qualquer mudança será superficial, no funcionamento das podres instituições políticas do país. No debate da Executiva, o representante da APS defendeu o voto em Aldo Rebelo, sendo que a maioria optou pela proposta de procurar uma candidatura mais ampla, com eixo no combate a corrupção, simbolizada para a maioria dos presentes na reunião pelo deputado Fernando Gabeira do PV/RJ, ficando assim minoritária nossa proposta de lançar candidatura própria.




CST - Corrente Socialista dos Trabalhadores – Tendência Interna do PSOL


Rio de Janeiro, 07 de janeiro de 2007
 

Arquivo

  
               
                BOLETIM DO DEPUTADO BABÁ (P-SOL/RJ)   

 Deputado de luta e coerência.
        11 de Janeiro de 2007  
Eleição para a Presidência da Câmara Federal: Um debate de costas para o povo     
Começado o segundo mandato do presidente Lula, Brasília está agitadíssima. Reuniões, entrevistas, declarações; todos os parlamentares e o governo federal estão aparentemente “trabalhando”. Mas se alguém imagina que eles estão preocupados com as enchentes do sudeste, com a seca do nordeste, com a violência no Rio de Janeiro, com a crise financeira dos estados ou com o apagão aéreo, está rotundamente equivocado. O que agita o governo e os parlamentares é a eleição do Presidente da Câmara de Deputados cargo com enorme poder político e financeiro.Leia mais...    
 
 UNT: A maioria dos trabalhadores   Comemoram  a nacionalização da CANTV 
 
 Reproduzimos texto de dois importantes dirigentes Sindicais venezuelanos,Orlando Chirino e Stalin Pérez Borges, Coordenadores Nacionais da UNT-Central Sindical dos trabalhadores Venezuelanos e da corrente classista C-CURA,sobre a decisão do Presidente Chávez de nacionalizar a CANTV,assim como empresas privadas do setor elétrico.Saudamos essa iniciativa e junto com esses dirigentes queremos socializar esse importante processo ocorrido na Venezuela.
Leia mais...

Mandato do Deputado Federal Babá
Brasília: (61)3215.3480 / 3215.4480 - Fax: (61)3215.2480
Rio de Janeiro:  Escritório Político: Av. Gomes Freire 367 - 3º andar  Centro    (21) 2507.9337  - e-mail: baba@psol.org.br
Visite também o site do P-SOL: www.psol.org.br

Arquivo

  
               
                BOLETIM DO DEPUTADO BABÁ (P-SOL/RJ)   

 Deputado de luta e coerência.
        11 de Janeiro de 2007  
Eleição para a Presidência da Câmara Federal: Um debate de costas para o povo     
Começado o segundo mandato do presidente Lula, Brasília está agitadíssima. Reuniões, entrevistas, declarações; todos os parlamentares e o governo federal estão aparentemente “trabalhando”. Mas se alguém imagina que eles estão preocupados com as enchentes do sudeste, com a seca do nordeste, com a violência no Rio de Janeiro, com a crise financeira dos estados ou com o apagão aéreo, está rotundamente equivocado. O que agita o governo e os parlamentares é a eleição do Presidente da Câmara de Deputados cargo com enorme poder político e financeiro.Leia mais...    
 
 UNT: A maioria dos trabalhadores   Comemoram  a nacionalização da CANTV 
 
 Reproduzimos texto de dois importantes dirigentes Sindicais venezuelanos,Orlando Chirino e Stalin Pérez Borges, Coordenadores Nacionais da UNT-Central Sindical dos trabalhadores Venezuelanos e da corrente classista C-CURA,sobre a decisão do Presidente Chávez de nacionalizar a CANTV,assim como empresas privadas do setor elétrico.Saudamos essa iniciativa e junto com esses dirigentes queremos socializar esse importante processo ocorrido na Venezuela.
Leia mais...

Mandato do Deputado Federal Babá
Brasília: (61)3215.3480 / 3215.4480 - Fax: (61)3215.2480
Rio de Janeiro:  Escritório Político: Av. Gomes Freire 367 - 3º andar  Centro    (21) 2507.9337  - e-mail: baba@psol.org.br
Visite também o site do P-SOL: www.psol.org.br

Arquivo

A morte misteriosa de Samora Machel
 
 
Samora Machel
Machel morreu num acidente de aviação em território sul-africano
O governo sul-africano está a tentar resolver um dos maiores mistérios da era do apartheid - a queda, em 1986, do avião em que morreu o Presidente Samora Moisés Machel.
Ele faleceu quando a aeronave, um Tupolev 134, de fabrico soviético, chocou contra uma montanha numa localidade da África do Sul junto à fronteira com Moçambique.
Há muito que se especula que o acidente foi causado por sabotagem, com o apoio do então regime de apartheid na África do Sul.
As autoridades sul-africanas estão presentemente a efectuar uma nova investigação aos acontecimentos da noite de 19 de Outubro de 1986, quando Machel e a sua delegação regressavam a Maputo depois de terem participado numa cimeira na Zâmbia.
Gigante revolucionário
A Autoridade Judicial da África do Sul, NPA, confirmou estar em curso esta nova investigação.
A NPA recusa dizer quando é que a nova investigação estará concluida, mas diz-se que o relatório poderá estar pronto antes do fim de 2006.
Na sua habitual mensagem no semanário do ANC, o Presidente Thabo Mbeki prestou tributo a Samora Machel, descrevendo o pai da independência moçambicana como "um gigante da Revolução Africana".
Contudo, o Presidente Mbeki diz que uma questão continua sem respostas - terá sido o regime de apartheid responsável pelas trágicas mortes de Machel e de 34 outros passageiros quando a sua aeronave se despenhou em Mbuzini?
O ministro sul-africano dos Negócios Estrangeiros na altura era Pik Botha. Ele foi um dos primeiros membros do governo a chegar ao local do acidente.
Hoje, recordando o que se passou na altura, Botha diz que se tratou de um dos piores dias da sua vida.
"O local era absolutamente chocante. Havia corpos e de pedaços de fuselagem espalhados por toda a parte. Pedi que me mostrassem o corpo que a polícia pensava ser do Presidente moçambicano".
"Eles abriram um saco mortuário. O fecho fez um ruído terrível. Eu conhecia muito bem Samora Machel. Imediatamente reconheci-lhe o rosto, apesar mesmo do seu crânio estar muito danificado".
Mísseis
Os meses que antecederam o acidente foram de crescentes tensões na África Austral. A guerra civil em Moçambique estava a piorar.
A África do Sul renegara o Acordo de Nkomati, um pacto de não-agressão assinado em 1984 com Maputo.
Moçambique manteve o seu lado do acordo, forçando os exilados do ANC a deixar o país. Mas Pretória, cedo, reactou o seu apoio aos rebeldes da Renamo - que combatiam o governo da Frelimo.
Entretanto, o Malawi começou a colaborar com o regime de apartheid, ajudando a Renamo.
A situação agravou-se ainda mais quando o Presidente Machel ameaçou colocar mísseis na sua fronteira com o Malawi.
Dan Moyane, um jornalista sul-africano que trabalhou em Moçambique nos anos 80, havia inicialmente recebido um convite para viajar para a cimeira da Zâmbia no avião de Samora Machel.
Contudo, ele foi excluido à última da hora, porque a delegação governamental moçambicana tinha mais integrantes do que se esperava.
Moyane lembra-se do choque que sentiu quando ouviu as primeiras notícias sobre a queda do avião e a morte de Samora Machel.
"Havia um silêncio absoluto em Maputo. As pessoas não queriam acreditar. Depois começámos a fazer perguntas - quem mais estava no avião? Quem não viajara?"
Golpe baixo?
A Comissão de inquérito nomeada pelo governo da África do Sul, e chefiada pelo juiz Margo, concluiu que a culpa pelo acidente era da tripulação soviética.
Mas, em Moçambique, esta conclusão não acabou com as suspeitas de que se tratara de um golpe baixo dos sul-africanos.
Graça, a viúva de Samora Machel, casou-se depois com Mandela

Em 1998, a Comissão para a Verdade e Reconciliação da África do Sul abriu uma investigação especial à morte de Samora Machel.
Contudo, não foi capaz de chegar a uma conclusão definitiva e disse que várias questões haviam sido levantadas - incluindo a possibilidade de uso de um farol falso para atrair o avião para o local onde se despenhou.
Abdul Minty, o Director-Geral Adjunto do Ministério sul-africano dos Negócios Estrangeiros - que durante 3 décadas militou no Movimento Anti-Apartheid da Grã-Bretanha - prestou declarações à Comissão para a Verdade e Reconciliação, e continua convencido de que o despenhamento foi causado por um farol falso.
"Pelas investigações que fiz, entendo que foi usado um instrumento electrónico para dar aos pilotos informação falsa sobre os mapas e a região", diz Minty.
"Esse instrumento electrónico podia ser transportado numa mochila ou colocado em qualquer parte no terreno. A minha interpretação é que isso teria confundido os pilotos, desviando-os para as montanhas".
O avião fazia a sua aproximação de Maputo, mas desviou-se da rota que devia seguir e caiu em território sul-africano, a algumas centenas de metros da fronteira com Moçambique.
Pik Botha diz que a questão do farol falso foi especificamente investigada e que se descobrira que, tecnicamente, era impossível que tivesse ocorrido.
Ele diz não haver quaisquer provas que sugiram outra coisa que não erro de pilotagem como a causa do acidente.
Mas, apesar de chegar a conclusões distintas das de Abdul Minty, os dois homens concordam com a necessidade da nova investigação ordenada pelas autoridades sul-africanas para resolver a questão de uma vez por todas.
"O povo de Moçambique, incluindo Graça Machel e a sua família, precisam de saber o que foi que se passou", diz Abdul Minty.
"Nós, os da luta anti-apartheid, precisamos de saber. Faz parte da nossa história e, por isso, é extremamente importante que se estabeleça a verdade".
Fonte: BBC Joanesburgo

Arquivo

O departamento da Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Obras, está executando a colocação de luminárias ao longo da BR 116, em pontos que haviam vãos de rede. Nos canteiros, entre a ZC e a Transcavalinho, será colocada as luminárias nas laterais e nos postes. Vão ser 25 pontos além dos 135 já existentes. No total, serão 150 postes.
No DMD também está sendo executada a nova iluminação, conforme explica o Chefe de Iluminação Pública, Arnildo Charloto, "o DMD está com refletores novos, a parte elétrica está sendo posta todas novas e vamos ver se semana que vem nós concluímos", finaliza. 
 
Prefeitura Municipal de Vacaria
Assessoria de Imprensa
Carol Carneiro
Juliana Mesquita
Milena Zanchettin
www.vacaria.rs.gov.br
(54) 32316402

Arquivo

BOLETIM SEMANAL
19 de janeiro de 2006
Idade avançada e ocaso da carreira
não mudam natureza do artilheiro Túlio


Aos 37, centroavante continua falastrão e estabelece uma nova meta: chegar aos 800 gols antes da aposentadoria
Arquivo/FI  Estadual do Rio
A última chance
das ex-promessas?

No Boavista-RJ, Alex Alves e Rodrigo Beckham (f) tentam mostrar que podem ir além do "quase"
Folha Imagem
Marcos vê Palmeiras 'sem desculpas' para não sair de outra fila
Mineiro
Em alta, Marinho persegue a artilharia do Estadual




Recomeço
Rebaixamento rivais campineiros mudarem tudo




Por onde anda?
Prado, ex-São Paulo, troca bola por lotérica




Deputado Estadual Santini em Lagoa Vermelha RS

Santini prestigia eventos em Lagoa Vermelha

            Neste final de semana, o deputado estadual Ronaldo Santini (PTB) participou de eventos em sua terra natal, Lagoa Vermelha. Na sexta-feira (20), o parlamentar participou do jantar dos colaboradores e funcionários em comemoração aos 25 anos do jornal Folha do Nordeste. “Me orgulho em integrar o grupo de parceiros, escrevendo semanalmente uma coluna sobre política. Parabéns a família Nepomuceno pela dedicação diária para gerar informação e conteúdo. Parabéns a todos que construíram essa bela história, informando a população regional”, enfatizou o parlamentar, que compõe o time de colunistas do periódico.
            Além disso, na noite de sábado (21) o deputado também prestigiou o 4° Jantar Beneficente da Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (AAPECAN) de Lagoa Vermelha. Também no sábado, Santini se reuniu com o grupo de Escoteiros Guaianas de Lagoa Vermelha. A pauta foi pela busca de recursos para fazer o cercamento da sede. 

Foto: 0075
Legenda: Jantar dos colaboradores e funcionários em comemoração aos 25 anos do jornal Folha do Nordeste

Foto: 0163
Legenda: O deputado também prestigiou o 4° Jantar Beneficente da AAPECAN

Foto: 0095
Legenda: Santini se reuniu com o grupo de Escoteiros Guaianas 

Traficante Preso

A Polícia Civil PRENDEU, na tarde desta quinta-feira, ANDERSON HENRIQUE DA SILVA CANDIDO, homem de 32 anos, por crime de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, no Bairro Imperial, em Vacaria.

O prisão ocorreu por volta das 17h30min, quando o suspeito foi flagrado por integrantes da Delegacia de Pronto Atendimento – Posto Policial da Mulher, e da Seção de Investigação da Delegacia de Polícia de Vacaria, na posse de uma bucha grande de cocaína, enquanto as embalava em vários envólucros já preparados para a divisão da droga, além de balança de precisão, dinheiro, celulares e um revólver, calibre .38 e munição.

O mandado de busca e apreensão para a residência do suspeito foi deferido em virtude de ocorrência policial envolvendo violência doméstica praticada contra sua ex-companheira, ocasião em que o suspeito ameaçou a vítima com uso de uma arma de fogo.

O preso foi autuado em flagrante e irá responder a inquérito policial por crime de tráfico de drogas e posse de irregular de arma de fogo.

Em anexo fotografia do preso, da droga e objetos apreendidos.

Mais fotografias no perfil das Delegacias de Polícia de Vacaria no facebook, no link abaixo:
https://www.facebook.com/policiacivil.delegaciasdepoliciadevacaria

ANDERSON SILVEIRA DE LIMA,Delegado de Polícia.

Delegacia de Polícia de Vacaria.
(
54.3232.0100 - 3232.0200)

Expo Bassano 2016

Representando a Assembleia, Santini participa da Expo Bassano 2016

A 2ª Expo Bassano iniciou a visitação na sexta-feira (20) com muitas atrações e um espaço planejado para apresentar novidades aos visitantes. Foram mais de 150 expositores do comércio, indústria, agroindústria, artesanato, praça de alimentação e agropecuária. Nesta edição primou-se pela qualidade dos expositores e a apresentação da cultura local, conforme a organização.
Na abertura oficial, o deputado estadual Ronaldo Santini (PTB) representou a assembleia legislativa no evento. “A nossa região precisa fortalecer iniciativas como esta, que movimentam as cidades e mostram o potencial produtivo, amplificando a visibilidade de um âmbito municipal para regional. Tenho certeza que esta feira só tem a crescer, parabéns a todos os organizadores”, pronunciou o parlamentar.
Durante todos os dias aconteceu também a Mostra do Gado Leiteiro de Nova Bassano, em parceria com a Cooperativa Piá, Mostra de Carros Antigos, o espaço de recreação e lazer com parque infantil e novidades como touro mecânico, passeio de balão, passeio de helicóptero, atividades esportivas, exposição de bikes pela Bikessano, cinema 6D e resgate de brincadeiras infantis.

Inter de Lages SC

Como o Inter se preparou para uma das viagens mais longas da Copa do Brasil
Nesta quarta-feira, o Internacional de Lages chegou muito perto da classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. A vitória por 1 a 0 contra o Sampaio Corrêa não foi suficiente para o Colorado Lageano ir adiante na competição, mas representou mais um avanço para o clube - e não apenas dentro de campo.
Fora das quatro linhas, o Inter de Lages trabalhou por semanas no planejamento para a viagem mais longa já realizada pelo clube em sua história. Foram, ao todo, 6.294 quilômetros de deslocamentos entre Lages e São Luís, viagens de ônibus e avião e hospedagem em dois diferentes hotéis em um intervalo de cinco dias.
A jornada começou no último sábado, quando a delegação embarcou para Gaspar, onde se hospedou antes de enfrentar no domingo o Brusque - distante 26 quilômetros - pelo estadual. Ela termina no início da tarde desta quinta-feira, quando o grupo chega a Lages de ônibus depois de pousar em Florianópolis.
A viagem entre Lages e São Luís é uma das mais longas entre todas as que serão realizadas pelos participantes da Copa do Brasil de 2016. Como o Inter disputará três partidas em um intervalo de oito dias - a última será neste domingo, em casa, contra o Avaí -, toda a comissão técnica participou da definição dos trajetos e horários dos deslocamentos. Esse cuidado extra foi tomado para reduzir ao máximo o desgaste físico dos atletas nessas viagens.
Foram três semanas de trabalho na definição do itinerário. José Reis, gerente de futebol, definiu horários de voos, por exemplo, depois de consultar o treinador Waguinho Dias, o auxiliar técnico Gustavo Camargo, o preparador físico Agenor Junqueira, o fisioterapeuta Betinho Souza e o coordenador técnico Giovani Nunes. Foi assim que se optou pelo voo de partida na noite - e não na tarde - de segunda-feira. No primeiro, o deslocamento durou pouco mais de seis horas. A segunda opção, com maior tempo de conexão, representaria uma viagem de mais de 13 horas.
O Inter chega a Lages na tarde desta quinta-feira e retoma os trabalhos na sexta. A partida de despedida da equipe do estadual, neste domingo, será também uma maneira de celebrar a classificação para a Série D do Brasileiro - e a vitória mais distante de casa já conquistada pelo clube.

Credenciamento de imprensa para Inter de Lages x Avaí
O Internacional de Lages já está recebendo os dados para credenciamento dos profissionais que trabalharão na cobertura de Inter x Avaí, partida que será neste domingo (dia 24/4), às 18h30. As informações devem ser encaminhados ao endereço eletrônico imprensa@interdelages.com.br impreterivelmente até as 12h de sexta-feira (22/4).
Para o credenciamento, o profissional precisa informar seu nome, número da identidade, veículo para o qual fará a cobertura, função e o número de sua credencial Acesc. O credenciamento é obrigatório para todos os profissionais de imprensa que trabalharão na partida.
A Associação de Cronistas Esportivos de Santa Catarina (Acesc) lembra que a carteirinha de 2015 não poderá mais ser usada nessa partida. Agora, apenas as credenciais de 2016 estão sendo aceitas. 
Mais informações sobre a credencial da Acesc ou sobre como solicitá-la podem ser obtidas diretamente com a entidade. O telefone é (48) 3224-6329.

NOS ANEXOS:
- O volante colorado Bruno no embarque da delegação colorada para São Luís, em Florianópolis (Foto: divulgação)
- Capitão colorado Michel Schmöller em disputa de bola contra o Sampaio Corrêa (Foto: Sampaio Corrêa/divulgação)

-- 
Inter de Lages
Imprensa

www.interdelages.com.br


Deputado Santini Aprova PL da Desburocratização

CCJ aprova PL da Política de Desburocratização do deputado Santini

De autoria do deputado estadual Ronaldo Santini (PTB), o Projeto de Lei (PL) 250/2014, que estabelece diretrizes para a Política da Desburocratização no âmbito da Administração Pública do Estado, foi aprovado hoje (3) por unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Agora a matéria segue os demais trâmites da Casa até chegar à votação final em plenário.
O parlamentar destaca que o projeto tem o objetivo de minimizar procedimentos e aperfeiçoar a prestação de serviços públicos aos cidadãos e à sociedade. “A política sugerida tem como diretrizes: promover a governança, aumentar a capacidade de formulação, implementação e avaliação das políticas públicas, visando a promoção da eficiência, através do melhor aproveitamento dos recursos, para assegurar a transparência administrativa e a simplificação dos processos”, argumentou Santini, esclarecendo que a proposta é fruto de um trabalho realizado pela Comissão de Desburocratização da Assembleia Legislativa, em 2013, presidida pelo trabalhista.
O projeto também orienta a priorização do uso de ferramentas eletrônicas e da internet para otimizar e simplificar os processos, eliminando as formalidades burocráticas na administração pública.

Conselho de Desburocratização
A matéria prevê a criação do Conselho de Desburocratização, formado por membros do Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público. O órgão terá competência de mobilizar os departamentos administrativos na melhoria da gestão pública, além de promover estudos referentes ao tema da desburocratização, transversalidade entre os setores, implantação de projetos e normativas, estabelecer metas e indicadores, fomentar programas de capacitação de gestores e ouvir as reclamações da sociedade.


Créditos: Mayara Dalla Libera

--


Gabinete do Deputado Estadual Ronaldo Santini - PTB
Assessoria de Comunicação
Jornalista: Ederson da Rocha - MTB 13.365
51 3210 1903 - 51 9548 3591
Acompanhe e siga o deputado Ronaldo Santini (PTB/RS):