Rádio WNews

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Eterna Miss Brasil Deise Nunes




Eterna Miss Brasil Deise Nunes









Imagens de Arquivo




Mensagem do Leitor


Mensagem do Leitor

Mensagem do Leitor

Mensagem do Leitor

Recado de /dias_da_semana/final_de_semana-897.gif

Pepe Vargas

brasileiros e italianos em Caxias do Sul
O deputado federal Pepe Vargas (PT/RS) está acertando com a embaixada italiana a realização de um encontro entre micro e pequenas empresas brasileiras e italianas em Caxias do Sul. O parlamentar participou ontem (01.06) da comemoração do Dia Nacional da República Italiana, na Embaixada do país em Brasília. Presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa do Congresso Nacional, Pepe esteve no encontro a convite do embaixador Italiano no Brasil, Gherardo La Francesca. O parlamentar aproveitou o encontro para continuar as tratativas que se iniciaram no último dia 19 quando foi recebido por La Francesca. Leia mais.


Edison Castêncio
Pepe demonstrou a capacidade empreendedora, a vinculação com a imigração e o grande número de pequenos negócios em Caxias do Sul
 
Pepe participa de debate sobre Empreendedorismo e Economia Solidária no RS
O deputado federal Pepe Vargas (PT/RS) participou da audiência pública Empreendedorismo e Economia Solidária realizada na última segunda-feira (30.05), no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Pepe falou sobre as alterações à Lei Geral da Micro e Pequena Empresa propostas no Projeto de Lei Complementar 591/2010 (PLP 591). Presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa (FPMMPE), ele destacou que a aprovação desta lei vai possibilitar que mais pessoas se enquadrem no Simples Nacional, gerando mais emprego e renda e aumento de formalizações. De acordo com o parlamentar, a FPMMPE tem como objetivo a negociação com o governo federal e com estados e municípios para que adéqüem suas legislações ao Simples. Pepe citou o aumento da participação das micros e pequenas empresas na compras governamentais, citando o exemplo do Estado do RS como um dos que adequou sua legislação para benefício dos pequenos e médios empreendedores. Leia mais.
Marco Couto / Ag. AL
Pepe enfatizou importância de estados e municípios adequaram suas legislações para facilitar acesso ao Simples
Audiência Pública debate Infraestrutura, Mobilidade e Segurança na Região
A primeira audiência pública regionalizada do Programa Destinos e Ações para o Rio Grande da Assembleia Legislativa, em parceria com a Câmara dos Deputados ocorreu na última segunda-feira (30) em Caxias do Sul. Infraestrutura, Mobilidade e Segurança foram os temas debatidos no auditório do Prédio J da Universidade de Caxias do Sul (UCS). A presença de autoridades locais, estaduais e representantes das cidades que compõem os Coredes da Serra, Região das Hortênsias e Campos de Cima da Serra, o que totaliza 48 municípios, foi destacada pelo presidente do Parlamento gaúcho, deputado Adão Villaverde (PT). O deputado federal Pepe Vargas (PT/RS), representando a Câmara dos Deputados, ressaltou a importância do debate, principalmente para que se possa projetar o futuro. Falou dos cerca de 40 anos de dificuldades financeiras no país e crescimento econômico muito baixo e da realidade atual do Brasil, que de acordo com ele, vive hoje em um momento de consolidação da democracia combinado com crescimento econômico e inclusão social. Leia mais.
 Silvana Gonçalves

Para Pepe programa Destinos e Ações tem objetivo de ver como o RS pode aproveitar o bom momento que o Brasil vive em termos de possibilidades
Eleições da UAB e Amobs movimentam Caxias do Sul neste domingo

Duas chapas concorrem para a direção da União das Associações de Bairros (UAB), nas eleições do próximo domingo (05.06). São 191 Associações de Moradores (Amobs) envolvidas no pleito, tanto para a eleição da UAB, quanto paras composições das próprias diretorias das Amobs dos bairros. A chapa 1 é encabeçada por Valdir Walter e a chapa 2 por Itacir Pegoraro. A eleição ocorre das 8h às 15h, nas Amobs de cada bairro. Cerca de 80 mil eleitores estão aptos a participar e 4 mil pessoas envolvidas diretamente no pleito, incluindo os candidatos, mesários e fiscais.
Gabinete Regional
Av. Júlio de Castilhos, 3658 - CEP 95010-002 - Bairro Cinquentenário, Caxias do Sul, RS - Tel.:(54) 3025.1301


Gabinete Nacional
Câmara dos deputados, Anexo IV, gabinete 545 - CEP 70160-900, Brasília, DF - Tel.:(61)3215.5545 / Fax:(61)3215.2545 - dep.pepevargas@camara.gov.br

Violência Policial contra os Negros

Companheiros e companheiras de luta envio artigo que escrevi sobre a violência da polícia contra nossos jovens negros, a situação torna-se insuportável a cda dia e cada irmão ou irmã padecem perante o racismo institucional da policia brasieira. repassem a seus contatos e suas redes. Um abraço negro. Jacinto
 
 
Violência Policial causa extermínio da População Negra no Brasil
 
Decorridos 123 anos do fim da escravidão oficial no país, o racismo institucionalizado continua fazendo suas vítimas. Não bastassem os índices vergonhosos de desigualdade entre a população negra e não-negra em todos indicadores básicos, a violência do Estado tem se manifestado justamente pelo o ente que deveria proteger a sociedade: A Polícia. Nos últimos anos, cenas de despreparo, combinado com o racismo institucionalizado tem causado a morte de jovens estudantes e trabalhadores em todo Brasil pelo simples fato de serem negros, resultando na diminuição da expectativa de vida desta etnia.    
           Entre 2002 e 2008 no Brasil, o número de brancos assassinados caiu 22,3%. A morte de negros cresceu em proporção semelhante: os índices foram 20% maiores, em média. Em algumas unidades da federação, os números se aproximam de características de extermínio: na Paraíba, campeã desta triste estatística, são mortos 1.083% (isso mesmo) mais negros do que brancos. Em Alagoas, 974% mais. E na Bahia, os assassinatos de negros superam em 439,8% os de brancos.
De acordo com o “Mapa da Violência 2011: Os jovens do Brasil”, pesquisa encomendada pelo Ministério da Justiça ao Instituto Sangari, o grau de vitimização da população negra é alarmante, sendo 103,4% maior as chances de morrer uma pessoa negra, se comparada a uma branca; e 127,6% a probabilidade de morte de um jovem negro [15 a 25 anos] a de um branco da mesma faixa etária.
A declaração da cor da pele em documentos oficiais como certidão de nascimento e de óbito, por exemplo, tem propiciado o conhecimento mais detalhado de estatísticas referentes a suicídios e homicídios. No Brasil segundo o Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro tem uma proporção de 170 negros assinados para 100 brancos, em cada cem mil brasileiros. Estes números crescem assustadoramente num país tropical e abençoado por Deus, mas que parece escolher os seus bandidos e mocinhos.
No Rio Grande do Sul se desconhece ações preventivas adotadas pelas instituições da segurança Pública com intuito de repassar aos egressos das escolas de formação, principalmente da Brigada Militar, que realiza o policiamento ostensivo a preocupação com a temática étnico-racial. 
A confidência de um ex. integrante de torcida organizada ilustra o quadro: “Mesmo sendo um baderneiro, que incitava a bagunça e a violência não era nem mesmo revistado pela polícia, por meu fenótipo europeu, a culpa sempre recaía nos integrantes negros, ainda que estes não estivessem fazendo balburdia, acabavam sendo rendidos e sofriam a repressão”.
A sociedade brasileira que paga os salários, inclusive dos policiais não suporta mais o extermínio da juventude negra, por isso o 13 de maio continua sendo uma data a não ser comemorada pelo conjunto das entidades do Movimento Social Negro, além de não ter garantido acesso a educação, saúde, moradia e trabalho perpetuou o racismo institucional que se manifesta nas abordagens policiais. Um Brasil moderno que avança nas políticas de inclusão e se torna uma economia cada vez mais sólida deve extirpar este câncer maligno para felicidade geral da nação.  
 
César Jacinto
- Membro da Coordenação Política Estadual do Congresso de Negras e Negros do Brasil
          - Pesquisador da História e Cultura Afro-brasileira
          - Ex. presidente e fundador do Centro de Estudos e Cultura afro-brasileiro Kilombo de Bagé, RS
 
Bagé-RS
 



__._,_.___

Mensagem do Leitor




Frente Parlamentar


Aperfeiçoamentos para inclusão de mais empresas no Simples Nacional

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 591/2010 que faz aperfeiçoamentos à Lei Geral do Simples foi tema de audiência pública realizada na última segunda-feira (06.06) na Assembleia Legislativa de Pernambuco. O debate teve como um dos embates principais a proposta de aumento do teto da receita bruta para entrada no Simples Nacional para micro e pequenas empresas. O PLP em discussão na Câmara Federal propõe a correção dos valores de enquadramento. Para os Empreendedores Individuais (EI) a quantia sobe de R$ 36 mil para R$ 48 mil, para os micros empresários a alteração é de R$ 240 mil para R$ 360 mil e para as pequenas empresas é de R$ 2,4 milhões para R$ 3,6 milhões.
Além do aumento dos tetos, congelados desde 2005, estão sendo propostas a inclusão de todas as atividades no Simples Nacional, a extinção da cobrança de ICMS nas fronteiras dos estados, a não aplicação da substituição tributária para os micros empresários, aplicação de multas diferenciadas para as micro e pequenas empresas, além de criar parcelamento especial para dívidas tributárias, entre outros pontos.

Gabriel Ramos
Objetivo é que projeto seja votado ainda no 1º semestre
Aumento do teto da receita bruta para a entrada do Simples Nacional
“Trata-se de aperfeiçoamentos para dar velocidade à lei do Simples. Destacaria a mudança na faixa de isenção para o enquadramento das micro e pequenas empresas e as medidas que combatem a prática da substituição tributária que tem neutralizado a própria lei do Simples, assinala Pedro Eugênio, coordenador da Frente Parlamentar Federal das Micro e Pequenas Empresas e presidente da Subcomissão Especial da Micro e Pequena Empresa, na Comissão de Finanças e Tributação, na Câmara. “Nosso maior objetivo na Subcomissão é o aumento do teto da receita bruta para a entrada do Simples Nacional, além da agilidade na votação do Projeto ainda neste 1° semestre”, disse o petista. Leia mais.

PLP 591 em debate no RJ

As micros e pequenas empresas têm contribuído cada vez mais para o crescimento do país. Prova disso é que de acordo com dados do Ministério do Trabalho, nas últimas décadas a cada 10 empregos, 9 foram gerados por este grupo. Com o objetivo de ressaltar a importância das micro e pequenas empresas no país e destacar as principais políticas para fomentar o crescimento este segmento, dentre elas o Projeto de Lei Complementar (PLP) 591/2010, a Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa (FPMMPE), por meio da coordenação estadual do Rio de Janeiro, realiza audiência pública na próxima segunda-feira (13.06), às 9h, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, localizado na rua Primeiro de Março S/N, na Praça XN, Centro do Rio.
O evento contará com as presenças do presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado Paulo Melo (PMDB), do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico do RJ, Julio Bueno, do presidente da FPMMPE, deputado federal Pepe Vargas (PT/RS), do coordenador estadual da Frente, deputado federal Otavio Leite (PSDB/RJ), do Superintendente do Sebrae-RJ, Cezar Vasquez, da presidente do Sindicato das Empresas Contábeis do Rio de Janeiro (SESCON/RJ), Márcia Tavares e do presidente da Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), Eduardo Machado.
Agência Câmara

Deputado Otavio Leite é o coordenador estadual da Frente no RJ

Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas e Empreendedor Individual pautam encontro no RS

As alterações à Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e Empreendedor Individual (EI) foram os assuntos do encontro do presidente da Frente, deputado Pepe Vargas (PT/RS), com a comunidade do município gaúcho de Bom Jesus, no último sábado (04.06). Pepe chamou a atenção para um problema que vem ocorrendo relacionado ao EI. “Muitas prefeituras estão cobrando o IPTU de empreendedores individuais como sendo de endereço comercial e não residencial. Os municípios precisam adequar suas legislações para facilitar o acesso à formalização”, disse.
Sobre o Projeto de Lei Complementar 591/2010 que promove alterações à Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, de acordo com o deputado, o governo já acenou com a concordância em reajustar os limites para enquadramento no Simples e deve apresentar uma contraproposta quantos aos valores.

“Resultado do primeiro trimestre mostra vitalidade da economia”, diz Mantega


O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou, na última sexta-feira (03.06), que o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2011 mostra vitalidade da economia do país. A soma das riquezas produzidas pelo País cresceu, entre janeiro e março, 1,3% em relação ao trimestre anterior. De acordo com o ministro, o percentual registrado é reflexo dos ajustes feitos pelo governo para conter a aceleração da economia. “Esse crescimento já reflete uma acomodação da economia brasileira aos ajustes que nós fizemos desde o final do ano passado no sentido de moderar o crescimento”, disse.
Ao comentar o resultado do PIB durante entrevista coletiva em São Paulo, ele enfatizou que a economia se mantém em um patamar suficiente para continuar gerando emprego e riqueza. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que, em valores correntes, a soma de todas as riquezas produzidas pela economia foi de R$ 939,6 bilhões no período.
O setor que apresentou maior crescimento foi o agropecuário, com alta de 3,3% no volume do valor adicionado. Em seguida, tiveram destaque a indústria (2,2%) e os serviços (1,1%). O resultado do setor industrial foi considerado positivo pelo ministro e, segundo ele, “desmente as idéias de que a indústria de transformação brasileira está com problemas e recuando”. Leia mais.
Fonte: Ministério da Fazenda

Sondagem aponta mercados promissores para MPE


As micro e pequenas empresas (MPE) têm um grande mercado potencial nas médias e grandes companhias e no setor público e precisam se preparar para aumentar o acesso a esses mercados. É o que aponta sondagem do Sebrae com 4,2 mil empresários de todo o país sobre o relacionamento das pequenas com as grandes corporações. Setenta e nove por cento das empresas entrevistadas têm no consumidor final o seu maior mercado, público que representa 58% do faturamento. Apenas 37% vendem para as grandes corporações, fatia que gera 16% do faturamento total dessas empresas. No entanto, 75% das MPE compram produtos e serviços das grandes, totalizando 50% das suas compras, principalmente no atacado, responsável por 47% do total comprado. Além disso, apenas 20% das pequenas vendem para o setor público nas esferas federal, estadual ou municipal, o que equivale a somente 4% do seu faturamento.
“ Os números mostram que há um grande espaço a ser conquistado pelas micro e pequenas empresas nesses mercados. O Sebrae vem trabalhando nesse encadeamento produtivo e vai reforçar as estratégias neste sentido”, avalia o presidente da instituição, Luiz Barretto. Entre as estratégias com este objetivo, ele cita o programa Sebrae 2014, que foca a qualificação das empresas nas 12 cidades que sediarão o mundial de futebol. Leia mais.
Fonte: Agência Sebrae

 
Gabinete Regional
Av. Júlio de Castilhos, 3658 - CEP 95010-002 - Bairro Cinquentenário, Caxias do Sul, RS - Tel.:(54) 3025.1301 - Gabinete do Deputado Federal Pepe Vargas - presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa

Gabinete Nacional
Câmara dos deputados, Anexo IV, gabinete 545 - CEP 70160-900, Brasília, DF - Tel.:(61)3215.5545 / Fax:(61)3215.2545 - dep.pepevargas@camara.gov.br - Gabinete do Deputado Federal Pepe Vargas - presidente da Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa

Mensagem do Leitor




Mensagem do Leitor

 Responder | 7 participantes nesta conversa
 

Fran:

Africa

Battisti é Libertado


Decisão sobre Battisti é ato indigno de nação civilizada, diz ministra italiana


STF decidiu nesta quarta-feira não extraditar Cesare Battisti. Supremo também decidiu soltar o ativista italiano, em uma prova que, ao contrário do "choro" da ministra, o Brasil é sim um país democrático e "civilizado".


A direita está em polvorosa com a  a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de libertar Cesare Battisti, ao ponta da ministra italiana da Juventude, Giorgia Meloni, qualificar o de "ato indigno de Nação civilizada e democrática". E o que sobra para a Itália de Berlusconi e suas aventuras sexuais?

O Supremo recusou nesta quarta a extradição de Cesare Battisti para a Itália, confirmando a decisão do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, adotada no final de dezembro passado. O tribunal também decidiu pela libertação do ex-ativista italiano de extrema esquerda, detido no Brasil há quatro anos.
O presidente do STF, Cezar Peluso, firmou a ordem de libertação de Battisti, e o documento segue para a Polícia Federal (PF). O italiano está detido na penitenciária da Papuda, em Brasília.
O advogado de Battisti, Luis Roberto Barroso, revelou que seu cliente já foi informado da decisão, e que deverá sair da prisão na manhã desta quinta-feira (9)

Seis votos a três

A extradição foi negada por seis ministros do Supremo: Luiz Fux, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa, Ayres Britto e Marco Auréio Mello. Mas Gilmar Mendes, Cezar Peluso e Ellen Gracie defenderam a análise do pedido.

Informações da AFP

Palocci Caiu

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Palocci caiu! E agora, Dilma?

Por Altamiro Borges

A saída de Antonio Palocci, anunciada numa nota lacônica na tarde de ontem, já era esperada. A sua permanência no mais alto posto do governo, apesar da decisão do procurador-geral que o inocentou, era insustentável. A cada dia no Palácio Planalto, ele ajudava a “sangrar” a gestão de Dilma Rousseff que não completou nem seis meses de mandato.



O ex-ministro deve explicações à sociedade sobre o seu rápido enriquecimento – como “consultor de empresas”, ele elevou o seu patrimônio em 20 vezes em apenas quatro anos. Até agora, não há qualquer prova de atos ilícitos, mas ficou a mácula de uma postura imoral. Nem a presidenta sabia dos seus “negócios”, afirmou Palocci na TV Globo.

O falso moralismo udenista

As denúncias contra o ex-ministro ocuparam as manchetes da imprensa por quase um mês, deixando na defensiva o governo. A mesma mídia, tão seletiva na hora de investigar o enriquecimento de ex-ministros de FHC ou de agiotas financeiros (vide Daniel Dantas), pautou a agenda política, ofuscando e paralisando as ações governamentais.

Da parte dos chefões da oposição demotucana e da sua mídia – mais sujos do que pau de galinheiro –, nunca houve qualquer compromisso com a ética na gestão pública. Ao bombardear o ex-ministro, eles visaram unicamente atingir a presidenta Dilma Rousseff. Sem programa e sem discurso, eles voltaram a apelar para o falso moralismo udenista.

Oposição frita “homem de confiança”

A violenta pressão inviabilizou a permanência de Palocci. Na prática, ele sempre foi vulnerável e a sua escolha como ministro todo-poderoso foi algo temerário. Insistir em mantê-lo só causaria mais prejuízos, paralisando e sangrando o governo. Agora, a oposição demotucana e sua mídia comemoram a sua queda. Mas a vida é cheia de contradições.

Palocci sempre foi o homem de confiança do deus-mercado e dos barões da mídia. Pouco antes das eleições, a revista Veja o elegeu como “fiador” do governo Dilma. Durante cinco meses, estabeleceu-se uma “lua de mel” entre a mídia e a presidenta. Mas o “namorico”, como ironizou Lula, durou pouco. O “fiador” virou a peça de desestabilização do governo. A oposição de direita e midiática preferiu fritar o seu homem de confiança no Palácio do Planalto.

Ironias da história

Numa ironia da história, porém, a crise gerada pelo ex-ministro pode se transformar em novas oportunidades. Sem Palocci, um político pragmático, centralizador e adepto da ortodoxia neoliberal, o governo Dilma pode se soltar mais e ter mais ousadia. O episódio mostrou que não dá para ter ilusões com a direita demotucana e com sua mídia.

ANJO

Eu procurava por um anjo, mas sempre me diziam que os anjos só existem no céu.

Mas de repente encontrei um e percebi que suas roupas eram iguais as minhas que estava misturado em nosso meio e nunca percebi.

Hoje percebo que seus olhos brilhantes e seu sorriso me observam de forma doce e meiga. Deixando em mim a cada segundo vivido uma sensação de plenitude.

Esse anjo que encontrei me ensinou o verdadeiro sentido da palavra AMOR.

Vive por entre as flores, as florestas, no mar, e por onde passa chama a atenção pela luz de seu sorriso.

Esse anjo me encanta, me surpreende e me emociona.

Não gosta de muito aparecer, pois com seus pequenos gestos, pequenas atitudes, se transformam em algo de proporções para mudar o sentido da minha vida.

Esse anjo que eu descobri, percebi que me ama e existe um amor que é infinito.

Sem você, meu anjo, eu não existiria.

Sem você, meu amor, eu não saberia viver.


Edson Lima

Mensagem do Leitor

 

daizinha:

Outras Palavras

bibliotecadiplô e OUTRASPALAVRAS





Boletim de atualização de Outras Palavras e Biblioteca Diplô - Nº 74 - 8/6/2011











110608-SolB.jpg









Toni Negri vê a Espanha rebelde 

De dentro das praças e acampamentos, filósofo e militante italiano discute horizontalidade, demandas e perspectivas do movimento que reivindica nova democracia

Rumo a uma Marcha Nacional da Liberdade
Somos todos indignados? Debate nesta quinta-feira procura articular coletivos jovens que propõem novas pautas emancipatórias – e querem vencer repressão. Por Antonio Martins

Iêmen: outra ditadura derrubada?
Contestado pela juventude, ferido em ataque de clã adversário, ditador Saleh dificilmente voltará ao poder. Mas depois dele, o quê? Por Luís F. C. Nagao

Florestas: para salvar 2011
Leis retrógradas e assassinatos marcam, no Brasil, ano que ONU dedicou às matas. É preciso agir por uma economia verde. Por Elenita Malta Pereira

A testa enrugada da lei e o olho da rua 
Num romance finalmente publicado no Brasil, Robert Walser realça apreensões atualíssimas e contraditórias: não conseguir trabalho e sofrer com ele. Por Priscila Figueiredo



_______________

OUTRAS MÍDIAS
Uma seleção de textos publicados na blogosfera brasileira



110608-GaleanoB.jpg

Eduardo Galeano: "os indignados e os indignos"
Após visitar acampamento da Puerta del Sol, em Madri, escritor uruguaio diz ver, nos protestos espalhados pela Espanha, entusiasmo que pode superar a velha política. Transcrição e tradução de Cainã Vidor, na Forum

O desafio essencial de Humala
Novo presidente peruano precisará adotar políticas de redistribuição de riqueza, em meio a sociedade na qual interesses e ideias conservadoras mantêm força -- como demonstraram as eleições. Por Maurício Santoro, em Todos os Fogos

A ONU avalia a liberdade na internet
Relatório à Assembleia Geral aponta diversas formas de censura -- do bloqueio de palavras-chaves a leis penais ultra-restritivas --, mas sustenta: sociedades estão driblando barreiras. Por Gustavo Capdevilla, na Envolverde-IPS

França, diversidade cosmética
Sociólogo franco-argelino sustenta: banido por princípios republicanos, racismo ressurge no dia-a-dia. Mas ele ressalta: revoltas árabes podem sensibilizar periferias europeia. Por Pedro Chadaverian, no Outra Economia

Folhetim
"Você não vê que sublime novidade, ela deixar o emproadinho, que pensa que cultura é música clássica, por um pau-de-arara"? Por Regina M. A. Machado, no Diversos-Afins
-- 

Boletim de atualização dos sites Outras Palavras Biblioteca Diplô. A reprodução é benvinda. Interessados em recebê-lo devem clicar aqui. Para deixar de receber, aqui.
Acompanhe nossas novidades também no Facebook e Twitter


_______________________________________________
Boletimdiplo mailing list
Boletimdiplo@listas2.rits.org.br
http://listas2.rits.org.br/mailman/listinfo/boletimdiplo
Descadastrar: envie email a Boletimdiplo-unsubscribe@listas2.rits.org.br

Anexos

Mensagem do Leitor

Protegidos da Princesa Isabel

Quarta-feira, 8 de Junho de 2011 21:14

Corpo da mensagem

Samblog - clicRBS


Posted: 08 Jun 2011 04:25 PM PDT
A gente até já tinha citado quando falamos sobre o Padedê (aqui), mas faltava o post oficializando a contratação de Hélida Freitas como nova porta-bandeira da Protegidos da Princesa Isabel para o Carnaval 2012.
Depois de um ano afastada da avenida, ela volta a empunhar a bandeira para dançar ao lado de Chuca (foto abaixo) no retorno da escola de Novo Hamburgo ao Grupo Especial. Hélida, que antes dançava na União da Vila do IAPI, chega para substituir Simone Ribeiro (aqui), que foi para a Acadêmicos de Gravataí.
— Em 2012, Hélida vai estar Protegida! — brincou Lana Flores, ao anunciar a contratação, divulgada na segunda-feira.
Confira o logotipo do enredo
Depois de saber sobre o enredo da Protegidos (leia aqui), confira também o logotipo do tema. O material foi desenvolvido pelo diretor de Carnaval da escola, Marcelo Demétrio.
You are subscribed to email updates from Samblog
To stop receiving these emails, you may unsubscribe now.
Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610