Grêmio 1 x 0 Botafogo

Grêmio 1 x 0 Botafogo
Libertadores 2017

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Deputado Federal PSOL - Jean Willys

Caso não visualize a mensagem, acesse este link.
header

Greve dos professores no Rio de Janeiro

Há duas décadas não há tamanha mobilização dos professores municipais e estaduais do Rio de Janeiro. Também pudera: A prefeitura e o estado sequer aceitam negociar! Além de não negociar, impondo um reajuste que não compensa as perdas salariais, ainda ameaçam cortar o ponto dos grevistas. Onde está o respeito à nossa Constituição, ao negar aos professores o direito de greve por algo tão justo? 

15 mil foram às ruas, não apenas por salários: Estrutura ruim e material didático cheio de erros também são parte das reclamações. Além disto, há merendeiras recebendo menos de um salário mínimo. Não foram apenas os professores que entraram em greve, há adesão de servidores de toda a Secretaria de Educação. Cobram ainda o fim da meritocracia, que obriga os professores a cumprir metas de aprovação, induzindo a aprovações automáticas disfarçadas e reduzindo a qualidade da educação apenas a percentuais, sob metas absurdas e inalcançáveis, a não ser por maquiagem. Há ainda mais exigências: autonomia na escolha de diretores, ajuste de carga horária, vinculação do professor a apenas uma escola e a regularização dos animadores culturais, que não recebem reajuste há tempos. 

A extensa pauta resume uma grande verdade: há profunda insatisfação com a política educacional dos governos do PMDB. A situação não se resolverá com a truculência policial vista no Palácio da Guanabara! Não é batendo em professor que a educação prosperará!


Jean Wyllys participa do lançamento da 2ª edição do Prêmio Juíza Patrícia Acioli de Direitos Humanos

Em sua fala, o deputado comentou sobre a história dos direitos humanos e da importância de pessoas como a juíza Patrícia. "A primeira vez que ouvimos falar dos direitos humanos como entendemos hoje foi na declaração de 1948 e isso aconteceu depois da experiência trágica do nazismo, que dizimou 6 milhões de pessoas porque eram diferentes. A partir daquele pacto internacional convencionou-se entre os países que os direitos humanos são aqueles inatos à pessoa humana. Mas apesar dessa boa vontade, a história nos mostra que os direitos humanos nem sempre foram reconhecidos, ou melhor, nem sempre a humanidade das pessoas de alguns grupos foi reconhecida, as mulheres, os homossexuais, os negros, os povos indígenas, os pobres de maneira geral. Por isso, todos nós devemos estar engajados na luta pelo reconhecimento da humanidade das pessoas, foi isso que Patrícia Acioli fez e, infelizmente, por fazer isso sua vida foi ceifada", lamentou Jean.
Confira como foi o lançamento do prêmio e saiba mais informações sobre as inscrições, o regulamento e as premiações: http://migre.me/fLjWs
 

 

Jean Wyllys discute Lei do Ato Médico com representantes regionais da classe

O Deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) se encontrou nessa sexta-feira, 09, no Rio de Janeiro, com representantes dos Conselhos Regionais de Psicologia, Nutrição, Fonoaudiologia, Serviço Social e Fisioterapia e Terapia Ocupacional, a pedido dos Conselhos, para falar da importância de se manter os vetos presidenciais à Lei Nº 12.842, conhecida como Lei do Ato Médico.
No encontro, entre outros assuntos, foi discutido que não se nega a importância da regulamentação da profissão da medicina, porém, questiona-se a interferência e a restrição que esta lei pretende impor à atuação de outros profissionais da saúde, o que inviabiliza a maior parte dos programas do SUS que funcionam a partir da ação integrada do diversos profissionais da saúde, conforme orientações da Organização Mundial de Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde.

Jean Wyllys apresenta emendas que contemplam a promoção e defesa dos direitos humanos à Lei de Diretrizes Orçamentárias

Uma das emendas apresentadas prioriza ações de apoio à prevenção da violação dos direitos humanos em ações de desenvolvimento urbano, relacionados também aos Mega-Eventos. A outra emenda propõe incluir como prioridade no Orçamento de 2014 ações de promoção e defesa dos direitos humanos, sobretudo de grupos historicamente difamados e estigmatizados, estendendo os direitos humanos como direitos sociais, econômicos, políticos, culturais e ambientais.
Estas emendas serão encaminhadas ao relator-geral da LDO 2014 na Comissão Mista de Orçamento, deputado Danilo Forte (PMDB-CE), que deverá analisá-las e decidir se aceita a inclusão destas emendas no relatório final da LDO 2014, por isso o relator deve ser cobrado e pressionado.

Política e religião: uma separação urgente e necessária

São tempos difíceis, no que diz respeito às liberdades individuais e à garantia de direitos e cidadania. Para quem ousa contrariar a ordem patriarcal, branca, heteronormativa e elitista. Em entrevista com Jean Wyllys, podemos compreender mais a fundo como o fundamentalismo chegou e tem atuado em todas as esferas da política brasileira. Em um bate-papo franco e aprofundado, o jornalista, militante LGBT, ex-BBB e deputado federal pelo Psol denuncia a hipocrisia fundamentalista e aponta alguns caminhos possíveis para dias melhores. Leia a íntegra da entrevista de Jean Wyllys ao portal do CFEMEA: bit.ly/1cBEquq

Vídeos

"Enquanto a casa (de prostituição) funcionar na clandestinidade, as mulheres estarão sendo exploradas lá dentro": migre.me/fKyFB 
"Nós queremos regulamentar a prostituição para enfrentar a exploração sexual de crianças e adolescentes":youtu.be/GwsYsG86Ixk 
Debate sobre aceitação da homossexualidade dentro das famílias, na Globonews: bit.ly/14gMiHM



Deputada Federal Manuela

Caso não esteja visualizando corretamente esta mensagem, acesse este link.
Gabinete Câmara dos Deputados
Anexo IV - Gab. 438
Brasília - DF - CEP 70160-900
Fone 61 3215-5438
dep.manueladavila@camara.gov.br
Escritório Político
Rua Luciana de Abreu, 471/702
Bairro Moinhos de Vento
Porto Alegre - RS CEP: 90570-060
Fone: 51 3224-6565



Compartilhe nas redes sociais

Encaminhe esta mensagem ao acessar este link.

Sempre Atrasados

A questão do falso médico ou exercendo a medicina irregular as emissoras de rádios depois que o fato saiu eles querem ser o dono do furo de reportagem na verdade quem deu o furo de jornalismo foi o blogueiro João Amaro Borges em blog. Na terça-feira por telefone que ele me falou do assunto e depois publiquei. Como sempre os comunicadores governistas depois que outros fazem as coisas ele querem levar os louros da informação. Na verdade que tem muita coisa que tem ser apurado nesse fato e o Prefeito Elói Poltronieri como sempre falando bobagens culpa os blogs e as redes sociais pelo seu erro e da sua Secretária da Saúde.

A Banca Paga e Recebe

Ontem pelas redes sociais uma radialista racista e mau caráter que trabalha numa emissora da rádio local abordou um fato com seu "noivo" que sofreu um furto de um objeto pessoal. Como falo quem joga  com sacanagem paga com sacanagem. Nem vou comentar muito o fato pois aqui em Vacaria RS ninguém está livre de sofrer este tipo de situação. Vivemos numa cidade sem lei.

P1010245

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 53

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 53

P1010243

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 50

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 49

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 49

Blogando com João Amaro: VERDADEIRA OU FALSO

Blogando com João Amaro: VERDADEIRA OU FALSO: Essa é a pergunta que deve ser feita quando o assunto é a administração do prefeito cassado de Vacaria Elói Poltronieri. A primeira pergunta...

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 48

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 47

Glória 0 x 3 Internacional (sub-17) parte 47