Grêmio 1 x 0 Botafogo

Grêmio 1 x 0 Botafogo
Libertadores 2017

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Morte do Nego Lua

10 Novembro, 2009


Mestre Lua - o griô partiu

Mojuba meu Povo!





Deixa de circular fisicamente no nosso, meio, nas nossas lutas a partir desta data 10/11/2009 Jose Alves Bittencourt – O guerreiro Mestre Lua.



Mestre Lua foi um grande lutador pela igualdade e pela justiça social. Sempre muito sensato , quando me ligava, e eu dizia que estava tudo bem ou tudo na paz, ele naquela paciência “passiva” me dizia:“Então, se está tudo bem e tudo na paz, soltemos as armas, não precisamos mais lutar, está tudo resolvido”.



Aprendi desta forma, ao atender suas ligações, e ser interpelado sobre como estava, a responder: “Na luta mestre Lua” Então ele sorria e respondia “na luta”.



E esta foi a vida do grande Lua, sempre na luta, e continuará na luta onde ele estiver. Não posso dizer que ele virou ancestral, por que só vira ancestral, quem passou por um processo iniciático na Religião de Matriz Africana e abraça um projeto mítico social, no que me conste não era o caso dele, mas com certeza Mestre Lua está no Orun, e em nós, estará sempre um pouquinho dele, todos os dias e toda hora e a cada vitória estará estampada a sua face, seu sorriso e seu espírito aguerrido. Seu projeto era Igualdade de justiça e respeito as diferenças! Mestre lua era meu amigo!



Vá Mestre Lua! Vá, mas nunca na paz, por que há muito que se fazer!!!!! NA LUTA!!!!







Baba Diba de Iyemonja



CEDRAB-RS- Congregação em Defesa das Religiões Afro Brasileira –RS



Rede Nacional de Religião Afro e Saúde – Núcleo RS

Fonte: Blog Baba diba de Iyemonjá

Dilma

http://www.conversaafiada.com.br/politica/2010/09/20/dilma-rompeu-o-limite-da-complacencia-pig-e-elite-nao-tem-volta-e-o-confronto/





Dilma rompeu o limite da complacência. PiG e elite não têm volta: é o confronto

Por Paulo Henrique Amorim







Amigo navegante telefona preocupado: o PiG (*) vai ao Tribunal Superior Eleitoral e impedir a vitória da Dilma no tapetão.



Há certo perigo aí.



A Procurador Eleitoral é a Dra. Cureau, sempre imparcial, que quer calar o Mino Carta.



Marco Aurélio de Mello, que, em 2006, como presidente do TSE, ameaçou não dar posse ao Lula, é titular do TSE.



Gilmar Dantas (**) é suplente no TSE, ele que tentou, com as tropas do Estadão, dar o Golpe de Estado da Direita.



O jenio tem mais chance no TSE do que no voto.



E a UDN só ganha eleição no tapetão – no Golpe.



Acontece que a Dilma perdeu a paciência.



Dilma não é Lula.



Na resposta à Folha – clique aqui para ver esse vídeo histórico – ela se pôs ao lado de Leonel Brizola, autor de outro vídeo histórico – clique aqui para ver o editorial que Brizola obrigou o Roberto Marinho a ler.



Os filhos do Roberto Marinho sabem disso – o temperamento da Dilma está mais para Brizola do que para Lula.



A Dilma não vai esperar o Golpe sentada em cima das mãos.



Dilma tem um aliado importante.



Já imaginou o Lula na rua, a pregar uma greve geral para garantir a posse da Dilma ?



Lula não é Jango.



Isso parece uma insensatez ?



Insensatez é o que o PiG (*) faz hoje no Brasil.



A eleição não é mais entre a Dilma e o Serra, que foi atropelado pela própria insignificância.



A eleição é entre a Dilma e o PiG (*).



A Judith Brito disse que a Associação Nacional dos Jornais, que preside em nome do Otavinho, é a oposição.



Ela provavelmente não sabia que tinha entrado para a História do Golpe, que tinha escrito uma página do Livro de Ouro da extrema direita brasileira.



O PiG (*) não tem mais volta.



Ele destruiu todas as pontes que o ligavam à Democracia e ao Estado de Direito.



O PiG (*) é o PiG (*) da Argentina e da Venezuela.



Vai fazer o que ?



Demitir a Eliane Catanhêde para se aproximar da Dilma ?



A urubóloga, o Merval, o Waack, o Ali Kamel, o do Golpe de 2006 ?



Não tem como.



O ultimo recurso será entrar com um pedido de anulação da eleição no TSE, redigido por um jurista de prateleira, como, por exemplo, Yves Gandra Martins.



O que o PiG (*) quer ?



Uma Guerra da Secessão ?



Uma “Revolução” de 32, para se separar de Vargas ?



O PiG (*) está miseravelmente isolado.



Deve representar uns 5% da população brasileira – seus leitores.



Na tem uma passeata do Cansei na rua.



Não tem uma Marcha com Deus pela Família e a Propriedade.



Não tem um Carlos Lacerda.



A FIESP não está no Golpe.



A FEBRABAN não está no Golpe.



A Associação Comercial … associação comercial, qual ?



Acabou a União Soviética e não assusta mais as mal-amadas.



A Igreja Católica afundou-se com seus próprios pedófilos e não tem autoridade moral para derrubar nem prefeito.



Os americanos estão atolados no Afeganistão e nas dividas.



Não vão mandar a Frota que derrubou o Jango.



E o Obama acha o Lula “o cara”.



Não tem Manifesto dos Coronéis.



Não tem mais seu redator, o grande democrata Golbery e seu fantoche, o George Washington do Elio Gaspari, o general Geisel.



Não tem o IPÊS (o Millenium do Jabor, convenhamos…)



Tem alguém na tribuna da Câmara a pedir o Golpe, como o Padre Godinho, da UDN de São Paulo ?



Cadê o jovem deputado da UDN da Bahia, Antonio Carlos Magalhães, a dizer que o Lula é ladrão ?



Eles morrem de medo do Lula



Quem o PiG (*) representa ?



Quer dar o Golpe em nome de que ?



Em defesa de quem ?



De seus próprios interesses ?



A quem interessa defender o interesse do Otavinho, a não ser o próprio Otavinho ?



Quantas lágrimas serão derramadas no dia em que a Folha fechar ?



Provavelmente só as do Clóvis Rossi.



O PiG (*) não tem mais como conversar com a presidenta Dilma, depois desse desabafo, hoje, no Rio.



Não adiante produzir manchete na Folha para o jenio e o Gonzalez reproduzirem no programa eleitoral.



Não dá em nada.



A pesquisa tracking da Vox Populi desmoralizou o Datafalha e o Globope.



A Sensus idem.



Os institutos mineiros acabaram com o blefe, a chantagem.



O Tribunal Superior Eleitoral vai dar o Golpe em nome de que ?



Da quebra dos 30 milhões de sigilos da filha do Serra ?



Do filho da Erenice ?



Do tucano que sumiu com a Caixa (2?) do Serra ? – Clique aqui para ver no Blog Amigos do Presidente Lula.



Como diz o Vasco: acharam um monte de Vavás e o Daniel Dantas está solto.



Esse é o problema grave: o PiG perdeu a importância.



Ele só serve para dar Golpe.



Para desestabilizar o país.



Com o Lula, o PiG (*) podia achar que levava o Brasil à beira do precipício e, na hora “h”, o Lula conciliava.



A bonomia do Lula não deixava o caldo virar.



A Dilma não é o Lula.



O Otavinho que se cuide.



Os filhos do Roberto Marinho que se cuidem.



Eles vão fechar o negócio do pai.





Paulo Henrique Amorim







(*) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.



(**) Clique aqui para ver como um eminente colonista do Globo se referiu a Ele. E aqui para ver como outra eminente colonista da GloboNews e da CBN se refere a Ele.





Movimento Negro Gaúcho perdeu o Nego Lua o ano passado

Lua foi um companheiro de grandes e boas batalhas. Um ativista social sempre atento aos fatos e participando de cada grupo de discussão que houvesse nesta cidade. Lua, que nasceu Jose Alves Bittencourt, em 88 foi fundador do Grupo Angola Janga que promove formação e capacitação da juventude negra em situação de vulnerabilidade social e de militantes do movimento negro.

Fica sua imagem pequenininha de touca enterrada na cabeça, olhar atento, sorriso nos lábios e sempre tendo um "aparte" sensato.

Lua foi sepultado acompanhado de inumeráveis amigos e companheiros de luta, se foi ouvindo a companheirada cantar "Um abraço negro, um sorriso negro..."

Fonte: Blog de Território Livre

Morte do Lua

Hoje pela manhã num bate-papo no MSN com uma amiga do Movimento Negro fiquei sabendo da morte de José Alves Bitencourt, o Lua. Como não mantenho mais contato com ninguém do Movimento Negro somente e-mails mas eu tenho outra conta que quase não dá tempo de ler, o que recebo de noticias das organizações negras.
O Lua era um militante histórico do Movimento Negro, um marxista de linha forte era da velha guarda do PT revolucionário. Suas práticas de lutas e disputas as vezes nem sempre ética e honestas, batia de frente com os poderosos. Mantivemos até alianças de luta em alguns aspectos no MNU ele me ajudou muito nas disputas internas que tive na organização. Quando foi Assessor de Politicas Públicas para o Negro em 1997 e 1998. Em 1999 rompemos relações e nos afastamento de parcerias na luta. Em algumas disputas comigo quando estava no PMDB jogou muito sujo comigo, mas como sempre nós sempre nos superamos. Ele era cruel e não aceitava falhas e erros de companheiros. Mas tinha uma virtude era radical combatente da causa negra. Ele ás vezes se comparava a Malcon X pela sua trajetória luta e vida. Ele segundo informações faleceu em Novembro do ano passado. Num DVD que produzimos em 2008 ele aparece num discurso meu na Câmara de Vereadores de Porto Alegre em 1998.

Bolsa Familia

Caro Sandro,Caros do FENECO,analisando a questão do "Bolsa Família", com toda a demagogia e o populismo envolvido, vejo como a única solução, não sua extinção, mas voltar ao conceito originalmente concebido pelo Nobel Price, ou melhor, Prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel Milton Friedman, ele que foi um dos mais notórios liberais nos EUA: o imposto de renda negativo. Esta é a minha sugestão, espero que um dia o populismo no Brasil seja deixado de lado e possam fazer uma boa gestão.



"Mas doutor, uma esmola, pra um homem que é são, ou lhe mata de vergonha, ou vicia o cidadão..." ("Vozes da seca", de Luiz Gonzaga do Nascimento - Gonzagão - e José de Souza Dantas Filho)



“Corremos o risco de acabar absolvendo o Estado, responsável pela formação de uma geração de jovens empobrecidos e desesperançados, e condenar esses jovens. [É preciso] rediscutir valores humanos para saber onde erramos” (Luiz Inácio Lula da Silva – pr@planalto.gov.br)


"A qualidade do ensino público só melhora na Universidade porque nela estão os formadores de opinião pública e um seleto público votante". (Gerhard Erich Boehme – gerhard@boehme.com.br)
Para isso seria fundamental:

transferir a gestão ao Ministério da Fazenda, mais precisamente para o "Leão", o Imposto de Renda, adotando o conceito quem tem põe, quem não tem tira.
definir a cada ano qual é o valor da renda mínima e os critérios para a sua concessão.
definir a renda por pessoa, individualmente, incluindo as crianças.
assegurar que o cadastro seja feito pelo número do CPF.
o processo deve ser simples, o cadastramento desburocratizado. E o repasse indevido penalizado somente com os juros e a correção da poupança, nunca superior a ela. A penalização criminal, assim entendo eu, não deve ser cogitada, a menos que haja a falsificação do documento de identidade, identificação do CPF, etc., para o que já temos legislação apropriada, que, se necessário deve ser simplificada, de forma que não ocorra a impunidade.

A fonte de recursos deve ser decorrente da exploração dos recursos naturais, incluindo o IPTU, ou similar, ao longo da costa, das residências e edificações de frente para o mar, rios e lagos, de preferência com as mesma metragens usadas para a preservação das matas ciliares e áreas da Marinha. Em hipótese alguma deve se cogitar no uso de um possível imposto sobre grandes fortunas, pois este tipo de imposto é uma garantia, uma certeza, de evasão de divisas, irá gerar emprego lá fora, como já ocorreram em outros países que o tentaram, e conforme as cinco mensagens que encaminhei ao grupo, alertando sobre os erros de tal medida de cunho demagógico e restritivo ao desenvolvimento sustentável. Infelizmente o assunto está em debate no congresso, movido a uma mentalidade esquerdizante, que se preocupa tão somente em distribuir renda e não em se concentrar em como gerar riqueza, emprego e renda.Outra fonte de recursos para se manter o chamado "Bolsa Família" pode ser o pagamento de mensalidades nos curso superiores em universidades públicas federais, conforme proponho em: www.institutoliberal.org.br/conteudo/download.asp?cdc=1250 Assim acabaríamos com o efeito Robin Hood às avessas, que penaliza os mais pobres.

O fundamental, importante, essencial, etc. é tirarmos os políticos ligados aos executivos federal, estaduais e municipais da jogada, estes são os piores, pois com uma caneteada produzem muito estrago, comprometem a educação fundamental, a segurança, a justiça e a saúde. Os políticos ligados aos legislativos sofrem a pressão da sociedade e há que se ter o consenso.

Esta solução é cada vez mais viável, ainda mais agora com o novo documento de identitidade que deve ser colocado em prática após as eleições.

Se não concorda comigo, peço que apresente seus argumentos. e repasse a sugestão aos seus políticos e jornalistas conhecidos.Abraços,Gerhard Erich Boehmegerhard@boehme.com.br
(41) 3252-0620(41) 8877-6354Skype: gerhardboehmeCaixa Postal 1501980530-970 Curitiba - PRhttp://www.luteranos.com.br/attachments/LUTERANOS/servicosieclb/documentos/20100819-Eleicoes_2010_IECLB_e_IELB.pdf ----- Original Message ----- From: Sandro - CAECO/UFV To: feneco@grupos.com.br Sent: Wednesday, September 22, 2010 11:23 AMSubject: Res: [FENECO] Vamos Errar de Novo? (Ferreira Gullar) Olá pessoal,Pelo visto, Ferreira Gullar, como analista político, é um ótimo poeta!Dizer que Serra é um homem público de "capacidade realizadora comprovada", é no minimo uma brincadeira. Serra e seu grupo esteve a frente do Brasil por vários anos e, embora tenha conseguido pontos positivos, teve um governo que adotou um mixto de subserviência às grandes potências, ao capital estrangeiro e à elite nacional, e truculência com os movimentos sociais e os brasileiros mais pobres. Agora vem com promessas no mínimo desesperadora de que irá aumentar o salário mínimo pra R$600 e dar 13º pro público do Bolsa Família. Pura demagogia eleitoreira de quem já se sabe derrotado. Lembro-me do início do Plano Real, quando houve um clamor popular para assegurar um salario mínimo de 100 dólares, e o que tivemos com Serra no Planejamento? Um salário de 64 dólares... lamentável. Hoje o salário mínimo é algo em torno de 300 dólares, fruto de uma opção política pela valorização do salario a niveis acima da inflação, coisa que nunca houve com o PSDB.O PT errou muito em sua história, além de ter de brigar contra tudo e contra todas para poder se constituir como um partido nacional. Lutou e venceu. E hoje o Brasil é mais forte com o PT no poder. Será que seria assim se Serra tivesse vencido em 2002? Digo sem medo de errar: NÃO!Eu voto Plínio 50 nessas eleiçoes, como uma forma de prestar uma homenagem, mínima que seja, a esse grande lutador das causas sociais no Brasil, sobretudo a reforma agrária, que infelizmente nunca saiu (aliás, esse sim foi o maior erro do PT no poder). Mas fico satisfeito com a vitória de Dilma... e no primeiro turno!Para pessoas como o Bornhausem, que disse que acabaria com "essa raça", simbolizando todo o sentimento de uma elite nacional arcaica e decrépita (como o seu partido, o DEMO), sinto (alegria!) em dizer que Lula triunfou.E Ferreirinha... volte a escrever suas poesias vai.Abraços,SandroDe: Douglas Augusto Pinheiro de Ol Para: feneco@grupos.com.brEnviadas: Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010 10:11:35Assunto: [FENECO] Vamos Errar de Novo? (Ferreira Gullar) Repassando!! Uma das mentes mais inteligentes deste País e que ainda está vivo. Vale a pena lê-lo e aprender com sua experiência...pois, sempre foi comunista de carteirinha.VAMOS ERRAR DE NOVO ?Ferreira Gullar na Folha de São PauloAo chegar à Presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio.FAZ MUITOS ANOS já que não pertenço a nenhum partido político, muito embora me preocupe todo o tempo com os problemas do país e, na medida do possível, procure contribuir para o entendimento do que ocorre. Em função disso, formulo opiniões sobre os políticos e os partidos, buscando sempre examinar os fatos com objetividade. Minha história com o PT é indicativa desse esforço por ver as coisas objetivamente. Na época em que se discutia o nascimento desse novo partido, alguns companheiros do Partido Comunista opunham-se drasticamente à sua criação, enquanto eu argumentava a favor, por considerar positivo um novo partido de trabalhadores. Alegava eu que, se nós, comunas, não havíamos conseguido ganhar a adesão da classe operária, devíamos apoiar o novo partido que pretendia fazê-lo e, quem sabe, o conseguiria. Lembro-me do entusiasmo de Mário Pedrosa por Lula, em quem via o renascer da luta proletária, paixão de sua juventude. Durante a campanha pela Frente Ampla, numa reunião no Teatro Casa Grande, pela primeira vez pude ver e ouvir Lula discursar. Não gostei muito do tom raivoso do seu discurso e, especialmente, por ter acusado "essa gente de Ipanema" de dar força à ditadura militar, quando os organizadores daquela manifestação - como grande parte da intelectualidade que lutava contra o regime militar - ou moravam em Ipanema ou frequentava sua praia e seus bares. Pouco depois, o torneiro mecânico do ABC passou a namorar uma jovem senhora da alta burguesia carioca. Não foi isso, porém, que me fez mudar de opinião sobre o PT, mas o que veio depois: negar-se a assinar a Constituição de 1988, opor-se ferozmente a todos os governos que se seguiram ao fim da ditadura - o de Sarney, o de Collor, o de Itamar, o de FHC. Os poucos petistas que votaram pela eleição de Tancredo foram punidos. Erundina, por ter aceito o convite de Itamar para integrar seu ministério, foi expulsa. Durante o governo FHC, a coisa se tornou ainda pior: Lula denunciou o Plano Real como uma mera jogada eleitoreira e orientou seu partido para votar contra todas as propostas que introduziam importantes mudanças na vida do país. Os petistas votaram contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e, ao perderem no Congresso, entraram com uma ação no Supremo a fim de anulá-la. As privatizações foram satanizadas, inclusive a da Telefônica, graças à qual hoje todo cidadão brasileiro possui telefone. E tudo isso em nome de um esquerdismo vazio e ultrapassado, já que programa de governo o PT nunca teve. Ao chegar à presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio. Não obstante, para espanto meu e de muita gente, conquistou enorme popularidade e, agora, ameaça eleger para governar o país uma senhora, até bem pouco desconhecida de todos, que nada realizou ao longo de sua obscura carreira política. No polo oposto da disputa está José Serra, homem público, de todos conhecido por seu desempenho ao longo das décadas e por capacidade realizadora comprovada. Enquanto ele apresenta ao eleitor uma ampla lista de realizações indiscutivelmente importantes, no plano da educação, da saúde, da ampliação dos direitos do trabalhador e da cidadania, Dilma nada tem a mostrar, uma vez que sua candidatura é tão simplesmente uma invenção do presidente Lula, que a tirou da cartola, como ilusionista de circo que sabe muito bem enganar a platéia. A possibilidade da eleição dela é bastante preocupante, porque seria a vitória da demagogia e da farsa sobre a competência e a dedicação à coisa pública. Foi Serra quem introduziu no Brasil o medicamento genérico; tornou amplo e efetivo o tratamento das pessoas contaminadas pelo vírus da Aids, o que lhe valeu o reconhecimento internacional. Suas realizações, como prefeito e governador, são provas de indiscutível competência. E Dilma, o que a habilita a exercer a Presidência da República? Nada, a não ser a palavra de Lula, que, por razões óbvias, não merece crédito.
O povo nem sempre acerta. Por duas vezes, o Brasil elegeu presidentes surgidos do nada - Jânio e Collor. O resultado foi desastroso. Acha que vale a pena correr de novo esse risco?

Seguro Agrícola para Maçã

Sob forte pressão, o Ministério da Agricultura encaminhou voto favorável ao Conselho Monetário Nacional (CMN), destinando 35 milhões de reais da subvenção disponível no Orçamento, para subsidiar o seguro agrícola da fruticultura. A proposta aprovada no CMN gerou a edição de Decreto Lei, cuja publicação é aguardada pelos produtores.



A informação é do deputado federal Zonta, porta-voz dos produtores de maçã de Santa Catarina, em telefonema a Francisco Appio , deputado da região produtora de Vacaria, Lagoa Vermelha e Bom Jesus.



O empenho dos dois parlamentares é para a publicação imediata do Decreto, que permitirá a contratação do seguro da próxima safra. Atualmente, os pomares passam por tratamento com calda sulfocálcica (natural) para evitar o surgimento da "sarna", em decorrência das fortes chuvas no início da floração.



Logo as macieiras estarão em plena florada, iniciando a polinização por milhões de abelhas. As frutas serão colhidas de fevereiro (gala) até fins de março (fuji).



Conforme Appio, a maior preocupação do setor não é o seguro agrícola, já resolvido, mas a baixa cotação da fruta, comercializada pelos produtores a preços muito baixos. Contudo, nas gôndolas de supermercados os preços se mantiveram altos, revelando mais uma vez que quem ganha não é o produtor e o embalador, mas o atravessador.



Os produtores organizam-se em consórcios e cooperativas para tentar superar estas dificuldades. Nesta quinta-feira (23), estará em Vacaria o presidente da Associação Brasileira de Produtores de Maçã, Pierre Pérès, para debater as alternativas e estratégias de mercado para a produção brasileira.



O Vice-presidente para Assuntos Técnicos, Henrique Aliprandini, revela outra preocupação dos produtores: a reconversão dos pomares, para a introdução de mudas adequadas, resultado da pesquisa, bem como a proteção das macieiras, contra fungos.



Appio, autor de leis importantes na Assembleia do Rio Grande do Sul, sugeriu ao deputado Zonta que Santa Catarina adote as propostas: Lei que "Incluiu a Maçã na Merenda Escolar” e a Lei que criou o "Corredor Fitossanitário para a proteção dos pomares".



Para conhecer outras preocupações do setor, acesse www.appio.com.br no link das publicações e leia: A MAÇÃ NA COZINHA, com as palestras da 1ª FRUTIVAR de outubro/2009 e VACARIA DAS OLIVEIRAS, com as sugestões dos produtores.



Reconhecida como "Alimento Saudável", a maçã e o suco de maçã vão além de complemento nutricional. A fruta exerce um papel importante na higiene bucal das crianças das populações de baixa renda. Não substitui a escovação, mas garante uma higiene razoável, admitem os dentistas.



Após concluir seu curso de graduação na Universidade de Campinas, o odontólogo José Casanova, ex-vice prefeito de Vacaria, recolheu informações importantes da comunidade acadêmica sobre a higiene bucal das crianças e adolescentes, que reforçam a presença da maçã na merenda escolar.



Últimas do www.twitter.com/franciscoappio



EM LAGOA (minha terra) só um viaduto/elevada resolve os problemas da falta de segurança no acesso ao Campus da UPF, na BR285.

LULA passando, FHC já passou, mas o Contorno de Vacaria (BR285/BR116) ficou só na promessa. Nem mesmo as melhorias nas travessias urbanas.

CHUVAS em excesso atrasam a florada da maçã (é bom), mas trazem a sarna da macieira (é ruim). Para a lavoura, já choveu o suficiente.

ENCHENTE DE SÃO MIGUEL no mês de setembro (primavera) não é surpresa. Mas começa a preocupar. Tem previsão de chuva forte nesta quinta.

470 SUL (Barretos/Nova Prata) tem novo projeto (é o quarto). Mas continua do Estado. A solução é federalizar.

YEDA ainda não pode fiscalizar suas obras na região: Aeroporto de Vacaria, acesso de Jaquirana, reinício da 456 Esmeralda e conclusão da RS110.

AEROPORTO com capacidade para operações de aviões de grande porte coloca a região nas rotas alternativas da Copa. Mas faltam hotéis.

CONTRAN deu a solução para registro da marca e modelo dos triciclos fabricados em Vacaria. É direto com o Denatram. São artesanais.

JÔ SOARES entrevistou a vacariana Márcia Tiburi. Muito elogiada pelos seus livros e pelo Saia Justa na GNT.

ANA AMÉLIA comeu maçã em Vacaria, provou do melhor churrasco nacional em L.Vermelha. Hoje terá a hospitalidade de Sananduva. Oito da noite.

Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

50 Anos do Colégio Zezinho

Olá,

A escola Zezinho está completando 50 anos e para comemorar realizará um jantar dançante com animação da Banda Sul Mania.
Data: 25/09/2010 (sábado)
Local: Jockey Club de Vacaria
Horário: 20h30
Valor: R$40,00
Traje Social

Para informar que, além dos ingressos referidos abaixo, também teremos ingressos somente para o baile.
Data: 25/09/2010 (sábado)
Local: Jockey Club de Vacaria
Horário: 23h45
Valor: R$15,00

Os ingressos estão sendo vendidos na escola, com os professores, Código Jovem, ITA's Fashion e Rádio Esmeralda.
Gostaríamos muito da sua presença nesta grande festa!

Para aquisição de ingressos, favor entrar em contato:

Telefone (54) 3231-1251 - Escola Zezinho.

Favor repassar a sua lista de contatos.

Grata pela atenção,
Comissão Zezinho - 50 anos