Destaque

Destaque

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Independência

Independência

:: Elisabeth Cavalcante ::









A verdadeira e real independência que podemos exercitar na vida é aquela ditada por nossa interioridade. Mas ela só se torna possível se aprendermos desde muito cedo a manifestar nossa vontade sem medo.



Aqueles que não tiveram a sorte de desenvolver-se num ambiente em que sua liberdade tenha sido estimulada e, ao contrário, foram reprimidos desde muito cedo na manifestação de seu poder interior, certamente seguirão dominados por uma profunda insegurança, sempre à espera da aprovação exterior.



Desconstruir tal condicionamento não é uma tarefa fácil, requer uma atenção permanente sobre nossos próprios sentimentos e desejos, e uma grande coragem para ir contra o julgamento alheio, que muitas vezes nos cobra um preço alto.



Mas não há outra maneira de fortalecer a auto-estima, senão confiar nos próprios insights. Nosso guia interior -que nos direciona para a verdade, o bem e a luz-, está sempre presente, à espera de nosso reconhecimento.



O problema é que não fomos ensinados a acreditar nele, mas sim no julgamento que o restante do mundo nos envia. Afinal, disto depende a maior ou menor aceitação que obteremos.



Quando aprendemos a confiar em nossa interioridade, ganhamos tal segurança que as opiniões alheias deixam de ter a mesma importância e, portanto, não as tememos como antes.



Ser fiel, acima de tudo, a si mesmo, é o segredo para uma existência livre de arrependimentos. Quando abrimos mão de nossos valores para agradar aos demais, o rancor certamente se instalará ao menor sinal de que nosso "sacrifício" não está sendo devidamente reconhecido e valorizado.



Passamos, então, a cobrar dos outros a conta de nossa infelicidade e a culpá-los por não nos dar de volta aquilo que esperamos. A única forma de evitar tal armadilha é aprender a dizer não para tudo aquilo que vá contra nossa verdadeira natureza.



"Não tenha medo do que as pessoas vão dizer. Nunca tenha medo da opinião das pessoas - que é a maior prisão do mundo. Uma vez que você não tem medo das opiniões das pessoas, você é livre! Essa é a escravidão sutil: alguém que está continuamente considerando os outros.



Gurdjieff costumava dizer "NÃO CONSIDEREM!" - e ele está certo. O que os outros dizem é o negócio deles e o problema deles, mas não tem nada a ver com você.



Apenas olhe sua própria natureza, e tudo que é jubiloso virá com ela. Esta é a sua responsabilidade. Você não responde para mais ninguém, você responde apenas para Deus. E Deus ficará feliz em aceitá-lo de volta como uma criança ... de volta como Ele havia enviado você aqui: limpo, puro, inocente de novo"....



OSHO - Let Go!



Elisabeth Cavalcante é Taróloga, Astróloga,

Consultora de I Ching e Terapeuta Floral.

Atende em São Paulo e para agendar uma consulta, envie um email.

Conheça o I-Ching

Email: elisabeth.cavalcante@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim