Destaque

Destaque

sábado, 30 de outubro de 2010

Veja


29 de outubro de 2010

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br



Edição da semana (n° 2189 - 3 de novembro de 2010)

Lula e o futuro do lulismo
O presidente já chora em público a despedida do poder e cria instituto para disseminar as ideias do seu governo e influenciar o destino do país - agora e, quem sabe, em 2014
• Índice da edição




Entrevista
Jon Stettner trabalha na ONG Make-a-wish dedicada a realizar os sonhos de crianças gravemente doentes
Economia
Governo usa capitalização da Petrobras para engordar caixa e bancar aumento das despesas no ano eleitoral





Filantropia
A melhor forma de incentivar doações
Ao contrário do que ocorre nos EUA, faltam estímulos para expandir filantropia no Brasil




Música
Os shows de Paul McCartney no Brasil ressuscitam o velho debate: quem foi o melhor, ele ou Lennon?
Cinema
Documentário mostra por que chegou a hora de parar de explicar Ayrton Senna por meio de sua morte





Guia
Os melhores produtos para os dentes
A indústria de higiene bucal fatura R$ 3 bi por ano com escovas, cremes, fios...




Maílson da Nóbrega
A velha Ibéria resiste no governo
Roberto Pompeu de Toledo
O coração nas eleições





Destaques on-line

Game dos presidentes
Quanto você sabe sobre a história dos presidentes do Brasil? Um game criado pelo site de VEJA é a maneira mais divertida de checar seus conhecimentos - e até aprender - sobre todos os homens que ocuparam o cargo máximo do país, desde a proclamação da República.





Marina Silva em vídeo
Enquanto as eleições de 2014 não chegam, a ex-candidata Marina Silva, derrotada no primeiro turno, pretende usar seu tempo para estudar. Em entrevista ao site de VEJA, ela falou sobre a campanha presidencial, sobre seus adversários e sobre seus planos.
Enem
O site de VEJA preparou uma página temática sobre o Enem 2010 para ajudar os jovens que se preparam para o exame. Na página, professores explicam, em vídeos, as características do teste em suas respectivas disciplinas e e dão orientações para a realização das questões - com destaque para a redação.





Regras alfandegárias
O auditor Vitor Casimiro tira dúvidas sobre o que se pode trazer do exterior, de acordo com as novas normas da Receita Federal, em vigor desde 1° de outubro. A principal mudança refere-se à abrangência dos itens considerados de uso pessoal.
Depressão pós-parto
O ginecologista Alberto d'Auria responde, em vídeo, às perguntas dos leitores sobre a depressão pós-parto. O mal atinge quase um terço das mães e, ultimamente, vem atingindo também os pais.

Jose Serra

Salvador (Bahia), 30 de outubro de 2010.

AMIGOS – VAMOS REVIVER E REAVALIAR NOSSO VOTO. DESCULPE O INCOMÔDO. MAS A ALTERNÂNCIA DE PODER NESTE MOMENTO É O MAIS CERTO.

JOSE SERRA – 45. PORQUE?

Bom-dia
Desejo a todos muita paz e saúde. E vitórias para todos nós brasileiros.

Sou do Movimento Marina Silva mas estou aqui nesta mensagem a pedir votos amanhã pelo Serra. Chega de mentiras e sou a favor da alternância de poder.

Além do mais quero esperar que Marina Silva se candidate em 2014 e não desejo que ela venha tendo como opositor o próprio Lula que não aguentará ficar fora do poder. Não quero sujeiras na campanha de Marina Silva em 2014. E também me baseio nas próprias palavras dela e de Ciro Gomes.

Tomo a liberdade de abaixo deste texto colocar alguns trechos do debate de 2002 entre Lula e Serra, o vídeo em que Lula debocha do bolsa família e quando lamentavelmente ele discursa esta semana dizendo que a educação não é tão importante para o povo brasileiro. Me entristeceu.
***********************************************************

Marina ataca biografia de Dilma e diz Brasil não pode ser entregue a ‘quem não conhece’

“por Jair Stangler
Seção: ELEIÇÕES
27.agosto.2010 14:07:42
Em campanha no Sul do País, a candidata Marina Silva, do PV, fez críticas em relação ao desconhecimento geral sobre a biografia da candidata do PT, Dilma Rousseff. Em café da manhã em Curitiba nesta quinta-feira, 26, com lideranças do PV paranaense, Marina pediu ao povo brasileiro que “pense duas vezes” antes de fazer suas escolhas.
“Que o povo brasileiro pense duas vezes antes de entregar o futuro do Brasil para quem não conhecemos direito”, disse ela.
Marina fez uma comparação entre algumas figuras da política nacional para questionar a experiência de Dilma.”Nós conhecemos o presidente Lula, a gente conhecia o Fernando Henrique Cardoso, a gente conhece o Serra – eu discordo dele, mas conheço. O povo pode até discordar de mim, mas me conhece. Eu estou aí há 16 anos na política nacional”, afirmou Marina.
E em seguida concluiu: “Mas, com todo respeito à ministra Dilma, nós não conhecemos ela nesse lugar de eleita. Conhecemos como ministra de Minas e Energia, da Casa Civil e até respeitamos o trabalho dela, mas daí a ser presidente da República?”.
Ainda na mesma linha, a candidata do PV ironizou, sem citar nomes, a indicação que Lula vem fazendo em favor de Dilma. “Quem aqui que se casa só por que chega alguém e diz: ‘casa com esse moço, é uma maravilha de moço’? Não, a gente quer conhecer a pessoa primeiro, não é isso?”
**********************************************************************************

Ciro Gomes, novo coordenador de Dilma, diz o que pensa de Temer, vice da candidata: “É chefe de um ajuntamento de assaltantes”. E ainda: Serra é mais preparado

08/10/2010
às 20:22

Ciro Gomes, novo coordenador de Dilma, diz o que pensa de Temer, vice da candidata: “É chefe de um ajuntamento de assaltantes”. E ainda: Serra é mais preparado”

Ciro Gomes, um dos novos coordenadores da campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República, concedeu uma entrevista ao programa “É Notícia”, da RedeTV. Ela foi ao ar na madrugada de 26 de abril, há menos de seis meses. Três dias antes, ele havia falado a Carlos Nascimento, do SBT. Assistam ao vídeo. Volto em seguida:

CIRO GOMES, CABRA MACHO CONTA VERDADES SOBRE O PT



*************************************************************************

Peço ainda que leiam se concordarem assine:
Meus Amigos / Minhas Amigas,
Acabei de ler e assinar o abaixo-assinado online: «Determina a obrigatoriedade de os agentes públicos eleitos matricularem seus filhos e demais dependentes em escolas públicas até 2014. PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 480, DE 2007.
**************************************************************************************Abraços a todos
JORGE EDUARDO B. B. DE ARAÚJO. MARINA SILVA.
***********************************************************
O Bolsa Família, segundo Lula, em 2009 e em 2000. FALANDO MAL DO BOLSA FAMÍLIA.
Pessoal compare o debate de Serra de 2002 e Lula na mesma época. Impressionante, quantas promessas de Lula. E DILMA POR SER DESPREPARADA É LULA QUEM COMANDA.
E DILMA É INVENÇÃO DE LULA. ELA NEM ERA PETISTA.
E corrigida para 01/10/2010 a minha contribuição de minha mãe é de R$ 2.262,00 e  com o FP aplicado foi para R$ 551,00. Sair chorando. Lula mentiu. Ela tem 56 anos e 32 anos trabalhados. Foi na agência do INSS de Itapuã, Salvador e Lula vetou, proibiu a extinção do Fator Previdenciário que para mim uma afronta a cidadania.
NÃO ESQUEÇAM EM 16 DE JUNHO DE 2010 LULA VETOU O FATOR PREVIDENCIÁRIO. E MINHA MÃE DOENTE COMO ARRANJARÁ UM EMPREGO COM 56 ANOS ATÉ COMPLETAR 60 ANOS E SÓ TRABALHOU EM UTI’S E EMERGÊNCIAS COM DOENTES?

Lula veta mudança em cálculo da Previdência; saiba como se aposentar com o mesmo salário

 

******************************************************************

Serra X Lula - Debate 2002

 

Tema: Aposentadoria

Arrogância de Lula. O MEGALOMANÍACO. MITOMANÍACO.
NUNCA FEZ A REFORMA TRIBUTÁRIA EM OITO ANOS.
Tema: Impostos.
Tema: Favela

Tema: Educação

http://www.youtube.com/watch?v=ffw_6OqCxB8

Amigos ouçam o que Lula disse semana passada sobre a EDUCAÇÃO. UM ABSURDO.

2010. EDUCAÇÃO LULA. Lula faz 65 anos, celebra popularidade e ironiza rivais e A EDUCAÇÃO TAMBÉM. LULA DIZ QUE A EDUCAÇÃO NÃO É NECESSÁRIA AO BRASILEIRO.

http://www.youtube.com/watch?v=RgGuq9t251I&feature=player_embedded

Tema: Transporte urbano

http://www.youtube.com/watch?v=KTvMNKyuhjE

Tema: Saúde

http://www.youtube.com/watch?v=PSd3ufKucR0

Tema: Casa própria

http://www.youtube.com/watch?v=Ih1I0Wap2PA

Debate Globo: Geraldo Alckmin massacra Lula 1º Bloco

http://www.youtube.com/watch?v=mNXh4l4lDNM

Lula Chama Eleitorado de Viado e Rejeita Comida em Aerolula

É Lula apoiando Dilma, é Dilma apoiando Collor


Acho Bom

Carta O Berro..........................................................repassem
 
 
ACHO BOM divulgarmos, o mais possível, que 

-- é mentira esse papo de que o TÍTULO ELEITORAL já não vale nada.

O TÍTULO ELEITORAL É INDISPENSÁVEL para que o eleitor saiba ONDE DEVE VOTAR (zona eleitoral, local e URNA em que está registrado).

O placar de 7 x 0 ontem já garantia com folga a decisão de que os eleitores que não encontrarem o título de eleitor, poderão votar com outro documento de identidade com foto (como já acontecia nas eleições passadas).

-----Anexo incorporado-----

Stepan

Stepan:

Olá,

Quero agradecer imensamente a cada um dos que me honraram com o seu voto. Foram 84.006 eleitores que depositaram a confiança em mim. A partir de agora, como representante do Estado do Rio de Janeiro em Brasília, minha responsabilidade é ainda maior. Agradeço também aos que trabalharam, apoiaram e incentivaram a minha eleição. A vitória é de todos nós. Vou continuar honrando o seu voto com a determinação de sempre.


Muito obrigado !!!!

Stepan Nercessian

Brigada Militar

Brigada Militar detém 342 pessoas e recupera 24 veículos 08/10/2010 10:56

A Brigada Militar divulga os dados atualizados da produção operacional, das atividades de rotina e das operações realizadas pela Corporação nas últimas 24h.
As ações abrangeram todo o território gaúcho. Confira:
AÇÕES                         TOTAL
Posse de Entorpecentes 29
Tráfico de Entorpecente 15
Total de Veículos Fiscalizados 27.538
Total de Veículos Autuados 750
Total de Veículos Recolhidos 164
Total de Veículos Recuperados 24
CNH Apreendidas 12
Prisões Realizadas (Exceto Foragidos) 329
Foragido 13
Total de Prisões Realizadas 342
Armas Brancas 8
Armas de Fogo Apreendidas 16
Armas Impróprias 2
Apreensão Maconha (Gr) 293,26
Apreensão Cocaina (Gr) 32,20
Apreensão Crack (Gr) 43,83
Apreensão de Munições 30
Apreensão de Espécie (R$) R$ 8.907,79
Bares Fiscalizados 1.263
Casas Noturnas Fiscalizadas 226
Desmanches Fiscalizados 56
Inspeções a Bancos 3.707
Inspeções à Escolas 351
inspeções a Postos de Saúde 236
Acidente de Trânsito - Danos Materiais 89
Acidente de Trânsito - Lesões Corporais 80
Acidente de Trânsito - Morte 2
Art 306 - Dirigir Embriagado 3
Art. 165 - Embriaguez 6
Máquinas de caça-níquel apreendidas 9
Máquinas de caça-níquel lacradas 7
Barreira Policial 520

Fonte: Ascom BM

Folha de São Paulo

ARTIGO PUBLICADO NA FOLHA DE SÃO PAULO EM 10/10/2010
"DILMA E A FÉ CRISTÃ"
 FREI BETTO
Em tudo o que Dilma realizou, falou ou escreveu, jamais se encontrará uma única linha contrária aos princípios do Evangelho e da fé cristã
Conheço Dilma Rousseff desde criança. Éramos vizinhos na rua Major Lopes, em Belo Horizonte.
Ela e Thereza, minha irmã, foram amigas de adolescência.
Anos depois, nos encontramos no presídio Tiradentes, em São Paulo. Ex-aluna de colégio religioso, dirigido por freiras de Sion, Dilma, no cárcere, participava de orações e comentários do Evangelho.
Nada tinha de "marxista ateia".
Nossos torturadores, sim, praticavam o ateísmo militante ao profanar, com violência, os templos vivos de Deus: as vítimas levadas ao pau-de-arara, ao choque elétrico, ao afogamento e à morte.
Em 2003, deu-se meu terceiro encontro com Dilma, em Brasília, nos dois anos em que participei do governo Lula. De nossa amizade, posso assegurar que não passa de campanha difamatória -diria, terrorista- acusar Dilma Rousseff de "abortista" ou contrária aos princípios evangélicos.
Se um ou outro bispo critica Dilma, há que se lembrar que, por ser bispo, ninguém é dono da verdade.
Nem tem o direito de julgar o foro íntimo do próximo.
Dilma, como Lula, é pessoa de fé cristã, formada na Igreja Católica.
Na linha do que recomenda Jesus, ela e Lula não saem por aí propalando, como fariseus, suas convicções religiosas. Preferem comprovar, por suas atitudes, que "a árvore se conhece pelos frutos", como acentua o Evangelho.
É na coerência de suas ações, na ética de procedimentos políticos e na dedicação ao povo brasileiro que políticos como Dilma e Lula testemunham a fé que abraçam.
Sobre Lula, desde as greves do ABC, espalharam horrores: se eleito, tomaria as mansões do Morumbi, em São Paulo; expropriaria fazendas e sítios produtivos; implantaria o socialismo por decreto...
Passados quase oito anos, o que vemos? Um Brasil mais justo, com menos miséria e mais distribuição de renda, sem criminalizar movimentos sociais ou privatizar o patrimônio público, respeitado internacionalmente.
Até o segundo turno, nichos da oposição ao governo Lula haverão de ecoar boataria e mentiras. Mas não podem alterar a essência de uma pessoa. Em tudo o que Dilma realizou, falou ou escreveu, jamais se encontrará uma única linha contrária ao conteúdo da fé cristã e aos princípios do Evangelho.
Certa vez indagaram a Jesus quem haveria de se salvar. Ele não respondeu que seriam aqueles que vivem batendo no peito e proclamando o nome de Deus. Nem os que vão à missa ou ao culto todos os domingos. Nem quem se julga dono da doutrina cristã e se arvora em juiz de seus semelhantes.
A resposta de Jesus surpreendeu: "Eu tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; estive enfermo e me visitastes; oprimido, e me libertastes..." (Mateus 25, 31-46). Jesus se colocou no lugar dos mais pobres e frisou que a salvação está ao alcance de quem, por amor, busca saciar a fome dos miseráveis, não se omite diante das opressões, procura assegurar a todos vida digna e feliz.
Isso o governo Lula tem feito, segundo a opinião de 77% da população brasileira, como demonstram as pesquisas. Com certeza, Dilma, se eleita presidente, prosseguirá na mesma direção.
===============================================================================================
 

    Chico Buarque lidera manifesto pró-Dilma
Reproduzo mensagem de Dulce Maia, publicada no blog Viomundo:

Um grupo de artistas e intelectuais liderados por Leonardo Boff, Chico Buarque, Emir Sader e Eric Nepumuceno está articulando adesões ao manifesto abaixo de apoio político a eleição de Dilma Roussef. Se você puder aderir agradeceríamos muito: mande sua adesão para emirsader@uol.com.br; ericnepomuceno@uol.com.br

E, se você puder, divulgue aos seus amigos do Rio para participarem do Ato político de entrega do manifesto à candidata, no Teatro Casa Grande, dia 18 de outubro, às 20 hs (Rua Afranio de Mello Franco, 290- Leblon- Rio de janeiro).

Manifesto de artistas e intelectuais pró-Dilma

Nós, que no primeiro turno votamos em distintos candidatos e em diferentes partidos, nos unimos para apoiar Dilma Rousseff. Fazemos isso por sentir que é nosso dever somar forças para garantir os avanços alcançados. Para prosseguirmos juntos na construção de um país capaz de um crescimen to econômico que signifique desenvolvimento para todos, que preserve os bens e serviços da natureza, um país socialmente justo, que continue acelerando a inclusão social, que consolide, soberano, sua nova posição no cenário internacional.

Um país que priorize a educação, a cultura, a sustentabilidade, a erradicação da miséria e da desiguladade social. Um país que preserve sua dignidade reconquistada.

Entendemos que essas são condições essenciais para que seja possível atender às necessidades básicas do povo, fortalecer a cidadania, assegurar a cada brasileiro seus direitos fundamentais.

Entendemos que é essencial seguir reconstruindo o Estado, para garantir o desenvolvimento sustentável, com justiça social e projeção de uma política externa soberana e solidária.

Entendemos que, muito mais que uma candidatura, o que está em jogo é o que foi conquistado.

Por tudo isso, declaramos, em conjunto, o apoio a Dilma Rousseff. É hora de unir nossas forças no segundo turno para garantir as conquistas e continuarmos na direção de uma sociedade justa, solidária e soberana.


- Leonardo Boff

- Chico Buarque

- Fernando Morais

- Emir Sader

- Eric Nepumuceno

 

 

 



--
Visite São Bartolomeu – Distrito mais antigo de Ouro Preto
http://saobartolomeu.com/

__._,_.___
Atividade nos últimos dias:
.

__,_._,___

-----Anexo incorporado-----

 

Revista África

Revista África21

“A construção da democracia”, João Melo

"Será que, neste momento, a jovem democracia angolana poderia já ser uma democracia acabada e consolidada? A única resposta objectiva possível é: não.”
Da Redação, com revista África21
Brasília - “Os críticos do regime angolano acusam-no, por vezes, de ser supostamente anti-democrático. Essa visão é no mínimo exagerada, para não dizer, em alguns casos, desonesta. É que, e embora, obviamente, não sejam a maioria, alguns desses críticos, em especial externos, chegam mesmo a ser autênticos inimigos – a palavra é contundente, mas tem de ser usada – de Angola e dos angolanos", escreve João Melo na edição de outubro da revista África21.

"Ninguém pode afirmar que exista em Angola uma democracia plena e acabada, mas afirmar que não existe democracia no maior país africano de língua portuguesa é, na hipótese mais inocente, um erro de análise primário e, na hipótese mais perversa, um exemplo de pura má-fé", diz o jornalista e escritor angolano.

Na crónica “A construção da democracia”, João Melo questiona: "Aliás, será que, neste momento, a jovem democracia angolana poderia já ser uma democracia acabada e consolidada? A única resposta objectiva possível é: não.”

Leia a íntegra da crónica do director-geral da revista África21, na edição de Outubro
 

Serra

SERRA É ENTREGUISTA - VEJAM A PRIVATARIA



Nesta foto, José Serra comemora a venda da LIGHT.
Data: Revista Veja do dia 03/05/1995
 o que disse FHC para Serra: "É preciso dizer sempre em todo lugar que esse governo não retarda privatização, não é contra NENHUMA PRIVATIZAÇÃO, e vai vender tudo o que der para vender", mostra também que José Serra garante a privatização da Vale do Rio Doce:

“A descoberta dessa mina não altera em nada o processo de privatização. Só o preço, que poderá ser maior.”

OBS: Como sabemos, a Vale do Rio Doce foi vendida por $ 3,2 bilhões de Dólares. Esse valor corresponde ao lucro da empresa em apenas um semestre. Hoje, seu valor no mercado é de $ 196 bilhões de Dólares, ou seja, entregaram de graça um patrimônio público. Quem fez isso não pode ser a favor do Brasil.

Relação de empresas estatais brasileiras, privatizadas (entregues) pelo do governo neoliberal de FHC e José Serra, junto com governos estaduais da época, principalmente o do ex-governador Geraldo Alckmin:
  • AES SUL (CEEE Distribuição) - vendida para a empresa americana AES;
  • BANDEIRANTE Energia - vendida para o grupo Português EDP;
  • CELPE - vendida ao grupo espanhol Iberdrola;
  • CEMAR - vendida ao grupo americano Ulem Mannagement Company;
  • CESP TIETE - vendida para a empresa americana DUKE;
  • CETEEP - vendida para a empresa estatal Colombiana ISA;
  • COELBA - vendida ao grupo espanhol Iberdrola;
  • CONGÁS - vendida ao grupo britânico British Gas/Shell;
  • COSERN - vendida ao grupo espanhol Iberdrola;
  • CPFL - vendida para o grupo brasileiro VBC;
  • ELEKTRO - vendida para a empresa americana ENRON;
  • ELETROPAULO - vendida para a empresa americana AES;
  • ESCELSA - vendida ao grupo português GTD Participações, juntamente com o consorcio de Bancos Iven S.A;
  • GERASUL - vendida para empresa Belga Tractebel;
  • LIGHT- vendida ao grupo francês e americano EDF/AES;
  • RGE - vendida para o grupo brasileiro VBC;
  • BAMERINDUS - vendido ao grupo britânico HSBC;
  • BANCO BANESPA - vendido ao grupo espanhol Santander;
  • BANCO MERIDIONAL - vendido para o Banco Bozano;
  • BANCO REAL - vendido ao grupo ABN-AMRO, hoje sob o controle do grupo Santander;
  • BEA (Banco do Amazonas S.A.) - vendido ao Bradesco;
  • BEG (Banco de Goiás) - vendido ao Itaú;
  • CARAIBA - Mineração Caraíba Ltda;
  • CIA. VALE do RIO DOCE;
  • PQU (Petroquímica União S.A);
- Empresas de Telecomunicação do grupo TELEBRAS:
EMBRATEL, TELESP, TELEMIG, TELERG, TELEPAR, TELEGOIÁS, TELEMS, TELEMAT, TELEST, TELEBAHIA, TELERGIPE, TELECEARÁ, TELEPARÁ, TELPA, TELPE, TELERN, TELMA, TELERON, TELEAMAPÁ TELAMAZON, TELEPISA, TELEACRE, TELAIMA, TELEBRASÍLIA, TELASA. A maioria vendida a grupos internacionais: espanhol, italiano, mexicano e, algumas a um grupo brasileiro.

O que foi exposto ilustra claramente qual é a política econômica a ser adotada, caso José Serra seja presidente. Uma política de venda do patrimônio público, sem nenhum pudor.

Se Serra for o próximo presidente poderá bater o martelo para vender o que restou de nossas empresas:
  • Petrobras;
  • BNDES;
  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Furnas;
  • Chesf;
  • Eletronorte;
  • Eletrosul, dentre outras.
Ele só precisa de mais quatro anos de governo para concluir o serviço que começou com o governo FHC.

As privatizações comprovam que eles são os entreguistas do Brasil.

-----Anexo incorporado-----

Sandra Rosa Madalena (O clipe do Fantástico)

SIDNEY MAGAL- TENHO

SIDNEY MAGAL- TENHO

Pepe

Veroneses

VERONESES NO BRASIL DE ANTÔNIO PRADO

Confirmada para 7 de novembro a inauguração do Centro Cultural Luiz CASA GREZZANA BELFIORE DI VERONA, integrante do Projeto Memória, com trabalhos coordenados pelo pesquisador e historiador Fernando Roveda . Localizada na Avenida Imigrantes 163, a Casa Grezzana, construída em 1910, foi totalmente restaurada sob supervisão do IPHAN.

Na casa onde residiu Luiz Grezzana, ex-coletor federal, vereador de quatro mandatos e presidente do Poder Legislativo Pradense, estará exposta permanentemente a maquete do centro histórico, com a réplica das Casas Italianas, tombadas pelo Patrimônio Histórico Nacional.

Para a inauguração, foram convidadas as autoridades de Verona-Itália, origem da maioria das famílias pradenses, pioneiras na colonização da região.

A cerimônia está prevista para as 14 horas do dia 7. Até lá serão concluídas as obras de restauração da casa de madeira, com três pavimentos, que servirão para escola ambiental, histórica, museu, biblioteca e oficinas.

Responsável pelo projeto, Fernando Roveda foi agraciado com a Medalha da 52ª Legislatura, entregue pelo deputado Francisco Appio , na última quinta-feira (28/10).

No ato, acompanhado dos vereadores Gilmar Soares, Paulo e André Lovatel, e do assessor Osmar Bressan , (foto abaixo) Appio formalizou a entrega da homenagem requerida junto à mesa da Assembleia Legislativa.

Em dezembro, as atividades culturais pradenses serão expostas na Assembleia Legislativa, por iniciativa do parlamentar.

Desembargador aposentado, filho de Antônio Prado, o Dr. Nério Letti é outro extraordinário divulgador do patrimônio histórico. A casa Letti, de seus pais e avós, faz parte do conjunto arquitetônico e guarda o maior acervo em moveis, documentos e objetos utilizados pelos imigrantes.

Na quinta-feira (28/10), Nério Letti recebeu equipe de reportagens de emissora de TV de São Paulo, que resgatou a importância do casario italiano, elogiando a atuação de Fernando Roveda , em conversa com o deputado Francisco Appio (foto abaixo).

Roveda obteve o reconhecimento do Vaticano, pois em cerimônia pública foi recebido pelo Papa Bento XVI, a quem entregou uma de suas inúmeras publicações, referente à presença da igreja católica na colonização de Antônio Prado (foto abaixo).

Na Casa da Neni, outra centenária construção em madeira, do início do século passado, o parlamentar destacou a determinação e perseverança de sua proprietária Lúcia Zanella Carra, mantendo-a aberta ao público para a comercialização do artesanato local.

Veja, a seguir, algumas fotos.

Lucia Zanella Carra e Appio na Casa da Neni

Centro Histórico de Antônio Prado

Appio, Roveda e Letti


Vereadores de Antônio Prado

Appio e Letti

Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Shows

Regis Tadeu comenta a agenda de shows de novembro

Sex, 29 Out, 11h23
Por Regis Tadeu, especial para o Yahoo! Brasil

Todo mês, o colunista Regis Tadeu (leia as colunas dele) comenta a agenda de shows do mês aqui no Yahoo!. Ácido como sempre, o crítico músical dá a dica das apresentações que você não pode perder e os shows que você não deve passar nem perto.

VICTOR & LEO
04 e 05 - Rio de Janeiro - Citibank Hall

Até que dentro do ridículo mundo sertanejo esta dupla não faz feio, já que suas canções têm um forte acento pop/folk, o que os diferencia dos "Brunos & Marrones" da vida. É claro que as letras versam sobre o romantismo "dor-de-corno", mas pelo menos os caras tentam fazer isto utilizando preceitos mais interessantes em termos de harmonia e melodia, o que é um avanço incrível dentro de um mar de mediocridade.

ZEZÉ DI CAMARGO & LUCIANO
04, 05, 06 e 07 - São Paulo - Credicard Hall

Responda com sinceridade: dá para esperar alguma novidade em uma apresentação da dupla? Dá para esperar que os irmãos mostrem canções inusitadas, arranjos novos que fujam da mesmice e interpretações menos cafonas? Resumindo: quem assistir a este show vai ter uma incrível experiência de "deja vu", ou seja, tudo já foi visto e ouvido antes, mesmo que algumas canções novas tenham sido enxertadas no repertório. Tédio...

CORINNE BAILEY RAE
04 - São Paulo - Via Funchal
06 - Rio de Janeiro - HSBC Arena

A delicada maneira como esta cantora aborda o soul e o rhythm n' blues já é cativante. Como se não bastasse isto, suas canções são ótimas, com belos achados melódicos, tocadas por uma banda de apoio extremamente competente. Pode assistir sem medo. Será um show bem legal, perfeito para você levar o seu amor - independente do sexo - e ainda por cima fazer uma "preza"...

BLACK EYED PEAS
04 - São Paulo - Estádio do Morumbi

Este é o chamado show "me engana que eu gosto": por trás de uma superprodução cênica, o pessoal do Black Eyed Peas finge que se ama, que suas músicas são legais e que tudo o que eles querem é fazer as pessoas pularem sem parar, justamente para ninguém prestar atenção ao fato de que suas canções são patéticas, mais fracas que suco de merenda escolar; de sua parte, o público finge que tudo está sendo feito em função dele e, por isso, resolve dar umas sacudidas só para dizer que participou da festa. Lamentável que um engodo destes seja levado a sério.

F1 FESTIVAL
05 - São Paulo - Jockey Club

Este evento terá três atrações. No caso de Marcelo D2, podem falar o que quiserem, mas a fórmula "rap + samba" deste cara é muito bem temperada, com consistência instrumental e letras espertas, ideais para o estilo. Nos shows, isto costuma tomar uma proporção ainda mais contagiante, desde que D2 deixe lado os longos discursos e os papos furados que costumam permear suas apresentações e se concentre em cantar, ao lado de sua sempre competente banda de apoio. Se fizer isso, é showzão.

O N*E*R*D é na verdade um ótimo projeto paralelo da dupla de rappers que forma o Neptunes, Pharrell Williams (que já produziu coisas da Madonna) e Chad Hugo, que fazem uma sensacional mistura de rock com hip-hop. Já o encerramento do evento será com o irregular Eminem, que alterna apresentações empolgantes com festivais de verborragia que entediam logo na terceira música. Vá por sua conta e risco, principalmente porque o festival vai rolar no pior e mais desorganizado lugar da América do Sul para se fazer um show.

EUROPE
05 - São Paulo - HSBC Brasil

Embora tenha deixado para trás as "farofices" e gravado bons discos nos últimos tempos, esta banda sueca vai tentar minimizar o fato de que todo mundo vai aparecer por lá para ouvir duas das maiores atrocidades musicais já cometidas por uma banda: "Final Countdown" e "Carrie", que rivaliza com "Always", do Bon Jovi, na categoria "Pior Balada da Galáxia". Então, boas canções recentes se alternarão com hard rocks posers do passado. Depois não diga que não avisei...

CHARLIE BROWN JR.
05 - Belo Horizonte - Chevrolet Hall

Tão certo quanto o fato de que a banda não tem mais a relevância artística do passado é que o grupo ainda consegue empolgar quem tem menos de dezoito anos de idade e os saudosistas que só ouvem músicas que tocam nas rádios. Se você está incluído nestas categorias, vai se divertir a valer. Caso contrário...

JORGE VERCILLO
05 - São Paulo - Citibank Hall
O maior imitador de Djavan da América Latina está de volta para "pentear os ouvidos" dos mais incautos com canções adocicadas, com letras que mais parecem "poesia de escada de faculdade" e arranjos que não oferecem o menor sinal de ousadia e criatividade. É um daqueles shows ideais para se assistir bebericando uísque e comendo uma porção de provolone à milanesa.
JELLO BIAFRA AND THE GUANTANAMO SCHOOL OF MEDICINE
5 e 6 - São Paulo - Hangar 110
O lendário ex-vocalista do Dead Kennedys volta ao Brasil com sua nova banda, que faz um som mais rock n' roll e menos punk. Só que isto não significa que ele tenha amolecido o seu discurso anarco-politizado ou mesmo arrefecido a sua fúria sonora - muito pelo contrário. Prepare-se para um show de cinismo, discursos contra o sistema e um punhado de canções pesadas e energéticas. E não se preocupe: ele vai tocar coisas de sua ex-banda. Ah, detalhe: no dia 5 a abertura fica por conta do sempre ótimo Ratos de Porão, enquanto que no dia 6 o papel cabe ao Flicts.
ROUPA NOVA
06 - Belo Horizonte - Chevrolet Hall
19 e 20 - Rio de Janeiro - Citibank Hall
É aquela velha história: os caras são músicos extraordinários, com total domínio de seus instrumentos, mas ficaram presos a um mercado que não aceita nada que contenha um mínimo de criatividade musical. Resignada, a banda então vem se rendendo há anos em tocar coisas abomináveis como "Dona", "Whisky a Go Go", feitas especialmente para agradar a um público muito pouco exigente. Infelizmente, o Roupa Nova é a prova que todo país tem o Toto que merece...
LULU SANTOS
06 - Rio de Janeiro - Citibank Hall
12 - São Paulo - HSBC Brasil
Show de Lulu Santo sempre é garantia de caminhão de hits bem tocados, performances energéticas e precisas, gente incapaz de ficar sentada na plateia e muita cantoria. Só que Lulu volta a São Paulo com um show acústico, o que certamente vai dar uma diminuída no astral e privilegiar um repertório mais comportado. Mesmo assim, os novos arranjos talvez tragam algumas novidades. Quem é fã, deve conferir; quem nunca viu show dele e tem curiosidade pode se surpreender.
JONAS BROTHERS
06 - São Paulo - Estádio do Canindé
07 - Rio de Janeiro - Estádio Célio de Barros
10 - Porto Alegre - Ginásio Gigantinho
Estão aqui três ocasiões em que sei onde eu NÃO estarei. Se você for esperto(a), faça o mesmo. Agora, se você tiver uma filha ou filhas adolescentes histéricas e descontroladas por causa destes três pastéis em forma de seres humanos, você tem duas alternativas: se levá-las ao show, se prepare para o maior festival de gritaria supersônica de sua vida; se não levá-las, se prepare para o maior festival de choro convulsivo dentro de sua própria casa. O que você prefere?
ULTRA MUSIC FESTIVAL
06 - São Paulo - Chácara do Jockey
É uma pena que um festival de música eletrônica que tenha em sua escalação nomes como Fatboy Slim, Groove Armada, Moby e dois integrantes do Faithless tenha sido marcado em um local que cheira a cocô de cavalo, quase sempre cheio de lama, desorganizado em termos de estacionamento e quase impossível de se chegar e, principalmente, de sair. Junte a isto o fato de que os nomes acima citados não estarão tocando e sim discotecando ao lado de mais 239 DJs nacionais e mais uma meia dúzia de internacionais, e você terá a desculpa perfeita para ficar em casa, receber os amigos para um jantar tranqüilo e sem sobressaltos.
PAUL McCARTNEY
07 - Porto Alegre - Beira Rio
21 e 22 - São Paulo - Estádio do Morumbi
Responda sinceramente: o que você acha que eu poderia escrever a respeito deste show? Não só vá assistir a um dos caras mais legais e geniais de todos os tempos, mas encare isto como uma "celebração de vida". E não se preocupe: você vai chorar muito na parte final de "Hey Jude". Como eu sei disto? Fácil: se um sujeito "coração de pedra" como eu se debulhou em lágrimas quando McCartney cantou esta canção no Brasil em 1993, imagine você, que é uma pessoa sensível e bacana...
THE SLACKERS
09 e 10 - Porto Alegre - Live Sport Pub
11 - São Paulo - Clash Club
12 - Campinas - Casa São Jorge
13 - Belo Horizonte - Music Hall
14 - Belém - African
15 - Brasília - Bar do Calaf
Dentro da cena mundial do ska, não há quem nunca tenha ouvido pelo menos um disco deste grupo, que vem ao Brasil divulgar seu mais recente disco, The Great Rocksteady Swindle. Tudo bem, os caras não têm a energia de um Madness, de um The Specials, mas fazem um sonzinho agradável, que dá para sacudir o esqueleto e beber ao mesmo tempo. É o típico show divertido e que não faz mal a ninguém.
BELLE & SEBASTIAN
10 - São Paulo - Via Funchal
Tenho vontade de esganar meus colegas na imprensa musical quando eles se referem ao som do grupo como "fofo", "fofinho" ou o raio que o parta. Tudo porque o que a banda faz é um punhado de boas canções, com forte apelo pop/folk, mas que passam longe da 'bundamolice' atribuída a eles. Se souberem escolher o repertório, você vai assistir a uma banda coesa executando boas canções. Hoje em dia, isto está mais do que bom.
RECOIL
10 - São Paulo - Inferno Club
Este é grupo montado por Alan Wilder quando ele picou a mula do Depeche Mode em 1995. O som da banda é bem legal, ainda mais eletrônico e esquisito que a antiga banda do cara, com belas melodias e um clima meio claustrofóbico. O problema é que não há uma banda, e sim Wilder e um companheiro atrás de uma bancada com laptops e equipamentos de mixagem, girando botões e fingindo que estão tocando coisas que, na verdade, estão pré-gravadas. Ou seja, picaretagem total! Indicado apenas para "viúvas da formação clássica do Depeche Mode". Depois não diga que eu não avisei...
SAMBA DE RAINHA
11 - São Paulo - Citibank Hall
Este grupo de samba, formado unicamente por mulheres, tenta resgatar para as novas gerações a real essência do gênero, repudiando completamente esse pagode "xexelento" que rola por aí. As meninas tocam bem e não se rendem a esse papo de banda de apoio e o escambau. Se você quer saber como é fazer samba de verdade e ouvir bons clássicos do passado, este show é uma boa pedida. Mas você tem que estar no clima para isso e não se deixar levar pelo tédio.
MILLENCOLIN
11 - Porto Alegre - Bar Opinião
12 - Curitiba - Curitiba Master Hall
13 - Rio de Janeiro - Espaço Fundição
14 - São Paulo - Carioca Club
Bem, o som do grupo é aquele surf/skate/pseudopunk que fez - e ainda faz - a alegria dos amantes dos esportes radicais. Só que os caras sempre mandam muito bem em cima do palco e suas canções acabam ganhando um gás extra justamente por conta do excesso de adrenalina resultante do encontro dos músicos com a platéia. Boa pedida para quem quer suar e se acabar de tanto pular.
BAILE DO SIMONAL
12 - São Paulo - Citibank Hall
Capitaneado pelos filhos do "homem" - Simoninha e Max de Castro -, este projeto trata de resgatar as sensacionais canções do cantor mais carismático que este país já viu. Apoiado por uma banda competentíssima e com a possibilidade de aparecerem convidados especiais, é um daqueles shows em que é impossível ficar sem pelo menos balançar algumas partes do corpo.
RAVEN & STEVE GRIMMETT
13 - São Paulo - Carioca Club
Uma das mais sensacionais e criminosamente injustiçadas bandas da história do heavy metal, o trio inglês resolveu voltar à ativa depois de anos de ostracismo, lançando alguns bons discos, como é o caso do mais recente, Walk Through Fire. Infelizmente, o inacreditável baterista Rob "Wacko" Hunter não está presente na nova formação do trio, mas seu substituto, Joe Hasselvander, também é excelente. Mas o que vale mesmo é ver os irmãos John e Mark Gallagher, baixista/vocalista e guitarrista, respectivamente, detonarem um monte de clássicos inacreditáveis, como "Hell Patrol", "Rock Until You Drop", "Crash Bang Wallop" e outras desgraceiras.
O problema é que se você chegar cedo terá que assistir ao show de uma das mais patéticas figuras da música mundial: Steve Grimmett, ex-vocalista do igualmente ridículo Grim Reaper, que vai abrir a apresentação do trio inglês com suas canções medíocres e sua presença de palco que dá um novo sentido ao termo "medonho".
NORAH JONES
14 - São Paulo - Parque da Independência
16 - Rio de Janeiro - Vivo Rio
18 - Porto Alegre - Teatro do Bourbon Country
Este é um daqueles shows em que a gente sai andando em nuvens. Tudo porque Norah hoje é uma artista no sentido mais alto da palavra, pois não apenas dominou a extrema timidez do início da carreira, como conseguiu unir a segurança em cima do palco com um timing de apresentação que não é menos que cativante. Para "piorar", suas canções são sensacionais. Showzaço!
MASSIVE ATTACK
15 - Belo Horizonte - Chevrolet Hall
16 - São Paulo - HSBC Brasil
Prepare-se para uma das mais desconcertantes e hipnóticas experiências sônicas e visuais de sua vida. Por mais que você conheça cada uma das espetaculares canções do grupo, o tratamento dado a elas ao vivo é tão surpreendente que eu mesmo já me peguei de queixo caído quando o grupo esteve aqui em 1998. Não perca de jeito algum!
CREEDENCE CLEARWATER REVISITED
15 - Porto Alegre - Teatro do Bourbon Country
20 - São Paulo - Via Funchal
Outra picaretagem da grossa. Todo mundo sabe que o cérebro e o coração por trás do Credence Clearwater Revival era o John Fogerty - tanto que a banda acabou quando ele deixou seus companheiros. Acontece que dois destes caras - o baixista Stu Cook e o baterista Doug "Cosmo" Clifford - não se cansam de arrancar uns trocados tocando músicas que eles jamais criaram, canções nas quais foram meros coadjuvantes, tendo como principal cúmplice o ex-guitarrista do The Cars, Elliot Easton. No fundo, é um "show cover de luxo"...
16º GOIÂNIA NOISE FESTIVAL
17 a 21 - Goiânia - Centro Cultural Martim Cererê
A programação é muito extensa, mas dá para destacar as presenças de Macaco Bong, Porcas Borboletas, Superguidis (com Felipe Seabra, da Plebe Rude, Krisiun, Otto, Black Drawing Chalks, Nina Becker, Walverdes, Musica Diablo, The Mummies e Cólera, entre uma infinidades de outros grupos brasileiros. Se você é daqueles que ainda tem disposição física para agüentar maratonas de shows, encare a parada e veja como anda o rock nacional nos dias de hoje.
STEREOPHONICS
18 - São Paulo - Citibank Hall
Esta ótima banda de País de Gales é um dos grupos mais subestimados da atualidade pela chamada "crítica especializada", incluindo o pessoal aqui no Brasil. Além de serem muito bons em cima do palco, os caras apresentam canções excelentes - experimente ouvir "Dakota" sem sentir um arrepio na espinha - e os caras representam o que de melhor ainda existe no chamado britpop. Outro showzão!
ROBERTO CARLOS
18 e 19 - São Paulo - Credicard Hall
24 e 25 - São Paulo - Anhembi - Grande Auditório
Vamos encarar a verdade? Ok, lá vai: se você viu um show do Roberto Carlos, viu todos. Infelizmente, ele é incapaz de mudar um único detalhe de suas apresentações e esta postura já dura há décadas. As músicas são as mesmas, os arranjos são os mesmos, a comunicação com a platéia é a mesma, as rosas distribuídas para as senhoras tresloucadas que se sentam nas primeiras fileiras já são de praxe, a leitura descarada das letras em um teleprompter, o pieguismo romântico... Tudo rigorosamente igual. Se você não se incomoda com isso, bom proveito! Mas se é para saborear sempre a mesma iguaria, prefiro comer pastel de queijo na feira...
THE MUMMIES
18 - São Paulo - Clash Club
19 - Goiânia - Goiânia Noise Festival - Centro Cultural Martim Cererê
O que você diria de cinco sujeitos fantasiados de múmias egípcias tocando um rock garageiro que renega todos os avanços tecnológicos musicais surgidos a partir de 1968? Tinha tudo para ser ridículo, certo? Errado! O som da banda é inacreditável de tão bom e as figuras no palco... Olha, é preciso ver para crer. Pode apostar: será um dos shows mais divertidos da década!
CARL PALMER BAND
19 - São Paulo - Carioca Club
Esteja preparado para presenciar uma das maiores picaretagens de todos os tempos. O lendário baterista do Emerson, Lake & Palmer anda se apresentando por aí com um guitarrista pentelhíssimo de tão irritante em sua maneira de tocar e um baixista metido a virtuoso. O pior é que ele toca as músicas de sua ex-banda com arranjos barulhentos e histriônicos, trazendo o que de pior o termo "fusion" possa significar. Até mesmo quem é baterista vai achar tudo uma chatice atroz.
SKANK
19 e 20 - São Paulo - Citibank Hall
Canções bacanas, banda competente, astral animado e simpatia espontânea. O que mais a gente pode pedir hoje de um grupo nacional em um território tomado por bandas coloridas insípidas e ridículas. Pois são exatamente estas características que sempre estão presentes em um show do grupo mineiro. Você até achar que as apresentações são previsíveis, mas é inegável que a gente sempre tem pelo menos um sorriso estampado no rosto quando vê os caras ao vivo. Vá e divirta-se!
PIXOTE
20 - São Paulo - Credicard Hall
Este grupo é a personificação desse "pagode mela-lingerie" que andam tentando trazer novamente à tona. Como dá para levar a sério um grupo que compõe troços batizado como "Por Favor Volta pra Mim" e "Cedo Pra Te Esquecer"? Não dá, né? O pior é que tem gente que chama isso de "samba". É o fim dos tempos... Ah, o show? Pô, vá fazer outra coisa...
FESTIVAL PLANETA TERRA
20 - São Paulo - Playcenter
Taí mais uma maratona de shows. De todo o elenco do festival, preste um pouco mais de atenção ao curioso Yeasayer , ao bacana Phoenix, a volta do Pavement - torça para que eles estejam entrosados; caso contrário, o show será um desastre -, ao dançante Passion Pit, ao som sacolejante e predominantemente eletrônico do Hot Chip, ao esquisitamente dançante Empire of the Sun e ao surpreendente Girl Talk. Ao mesmo tempo, esteja preparado para a chatice do Smashing Pumpkins, para a afetação vazia e cafona de Mika . No setor nacional, assista a todas as bandas que conseguir. Você pode ter muitas surpresas - agradáveis ou não.
WALTER LURE
20 - São Paulo - Inferno Club
Ex-integrante do Johnny Thunders & The Heartbreakers, Lure vai surpreender muita gente com seu show encorpado, totalmente rock n' roll. De quebra, você ainda terá a participação da boa banda Forgotten Boys e de Jungle George (ex-Holly Tree). Vai ser uma noite infernal - no bom sentido, claro.
PHOENIX
21 - Belo Horizonte - Chevrolet Hall
O som desta banda francesa está muito mais próximo da sonoridade do britpop do que destes cabecismos indies que andam arrastando correntes por aí. Além de ter repertório bacana, os caras tocam bem e mandam um punhado de canções legais para chacoalhar o esqueleto. Será uma boa surpresa para os mineiros...
SCISSOR SISTERS
22 - São Paulo - Via Funchal
Se você for uma pessoa sem preconceitos e gostar de um som pop extremamente divertido e bem feito, vai ser este show com um enorme sorriso no rosto. Tudo porque a banda faz hoje um dos shows mais animados e deliciosamente cafonas, recheado de canções muito mais que interessantes e com altíssima dose de energia. È uma mistura de B-52's com Pet Shop Boys. Pô, quer coisa mais divertida que isto?
TOKIO HOTEL
23 - São Paulo - Via Funchal
O vocalista Bill Kaulitz é certamente uma das figuras mais asquerosas surgidas nos últimos tempos no show business, seja por sua androginia de isopor, seja pelo falso messianismo que cerca suas vocalizações. Para piorar ainda mais, as canções de sua banda representam o pior que se pode imaginar em termos de agressividade de plástico e romantismo sofrido. Sem contar que aguentar a gritaria histérica de meninas adolescentes sem qualquer noção de bom senso será um suplício extra para quem se aventurar nesta "roubada". Fique em casa. E se sua filha implorar para que a leve neste show, mande-a fazer a lição de casa e arrumar o quarto...
JEFF BECK
24 - Rio de Janeiro - Vivo Rio
25 - São Paulo - Via Funchal

Apesar de ter lançado recentemente um disco fraquíssimo - Emotion & Commotion - ver o lendário guitarrista em ação é uma das experiências mais desconcertantes de todos os tempos. Tentar entender como ele consegue extrair sons extraterrestres da guitarra usando apenas os dedos já deixou muita gente com o cérebro torcido. Não perca, mesmo se você não souber sequer quantas cordas tem um violão.
FERNANDO & SOROCABA
25 - Belo Horizonte - Chevrolet Hall
A dupla está divulgando seu mais recente lançamento - mais um daqueles inevitáveis "DVDs acústicos" - e aproveitou para dar uma melhorada no seu outrora fraquíssimo som, injetando uma maior influência country em suas fracas canções. Menos mal. Não que isto tenha transformado os caras em uma atração bacana, mas pelo menos as pessoas podem ter um pouquinho mais de qualidade dentro deste cenário horrível das duplas sertanejas. De resto, é aquele discurso de sempre...
SANDY
25 - São Paulo - Citibank Hall
28 - Rio de Janeiro - Vivo Rio
Tentando buscar uma legitimidade em sua carreira solo, Sandy cercou-se de uma boa banda de apoio na hora de transpor as canções de seu disco para o palco, em uma roupagem sonora predominantemente acústica. Louve-se seu esforço em se afastar da imagem de menina bobinha do passado, mas ela ainda precisa comer muito feijão antes de se tornar uma referência musical digna de nota. È isto o que você verá e ouvirá neste show.
BUZZCOCKS (UK) + THE ADOLESCENTS
25 - São Paulo - Clash Club
Uma das bandas mais importantes do punk rock, o Buzzcocks foi muito além de suas fronteiras e construiu uma carreira discográfica exemplar. Sem contar que, em cima do palco, os caras esbanjam carisma e competência. Como show de abertura, você vai se divertir bastante com o punk tipicamente americano do Adolescents. Imperdível!
BRUNO & MARRONE
26 e 27 - Rio de Janeiro - Citibank Hall
Sem sombra de dúvidas, esta dupla - bem, "dupla" é modo de escrever, já que apenas um canta, ou melhor, grita, enquanto o outro apenas mexe os lábios - é um dos troços mais asquerosos que a música mundial já presenciou. É impressionante como Bruno & Marrone são artistas de uma regularidade impressionante: nada do que eles cantam e tocam é digno de um único elogio. No palco, então... As canções são arremedos do que de pior pode ser chamado de "romantismo", com arranjos absurdamente manjados e interpretações canhestras. Quando a dupla cisma de colocar bailarinos fazendo coreografias de 18ª categoria, aí é o Apocalipse. Parece incrível, mas, perto eles, Vitor & Leo soam como Simon & Garfunkel.
FÁBIO JR.
26 e 27 - São Paulo - Credicard Hall
Da mesma forma como acontece com Roberto Carlos, Fábio Jr. também vem há muito tempo apresentando um show bastante burocrático. Mas ao contrário do "Rei", o pai do tal de Fiuk - um dos moleques mais desafinados da história do show business mundial - é um roqueiro enrustido e sacana, que sabe que um pouco de espontaneidade é caminho certo para cativar ainda mais as suas fãs, que nunca cessam de gritar em suas apresentações. De uma coisa você pode ter certeza: a banda de apoio do cantor é sempre um time de primeira grandeza em termos instrumentais. Já as músicas...
TWISTED SISTER
27 - São Paulo - Via Funchal
Agora sem as ridículas maquiagens, a banda vai apresentar o mesmíssimo repertório de sempre, que vai marejar os olhos apenas de quem baba-ovo para os caras desde a adolescência. Mas preste atenção à performance do ótimo batera AJ Pero, que é o cara que segura tudo no final das contas.
DIOGO NOGUEIRA
27 - Rio de Janeiro - Vivo Rio
Ele até tenta seguir os passos do pai - o lendário e falecido João Nogueira -, mas além de não ter voz condizente com o gênero, Diogo Nogueira tem carisma zero e faz um tipo de samba que não só passa a anos-luz de distância daquilo que Zeca Pagodinho e Jorge Aragão - estes sim representantes do "resgate do samba de raiz" -, como também soa como um Alexandre Pires mais rústico. Não perca seu tempo.
THE QUIREBOYS
28 - São Paulo - Manifesto Bar
Um dos grandes representantes da cena roqueira inglesa nos anos 80, o Quireboys sempre rezou pela cartilha básica que deu ao mundo maravilhas como o Black Crowes. Com nova formação e o mesmíssimo som, a banda continua a encarnar o espírito "uísque & rock and roll" que tanto bem faz para a alma e para o corpo. Não perca!
RAMMSTEIN
30 - São Paulo - Via Funchal
Poucas bandas hoje fazem um show tão impactante quanto este quinteto alemão. A mistura de heavy metal com fortes pitadas eletrônicas, aliada a explosões, fogos e mais um monte de outros elementos cênicos, vai arrebatar até mesmo quem não é muito ligado neste tipo de sonoridade. Vai ser um arraso!