Rádio WNews

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Pauta Cultural

Olá, gostaria de sugerir nosso espetáculo como pauta cultural, se puder fortalecer nosso trabalho seremos muito gratos!
Att,
Anderson Maciel

Coletivo Cultural Sankofa volta apresentar peça infantil que discuti uma infância livre de rótulos e violências.
O espetáculo ‘Aonde nasce o arco-íris?’ foi financiado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e propõe uma reflexão sobre as punições que as crianças sofrem a partir dos tabus culturais impostos pelos adultos.
São Paulo, 26 de janeiro de 2017 – Maria é uma menina que nasceu boneca de pano, mas não se reconhece como tal e sonha em ser uma bailarina. Rafa é uma criança solitária, brinca de não ficar só e não desgruda de Maria.  Brincando de procurar aonde nasce o arco-íris conhecem Joca, o filho do vento. O trio de brincantes se encontra no espetáculo livre para todas as idades “Aonde nasce o arco-íris?”, produzido pelo Coletivo Sankofa, formado por artistas e educadores, sediado na Vila Ré, zona leste de São Paulo. A ideia do espetáculo é discutir como um adulto olha para uma criança que tem um comportamento diferente do padrão esperado. Com apresentações gratuitas durante todo o mês de fevereiro o espetáculo passará por casas, parques e abre temporada na sede do Coletivo, no dia 11 de fevereiro as 19hs, na Vila Ré São Paulo.
Na história, Maria e Rafa saem numa jornada em busca do arco-íris, pois entendem que lá, aonde ele nasce, poderiam realizar todos seus desejos de ser o que quiser, os personagens são embalados pelo som de músicas compostas especialmente para a peça e executadas pelo músico convidado Erick Assis, também considerado um brincante em cena. Considerando que o primeiro espaço de violência contra a população lgbt é a sua própria casa os personagens da peça apresentam conflitos de famílias que não conseguem conviver com as diferenças que as crianças apresentam e acabam punindo na certeza de que estão ”educando”. O arco íris também nasce no ventre de algumas famílias que precisam entender e respeitar todas as formas e cores de estar no mundo, afinal o mundo é mais belo quanto mais colorido.  “A partir da reflexão, buscamos questionar se o lar de cada um é realmente doce”, comenta Adriano Mota, diretor e dramaturgo da montagem ao ressaltar que violências domésticas em geral não são discutidas, pois se tornam tabus dentro das famílias, fazendo com que seus membros não as exponha para outras pessoas.
FICHA TÉCNICA DE “AONDE NASCE O ARCO-ÍRIS?”
Concepção:
 Anderson Maciel
Direção e Dramaturgia:
 Adriano Mota
Elenco:
 Davi Scorzato, Rodrigo Mar e Tata Ribeiro
Músico convidado:
 Erick Assis
Figurinos e Cenografia:
 Sissa Oliveira e Márcia Novais
Trilha Sonora:
 Fábricio Zavanella
Fotografia:
 Sissa Oliveira e Orlando Sousa
Produção Geral:
 Coletivo Cultural Sankofa

SERVIÇO – Espetáculo ‘Onde Nasce o Arco-íris?’
Programação Gratuita

Dia 11 de fevereiro, às 19h
Sede do Coletivo – Rua Pangauá, 669 – Vila Ré – Zona Leste
Dia 12 de fevereiro, às 15h
Praça Roosevelt – Praça Franklin Roosevelt, s/n – Consolação – Zona Central
Dia 18 de fevereiro, às 16h
Coletivo Alma – Av. Prof. João Batista Conti, 1445 - José Bonifácio – Zona Leste
Dia 19 de fevereiro, às 15h
Sede do Coletivo – Av. Governador Carvalho Pinto, s/n - Penha – Zona Leste

SOBRE O COLETIVO SANKOFA
Sediado na cidade de São Paulo, o Coletivo Cultural Sankofa é formado por artistas-educadores que desde 2012, a partir de suas vivências de exclusão e violência nos diferentes espaços, sentiram a necessidade de pesquisar e desenvolver ações em arte e educação por meio de uma prática coletiva de afirmação de corpos políticos e poéticos. Desde então buscam por meio da experiência poética e política sua maneira de expressão como coletivo, comprometidos com a crítica social aos modelos hegemônicos. A Sede do Coletivo Cultural Sankofa fica na Rua Pangauá 669, Vila Ré, próxima à Estação Patriarca do Metrô.



Att.
Anderson Maciel
Coletivo Cultural Sankofa
(11) 98358-6607 / (11) 99554-3332
Instagram: @coletivoculturalsankofa


"Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância."
Simone de Beauvoir



--
Att.
Coletivo Cultural Sankofa
(11) 98358-6607 / (11) 99554-3332
Instagram: @coletivoculturalsankofa


"Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância."
Simone de Beauvoir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim