Rádio WNews

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Dia da Mulher Negra

View this email in your browser

Um poema para o
Dia Internacional da Mulher Negra



HERANÇA DE MÃE

Pego o papel e sou deusa. Invento o mundo,
Nem sempre escrevo o que ele me dá,
Gosto de chover na estiagem para fazer
Plantações, dançar na colheita dos frutos doces.
Crio outros mundos para renegar o que esse
Mundo nos traz, fazer desvios.
Aprendi com mãe que vencia muros todo dia,
Ela tinha essa força.
Trazia pra essa terra de racismos perversos
Outros caminhos, assim que amanhecia.
Eu fiquei com sua missão de pular paredes
E construir caminhos.



Poema de Jovina S. Publicado no livro Cadernos Negros volume 37

 
 
 
 
Sent by Quilombhoje
Zona Norte, Sao Paulo, 10000-000
5511971961500
Forward to a friend
Unsubscribe
 
 

Estamos aqui também

 
Twittter
Facebook
 
 
Share
Tweet
Forward
Alguns preferem estimular ideias e lutas fratricidas. Preferimos continuar acreditando no coletivismo, na cooperação e na solidariedade.
Copyright © 2016 Cadernos Negros, All rights reserved.
Legal que você está na nossa lista. Queremos que você continue. Mas a qualquer momento que desejar é só solicitar a retirada do nome.

Our mailing address is:
Cadernos Negros
São Paulo
Zona Norte
Sao Paulo, SP 1000 graus

Add us to your address book

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim