Destaque

Destaque

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Casagrande Fala sobre Drogas

Casagrande se emociona ao falar de seus problemas com drogas na TV

Ídolo do Corinthians, o ex-atacante e hoje comentarista esportivo Casagrande passou por maus bocados na vida em razão da sua dependência de drogas, vício que chegou a afastá-lo das atividades profissionais e exigiu uma internação em clínica de reabilitação por um ano. Recuperado, Casão se emocionou com os depoimentos de amigos, colegas e familiares no "Domingão do Faustão" do último domingo.
Primeiro, o ex-atleta revelou que o primeiro contato com os entorpecentes foi na adolescência, mas só depois que ele se aposentou, aos 31 anos, é que o vício começou a aparecer para preencher um "vazio" em sua vida. "Eu encontrei erroneamente um falso prazer que a droga te dá e anulava o vazio que eu tinha, mas era uma coisa muito falsa. Quando o efeito passava, o vazio ficava maior. Um dos efeitos da droga é o congelamento emocional, não te deixa nem feliz nem triste. O que te atrai nas drogas é que você não consegue lidar com aquilo sozinho", comentou.
O ápice da emoção do ex-atleta no programa foi o depoimento de seu filho caçula, Symon, quando disse que não considerava mais Casão como amigo: "Ele fazia uma coisa que falava para a gente não fazer. Hoje eu não tenho mais um melhor amigo, mas ele tem como me reconquistar. Eu o sinto como meu melhor amigo dentro de mim, mas ele tem que me mostrar isso pessoalmente", comentou aos prantos o garoto de 18 anos.
Quem também gravou mensagens de apoio para o colega foi o companheiro de comentários de Casagrande na Globo, Caio Ribeiro, e os locutores Cléber Machado e Galvão Bueno.  O último comentou: "Foi fundamental quando você conversando com seu coração, você disse: 'Não me abandona, não velho, juntos nós vamos dar a volta por cima'."
Agora de volta à profissão de comentarista, Casão continua se cuidando para não sair da linha novamente: "Às vezes, peço que me acompanhem quando eu saio, não é por medo de uma recaída, é porque eu fiquei muito tempo congelando minhas emoções e a gente se emociona com certas situações", disse o comentarista esportivo da Globo. E completou: "É uma armadilha. Você tem que se tratar, caso contrário você volta."
Para se submeter a um quadro desses em um programa de TV com a abrangência do "Domingão do Faustão", Casagrande teve muita coragem e, principalmente, humildade ao falar de coração aberto dos seus erros. É um exemplo de volta por cima a ser seguido.
Assista ao programa na íntegra aqui!
Siga o autor deste post no Twitter!
Fonte: Yahoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim