Destaque

Destaque

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Trabalho de Remoção da Santa

Começa trabalho de remoção da imagem de Nsa. de Oliveira de cima da Catedral

A data de hoje, quinta-feira, dia 23 de dezembro de 2010, é para ficar na história de Vacaria e na lembrança dos vacarianos e das pessoas que vieram de outras localidades, pois, por volta das 10 horas da manhã, uma equipe de técnicos em guindastes da empresa Vanin, de Caxias do Sul, iniciou os trabalhos da retirada da imagem de Nossa Senhora da Oliveira de cima da Catedral Diocesana.

Até ás 18 horas de hoje, os funcionários da empresa tentaram em vão tirar a imagem do lugar. A mesma está colocada sobre uma base de concreto com ferros e cimento no meio das duas torres da Catedral, desde o ano de 1952. Portanto, há 58 anos.

Segundo informações, a imagem foi colocada no lugar a pedido de Nicolau Chedid, para pagar uma promessa feita pela saúde de seu filho.

Os funcionários da empresa Vanin, com uma espécie de furadeira, retiraram mais da metade do concreto em volta dos pés da imagem e acionaram o guindaste até a capacidade de 12 mil quilos para içá-la. Porém não houve um movimento sequer.

Conforme informações de Ricardo, engenheiro-chefe da equipe da empresa Vanin, como o guindaste não pode ficar erguido devido força dos ventos que podem tombar o caminhão, o trabalho de remoção da imagem da santa continuará amanhã, sexta-feira, dia 24, a partir das 7h30min da manhã.

Indagado pela nossa reportagem se a estrutura da imagem não está comprometida e que ela sem estar amarrada ao guindaste poderia cair, Ricardo disse que não e, que amanhã, o primeiro trabalho dos funcionários é soltar a base de concreto na frente da imagem como foi feito ao redor dela, para que então o guindaste possa içá-la para cima e posteriormente trazê-la para baixo para ser colocada no lugar reservado para a mesma.

Desde quando iniciaram os trabalhos até o final do dia, centenas de pessoas sentadas em cadeiras de praia ou até mesmo no gramado dos canteiros da praça Daltro Filho, acompanharam o trabalho da equipe tomando chimarrão e discutindo sobre se a imagem deveria ou não ser removida.

Ainda segundo informações extra-oficiais, a empresa teria cobrado 10 mil reais para realizar o trabalho de remoção da imagem.

Na foto, um técnico da empresa retirando concreto da base da imagem.


Data: 23/12/2010 - 20:08
Fonte: Adelar Gonçalves/Rádio Esmeralda FM - 93,1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim