Destaque

Destaque

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Movimento Negro de Pelotas


MOVIMENTO NEGRO DE PELOTAS
MOVIMENTO NEGRO DE PELOTAS

José Antonio dos Santos da S... José Antonio dos Santos da Silva convidou voc"e para o evento 'SEMINÁRIO DE EMPREENDEDORISMO E TURISMO ÉTNICO - Oportunidades com a Copa do Mundo de 2014' em MOVIMENTO NEGRO DE PELOTAS
Importante sua participação neste Seminário que vai acontecer na Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, organizado pela ANTAB.

Asé.

Horário: 28 maio 2010 de 13:00 a 17:00
Local: Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Organizado por: José Antonio dos Santos da Silva


Descrição do evento:
Organização ANTAB.



Ver mais detalhes e RSVP em MOVIMENTO NEGRO DE PELOTAS:
http://movimentonegrodepelotas.ning.com/events/event/show?id=5567558%3AEvent%3A655&xgi=3SQe4PccTK8Gpe&xg_source=msg_invite_event
Sobre MOVIMENTO NEGRO DE PELOTAS
96 membros
143 fotos
11 postagens no blog

Um comentário:

  1. Atividades Carnavalescas em Pelotas!!!
    (comentário a noticia do Diário Popular de 25/05)

    Creio que as Entidades que discutem o carnaval não estão muito cientes das decisões que tem para tomar. Lendo a reportagem de hoje (25/05) do DP, me deparei com os possíveis locais do carnaval, e fiquei chocada. É a exclusão definitiva da festa popular do calendário popular (para ser redundante e trágico!).Colocar o carnaval em áreas periféricas da cidade, pode até parecer uma alternativa de potêncialização das regiões, mas sem duvida nenhuma também pode parecer uma forma de exclusão de uma comemoração popular, referênciada como uma das melhores da região (não que eu compartilhe dessa opinião! nem se quer participo da folia).
    Me preocupa significativamente o fato de quererem que o carnaval aconteça no Pestano ou na Guabiroba. Se o carnaval já costuma ser apontada como uma festa violênta em área de grande circulação social - como as áreas centrais das cidades, imagina em localidades afastadas? Digo isso com base em outros eventos, nada carnavalescos que já ajudei a organizar, ou mesmo participei e vi o descaso, por exemplo da Brigada Militar, em seder policiamento ao evento em detrimento a outros acontecimentos na cidade, como a Fenadoce (Falo do Corpus Christi, que acontece na mesma época da feira em geral, e que muitas vezes os jovens tão referênciados na manhã seguinte pelo glorioso trabalho, passam dificuldades a noite com os vandalos e motoristas desrespeitosos na madrugada... Isso que é um evento na zona central... mas a Fenadoce, como sempre é a Fenadoce, uma referência na cidade).
    Creio que isso seja de interesse coletivo, não pela participação em si da folia de Momo, mas pela repercursão negativa que um carnaval em área afastada pode levar. Ou talvez esse seja mesmo o motivo para tal sandisse, afastar o carnaval das áreas centrais e colocar a responsabilidade de eventuais disturbios cometidos na empolgação da folia, na criminalidade que ronda os nossos bairros periféricos. Lamentável!! Façamos algo... enquanto há tempo!

    Talvez deveria eu escrever mais um pouco para não ser tachada como preconceituosa. Mas creio que preciso é ouvir. Ouvir das pessoas envolvidas com o carnaval, com o movimento negro da cidade, dos moradores das localidades, dos apaixonados pelo carnaval, dos que detestam carnaval os argumentos (bons, muito bons e maus), economicos, sociais e políticos para que o carnaval aconteça em áreas tão, tão distantes (a saber... os locais cogitados são: Ferreira Viana - não há informação em qual altura da via; Avenida Leopoldo Brod e Lindolfo Collor (em direção a Guabiroba). A distância está no ponto de referência... imaginem comigo um morador do Bairro Getulio Vargas que não perde um carnaval, se deslocar até a Guabiroba? Imaginem um morador da Gotuzzo indo até o Pestano? Não vou nem falar mais nada.

    Virgínia Borges

    ResponderExcluir

Sim