Destaque

Destaque

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Yeda Tiro no Pé ?

Ficou para o dia 22/12 a votação do projeto salarial da Brigada Militar. De acordo com o deputado Francisco Appio, os Brigadianos rechaçam o projeto salarial apesar da Emenda da base aliada, que compensa perdas pelo desconto de 11% da Previdência. “A equiparação da Brigada ao Exército foi através de PEC do dep. Bolsonaro, para a qual recolhi assinaturas na Câmara Federal. O Cel. Pafiadache sabe disso”, diz Appio. Segundo ele, o projeto da Brigada, mesmo com a Emenda que compensa descontos à Previdência, não será aprovado. “Tem que rejeitar e montar outro Projeto”, comenta.



Nenhum projeto foi aprovado está semana. “Yeda ganhou o primeiro round, ou foram os sindicalistas? Mas e a greve do magistério?” questiona Appio. Segundo o parlamentar, o jogo de braço entre a governadora Yeda Crusius e o CPERS prejudica negociações da Brigada Militar. “Ninguém quer votar, por causa da briga oposição x governo”.



O deputado alerta que ao tirar o quórum das sessões, o Governo impede o Parlamento de votar projetos de deputados. “Esta interferência está causando desconforto”, comenta. Segundo o parlamentar, o impasse da falta de quórum vai prejudicar os Fundos Municipais da Criança e do Adolescente. Resolução da Mesa aperfeiçoa a Lei 13.069 do IR. “Se o Governo pretende empurrar tudo para uma Convocação Extraordinária corre o risco de dar um tiro no pé. É o que se diz nos corredores.”





Leia mais em www.appio.com.br : LICITAÇÃO DA BR470 E NOVA CÂMARA DE BARRACÃO - AL ENCERRA 2009 COM MEDALHA FARROUPILHA - APPIO QUER APERFEIÇOAR LEI ESTADUAL - AEROPORTO DE VACARIA NÃO DECOLA - SAIU O RESULTADO DO CONCURSO DO TUPINAMBÁ





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim