Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Deputado Estadual Santini Propõe Liberação de Jogos e Cassinos



Santini propõe liberação de jogos e cassino com arrecadação revertida para a saúde

Na quarta-feira (25), durante reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, o deputado Ronaldo Santini (PTB), juntamente com os colegas Sérgio Peres (PRB) e Liziane Bayer (PSB), propôs a liberação dos jogos e cassinos no Estado do Rio Grande do Sul, como nova fonte de recursos para financiamento na área da saúde.
A iniciativa foi em função da grave crise enfrentada na saúde do Rio Grande do Sul, onde está ocorrendo fechamento de hospitais, demissões, sobrecarga de funcionários e falta de repasse por parte do Estado para as instituições filantrópicas. Os parlamentares também sugeriram a recriação da Loteria do Estado do Rio Grande do Sul (Lotergs), onde parte do valor arrecadado com os jogos – desde que não destinado ao custeio ou a premiação – fica também destinado a saúde.
Como presidente da Frente Parlamentar de Apoio as Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, Santini argumentou que é necessário encontrar novas formas de arrecadação, que não onerem ainda mais a população com a criação de novas tarifas e impostos. “Isso acabaria sobrecarregando ainda mais a alta carga tributária que já enfrentamos. Por isso, estamos propondo alternativas que possam ajudar na superação da crise, a partir de novas fontes de receitas, como, por exemplo, a liberação dos jogos e a legalização dos cassinos, com imposto revertido para a área da saúde”, enfatizou, concluindo que “não é simplesmente liberar os jogos, é dar uma finalidade para esta arrecadação, sendo esta uma demanda prioritária para toda a população”.

Na Tribuna, Santini chamou atenção para a possibilidade de fechamento de mais um hospital
No sessão plenária de terça-feira (24), em seu pronunciamento na tribuna, Santini relatou e lamentou a notícia de que mais um hospital no interior do Estado está em vias de fechar as portas, desta vez na cidade de Três Passos. “Este é um tema que tenho trazido recorrentemente para debate. Os hospitais regionais, as Santas Casas de Misericórdia, os Hospitais Filantrópicos, todos estão pedindo socorro. Além disso, sem o reajuste salarial, os profissionais devem paralisar os serviços. E quem paga essa conta é a população”, enfatizou.
Ele lembrou ainda que, na semana passada, em visita ao município de David Canabarro a realidade que encontrou foi a mesma, com o hospital municipal também prestes a encerrar as atividades. O município de Vacaria também enfrenta problema semelhante, onde o Hospital Nossa Senhora de Oliveira está fechando sua UTI. “35% dos hospitais já iniciaram as demissões de funcionários, 70% estão com os salários médicos atrasados, 16% dos leitos hospitalares do Estado já foram fechados”, apontou.
Ele questionou ainda a falta de cumprimento nos repasses por parte do Poder Executivo Estadual. “Até quando o governo vai deixar de ouvir esse apelo e liberar os recursos que deve aos hospitais filantrópicos? São R$ 144 milhões que vão decidir se a população gaúcha terá ou não atendimento pelo SUS, este recurso devido a rede hospitalar filantrópica vai decidir entre a vida e a morte das pessoas. Então fica novamente meu apelo ao Governo do Estado, que reabra a discussão para encontrar uma forma de quitar esta dívida. Quantas pessoas ainda terão que morrer por falta de atendimento? Amanhã pode ser Três Passos, ontem quase Vacaria, Cruz Alta, Jaguarão, Uruguaiana, Teutônia, Erechim, entre muitos outros municípios”, concluiu o petebista.

Texto e foto: Mayara Dalla Libera MTE 16983

Mayara Dalla Libera Brenner
Jornalista MTE 16983
Assessoria de Imprensa Dep. Estadual Ronaldo Santini (PTB)
(51) 3210 1906
(51) 98414084
(54) 96665533

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sim