Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Consciência Negra Unifesp

I Semana da Consciência Negra Unifesp

palestra.jpgA convite da Profª Drª Samira Lima Costa, nestes trinta anos de dedicação em prol da valorização da Comunidade Negra e Comunidade do Samba, pela primeira vez ministrei palestra na abertura da I Semana da Consciência Negra, Reflexos de Palmares hoje, realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo Unifesp Campus Baixada Santista, saguão da unidade Silva Jardim.

Participaram ministraram palestra também, na parte “Café com política: Cultura Negra em debate”, a Drª Alessandra Franco coordenadora da Promoção da Igualdade Racial de São Vicente, Profº Rodolfo Reis filosofo ministro religioso de matriz africana e o Marcio Farias do Museu Afro Brasil São Paulo.

A preocupação para realização do evento é que embora no Brasil perdure o mito da democracia racial, o país ainda vive as consequências do fardo passado de escravidão.

O Núcleo de Estudos Reflexos de Palmares em parceria e Núcleo de Políticas Pública Social, organizadores do evento, consideram que no campus da Unifesp, que colocam como exemplo, um olhar mais atento perceberá a quase inexistência de negro (a)s no exercício da carreira docente. Na outra ponta, ao contrário, negros (a)s são a maioria dentre o(a)s funcionário(a)s mais precarizados(a)s da universidade, especialmente o(a)s trabalhadore(a)s terceirzados(a)s.

Neste sentido estão procurando saber em que medida as políticas afirmativas contribuem para a superação da desigualdade racial.

A I Semana da Consciência Negra da Unifesp-BS esta levando intelectuais, pesquisadores, ativistas e artistas para promoverem o debate sobre estas e outras questões tão candentes para o avanço da ciência na mais variada áreas.

Parabéns senti honrado em poder contribuir e mais ainda pela atenção e os aplauso  a minha participação no evento.

Registro carinho a Simone Yá Obassy, filha do Dráuzio da Cruz, pela participação em todos os eventos que estivemos presentes e que também esta acompanhando a reunião do Conselho do Samba. A Simone também tem participado em inúmeros eventos fora de nossa cidade. Parabéns grande Mulher Negra de nossa comunidade.


Consciência Negra

I Semana da Consciência Negra Unifesp

palestra.jpgA convite da Profª Drª Samira Lima Costa, nestes trinta anos de dedicação em prol da valorização da Comunidade Negra e Comunidade do Samba, pela primeira vez ministrei palestra na abertura da I Semana da Consciência Negra, Reflexos de Palmares hoje, realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo Unifesp Campus Baixada Santista, saguão da unidade Silva Jardim.

Participaram ministraram palestra também, na parte “Café com política: Cultura Negra em debate”, a Drª Alessandra Franco coordenadora da Promoção da Igualdade Racial de São Vicente, Profº Rodolfo Reis filosofo ministro religioso de matriz africana e o Marcio Farias do Museu Afro Brasil São Paulo.

A preocupação para realização do evento é que embora no Brasil perdure o mito da democracia racial, o país ainda vive as consequências do fardo passado de escravidão.

O Núcleo de Estudos Reflexos de Palmares em parceria e Núcleo de Políticas Pública Social, organizadores do evento, consideram que no campus da Unifesp, que colocam como exemplo, um olhar mais atento perceberá a quase inexistência de negro (a)s no exercício da carreira docente. Na outra ponta, ao contrário, negros (a)s são a maioria dentre o(a)s funcionário(a)s mais precarizados(a)s da universidade, especialmente o(a)s trabalhadore(a)s terceirzados(a)s.

Neste sentido estão procurando saber em que medida as políticas afirmativas contribuem para a superação da desigualdade racial.

A I Semana da Consciência Negra da Unifesp-BS esta levando intelectuais, pesquisadores, ativistas e artistas para promoverem o debate sobre estas e outras questões tão candentes para o avanço da ciência na mais variada áreas.

Parabéns senti honrado em poder contribuir e mais ainda pela atenção e os aplauso  a minha participação no evento.

Registro carinho a Simone Yá Obassy, filha do Dráuzio da Cruz, pela participação em todos os eventos que estivemos presentes e que também esta acompanhando a reunião do Conselho do Samba. A Simone também tem participado em inúmeros eventos fora de nossa cidade. Parabéns grande Mulher Negra de nossa comunidade.


Consciência Negra

I Semana da Consciência Negra Unifesp

palestra.jpgA convite da Profª Drª Samira Lima Costa, nestes trinta anos de dedicação em prol da valorização da Comunidade Negra e Comunidade do Samba, pela primeira vez ministrei palestra na abertura da I Semana da Consciência Negra, Reflexos de Palmares hoje, realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo Unifesp Campus Baixada Santista, saguão da unidade Silva Jardim.

Participaram ministraram palestra também, na parte “Café com política: Cultura Negra em debate”, a Drª Alessandra Franco coordenadora da Promoção da Igualdade Racial de São Vicente, Profº Rodolfo Reis filosofo ministro religioso de matriz africana e o Marcio Farias do Museu Afro Brasil São Paulo.

A preocupação para realização do evento é que embora no Brasil perdure o mito da democracia racial, o país ainda vive as consequências do fardo passado de escravidão.

O Núcleo de Estudos Reflexos de Palmares em parceria e Núcleo de Políticas Pública Social, organizadores do evento, consideram que no campus da Unifesp, que colocam como exemplo, um olhar mais atento perceberá a quase inexistência de negro (a)s no exercício da carreira docente. Na outra ponta, ao contrário, negros (a)s são a maioria dentre o(a)s funcionário(a)s mais precarizados(a)s da universidade, especialmente o(a)s trabalhadore(a)s terceirzados(a)s.

Neste sentido estão procurando saber em que medida as políticas afirmativas contribuem para a superação da desigualdade racial.

A I Semana da Consciência Negra da Unifesp-BS esta levando intelectuais, pesquisadores, ativistas e artistas para promoverem o debate sobre estas e outras questões tão candentes para o avanço da ciência na mais variada áreas.

Parabéns senti honrado em poder contribuir e mais ainda pela atenção e os aplauso  a minha participação no evento.

Registro carinho a Simone Yá Obassy, filha do Dráuzio da Cruz, pela participação em todos os eventos que estivemos presentes e que também esta acompanhando a reunião do Conselho do Samba. A Simone também tem participado em inúmeros eventos fora de nossa cidade. Parabéns grande Mulher Negra de nossa comunidade.


Mau Atendimento na Rodoviária de Vacaria RS

Lamentável a falta de bom atendimento por parte das moças que atendem o telefone para informações dos preços de passagens e horários de ônibus com má vontade, sem interesse de atender e esclarecer o cliente e com má educação, nunca sabem de nada. Infelizmente o administrador da Estação Rodoviária de Vacaria RS não seleciona bem os seus profissionais a altura é isso fica ruim para a imagem de nossa cidade, a Rodoviária é o cartão de visita de uma cidade, a segurança é péssima no local. A estação Rodoviária fica fechada a noite sem nenhum segurança particular ou público no local, nem monitoramento por câmeras de video . Quem não tem competência de administrar uma empresa quer atender o público então venda para outra pessoa que queira cuidar do negócio de Rodoviária com mais competência e organização.

Consciência Negra

I Semana da Consciência Negra Unifesp

palestra.jpgA convite da Profª Drª Samira Lima Costa, nestes trinta anos de dedicação em prol da valorização da Comunidade Negra e Comunidade do Samba, pela primeira vez ministrei palestra na abertura da I Semana da Consciência Negra, Reflexos de Palmares hoje, realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo Unifesp Campus Baixada Santista, saguão da unidade Silva Jardim.

Participaram ministraram palestra também, na parte “Café com política: Cultura Negra em debate”, a Drª Alessandra Franco coordenadora da Promoção da Igualdade Racial de São Vicente, Profº Rodolfo Reis filosofo ministro religioso de matriz africana e o Marcio Farias do Museu Afro Brasil São Paulo.

A preocupação para realização do evento é que embora no Brasil perdure o mito da democracia racial, o país ainda vive as consequências do fardo passado de escravidão.

O Núcleo de Estudos Reflexos de Palmares em parceria e Núcleo de Políticas Pública Social, organizadores do evento, consideram que no campus da Unifesp, que colocam como exemplo, um olhar mais atento perceberá a quase inexistência de negro (a)s no exercício da carreira docente. Na outra ponta, ao contrário, negros (a)s são a maioria dentre o(a)s funcionário(a)s mais precarizados(a)s da universidade, especialmente o(a)s trabalhadore(a)s terceirzados(a)s.

Neste sentido estão procurando saber em que medida as políticas afirmativas contribuem para a superação da desigualdade racial.

A I Semana da Consciência Negra da Unifesp-BS esta levando intelectuais, pesquisadores, ativistas e artistas para promoverem o debate sobre estas e outras questões tão candentes para o avanço da ciência na mais variada áreas.

Parabéns senti honrado em poder contribuir e mais ainda pela atenção e os aplauso  a minha participação no evento.

Registro carinho a Simone Yá Obassy, filha do Dráuzio da Cruz, pela participação em todos os eventos que estivemos presentes e que também esta acompanhando a reunião do Conselho do Samba. A Simone também tem participado em inúmeros eventos fora de nossa cidade. Parabéns grande Mulher Negra de nossa comunidade.


Consciência Negra

I Semana da Consciência Negra Unifesp

palestra.jpgA convite da Profª Drª Samira Lima Costa, nestes trinta anos de dedicação em prol da valorização da Comunidade Negra e Comunidade do Samba, pela primeira vez ministrei palestra na abertura da I Semana da Consciência Negra, Reflexos de Palmares hoje, realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo Unifesp Campus Baixada Santista, saguão da unidade Silva Jardim.

Participaram ministraram palestra também, na parte “Café com política: Cultura Negra em debate”, a Drª Alessandra Franco coordenadora da Promoção da Igualdade Racial de São Vicente, Profº Rodolfo Reis filosofo ministro religioso de matriz africana e o Marcio Farias do Museu Afro Brasil São Paulo.

A preocupação para realização do evento é que embora no Brasil perdure o mito da democracia racial, o país ainda vive as consequências do fardo passado de escravidão.

O Núcleo de Estudos Reflexos de Palmares em parceria e Núcleo de Políticas Pública Social, organizadores do evento, consideram que no campus da Unifesp, que colocam como exemplo, um olhar mais atento perceberá a quase inexistência de negro (a)s no exercício da carreira docente. Na outra ponta, ao contrário, negros (a)s são a maioria dentre o(a)s funcionário(a)s mais precarizados(a)s da universidade, especialmente o(a)s trabalhadore(a)s terceirzados(a)s.

Neste sentido estão procurando saber em que medida as políticas afirmativas contribuem para a superação da desigualdade racial.

A I Semana da Consciência Negra da Unifesp-BS esta levando intelectuais, pesquisadores, ativistas e artistas para promoverem o debate sobre estas e outras questões tão candentes para o avanço da ciência na mais variada áreas.

Parabéns senti honrado em poder contribuir e mais ainda pela atenção e os aplauso  a minha participação no evento.

Registro carinho a Simone Yá Obassy, filha do Dráuzio da Cruz, pela participação em todos os eventos que estivemos presentes e que também esta acompanhando a reunião do Conselho do Samba. A Simone também tem participado em inúmeros eventos fora de nossa cidade. Parabéns grande Mulher Negra de nossa comunidade.


Inter 2 x 3 São Paulo parte 53


Inter de Lages Por Uma Vaga na Final


Por uma vaga na final
Inter enfrenta o Oeste neste domingo de olho na decisão do returno
O Internacional enfrenta o Oeste neste domingo, às 15h30min, em Canelinha, pela última rodada da fase de classificação do returno da divisão de acesso (a terceira divisão) do Campeonato Catarinense. O clube briga por uma das duas vagas na decisão da fase.
O técnico Nasareno Silva não contará com três titulares: Brenno, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Barra, no último domingo, Erlon, suspenso por ter sido expulso contra o Barra, e Brasão. O atacante está contundido e nem viajou com o grupo para Canelinha.
No ataque, Elcimar, que também estava em tratamento por causa de uma contusão, vestirá a camisa 9. Alan volta para a defesa, onde jogará ao lado de Vitor Hugo, e Bruno retorna à equipe para substituir Brenno. Com isso, Tiago Capeta permanece na lateral-direita.
O Inter já tem vaga assegurada na decisão do campeonato por ter conquistado o turno do campeonato. No entanto, se o clube vencer também o returno, ele será automaticamente campeão da terceirona, não precisando fazer a final geral. Apenas o campeão da terceira divisão terá acesso garantido à segundona em 2014.
NOS ANEXOS:
- Jaiminho (com a bola) encara a marcação de Fabrício no treino da última sexta-feira
- Manuel "dribla" o técnico Nasareno Silva no treino da última sexta-feira
-- 
Inter de Lages
Imprensa

www.interdelages.com.br

Conselho Municipal da Igualdade Racial


Conselho Municipal da Igualdade Racial
São Vicente
Reunião
09/11/2013

reuniao.jpgSão Vicente, primeira do Brasil, também sai na frente em relação ao desenvolvimento Físico, Mental, Moral, EspiritualSocial da Comunidade Negra em condições de liberdade.

Responsabilidade enorme ao mesmo tempo, orgulhoso em fazer parte deste processo de transformação sem ocupar cargo ou função pública.

Muito temos ainda pela frente.

Dia 9/11/2013, aconteceu a reunião do Conselho da Igualdade de São Vicente na qual compareceu a Drª Alessandra Franco coordenadora da Igualdade Racial de São Vicente e apresentou o compromisso da pasta que ocupa e a programação que será realizada no mês de novembro.

Representação política e enfrentamento do racismo é o que esta em pauta.

Nega-se ao negro a participação na construção da história e da cultura brasileiras, embora tenha sido ele a mão-de-obra predominante na produção da riqueza nacional, trabalhando na cultura canavieira, na extração aurífera, no desenvolvimento da pecuária e no cultivo do café, em diferentes momentos de nosso processo histórico”.
Quilombo de Parnaíba

O processo é igualdade, acontece que o racismo esta enraizado.

Produção de Cultura Negra atividade profissional Construindo Cidadania, qualquer desvio de conduta, prejudica a participação pessoal e da Convivência Comunitária no processo.

Em 15/08/13, Delegados e escrivães de Santos, participaram de Seminário sobre Discriminação Racial, nível de participação do Negro na sociedade cabe fazer valer autoridade.

Consta comunicado providências junto a Policia Civil do Estado de São Paulo, diretamente ao Delegado Aldo Galiano Júnir DEINTER-6, sobre o caso de advogado participante no processo de igualdade que não estava querendo reconhecer a representação na participação pública, seres humanos contra seres humanos, acontece que um usa a sua autoridade de forma desmazelada colocando na frente como escudo a OAB.

Todos tem obrigação respeitar o processo de igualdade, sair do vicio, do jogo, seres humanos contra seres humanos, existe regras que tem que serem respeitadas principalmente o da Representação dos Negros e Sambistas da Metrópole Santista.
Luiz Otávio de Brito

***

Drª Alessandra Franco
Coordenadora da Promoção da Igualdade Racial - SV

Coordenadoria Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de São Vicente/SP é um órgão vinculado diretamente ao Gabinete do Prefeito Municipal, e tem como intuito desenvolver ações afirmativas para a promoção da Igualdade Racial, sendo um órgão de política transversal e Intersetorial, ou seja, deve estar atuando e implementando políticas de promoção da igualdade racial em todo o Secretariado do Governo Municipal. Promover princípios e diretrizes municipais instituídas pela Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial em defesa dos que sofrem preconceito ou discriminação em função da etnia, raça e/ou cor, e institui as orientações legais no campo das relações étnico-raciais nas políticas públicas desenvolvidas pela Prefeitura de São Vicente, através de ações de longo, médio e curto prazo, conforme as necessidades imediatas contra o racismo, a discriminação, a intolerância e a xenofobia a fim de implementar as ações afirmativas em âmbito municipal, no que diz respeito à Educação, Saúde, Cultura, Segurança, Habitação/terra, Comunicação e Trabalho e Renda.

Dia Nacional da Consciência Negra 

É celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra.

A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar da resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

Procura-se evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade. Outros temas debatidos e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc. Esse honraria, tornará um evento permanente no calendário vicentino, e mais que homenageará a região Metropolitana da Baixada Santista, como um todo. O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos.

                                               Desta forma, a COPPIRSV, promoverá um mês de ações, além, claro, do grande baile de gala, onde propusemos que o prêmio se chame "Troféu Zumbi do Palmares", pelo entendimento de que, os homenageados se sentiram orgulhosos, pela homenagem com o nome Dele que, sem qualquer sobra de dúvida, é o maior e mais respeitado Líder Negro que esse país já teve notícia.

Segue abaixo, a programação da Semana da Consciência Negra`- São Vicente - SP:


                    18.11.13 ás 16h00 – Abertura da Semana da Consciência Negra – Audiência Pública – Carnaval Vicentino – Patrimônio da Cultura Negra e Palestra Equidade Racial - Palestrante Professor Sr. Dr. Hélio Santos – Presidente do Conselho Deliberativo do Fundo para Equidade Racial (confirmar). Local Câmara Municipal de São Vicente;

                    19.11.13 ás 17h00 – Seminário de Apresentação do Projeto Brasil Afroempreendedor – SEBRAE NACIONAL/CEABRA - Palestrante Sr. JOÃO CARLOS NOGUEIRA Consultor Técnico Nacional/Coordenador Executivo;  Local Associação Comercial;

         20.11.13 ás 21h00 –– Troféu “Zumbi dos Palmares” – Negros em Destaque, Baile; Local Ilha Porchat Clube;

         21.11.13 ás 15h00 – Oficina sobre Promoção da Autonomia Econômica das Mulheres Negra na Baixada Santista – Sra. Neuza Tito Secretária Adjunta de Políticas do Trabalho e Autonomia Econômica das Mulheres - Secretaria de Políticas para as Mulheres – Presidência da República; Local Câmara Municipal de São Vicente;

         22.11.13 ás 10h00 – Discriminação Racial “Aspectos Legais”  DR. TABAJARA NOVAZZI Coordenador Geral do Centro de Direitos Humanos da Acadepol  - Academia de Polícia “Dr. Coriolano Nogueira Cobra” e Sr. Evanilson Corrêa de Souza – Capitão da Polícia Militar do Estado de São Paulo – Chefe da Seção de Direitos Humanos; Local Câmara Municipal de São Vicente;

         25.11.13 ás 19h00 – Seminário da Educação Lei nº 10.639/03 e Lei 11.645/08 e Criação do Fórum Permanente de Educação para Relações Étnico-Racial  – Coordenação de Políticas para População Negra e Indígena do Estado de São Paulo – Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo; Local Centro de Convenções;

         29.11.13 ás 14h00 – Seminário da Saúde da População Negra e criação e implantação do Quesito “raça/cor” na rede de saúde do Município de São Vicente - Palestrante Dra. Marise Barbosa - Departamento Regional de Saúde IV - Baixada Santista – Secretaria Estadual da Saúde; Local Sest/Senat

         11 á 30.11.13 - Exposição “Consciência Negra em Cartaz”, A mostra consiste em 51 cartazes em papel couchê 520g, cujas imagens têm o objetivo de mostrar a importância dos negros no Brasil, voltada para o sentido de valorização dos direitos humanos de forma igualitária. Os cartazes, feitos por designers gráficos, publicitários, artistas plásticos e estudantes, foram selecionados no Concurso “Consciência Negra em Cartaz” realizado em 2010 na cidade de São Paulo - SP. Local Casa Martim Afonso.

         Data á confirmar – Seminário Apresentação Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais - Palestrante Professora Silvany Euclenio Silva - Secretaria de Políticas para Comunidades Tradicionais – SECOMT – Secretária de Políticas da Promoção da Igualdade-Presidência da República;


ATIVIDADES EXTERNAS
         28/11/2013 – 14:30 hrs – Roda de Debate: Dez Anos da Lei 10.639: Onde está no currículo escolar – Participação: Sra. Dra. Alessandra de Sousa Franco – Coordenadora Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de São Vicente/SP. REALIZAÇÃO PREFEITURA DE PRAIA GRANDE;


Cidadão Ambiental



Nov 11 em 7:59 AM

Cidadão Ambiental

Nesta terça feira às 19h, eu vivi um momento muito gratificante da minha vida política. Tive o privilégio de conceder o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre ao ambientalista, ex-secretário do meio ambiente da capital e ex-vereador Beto Moesch.

                                      Leia mais: http://www.monicaleal-rs.com/ 

Imagem

Inter de Lages SC





Mais uma final!
Inter goleia o Oeste e agora pega o BEC na decisão do returno; primeiro jogo, em casa, será na quarta 
Deu a lógica. Na última rodada da fase de classificação da divisão de acesso (a terceira divisão) do Campeonato Catarinense, Internacional e Blumenau asseguraram as duas primeiras colocações e vão decidir o returno da competição. O Inter garantiu sua vaga ao golear o Oeste neste domingo, em Canelinha, por 7 a 0.
O Inter foi superior ao adversário durante toda a partida. A equipe mostrou muita vibração e vontade desde o início. Esse ímpeto transformou-se em gol logo aos 2 minutos de jogo, quando Elcimar empurrou a bola para o gol depois do escanteio cobrado por Thomaz. O camisa 9 Elcimar (na foto acima, indo às redes mais uma vez), que voltou à equipe depois de três semanas sem jogar por causa de uma contusão, ainda fez os outros dois gols colorados do primeiro tempo. 
O Inter manteve-se acelerado na segunda etapa. Thomaz fez dois belos gols (um de cabeça, que encobriu o goleiro Cristiano, e outro com um chute de fora da área, no ângulo), e Jaiminho e Gustavo fecharam o placar.
A partida teve as marcas da desorganização que caracterizam a divisão de acesso desde 2010, quando o Internacional passou a disputá-la. O jogo começou com 17 minutos de atraso porque não havia ambulância nem policiamento no Estádio Galeão, em Canelinha. No meio do primeiro tempo, o jogo foi interrompido por 13 minutos porque o carro da Polícia Militar enviado ao estádio precisou sair para atender uma ocorrência.
Também os profissionais que trabalharam na transmissão do jogo para rádios e TVs de Lages sentiram mais uma vez o ônus de acompanhar o Inter na terceira divisão. Como não havia cabines para todos os veículos, narradores improvisaram locais para a transmissão atrás de uma das traves ou mesmo na arquibancada, ao lado da torcida.
Mas se presenciou pontos negativos da divisão de acesso, o Estádio Galeão viu também a marca positiva desse campeonato: a força a torcida colorada. As torcidas organizadas Fúria Jovem e Inferno Vermelho viajaram para Canelinha e cantaram durante toda a partida. Além delas, também torcedores comuns do Inter, sem vínculo com nenhuma das organizadas, estavam na arquibancada.
Inter e BEC se enfrentam em duas partidas decisivas. A primeira será em Lages nesta quarta-feira, às 20h30min. O jogo de volta será em Blumenau, no domingo, às 15h30min. A direção colorada espera quebrar o recorde de público da divisão de acesso no jogo desta quarta. Até lá, o clube fará uma série de ações promocionais para mais essa decisão colorada.
OESTE 0 X 7 INTER
OESTE: Cristiano, Everton, Tocantins, Marwim (Thiago) e Angolano; Raik, Chapecó, Robson e Alemão; Neto e Sorriso. Técnico: Jailton Lopes
INTER: Renan, Tiago Capeta, Alan, Vitor Hugo e Gelvane; Bruno, Maguila (Tauan), Luciano Amaral e Thomaz; Elcimar e Jaiminho. Técnico: Nasareno Silva
Gols: Elcimar (2', 38' e 41'/1T), Thomaz (14' e 22'/2T), Jaiminho (28'/2T) e Gustavo (41'/2T)
Cartão amarelo: Vitor Hugo (Inter)

Colorado e campeão
Lelê Lemos conquista o Brasileiro de Velocross e leva o Inter para todo o país
É campeão! O piloto Leandro "Lelê" Lemos conquistou neste domingo o título do Campeonato Brasileiro de Velocross ao vencer uma das provas da etapa disputada em Rio Negro, no Paraná. Lelê, que neste ano participou das competições como piloto do Internacional de Lages, foi campeão na categoria 230 cilindradas.
O título foi conquistado após a realização de cinco etapas. O campeonato começou em Lapa (PR), seguiu para Dom Pedrito (RS) e depois para o Centro-Oeste, com as provas de Anápolis (GO) e Caarapó (MS). A etapa deste fim de semana, em Rio Negro, coroou uma campanha brilhante.
O título não é a última etapa da temporada de Lelê. No próximo fim de semana, o piloto colorado ainda briga pelo título catarinense nas categorias 230 e Vx2. Com ele viajam, além do Inter, os demais patrocinadores do piloto: Yamaha La Machine, Astra Embreagens, Despachante Matos, Adi Pick-Up, Restaurante Vidal, Taruma Florestal, MCR Racing, La Machine Peugeot, ATF Embreagens, Academia Atlhetyc, Hugen Equipamentos Topográficos, MotoShop Racing e Lavação Exclusive.
O Inter de Lages parabeniza seu atleta e torce por mais conquistas em sua carreira. Parabéns, Lelê!

NOS ANEXOS:
- Elcimar (9) e Thomaz (10), autores de cinco dos sete gols colorados
- Elcimar, o artilheiro da tarde de domingo em Canelinha
- Gelvane e Luciano Amaral, força no lado esquerdo colorado
- Lelê Lemos na comemoração do título brasileiro de velocrosso

-- 
Inter de Lages
Imprensa

www.interdelages.com.br

Inter 2 x 3 São Paulo parte 52


Fórum Social Mundial


FS Temático2014
Crise Capitalista, Democracia, Justiça Social e Ambiental
21 a 25 de janeiro de 2014 - Porto Alegre/RS/Brasil
UM OUTRO MUNDO POSSÍVEL!

MANIFESTO DE CONVOCAÇÃO
O FSM é um espaço aberto de encontro para o aprofundamento da reflexão, o debate democrático de idéias, a formulação de propostas, a troca livre de experiências e a articulação para ações eficazes, de entidades e movimentos da sociedade civil que se opõem ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo, e estão empenhadas na construção de uma sociedade planetária orientada a uma relação fecunda entre os seres humanos e destes com a Terra. É um processo de caráter mundial. Todos os encontros que se realizem como parte desse processo têm dimensão internacional.
Reúne e articula somente entidades e movimentos da sociedade civil de todos os países do mundo, mas não pretende ser uma instância representativa da sociedade civil mundial. É um processo que estimula as entidades e movimentos que dele participam a situar suas ações, do nível local ao nacional e buscando uma participação ativa nas instâncias internacionais, como questões de cidadania planetária, introduzindo na agenda global as práticas transformadoras que estejam experimentando na construção de um mundo novo solidário.
Ainda temos muitos motivos para lutar. A crise internacional do sistema capitalista chega ao seu auge com a desestruturação das economias dos países europeus e da retirada constante de direitos sociais de seus trabalhadores e trabalhadoras. Como parte deste processo de crise mundial há uma profunda crítica a capacidade de representação dos anseios políticos por parte dos partidos, inclusive dos partidos de esquerda. Este dois fatores colocam a sociedade civil internacional em alerta para possíveis retrocessos da agenda democrática mundial. A crise política e social não se arrefeceu desde 2012.
Na América Latina, apesar dos esforços de vários governos nacionais a estrutura econômica e social que provocam as profundas desigualdades permanecem intactas. Os governos norte-americanos, independente do viés democrata ou republicano, mantém a política de dominação e subordinação econômica e militar sobre o continente. Utilizam uma pretensa luta contra o tráfico de drogas para ocupar militarmente e com poderio bélico todos os países, em especial, da América Central. Mantém o bloqueio econômico a Cuba e campanhas de desmoralização política contra os governos da Venezuela, Bolívia, Argentina e Equador pelo simples fato destes países não se aliarem a sua agenda hegemonista. É preciso manter a sociedade latino-americana alerta e mobilizada contra eventuais golpes a democracia neste países como ocorreu em Honduras e Paraguai.
Da mesma forma a crise ambiental continua na ordem do dia. As falsas promessas de uma chamada “economia verde” ilude os governos nacionais e parte dos movimentos ambientalistas em torno de medidas que visam carrear recursos públicos para os setores privados sendo mais uma forma de acumulação capitalista, só que esta, feita em nome da proteção ambiental. Todos estes motivos nos levam a continuar na luta contra a crise capitalista e pela justiça social e ambiental.
A crise capitalista e o quadro de injustiça social e ambiental continuam na agenda do dia. Desde o seu surgimento, o FSM sempre foi um espaço da convergência de todas as organizações e movimentos sociais que acreditam ser possível e necessário um outro mundo. Neste momento da história o FSM continua sendo urgente e necessário. Precisa, no entanto, avançar nas definiçoes e açoes consensuais entre todas as organizaçoes e movimentos sociais. Ir além da reflexão e realizar mobilizações contra os abusos das transnacionais e da lógica excludente do sistema financeiro. A crise européia deve ser uma prioridade, bem como, a crítica a imposição militar como lógica nas relações políticas entre os países. Mais do que isso, o FSM deve ir além da crítica ao modelo capitalista. Deve criar condiçoes do debate sobre novas formas de construção e exercício do poder popular.
O Rio Grande do Sul através de seus movimentos sociais tem sido palco destes debates e mobilizaçoes. Por isso, convocamos aos militantes sociais do mundo para participarem de mais esta edição do Fórum Social Temático, Crise Capitalista, Democracia, Justiça Social e Ambiental a ser realizada nos dias 21 a 25 de janeiro de 2014, em Porto Alegre.
CONCLAMAMOS A TODAS AS REDES, ORGANIZAÇOES E MOVIMENTOS SOCIAIS DO BRASIL, AMÉRICA LATINA E DOS DEMAIS CONTINENTES QUE PARTICIPEM DO PROCESSO DE MOBILIZAÇAO E ORGANIZAÇÃO DE MAIS ESTE MOMENTO DE LUTA POR UM OUTRO MUNDO POSSÍVEL.


 Comitê de Organização Local


TERRITÓRIO SOCIAL TEMÁTICO
 Assembleia Legislativa do RGS; Câmara de Vereadores de Porto Alegre; Casa de Cultura Mário Quintana; Largo Zumbi dos Palmares; Memorial do Rio Grande do Sul; Parque Harmonia; Usina do Gasômetro; Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS e outros.

PROPOSTA DE PROGRAMAÇÃO
21/Tarde – Abertura do Fórum Mundial de Educação – Canoas
22/Manhã – Rodas de Convergência e Articulação – Porto Alegre
                  TEMA: Crise Capitalista
                  - Mesas do Fórum Mundial de Educação – Canoas       
22/Tarde – Atividades Autogestionárias – Porto Alegre/RS
                  - Mesas do Fórum Mundial de Educação – Canoas
23/Manhã – Rodas de Convergência e Articulação – Porto Alegre
                        TEMA: Democracia Real
                        - Encerramento do Fórum Mundial de Educação - Canoas
23/Tarde – Marcha de Abertura – Porto Alegre/RS
24/manhã – Rodas de Convergências e Articulação – Porto Alegre/RS
                        TEMA: Justiça Social e Ambiental
24/Tarde – Atividades Autogestionárias – Porto Alegre/RS e Mundo do Trabalho
25/Manhã – Assembléia dos Movimentos Sociais
25/Tarde – Assembléia das Assembléias

IMPORTANTE: As atividades politico-culturais ocorrerão simultaneamente nos espaços e momentos dos debates e atividades política

__._,_.___
Anexo(s) de =?UTF-8?Q?Jos=C3=A9_Antonio_dos_Santos_da_Silva?=