Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

1ª Semana Municipal da Mulher em 2007



O Dilema da Reforma Agrária




http://www.cartacapital.com.br/edicao-da-semana/veja-os-destaques-da-edicao-impressa-de-cartacapital-71/

CARTA CAPITAL
Edição da semana de 05/01/2013

O dilema da Reforma Agrária no Brasil do agronegócio
O governo ainda não entendeu a natureza e a gravidade dos problemas sociais no campo
POR JOÃO PEDRO STEDILE
A sociedade brasileira enfrenta no meio rural problemas de natureza distintos que precisam de soluções diferenciadas. Temos problemas graves e emergenciais que precisam de medidas urgentes. Há cerca de 150 mil famílias de trabalhadores sem-terra vivendo debaixo de lonas pretas, acampadas, lutando pelo direito que está na Constituição de ter terra para trabalhar. Para esse problema, o governo precisa fazer um verdadeiro mutirão entre os diversos organismos e assentar as famílias nas terras que existem, em abundância, em todo o País. Lembre-se de que o Brasil utiliza para a agricultura apenas 10% de sua área total.
Há no Nordeste mais de 200 mil hectares sendo preparados em projetos de irrigação, com milhões de recursos públicos, que o governo oferece apenas aos empresários do Sul para produzirem para exportação. Ora, a presidenta comprometeu-se durante o Fórum Social Mundial (FSM) de Porto alegre, em 25 de janeiro de 2012, que daria prioridade ao assentamento dos sem-terra nesses projetos. Só aí seria possível colocar mais de 100 mil famílias em 2 hectares irrigados por família.
Temos mais de 4 milhões de famílias pobres do campo que estão recebendo o Bolsa Família para não passar fome. Isso é necessário, mas é paliativo e deveria ser temporário. A única forma de tirá-las da pobreza é viabilizar trabalho na agricultura e adjacências, que um amplo programa de reforma agrária poderia resolver. Pois nem as cidades, nem o agro-negócio darão emprego de qualidade a essas pessoas.
Temos milhões de trabalhadores rurais, assalariados, expostos a todo tipo de exploração, desde trabalho semiescravo até exposição inadequada aos venenos que o patrão manda passar, que exige intervenção do governo para criar condições adequadas de trabalho, renda e vida. Garantindo inclusive a liberdade de organização sindical.
Há na sociedade brasileira uma estrutura de propriedade da terra, de produção e de renda no meio rural hegemonizada pelo modelo do agronegócio que está criando problemas estruturais gravíssimos para o futuro. Vejamos: 85% de todas as melhores terras do Brasil são utilizadas apenas para soja/ milho; pasto, e cana-de-açúcar. Apenas 10% dos proprietários rurais, os fazendeiros que possuem áreas acima de 500 hectares, controlam 85% de todo o valor da produção agropecuária, destinando-a, sem nenhum valor agregado, para a exportação. O agronegócio reprimarizou a economia brasileira. Somos produtores de matérias-primas, vendidas e apropriadas por apenas 50 empresas transnacionais que controlam os preços, a taxa de lucro e o mercado mundial. Se os fazendeiros tivessem consciência de classe, se dariam conta de que também são marionetes das empresas transnacionais,
A matriz produtiva imposta pelo modelo do agronegócio é socialmente injusta, pois ela desemprega cada vez mais pessoas a cada ano, substituindo-as pelas máquinas e venenos. Ela é economicamente inviável, pois depende da importação, anotem, todos os anos, de 23 milhões de toneladas  de fertilizantes químicos que vêm da China, Uzbequistão, Ucrânia etc. Está totalmente dependente do capital financeiro que precisa todo ano repassar: 120 bilhões de reais para que possa plantar. E subordinada aos grupos estrangeiros que controlam as sementes, os insumos agrícolas, os preços, o mercado e ficam com a maior parte do lucro da produção agrícola. Essa dependência gera distorções de todo tipo: em 2012 faltou milho no Nordeste e aos avicultores, mas a Cargill, que controla o mercado, exportou 2 milhões de toneladas de milho brasileiro para os Estados Unidos. E o governo deve ter lido nos jornais, como eu... Por outro lado, importamos feijão-preto da China, para manter nossos hábitos alimentares.
Esse modelo é insustentável para o meio ambiente, pois pratica a monocultura e destrói toda a biodiversidade existente na natureza, usando agrotóxicos de forma irresponsavel. E isso desequilibra o ecossistema, envenena o solo, as águas, a chuva e os alimentos. O resultado é que o Brasil responde por apenas 5% da produção agrícola mundial, mas consome 20% de todos os venenos do mundo. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) revelou que a cada ano surgem 400 mil novos casos de câncer, a maior parte originária de alimentos contaminados pelos agrotóxicos. E 40% deles irão a óbito. Esse é o pedágio que o agronegócio das multinacionais está cobrando de todos os brasileiros! E atenção: o câncer pode atingir a qualquer pessoa, independentemente de seu cargo e conta bancária.
Uma política de reforma agrária não é apenas a simples distribuição de terras para os pobres. Isso pode ser feito de forma emergencial para resolver problemas sociais localizados. Embora nem por isso o governo se interesse. No atual estágio do capitalismo, reforma agrária é a construção de um novo modelo de produção na agricultura brasileira. Que comece pela necessária democratização da propriedade da terra e que reorganize a produção agrícola cm outros parâmetros. Em agosto de 2012, reunimos os 33 movimentos sociais que atuam no campo, desde a Contag, que é a mais antiga, MST, Via campesina ,até o movimento dos pescadores, quilombolas, etc., e construímos uma plataforma unitária de propostas de mudanças. É preciso que a agricultura seja reorganizada para produzir, em primeiro lugar, alimentos sadios para o mercado interno e para toda a população brasileira. E isso é necessário e possível, criando políticas públicas que garantam o estímulo a uma agricultura diversificada em cada bioma, produzindo com técnicas de agroecologia. E o governo precisa garantir a compra dessa produção por meio da Conab.
A Conab precisa ser transformada na grande empresa pública de abastecimento, que garante o mercado aos pequenos agricultores e entregue no mercado interno a preços controlados. Hoje já temos programas embrionários como o PAA (programa de compra antecipada) e a obrigatoriedade de 30% da merenda escolar ser comprada de agricultores locais. Mas isso está ao alcance agora de apenas 300 mil pequenos agricultores e está longe dos 4 milhões existentes.
O governo precisa colocar muito mais recursos em pesquisa agropecuária para alimentos e não apenas servir às multinacionais, como a Embrapa está fazendo, em que apenas 10% dos recursos de pesquisa são para alimentos da agricultura familiar. Criar um grande programa de investimento em tecnologias alternativas, de mecanização agrícola para pequenas unidades e de pequenas agroindústrias no Ministério de Ciência e Tecnologia.
Criar um grande programa de implantação de pequenas e médias agroindústrias na forma de cooperativas, para que os pequenos agricultores, em todas as comunidades e municípios do Brasil, possam ter suas agroindústrias, agregando valor e criando mercado aos produtos locais. O BNDES, em vez de seguir financiando as grandes empresas com projetos bilionários e concentradores de renda, deveria criar um grande programa de pequenas e médias agroindústrias para todos os municípios brasileiros.
Já apresentamos também ao governo propostas concretas para um programa efetivo de fomento à agroecologia e um programa nacional de reflorestamento das áreas degradadas, montanhas e beira de rios nas pequenas unidades de produção, sob controle das mulheres camponesas. Seria um programa barato e ajudaria a resolver os problemas das famílias e da sociedade brasileira para o reequilíbrio do meio ambiente.
Infelizmente, não há motivação no governo para tratar seriamente esses temas. Por um lado, estão cegos pelo sucesso burro das exportações do agronegócio, que não tem nada a ver com projeto de país, e, por outro lado, há um contingente de técnicos bajuladores que cercam os ministros, sem experiência da vida real, que apenas analisam sob o viés eleitoral ou se é caro ou barato... Ultimamente, inventaram até que seria muito caro assentar famílias, que é necessário primeiro resolver os problemas dos que já têm terra, e os sem-terra que esperem. Esperar o quê? O Bolsa Família, o trabalho doméstico, migrar para São Paulo?
Presidenta Dilma, como a senhora lê a CartaCapital, espero que leia este artigo, porque dificilmente algum puxa-saco que a cerca o colocaria no clipping do dia.

O PT Aumenta Cargos de confiança em Vacaria RS


Sessões iniciam com intenso debate


Foto: sessão ordinária desta terça
O novo plenário da Câmara já mostrou trabalho nas duas primeiras sessões da legislatura 2013 a 2016: Mais de cinco horas de debates e quatro projetos aprovados. 

O novo horário das sessões, a situação da saúde pública municipal e a tramitação de projetos em regime de urgência, quando se dispensa pareceres das comissões, geraram polêmica entre os parlamentares. 

Contratação de profissionais de saúde 
Os vereadores aprovaram nesta segunda dois projetos que autorizam a contratação emergencial e temporária de dois médicos de equipe de saúde da família e um auxiliar de saúde bucal. > Projetos de Lei 04/2013 e 03/2013

Criação de 14 novos cargos - Poder Executivo
Mesmo com a rejeição dos vereadores da oposição, foi aprovado projeto de lei complementar que cria novos cargos em comissão(CCs) e funções gratificadas (FGs). 

Os cargos criados são para a nova Secretaria Municipal: da Habitação e Regularização Fundiária. Também foi aprovada a criação do Gabinete de Relações Comunitárias. > Projeto de Lei 01/2003 e Lei Complementar 01/2013


 






Por Assessoria de Comunicação
Fonte: Câmara de Vereadores de Vacaria RSTerça, 08 de janeiro de 2013

Estadão


Estadão, 2013/06/01

Disputa não do Rio Grande do Sul ja dura Nove Anos



Elder Ogliari / Porto Alegre
A Perspectiva de demarcação de área quilombolavem UMA Gerando Tensão HÁ Nove anosnaregião litorânea do Nordeste do Rio Grande do Sul. Descendentes de Escravos estao descontentes com a demora do Governo Federal do Pará titulares de uma área de 4,5 hectares mil, Entre OS municípios de Osório e Maquiné, Que reivindicam Como Primeiro Passo Pará Um Formação do Quilombo de Morro Alto-cujaárea total de desen chegar a 10 mil hectares.
Fazer Outro Lado, Agricultores estao mobilizados parágrafo evitar uma ENTREGA DE SUAS PROPRIEDADES. Como contraditório Duas estao CADA Vez Mais descontentes e Nao se descarta a possibilidade de bloqueio da rodovia BR-101, via de recepção e escoamento de Produtos Entre o Rio Grande do Sul EO Restante País fazer.
"Fazemos Nossa Parte Dentro da legalidade, Nunca atacamos ninguem, mas ESTAMOS cansados", Afirma Wilson Marques da Rosa, Presidente do Quilombo de Morro Alto Associação Comunitária Rosa Osório Marques. Que elementos admite uma comunidade, qué dez 456 familias, poderá Pensar los manifestações se o Incra NAO LeVar Adiante O Processo de Formação do quilombo.
"Nós, lideranças, tentamos manter a calma, mas tememos pelo fim da tranquilidade caso o Incra venha a iniciar as notifica­ções", adverte o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Osório, Edson Ricardo de Souza, que fala em nome das 447 famílias de agricultores.
Relatório. Os estudos para a de­marcação do quilombo começa­ram em 2001. Em 2011 o Incra concluiu o Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID). A notificação dos agri­cultores para informá-los de que estão em área quilombola e, por isso, têm 90 dias para apresentar contestações deveria começar logo depois, masvem sendo adia­da desde então.
O superintendente regional do Incra, Roberto Ramos, diz que o órgão tem agido com pru­dência para evitar conflitos. Também disse que as notifica­ções devem ser feitas a partir de março. Somente depois da análi­se das contestações é que o Incra define como será o território.

Mesmo após decreto, área em Minas ainda é foco de conflitos

quilombolas obtiveram reconhecimento após semana de protestos em Brasília, mas governo não regularizou território


Marcelo Portela
BELO HORIZONTE
Morte, prisões, ocupações, milí­cias armadas. O decreto presiden­cial que reconheceu como rema­nescente de quilombo a comuni­dade Brejo dos Crioulos, no nor­te de Minas, não foi suficiente pa­ra acabar com os conflitos pela terra na região. Pelo contrário, o temor da comunidade é de que a tensão aumente nos próximos meses. Isso porque o decreto assi­nado pela presidente Dilma Rousseff perde a validade em setem­bro, ao completar dois anos.
No quilombo, cujo território se espalha pelos municípios de Varzelândia, São João da Ponte e Verdelândia, vivem, segundo o Incra, 387 famílias descendentes de escra­vos. Desde a década de 1950 a área é palco de conflitos devido à ocupação das terras por fazendeiros.
Hoje, de acordo com o órgão, há 74 propriedades rurais na área de 17,3 mil hectares. Apenas seis dessas fazendas ocupam cer­ca de 5 mil hectares. Da área total do Brejo, mais de 70% estão divi­didas em 12 propriedades.
O decreto de setembro de 2011, assinado após os quilombo­las passarem uma semana acam­pados em frente ao Palácio do Pla­nalto, reconheceu que as proprie­dades estão na área do Brejo dos Crioulos. Entidades ligadas ao quilombo, porém, criticam o que chamam de morosidade do gover­no para regularizar a situação da comunidade. "Há uma inoperância total do governo, que leva ao aumento da tensão. Os quilombo­las começam a ocupar as fazendas. E os fazendeiros não querem ver a terra ocupada sem receber por elas", critica Paulo Faccion, representante da Comissão Pas­toral da Terra (CPT).
Foi uma dessas ocupações que levou ao assassinato, em 15 de se­tembro do ano passado, de Ro­berto Carlos Pereira. Ele traba­lhava para um dos fazendeiros e foi morto durante um confronto com os quilombolas. A Justiça de­cretou as prisões de nove lideran­ças da comunidade, sendo que cinco estão na cadeia pública de São João da Ponte desde então.
Enquanto a situação dos acu­sados de envolvimento na morte de Pereira não é resolvida, os qui­lombolas esperam que ao menos a da comunidade tenha um desfe­cho. Em novembro passado, após representantes do Brejo dos Crioulos e de entidades que acompanham a luta quilombola se reunirem com integrantes da Casa Civil e do Incra em Brasília, o governo anunciou a liberação de R$ 12,8 milhões para a desa­propriação das seis maiores fa­zendas da área e disse que inicia­ria a avaliação de outras quatro propriedades. Até o momento, porém, nada foi feito e os quilom­bolas já ocuparam parte de outra fazenda. "Eles estão com medo de o decreto perder a validade", disse Faccion.
O Estado não conseguiu con­tato com o Incra em Belo Hori­zonte. O superintendente do ór­gão, Carlos Calazans, não respon­deu aos pedidos de entrevista.

Prefeitura de Porto Alegre RS


        A Manchete

Desvios de Trânsito nd Anita Garibaldi começam Quarta

Em Razão das Chuvas, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informa Que FOI transferido par Amanhã, Quarta-Feira, ó inicio Dos desvios de Trânsito nd Anita Garibaldi Proximo Gomes um Carlos. No local, Sera construida UMA Trincheira, Uma das Obras da Prefeitura nd Extensão da 3 ª Perimetral, nenhum parágrafo Projeto uma Copa do Mundo de 2014.
        CHUVA FORTE

Serviços estao Sendo normalizados

O Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (CEIC) ESTA monitorando um Normalização dos Serviços DEPOIS d bis Prefeitura fazer temporais Que causou Transtornos nd nd Capital Noite desestabilização segunda-feira, 7. A Chuva Quase alcançou um Media mensal da Cidade, Que É de 101 mm. No bairro São Geraldo, FORAM registrados 95,4 mm de precipitação. Este É O volume de Maior de Chuva generalizada POR TODA A Cidade não Mês de janeiro dos Ultimos 10 Anos. De Os principais Problemas registrados alagamentos FORAM OS, Que chegaram a Mais de 20 pontos Durante a madrugada. Leia mais ...

Capital TEM MÉDIA Maior Histórica los janeiro los UMA Década

A Chuva Que atingiu Porto Alegre não final da Tarde e nenhum começo da Noite desestabilização segunda-feira, 7, Segundo Dados da Rede do Sistema Metroclima da Prefeitura, indicam Que los alguns pontos Chegou a 95% da MÉDIA Histórica fazer Mês de Todo o Mês de janeiro, Que É de 100,1 mm. A zona Norte de Liberdade de Informação a área da Cidade com OS Maiores acumulados de Chuva. Os volumes apurados FORAM de 95,4 milímetros no bairro São Geraldo, 92,7 mm no Humaitá, 86,4 mm no Sarandi, 82,3 mm no Jardim Leopoldina, 73,2 milímetros nd Glória, 72,6 milímetros nd Lomba do Pinheiro, 72 mm no Centro, 71,1 milímetros nd Rodoviária (Floresta), 69,6 mm no Menino Deus e não Moinhos de Vento, 68,7 milímetros los Belém Novo, 68,4 milímetros nd Restinga, e 63,1 milímetros não Lami. Leia mais ...
        DESTAQUES

Carris Alerta parágrafo Novas Mudanças los Linhas

A Companhia Carris Porto-Alegrense Que informações, EM virtude de Obras los vias da Capital, como following Linhas sofrem alterações de rota:
a Partir DESTA terça-feira, 8 - Linha 525 - Rio Branco Anita Centro / Bairro
Devido a Obras na Rua Anita Garibaldi, o coletivo Vai adotar Rota Alternativa não SENTIDO Centro / bairro.
Dia 10 de janeiro - T1 e T1D SENTIDO Norte / Sul
como Obras nd avenida Teixeira Mendes Vão causar Mais Mudanças não Trânsito nd Região. Como Linhas T1 e T1D N / S Serao alteradas a Partir de quinta-feira, 10 de janeiro. Leia mais ...

BQB anuncia voos diarios Entre Porto Alegre e Montevidéu

Porto Alegre e Montevidéu voltarão um Próximas FICAR MAIS. O Diretor de Marketing da Buquebus (BQB) Líneas Aéreas, Lars Janson, in Encontro com o secretario municipal de Turismo, Luiz Fernando Moraes, nd Sede da Secretaria Municipal de Turismo, anunciou uma Operação de voos diretos Diarios Entre Duas Capitais como Pela Empresa Uruguaia a Partir de 1 º de fevereiro. Um jornal Última Ligação Aérea SEM Conexão Entre Porto Alegre e Montevidéu FOI operada Pela Estatal Uruguaia Pluna, Que Entrou los falência los Julho do Ano Passado encerrando SUAS atividades não Aeroporto Internacional Salgado Filho.

Defesa Civil Atende 486 Eventos EM 2012

A Coordenação de Defesa Civil (Codec) atendeu 486 Eventos EM 2012, prestando socorro a desalojadas PESSOAS, desabrigadas, agindo Pará Um eliminação UO prevencao de Riscos. A Maior Concentração de Eventos atendidos ocorreu nd Zona Sul (202), seguida da Zona Leste (202), Norte (115), Central (24) e de Duas NAS Ilhas. No total, Ações alcançaram 793 familias constituídas POR PESSOAS 2,293. A Defesa Civil participação do Centro Integrado de Comando de Porto Alegre (CEIC), Uma Infraestrutura Tecnológica voltada à Gestão dos Serviços Pará Um prevencao, gerenciamento e Ação los situations de Crise UO emergência. Leia mais ...

Aberto o credenciamento de Imprensa Para O Carnaval 2013

O credenciamento de Imprensa parágrafos OFICIAIS ósmio Desfile do Carnaval de Porto Alegre eStara Aberto nenhum site http://www2.portoalegre.rs.gov.br/carnaval/ ATÉ 20 de janeiro (domingo). Inscrições realizadas APOS como 23h59 daquele domingo Nao Serao consideradas. Inscrições de Equipes devem Ser feitas POR Pessoa autorizada, com information fazer CNPJ e CPF do Veículo de Todos os integrantes. Em Razão da obrigatoriedade de CPF, Nao Sera Mais necessario enviar FOTOGRAFIA digitais de CADA Candidato AO credenciamento. Leia mais ...
        SERVIÇOS

Caminhadas Turísticas de Verão retornam a Partir deste Sábado

Como secretarias municipais de Turismo (SMTUR), da Cultura (SMC) EO Programa Viva o Centro a Pé retomam uma Partir deste Sábado, 12, como Caminhadas Turísticas Verão par oferecer uma Moradores de e visitantes UMA OPÇÃO QUE alia lazer COM A possibilidade de CONHECER DETALHES da História, da Arquitetura e da importancia turística de monumentos, Museus, Igrejas, Centros Culturais, Entre other atrativos da Capital gaúcha. A Programação Tera Três Edições, semper los Sábados Pela Manhã com inicio como 10h. Interessados ​​devem los Participar Fazer SUA Inscrição Pelo e.mail vivaocentroape@gmail.com e DOAR UM quilo de Alimento Nao perecível OU Ração parágrafo gatos e Cães. Leia mais ...

Planejamento Estratégico Dá ênfase à Qualificação de Processos

Qualificar OS Serviços Municipais E UMA DAS METAS DE GOVERNO perseguidas Pela Atual Administração Anos N º s ULTIMOS. DESDE 2005, COM O Novo Modelo de Gestão adotado, OS RESULTADOS dos Programas Estratégicos passaram a servi medidos nd Indicadores Forma de. No Ano Que Passou, 85 Indicadores mediram OS RESULTADOS macro dos Programas EO Processo de Medição Passou um Ser ampliado par avaliar OS Processos de Trabalho, com o monitoramento DOS RESULTADOS DE 522 Indicadores de Ação, avaliando CADA UMA DELAS nenhum Plano Plurianual de Ações (PPA ). O Trabalho de Liberdade de Informação Desenvolvido Pelo Gabinete de Planejamento Estratégico. Leia mais ...

Solicitação parágrafo atendimento a animais DEVE Ser Feita Pelo 156

A Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda) ALERTA QUE TODAS parágrafos como Informations e solicitações de atendimento a animais de rua, vitimas de Acidentes e maus Tratos, sejam feitas Pelo Telefone 156. O agendamento de Esterilização de animais los condições de abandono e de Pessoas com Renda familiarizado ATÉ Três Salários minimos (R $ 2.034,00) also devem Ser protocolados Pelo 156. Chegando uma Vez fazer atendimento, um Técnico da Seda Entra los Contato, marcando o dia e horario parágrafo Que o animal, SEJA levado comeu uma Área de Medicina Veterinária da secretaria. Leia mais ...
        VEJA A PREVISÃO DO TEMPO         VEJA IMAGEM DE SATÉLITE         Pautas da VEJA DO DIA

Editado Pela Supervisão de Comunicação Social E-mail - Telefones (51) 3289.3900 / (51) 3289.3932 / (51) 3289.3926Guia Você recebeu this e-mail porqué FAZ Parte da Nossa Lista de CONTATOS. Se quiser Ser removido Acessem o link this


Boletim desenvolvida Pela PROCEMPA .

Inscrições


Inscrições parágrafo Oficinas autogestionadas continuam Abertas.
2013/09/01
O GT do Mundo da Igualdade Racial continuação recebendo Inscrições parágrafo Oficinas autogestionadas um Serém realizadas Durante o Fórum Social Mundial Temático POA 2013: Democracia, Cidades e Desenvolvimento.
Pará Inscrição das atividades OS interessados ​​devem enviar OS following Dados par o e-mail: mnegrofsmtpoa@gmail.com : Nome da Entidade proponente; Nome da Atividade / Oficina; Objetivo da Atividade / Oficina; Publico Alvo; Capacidade de Público; Infraestrutura necessaria; Nome do Responsável Pela atividade, Junto com e-mail de Contato, Telefone;
Dados e horario da Atividade / Oficina;
Palestrante.
Acompanhe nd Lista abaixo como atividades inscritas JÁ parágrafo acontecerem não Espaço do Mundo da Igualdade Racial, sem Largo Zumbi dos Palmares.
. 1     Dia 26 de janeiro:
. uma     Tarde Sala 01 : Painel "Territórios", com a presence da ministra Helena Bairros Luiz e fazer Senador Paulo Renato Paim.
. 2     Dia 27 de janeiro:
um.     Manhã Sala 01 .
b.     Manhã Sala 02 : Movimento Negro Unificado - MNU.
c.     Manhã Sala 03 .
d.     Tarde Sala 01 :
. e     Tarde Sala 02 : Movimento Negro Unificado - MNU.
f.      Tarde Sala 03 : Instituto Cultural Afrobeat - "Discussão Sobra uma Politica de Ação Afirmativa Cotas Raciais e Sociais nd Pós-graduação".
. 3     Dia 28 de janeiro:
um.     Manhã Sala 01 : CRVV - Centro de Referencia como vitimas de Violência da SMDH - "Direitos Humanos: vitimas de Violência".
b.     Manhã Sala 02 .
c.     Manhã Sala 03 .
d.     Tarde Sala 01 : Fórum Permanente de Educação e Diversidade Etnicorracial do RS - Mesa Redonda: "10 Anos da Lei 10.639/03: Avanços e Expectativas".
e.     Tarde Sala 02 : Coordenadoria do Idoso da Prefeitura de POA - "14 Horas: Apresentação do Fundo Único Municipal do Idoso los funcionamento não Brasil. 15 Horas - Peca Teatral Que Trabalha los especiais a autoestima do Idoso. 16 horas - Apresentação dos Serviços Voltados AO Idoso los Porto Alegre ".
f.      Tarde Sala 03 : Colegiado Setorial de Culturas Populares do RS: "Discussão Sobre como Diretrizes Pará Um Plano Setorial fazer Construção de Culturas Populares".
. 4     Dia 29 de janeiro:
um.     Manhã Sala 01 .
b.     Manhã Sala 02 .
c.     Manhã Sala 03 .
d.     Tarde Sala 01 : Secretaria Municipal de Cultura de POA - SMC e Delegacia do Idoso - Programa de Auditório - Show de Talentos: Se Vire n º s 60 ".
e.     Tarde Sala 02 .
f.      Tarde Sala 03 : GT do Mundo da Igualdade Racial.
. 5     Dia 30 de janeiro:
um.     Manhã Sala 01 .
b.     Manhã Sala 02 .
c.     Manhã Sala 03 .
d.     Tarde Sala 01 : CETRAB - Centro de Tradições Afro-Brasileiras - Palestra: "cosmogonía Africana - A Visão de Mundo do Povo Yorubá ea Consciência Mítica parágrafo Melhor Qualidade de Vida".
e.     Tarde Sala 02 : COMUNIDADE Terreiro Ilé Asé Orisa Wúre - "Oficina: História e Teologia das Religiões de Matriz Africana.
f.      Tarde Sala 03 : GT do Mundo da Igualdade Racial.
. 6     Dia 31 de janeiro:
um.     Manhã Sala 01 .
b.     Manhã Sala 02 .
c.     Manhã Sala 03 .
d.     Tarde Sala 01 .
e.     Tarde Sala 02 .
f.      Tarde Sala 03 .


Contatos:
Gabinete do Povo Negro de POA:
Clóvis Andre - 51.32895113
Sérgio Nunes - 51.98636300 (Vivo)

Oficinas:
José Antonio - 51.84908721 (Oi) - 97107373 (Vivo) - 82490039 (TIM) - 94225905 (Claro)
Atividades Culturais:
Marcio Oliveira - 51.84300792 (OI)
José Antonio dos Santos da Silva 
51.84908721 - OI
51.97107373 - Vivo 
51.82490039 - TIM
51.94225905 - Claro

"Quem É de Axé Diz Que É! "Ogun ko nife o si EWU lona wa" "Com a Proteção de Ogun Nao haverá nenhum Perigo los Nosso caminho".



PANTA REI  = (TUDO MUDA)

ASSISTENTE Supervisor 
Forever Living Producto Brasil 
"Ubuntu" E UMA Antiga Palavra Africana, Cujo significado E: "Humanidade para Todos". 
Ubunto also Quer DiZer "Eu Sou o Que Sou devido AO Que Todos Somos NÓS". Página Pessoal -http://joseantoniodossantosdasilva.blogspot.com



Skype: jass_62
__._, _.___
Anexo (s) de José Antonio dos Santos da Silva
1 de 1 foto (s)
ATIVIDADE N º S ULTIMOS DIAS:

    Fórum de Educação


    Imagem em linha 1Atividades Fórum de Educação não FSM Temático POA 2013: Democracia, Cidades e Desenvolvimento.
    2013/09/01.
    A Lei 10.639/03, de 09 de janeiro de 2003, Que Altera a Lei n º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, estabelece como Que Diretrizes e bases da Educação Nacional, n º Incluir não Currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da Temática "História e Cultura Afro-Brasileira", Art. 26-A, 79-A e 79-B, Completa 10 Anos Nesta dados, de 2013/09/01.
    Diz não Arte. 26-A: n º s estabelecimentos de ensino básico e medio, OFICIAIS e Particulares, Torna-se obrigatório e ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira . § 1 º - O Conteúdo programático um Que se, comunique o caput deste Artigo incluíra o Estudo da História da África e dos Africanos, A Luta dos Negros não Brasil, Cultura negra brasileira eo Negro nd Formação da Sociedade Nacional, resgatando a Contribuição do povo negro NAS áreas social, Econômica e POLÍTICA pertinentes à História do Brasil. § 2 º - Os Conteúdos referentes à História ea Cultura Afro-Brasileira Serao não Âmbito de Todo o Currículo escolar , EM especial NAS áreas da Educação Artística e de Literatura e História Brasileiras.
    Diante disto, o Fórum Permanente de Educação e Diversidade Etnicorracial do RS, estara realizando Durante o Fórum Social Mundial Temático de POA 2013: Democracia, Cidades e Desenvolvimento , não Espaço do Mundo da Igualdade Racial , atividades Duas:
    - No dia 28 de janeiro, Na Sala 01, das 14 Horas como 17 Horas , Uma Mesa Redonda: 10 Anos da Lei 10.639/03 - "Avanços e Expectativas" .
    E parágrafo ESTA mesa redonda FORAM Convidados: SEDUC / RS - Secretaria Estadual de Educação do RS (Aguardando Confirmação); SECADI / MEC - Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do Ministério da Educação (Aguardando Confirmação); CAO / DH / MPE - Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos do Ministério Público Estadual do RS (Aguardando Confirmação); SPPAA / SEPPIR - Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Confirmado presence); ABPN - Associação Brasileira de Pesquisadores Negros (Aguardando Confirmação); CEED - Conselho Estadual de Educação do RS (Aguardando Confirmação) ea CCDH / ALRS - Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado do RS (Confirmada Presença). e
    - No dia 29 de janeiro, Na Sala 01, das 14 Horas como 17 Horas , Uma palestra com o Tema: "Como Marcas de Um Povo historicas nn Aspectos da Serra da Barriga / AL Cerro de Porongos AO / RS" .
    E parágrafo ESTA mesa FORAM Convidados: SEDAC / RS - Secretaria Estadual da Cultura do RS (JA DEU Retorno); Entidade Raízes da África - Maceió / AL; Entidade Cândido Velho de Guaíba / RS; FCP / MC - Fundação Cultural Palmares e Representação se Movimento Negro da Cidade de Pinheiro Machado / RS.
    Contamos com SUA Participação.
    Acompanhe a Programação Das atividades do Fórum Social Mundial Temático POA 2013 - Democracia, Cidades e Desenvolvimento no Espaço do Mundo da Igualdade Racial, Pelo blog: www.joseantoniodossantosdasilva.blogspot.com UOwww.mnegrofsmtpoa.blogspot.com
    José Antonio dos Santos da Silva
    Coordenador Geral do Fórum Permanente de
    Educação e Diversidade Etnicorracial do RS.


    Coordenador do Fórum Permanente de Educação 
    e Diversidade Etnicorracial do RS.
    Secretaria Executiva:
    Secretaria Estadual de Educação - SEDUC 
    End: Av. Prof. Borges de Medeiros, n º 1501.
            Bairro Praia de Belas - Porto Alegre / RS
            CEP: 90,110-150 
    e-mail: forumdiversidaders@gmail.com
    Fone: 
    51,32884813


    José Antonio dos Santos da Silva 
    51.84908721 - OI
    51.97107373 - Vivo 
    51.82490039 - TIM
    51.94225905 - Claro

    "Quem É de Axé Diz Que É! "Ogun ko nife o si EWU lona wa" "Com a Proteção de Ogun Nao haverá nenhum Perigo los Nosso caminho".



    PANTA REI  = (TUDO MUDA)

    ASSISTENTE Supervisor 
    Forever Living Producto Brasil 
    "Ubuntu" E UMA Antiga Palavra Africana, Cujo significado E: "Humanidade para Todos". 
    Ubunto also Quer DiZer "Eu Sou o Que Sou devido AO Que Todos Somos NÓS". Página Pessoal -http://joseantoniodossantosdasilva.blogspot.com



    Skype: jass_62