Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Banda e Cantores







Banda e Cantores





Arquivo






Banda e Cantores



Banda e Cantores



Arquivo



Arquivo



As Mais Belas do Cinema


terça-feira, 29 de novembro de 2011

As Mais Belas Mulheres do cinema de Hollywood

De beleza singela e um carisma insuperável, Audrey Hepburn também conseguiu ganhar todos os grandes prêmios de cada Arte:  Tony (teatro), Oscar (cinema), Grammy (música) e Emmy (televisão). Mas sua maior vitória foram as causas humanitárias.

Ava Gardner chegou a ser chamada de "O animal mais belo do mundo". A música "Outra Vez" de Roberto Carlos , foi inspirada no romance da bela morena com o cantor Frank Sinatra.

A italiana Claudia Cardinale não se interessou em seguir uma carreira internacional, pois sempre amou viver na Europa. Até hoje a atriz é envolvida com causas políticas e humanitárias.

Adepta de uma alimentação saudável, aos 70 anos Dolores Del Rio ainda não tinha rugas. Segundo a mesma, o segredo era dormir 12 horas por dia, não beber álcool e evitar gorduras.

Elizabeth Taylor foi considerada uma das mais belas do mundo e ficou conhecida tanto por seus inúmeros casamentos quanto por sua luta humanitária a favor das vítimas de AIDS. Liz também era uma das maiores colecionadoras de jóias do mundo.

Belíssima e de família rica, Gene Tierney logo começou uma carreira como atriz, mas sofreu durante toda a vida de depressão crônica. O nascimento de uma filha deficiente mental aumentou consideravelmente suas crises.

A italiana Gina Lollobrigida ficou conhecida por seus papéis sensuais e ganhou a alcunha de "A mulher mais bela do mundo".

Além de bela, Hedy Lamarr também foi uma inventora de um sistema que deu origem aos telefones celulares.

Considerada uma das atrizes mais belas de todos os tempos pela revista Newsweek, Jacqueline Bisset trabalhou com diretores consagrados e é madrinha da também bela Angelina Jolie.

Jane Russell causou frisson quando seus seios apareceram sensualmente delineados em O Proscrito, de Howard Hughes. A atriz também dedicou-se a obras de caridade.

Linda Darnell tinha uma das pele mais perfeitas do cinema. Desapontada com a carreira, morreu devido às queimaduras que sofreu em um incêndio em sua casa.

Louise Brooks estrelou a Caixa de Pandora e eternizou seu nome no cinema. Discriminada pelos estúdios americanos, foi afastada das telas, mas nunca perdeu o glamour.

Com a chegada dos filmes falados, Lupe Velez acabou se afastando aos poucos da carreira cinematográfica. Os escândalos de Lupe Vélez tornaram-se maiores que sua obra e ela acabou se suicidando em 1944.

Descendente de espanhóis, Maria Montez aprendeu inglês sozinha, através de revistas. Chegou a ser considerada a rainha do tecnicolor.

A atriz mexicana Maria Felix ganhou status de mito por papéis em que interpretava mulheres fortes. Colecionadora de objetos antigos e jóias, foi homenageada pela Cartier que lançou em 2006 a coleção "La Dona Cartier".

Natalie Wood começou a carreira ainda criança e se tornou uma bela mulher. Morreu afogada em circunstâncias misteriosas. Seu caso foi reaberto recentemente.

Terceira esposa de Charles Chaplin, Paulette Goddard foi sua parceira em dois filmes. Chegou a ser cogitada para o papel de Scarlet O'Hara em O Vento Levou.

Pier Angeli é outra italianinha nessa lista. Namorada de James Dean, foi separada pela mãe que não concordava com o namoro com um rapaz não católico.

Sophia Loren é até hoje uma das mulheres mais belas do mundo, mesmo aos setenta anos.  A viúva de Carlo Ponti atribui a sua boa forma física ao sexo praticado diariamente.

A inglesa Vivien Leigh foi imortalizada por grandes papéis como Scarlett O'Hara em O Vento Levou e Blanche DuBois em Um Bonde Chamado Desejo. Vivien era bipolar e sofreu durante toda a sua vida com as crises. Mas isso não a impediu de se tornar uma das atrizes mais completas que já existiu.