Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A nação Bambista


A nação bambista está de luto: perdeu Danny, o mago das mulatas.

Internado na UTI do Hospital da PUC desde a semana passada, ele faleceu na tarde desta terça-feira. Conforme relatos, sofria com uma doença no fígado e estava à espera de um transplante.

O velório ocorrerá durante a madrugada, a partir da meia-noite, na capela 4 do Cemitério João XXIII, em Porto Alegre. O sepultamento ocorrerá às 15h.

Nascido Jaines Barcelos Ximenes, Dani foi um descobridor de talentos e dedicado integrante dos Bambas da Orgia. Companheiro de samba, meigo e divertido, amigo nas horas de tristeza e alegria, era devoto ao Carnaval e à religião. Na vida, era como sua casa: sempre um ateliê recheado de fantasias, brilho, alegria e bom gosto.


You are subscribed to email updates from Samblog

Manuela


Recepção a Jogadores do inter

Se você não estiver visualizando a imagem acesse este link .
Informação sobre a chegada do Inter a Porto Alegre


O Internacional informa que, por orientação da INFRAERO, a delegação colorada desembarcará no final da tarde desta quinta-feira direto na pista do Aeroporto Salgado Filho. Por uma questão de segurança, logo após a aterrissagem do avião, os jogadores entrarão no ônibus do Clube, sem passar pela área de desembarque. Por isso, o Inter pede que os torcedores não se dirijam até o aeroporto.

A direção convoca os torcedores para receberem os jogadores na frente do vestiário, no Beira-Rio. Vamos fazer uma grande festa!

Você recebeu este e-mail porque faz parte da nossa lista de contatos. Se quiser ser removido acesse este link .
Este informativo foi gerado a partir do sistema iSend. Para obter informações acesse este link.
Use e-mail. Não use papel.

Tumulo de Jim Morrison

BR 285

Os motoristas que utilizam a BR285 para se deslocarem ao litoral Catarinense tiveram boas notícias nesta semana. Em reunião realizada em Florianópolis, representantes do DNIT e outros órgãos aprovaram o estudo de impacto ambiental das obras de pavimentação entre São José dos Ausentes e a divisa com Santa Catarina e da serra da Rocinha.

De acordo com a notícia divulgada pela Rádio Fátima, de Vacaria, a licença provisória compreende 30 quilômetros , sendo oito do lado gaúcho e o restante catarinense. Em um prazo de 45 dias deverá ser realizada uma audiência pública em Timbé do Sul. A partir desta etapa os órgãos ambientais devem conceder a licença de instalação (LI) que vai permitir a licitação do trecho da Serra da Rocinha e de uma ponte sobre o Rio das Antas. O trajeto restante entre Ausentes e a divisa já tem recursos garantidos.

O trecho da BR285, entre Bom Jesus e São José dos Ausentes, já foi concluído e será inaugurado na próxima quarta-feira (18/08), às 12 horas, na Secretaria de Turismo de São José dos Ausentes (Pórtico de Entrada). De acordo com o prefeito, Erivelto Sinval Velho, estão confirmadas as presenças do Ministro do Turismo, Paulo Sérgio Passos, e do Diretor de Infraestrutura Rodoviária do DNIT, Hideraldo Caron.

Por força da legislação eleitoral, nenhum candidato a cargo eletivo poderá comparecer, tampouco ficar próximo da inauguração. E muitos dos que lutaram pela BR285, como o deputado Francisco Appio , não poderão se fazer presentes. Appio mandará mensagem para ser lida pelo Prefeito Erivelto Velho, um dos organizadores do evento, lembrando seu empenho como Deputado Estadual e Deputado Federal, nos cinco mandatos, desde que a BR285 foi recolocada no Plano Nacional de Viação, em 1991.

E agora as últimas do www.twitter.com/franciscoappio

GOVERNADORA YEDA CRUSIUS vai inspecionar em breve, as obras do Aeroporto Regional de Cargas de Vacaria, garantindo sua conclusão neste ano.

YEDA executa 30% do projeto. Os outros 70% são do PROFAA, constituído por percentuais das passagens aéreas. Vacaria comprou a área.

ATUAL AEROPORTO está parcialmente interditado nas cabeceiras. A área urbana é do Ministério da Aeronáutica e será permutada com o município.

CONVÊNIO foi conquistado em 1997, junto ao Governo Britto. O deputado Francisco Appio teve decisiva participação nesta conquista regional.

Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br


CEN Brasil

Cá estamos nós em momentos de eleições, e claro que estamos todos, de uma forma ou de outra, envolvidos no processo político eleitoral do nosso país.
É justamente também neste momento que a Fundação Palmares teve a brilhante idéia de reparar e democratizar as indicações ao Troféu Palmares. Primeiro indicando somente mulheres, e, diga-se de passagem, cada uma mais poderosa que a outra, e depois abrindo ao público a votação, possibilitando assim que possamos exercitar a nossa cidadania um pouco antes do pleito eleitoral nacional. Para ler na íntegra, clique aqui.

--

CEN Brasil.
Acesse: http://www.cenbrasi l.org.br

Vara de Júri em Vacaria RS



O Tribunal de Justiça instituiu regime de exceção no Tribunal do Júri de Vacaria, a fim de que fosse cumprida a meta estipulada pelo CNJ de julgar todos os processos anteriores a 31 de dezembro de 2005. Havia mais de 80 processos prontos para julgamento, sendo 32 deles anteriores a 2006.

Atuaram como promotores Luís Augusto Gonçalves Costa, de Vacaria, e Evandro Lobato Kaltbach, de São Marcos. O Juiz designado foi Mauro Freitas da Silva. A titular da Vara do Júri, promotora Roberta Fava Araldi, ficou substituindo a 2º Promotoria Criminal, cargo atualmente vago.

A princípio, seriam realizadas 32 sessões de julgamento em quatro meses. Porém, em virtude da necessidade e das transferências, foram realizadas 36 sessões em cinco meses, sendo o último mês sem qualquer ônus para o Poder Público, tanto por parte do MP como do Poder Judiciário.

Em relação aos números de processos de júri, a promotora Roberta Araldi revela que Vacaria, em virtude especialmente do crack, vem registrando números de homicídios preocupantes. “Quinze já foram registrados, chegando-se, desta forma, a taxa de 33 homicídios/ano por cem mil habitantes, taxa equiparada a cidades consideradas altamente violentas e superior ao considerado tolerável e 'não epidêmico' pela OMS”, destaca.

Em virtude do grande número de processos prontos para irem a júri e a crescente onda de homicídios na cidade, poderá haver a instalação de novo regime de exceção neste ano ou no início do próximo ano.

por Aldoir Santos. Fátima (Rádio Fátima AM), dia 10/08/2010 às 15:13


Rebelião no Presidio de Vacaria RS




Presídio de Vacaria (Foto: RD Fátima)

Integrantes do pelotão de choque da Brigada Militar e agentes penitenciários foram acionados nesta terça-feira, 10/08, por volta das 18h45min, com o objetivo de intervir em um princípio de rebelião no Presídio Estadual de Vacaria.

A causa do tumulto, que ocorreu em duas celas seria a superlotação da penitenciária, que está atualmente com 275 detentos, sendo que a capacidade é para 114. A ala feminina também tem dificuldades, a estrutura criada para atender à cinco mulheres está hoje com 16.

O comando do 10º Batalhão da Brigada Militar (BPM) realizou ainda nesta terça, uma operação especial. Não foram encontrados armas, drogas ou celulares. Nenhum detento foi transferido.

por Fábia Schüler - Fatima e Maisn vac (Rádio Fátima AM), dia 11/08/2010 às 07:31

Ruy Carlos Ostermann

Homem triste
Ruy Carlos Ostermann

Já não sei o que fazer, se faço uma doação dos livros, se escondo parte deles no sótão, se uso a garagem como exílio, se abro uma biblioteca pública com os de filosofia, ensaios e literatura, os de interesse mais estendidos. Admito que dramatizo um pouco, mas acontece que minha relação com os livros é muito pessoal, não me lembro de ter feito uma aquisição de olhos fechados e mão aberta. Sempre foi um pequeno ritual que começava antes, seguia seu curso de curiosidade até chegar a ele, o livro, na estante, na livraria, no sebo, no caixote. Sempre foi uma escolha pessoal.
Mas agora começo a me preocupar. Onde mais colocá-los? Há uma única parede pequena e entre duas portas secundárias, no andar de cima, que permitiria suportar uma estante a mais na casa. Talvez a dos livros de mais uso, dicionários, enciclopédia, gramáticas. Ou talvez só os livros raros.
Mas esses são bonitos demais para ficarem escondidos numa parte lateral da casa. Têm lombadas coloridas, são grossos e grandes, remetem para as mais sentidas e verdadeiras experiências de leitura, têm anotações, papeizinhos com registros e lembretes. São livros ainda mais pessoais, além de bonitos.
Já me consumo em noites e manhãs de triste e comprida contemplação do que poderei fazer um dia desses. Chega-se a certa idade em que se impõe uma consideração fria, mas verdadeira: não há mais tanto tempo para ler tudo que está na estante à espera. É preciso fazer escolhas e aí está outra dolorosa operação intelectual e afetiva a que é preciso se submeter. Dói como espetada de espinho sem flor.
Não peço conselho ao leitor, só a sua compreensão. Sou um homem triste.

Impostos

PARA QUE SERVEM OS NOSSOS IMPOSTOS?
MENEZEShttp://eticamicina-5mg-3vezes-ao-dia.blogspot.com/Orkut : canminline@hotmail.comMsn : cidarama@yahoo.com.brtwitter : tovendotudo

Pardais 20 mil notificações


Pardais já emitiram mais de 20 mil notificações neste ano em Vacaria
57 multas são de veículos com placas de Vacaria

Pardais estão instalados no perímetro urbano de Vacaria (Foto: RD Fátima)
Por solicitação da Central de Conteúdos da Rádio Fátima, a Guarda Municipal informou que em julho, os doze pardais instalados no perímetro urbano de Vacaria emitiram 1.047 notificações. Em relação ao mês anterior foram 1.066 multas a menos. A maioria das notificações foi emitida pelo pardal instalado na área industrial, saída de Vacaria, com 284 registros. Em segundo foi o equipamento instalado no mesmo local, porém na chegada da cidade, com 251 multas. O terceiro pardal que mais emitiu notificações é o que está instalado na BR 116, próximo ao trevo da Avenida Samuel Guazzelli, saída para Caxias do Sul, onde foram flagrados 151 condutores trafegando acima de 60 km/h. Das 1.047 multas emitidas no mês de julho apenas cinco são de veículos com placas de Vacaria. Foram 67 notificações gravíssimas, onde os motoristas dirigiam acima de 120 km/h, sendo que o valor de cada multa é de R$ 540. As notificações apenas foram lançadas no sistema, sendo que os valores ainda não são contabilizados pois os condutores podem recorrer na Junta de Julgamento do Município JARI e no Detran . Os valores só serão recebidos pelo município após o pagamento do IPVA 2011. Entre os meses de janeiro e julho deste ano, os pardais instalados no perímetro urbano de Vacaria já emitiram 20.100 multas, sendo que apenas 57 foram de veículos com placas de Vacaria. Em 2009 os pardais emitiram 59.436 notificações
por Fábia Schüler - Fatima e Maisn vac (Rádio Fátima AM), dia 06/08/2010 às 07:25

O Bi mais próximo


O bi cada vez mais perto
hs.addSlideshow({slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1grupo', interval: 5000, repeat: false, useControls: true,fixedControls: 'fit',overlayOptions: {className: 'large-dark',opacity: '0.75',position: 'bottom center',offsetX: '0',offsetY: '-15',hideOnMouseOut: true},thumbstrip: {mode: 'horizontal',position: 'above',relativeTo: 'expander'}});var ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1Config = {slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1grupo',thumbnailId: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1Thumb',numberPosition: 'caption',transitions: ['expand', 'crossfade']};
Crédito: alfredo estrella / afp / cp" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99601.JPG&Tamanho=250&HW=2" rel=" Espécie de talismã colorado na Libertadores, Giuliano (de branco) comemora o primeiro gol do time na vitória de 2 a 1 sobre o ChivasCrédito: alfredo estrella / afp / cp">
Espécie de talismã colorado na Libertadores, Giuliano (de branco) comemora o primeiro gol do time na vitória de 2 a 1 sobre o ChivasCrédito: alfredo estrella / afp / cp
Espécie de talismã colorado na Libertadores, Giuliano (de branco) comemora o primeiro gol do time na vitória de 2 a 1 sobre o Chivas Crédito: alfredo estrella / afp / cp
FABRÍCIO FALKOWSKI De Guadalajara fabricio.@correiodopovo.com.br Nunca o bi da Libertadores esteve tão perto do Beira-Rio. Na grama sintética de Guadalajara, o Inter jogou com naturalidade, se impôs, mostrou capacidade de reação e fez 2 a 1 no Chivas. Agora, volta para Porto Alegre com a vantagem de precisar apenas de um empate para que Bolívar erga o troféu na semana que vem.Os primeiros minutos da partida deram a impressão de que o Inter joga sob gramado sintético desde a sua fundação, há 101 anos. O time colorado, com uma naturalidade impressionante, tocou a bola e atacou o Chivas, que parecia assustado. Logo aos 5 minutos, Taison fez grande jogada pela ponta esquerda e passou para Kleber. Com pouco ângulo, o lateral optou pelo chute e a bola encontrou o pé do poste oposto da meta do goleiro Luis Michel.A superioridade prosseguiu. A torcida mexicana, ansiosa por ajudar, começou a gritar "olé" quando o time da casa tinha a bola. Não adiantou muito. Aos 29 minutos, Alecsandro cobrou falta sofrida por Taison quase na meia-lua e acertou o travessão. Mas o centroavante sentiu uma lesão e deixou o gramado. Então, Roth optou por Everton. Em seguida, aos 41 minutos, Kleber recebeu na linha de fundo, enxergou Taison entrando na área e cruzou. O atacante acertou a cabeçada e faria o gol, mas a zaga afastou.Incrível, mas depois de tudo isso, foi o Chivas que marcou. Aos 46 minutos, Bautista recebeu cruzamento, percebeu Renan adiantado, e tocou de cabeça por cima do goleiro colorado. Falha coletiva da defesa e apreensão dos torcedores.Se o cenário era favorável ao time de Roth na primeira etapa, a situação mudou no segundo tempo. Sem Alecsandro, o Inter carecia de boas jogadas no ataque. Apesar de todo o esforço e correria, Everton mais errava passes do que ajudava na construção das jogadas ofensivas. Errou tanto que deu lugar a Rafael Sobis no segundo tempo. Restavam os chutes de longa distância de D''Alessandro e, quem diria, Guiñazu.Restava também a estrela de Giuliano. Que não parece ser pequena nesta Libertadores. Foi do meia o gol do empate colorado, com um cabeceio certeiro aos 27 minutos do segundo tempo. Mais seguro, o Inter não desperdiçou a oportunidade e virou o jogo logo em seguida, com Bolívar, aos 31, definindo a vitória e encaminhando o bicampeonato.Chivas 1 x 2 InterChivas: L. Michel, Magallón, Reynoso e Luna; Báez (D´Ávila), Mejía e Fabian (Escalante); Arellano (Araujo), Bautista e Bravo. Téc.: José L. Real.Inter: Renan; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro, Guiñazu, Giuliano, D''Alessandro e Taison (Wilson Matias); Alecsandro (Everton, depois Rafael Sobis). Técnico: Celso Roth.Árbitro: Hector Baldassi (ARG).Gols: Bautista (46'' do 1 T) (Chivas), Giuliano (27´ do 2n T) e Bolívar (31'' do 2T) (Inter).
ESPORTES > esportes@correiodopovo.com.br

Inter faz virada de Campeão


Virada de campeão
Inter está perto do bi da América ao vencer o Chivas por 2 a 1
hs.addSlideshow({slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1grupo', interval: 5000, repeat: false, useControls: true,fixedControls: 'fit',overlayOptions: {className: 'large-dark',opacity: '0.75',position: 'bottom center',offsetX: '0',offsetY: '-15',hideOnMouseOut: true},thumbstrip: {mode: 'horizontal',position: 'above',relativeTo: 'expander'}});var ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1Config = {slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1grupo',thumbnailId: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$ImpressoMenu1$Leitor1$Album1Thumb',numberPosition: 'caption',transitions: ['expand', 'crossfade']};
Crédito: alfredo estrela / afp / cp" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99550.JPG&Tamanho=250&HW=2" rel="Crédito: alfredo estrela / afp / cp">
Crédito: alfredo estrela / afp / cp
Crédito: alfredo estrela / afp / cp
Giuliano, mais uma vez, foi decisivo e fez o primeiro gol da vitória do Inter contra o Chivas em Guadalajara em estádio de grama sintética

Inter vira contra o chivas


Hiltor MombachEsportes
Enviar Letra
VIRA, VIRA, VIROU!
hs.addSlideshow({slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$LeitorBlog1$gvwDados$ctl02$RegBlog1$Album1grupo', interval: 5000, repeat: false, useControls: true,fixedControls: 'fit',overlayOptions: {className: 'large-dark',opacity: '0.75',position: 'bottom center',offsetX: '0',offsetY: '-15',hideOnMouseOut: true},thumbstrip: {mode: 'horizontal',position: 'above',relativeTo: 'expander'}});var ctl00$ContentPlaceHolder1$LeitorBlog1$gvwDados$ctl02$RegBlog1$Album1Config = {slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$LeitorBlog1$gvwDados$ctl02$RegBlog1$Album1grupo',thumbnailId: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$LeitorBlog1$gvwDados$ctl02$RegBlog1$Album1Thumb',numberPosition: 'caption',transitions: ['expand', 'crossfade']};
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99514.JPG&Tamanho=250&HW=2" rel="Bolívar marcou o gol da virada do Inter sobre o ChivasCrédito: Alfredo Estrella / AFP / CP">
Bolívar marcou o gol da virada do Inter sobre o ChivasCrédito: Alfredo Estrella / AFP / CP
Bolívar marcou o gol da virada do Inter sobre o Chivas Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP
O Inter encarava o Chivas, a grama sintética e uma torcida rival. Não se intimidou. Logo a 1min já estava no ataque. Aos 3, Nei chegou pela direita. Sem perigo. Dois minutos depois, Kléber chutou no poste esquerdo do goleiro Luis Michel. O Chivas não respirava em campo. Aos 25min, Inter seguia melhor sem ser pressionado em nenhum momento. Aos 28, uma falta em Taison quase na risca da grande área, que Alecsandro cobrou no poste. Duas bolas no poste. Aos 33, Alecsandro caiu no gramado, machucado. Saiu para entrada de Éverton. O jogo se encaminhava para o final do primeiro tempo quando o Inter teve que enfrentar outra adversidade: aos 45min30s, Marco Fabián lançou uma bola do seu campo de jogo, que viajou até a cabeça de Bautista. Renan estava muito adiantado. Tão adiantado que Bautista cabeceou, e marcou, de fora da área. Assim, dramático, começou o segundo tempo. As18min, quase o segundo gol do Chivas em outra falha de Renan. Aos 26min, Kleber cruzou e Giuliano marcou de cabeça. Empate. A campanha Inter tem a cara de Giuliano: dramática, sofrida até o último segundo. A derrota de 2 a 1 contra o São Paulo, em São Paulo, só classificou o Inter porque, no Beira-Rio, o meio-campista marcou o único gol da partida. Eram 20min finais, a partida se arrastava para o 0 a 0, com o Inter não conseguindo furar o retrancão paulista, quando Roth sacou Andrezinho para entrada de Giuliano. Três minutos depois, o jogador dominou na área, girou entre vários rivais e chutou. Gol. Na última rodada da primeira fase, o Inter recebeu o Deportivo Quito. Dependia do placar dessa partida a definição do adversário nas oitavas. Vencia por 2 a 0 e cruzaria com o Cruzeiro. Aos 47min, Giuliano fez 3 a 0. Saiu o Cruzeiro, entrou o Banfield no caminho. O Inter cruzou com o Estudiantes. Vitória por 1 a 0 no Beira-Rio. Perdia por 2 a 0 na Argentina, depois de ter vencido por 1 a 0. O jogo se encaminhava para o final, quando, aos 43min, Giuliano marcou. Gol de empate, caminho aberto.Aos 31min. D’Alessandro levantou uma bola da esquerda, Índio cabeceou para a área e Bolívar... 2 a 1 no Chivas. Vira, vira, vira, vira, vira, vira, virou. Postado por Hiltor Mombach - 11/08/2010 22:56 - Atualizado em 12/08/2010 00:47

Inter vence o chovas de Virada







Inter vira pra cima do Chivas e bota a mão na taça
Giuliano e Bolívar marcaram os gols que deixam o Inter a um empate do bi da Libertadores
hs.addSlideshow({slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$Leitor1$Album1grupo', interval: 5000, repeat: false, useControls: true,fixedControls: 'fit',overlayOptions: {className: 'large-dark',opacity: '0.75',position: 'bottom center',offsetX: '0',offsetY: '-15',hideOnMouseOut: true},thumbstrip: {mode: 'horizontal',position: 'above',relativeTo: 'expander'}});var ctl00$ContentPlaceHolder1$Leitor1$Album1Config = {slideshowGroup: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$Leitor1$Album1grupo',thumbnailId: 'ctl00$ContentPlaceHolder1$Leitor1$Album1Thumb',numberPosition: 'caption',transitions: ['expand', 'crossfade']};

Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99508.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99509.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99510.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99511.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99512.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99513.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99515.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99516.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alexandre Lops / Vipcomm" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99518.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alexandre Lops / Vipcomm" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99520.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alexandre Lops / Vipcomm" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99521.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alexandre Lops / Vipcomm" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99522.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99523.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99524.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99525.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99527.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99528.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99529.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99530.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Hector Guerrero / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99531.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99532.JPG&Tamanho=250&HW=2">
Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP" src="http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2010/08/12/99533.JPG&Tamanho=250&HW=2">
De virada, Inter bate Chivas e está a um empate do bi da América Crédito: Alfredo Estrella / AFP / CP
O bi da América nunca esteve tão próximo do Beira-Rio. E ele está perto porque o Inter foi a Guadalajara, no México, e bateu o Chivas por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira, pelo primeiro jogo da final da Libertadores. Os gols de Giuliano e Bolívar deixam o clube colorado a um empate de mais um título.A grande decisão da Libertadores acontece na próxima quarta-feira, às 21h50min, no estádio Beira-Rio, que certamente estará lotado – pois os ingressos já estão esgotados. Antes, porém, o Inter faz uma escala no Rio de Janeiro, onde encara o líder Fluminense pelo Brasileirão, no Maracanã, domingo.Inter pressiona, mas Chivas é quem marca Que grama sintética, que nada. No começo do jogo, o Inter transformou o moderno Omnilife no velho Beira-Rio de guerra e foi com tudo para cima. Explorando as jogadas, principalmente no lado esquerdo, Kleber quase abriu o placar aos 4. O lateral invadiu a área e mandou rasteiro. A bola beijou a trave e saiu para fora. Depois, o Inter seguiu melhor, embora o Chivas tenha conseguido equilibrar a partida, embalado pelos gritos dos torcedores – que não lotaram o estádio. Mas o time de Celso Roth continuou com mais volume. E quase fez depois que Taison sofreu falta na entrada da área aos 28. Na cobrança, Alecsandro soltou uma bomba, que esbarrou no travessão. Foi o último lance do centroavante colorado, que pediu para sair logo depois, com uma cara de muita dor. Além do camisa 9, Nei acusou dores, o que deixou os jogadores colorados mais receosos. Quem ganhou com isso foi o Chivas, claro. Após crescerem na partida, os mexicanos conseguiram aproveitar a única chance real que tiveram em toda a primeira etapa. Nos acréscimos, Bautista, sem marcação, cabeceou na entrada da grande área o lançamento preciso de Fabían. Renan estava adiantado. Gol: 1 a 0, Chivas.Vira-vira de cabeça O revés no apagar das luzes da primeira etapa não diminuiu o ímpeto colorado, que voltou do vestiário com a mesma disposição. Na pressão, o Inter buscava o gol, porém a bola insistia em não entrar e a zaga do Chivas fechou as portas da área e mostrou que sabe dar bico para frente quando é decisão. Os mexicanos mostraram-se perigosos nos contragolpes, mas perderam a melhor chance, quando Renan furou o cruzamento e o atacante não aproveitou com o gol livre. Na resposta, pouco depois, D'Alessandro quase marcou um golaço de fora da área, quando mandou uma bomba que tirou tinta do ângulo.A blitz colorada era grande, mas só deu resultado aos 27. E com o jogador mais predestinado do grupo: Giuliano. Num cruzamento precioso de Kleber, o meia colorado cabeceou sem chances para o goleiro Michel e deixou tudo igual. O empate animou o Inter e o segundo gol foi questão de pouco tempo. Três minutos, para ser mais preciso, quando D'Alessandro cruzou da direita, Índio ajeitou para o meio da área onde estava seu companheiro de zaga, Bolívar, que tocou de cabeça para o fundo das redes e, por (mais uma) coincidência com 2006, repetir o marcador da primeira final de quatro anos atrás.Os 15 minutos seguintes serviram apenas para os jogadores colorados tocarem a bola por sobre o gramado artificial do Onmilife e esperar o apito final. Como não há saldo qualificado na decisão, o Inter joga por um empate no jogo de volta para confirmar o bicampeonato da América.Libertadores - finalChivas 1Luis Michel, Luna, Reynoso, Magallón e Ponce; Báez (Davila), Mejía e Fabian (Escalante); Arellano (Araujo), Bautista e Omar Bravo. Técnico: José Luís Real.Inter 2 Renan; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Sandro, Guiñazu, Giuliano, D'Alessandro e Taison (Wilson Matias); Alecsandro (Everton/Rafael Sobis). Técnico: Celso Roth.Gols: Bautista; Giuliano, BolívarCartões amarelos: Fabian e Luna; SandroArbitragem: Hector Baldassi, auxiliado por Ricardo Casas e Hernán Maidana (trio da Argentina).Local: estádio Omnilife, em Guadalajara (MEX). Ouça o áudio: Gols da vitória do Inter em cima do ChivasFonte: Tiago Medina / Correio do Povo

Imprensa Mexicana


Imprensa mexicana elogia Inter e diz que taça está mais longe
Sites renderam elogios ao meia D'Alessandro e citaram bom desempenho no gramado sintético

Imprensa mexicana elogia Inter e diz que taça está mais longe
Crédito: Reprodução/CP
Imprensa mexicana elogia Inter e diz que taça está mais longe
Crédito: Reprodução/CP
A auto-confiança de ontem, dia do jogo entre Chivas e Inter, virou desânimo na imprensa mexicana nesta quinta-feira, depois que o time de Guadalajara perdeu para o Colorado de virada por 2 a 1.

O site Récord afirmou que os mexicanos não souberam manter a vantagem do primeiro tempo e destacou a sólida atuação do time brasileiro em campo. Segundo a reportagem, “os brasileiros se saíram muito bem no gramado sintético” e dominaram a primeira metade da partida, mesmo com as intermináveis críticas ao campo. “Os jogadores não só se apoderaram do controle da bola e criaram várias aproximações como sua pressão desde a saída da pelota complicou os avanços do plantel mexicano.”

O Vefutbol destacou que a taça está mais longe e a missão é quase impossível. “O calvário das equipes mexicanas com os jogos de ida da final nos torneios da Conmebol é eterno”, afirmou. O site não deixou de fora a reclamação dos gramados sintéticos. “Os brasileiros haviam se queixado, mas no fim a grama foi sua melhor aliada. Dois treinamentos foram suficientes para o time se adaptar melhor que o Chivas”, dizia a matéria.

O site também rendeu elogios ao “gênio argentino” D'Alessandro, dizendo que o Inter jogou em torno dele: o jogador ordenou, ajudou com a bola, roubou-a, correu e facilitou gols. O Vefutbol chegou a dizer que o meia possui um GPS que permite encontrar sempre o melhor companheiro na área. D'Alessandro foi responsável pelo passe que levou ao segundo gol do Inter. Kleber, autor da jogada do primeiro gol, também foi citado pelos mexicanos.

Um pouco mais discreto, o El Informador também elogiou o meia argentino, dizendo que o jogador impulsionou o time, que apresentou bom ritmo de jogo. O jornal defendeu que um dos motivos para a derrota foi a ansiedade do time mexicano, que perdia a bola com muita facilidade. No dia anterior, o El Informador falava que o Chivas já estava com a mão na taça. Nesta quinta, o título da reportagem se restringia a dizer que os mexicanos saíram com desvantagem na partida de ida.


Fonte: Correio do Povo



--------------------------------------------------------------------------------

» Tags:Libertadores Inter Futebol esporte

--------------------------------------------------------------------------------

inter com uma Mão na Taça


Carvalho afirma que Inter é “time que não se assusta”
Vice-presidente de futebol elogia atuação envolvente dos colorados no México




















Inter venceu o Chivas por 2 a 1 com apoio da torcida
Crédito: Alfredo Estrela / AFP
Para o vice-presidente Fernando Carvalho, a vitória do Internacional sobre o Chivas, por 2 a 1, de virada, provou que a equipe está madura. O Colorado saiu na frente na primeira partida das finais e agora decide o título da Libertadores em casa, na próxima quarta-feira.

“O Inter é um time que não se assusta com o adversário. São jogadores diferentes, acostumados a ganhar e que sabem que não podem se desesperar”, elogiou o dirigente, logo após a vitória do Inter no México.

Carvalho aprovou a atuação precisa do Internacional fora de casa, apesar da falha da defesa que resultou no gol do Chivas. “O time dominou o adversário, envolveu. Foi uma grande conduta”, festejou.

No entanto, o vice-presidente avaliou que o time não pode se deixar iludir com a vitória: “Não ganhamos nada ainda”.

Fonte: Correio do Povo



--------------------------------------------------------------------------------

» Tags:Libertadores Inter

Chivas 1 x 2 Internacional, Gols do 1° jogo final da Taça Libertadores 2010

Celso Roth


Roth: Temos que tomar cuidado com o Chivas
12 de Agosto de 2010 00:15 5

O Internacional dominou o Chivas durante todo o primeiro jogo da decisão da Libertadores e, mesmo sofrendo um gol no fim da etapa inicial, derrotou a equipe mexicana nesta quarta-feira, por 2 a 1, em Guadalajara.

Com o resultado, o Colorado pode até perder por 1 a 0 que garante o título da competição continental. Mas o técnico Celso Roth não quer saber de ficar contando com vantagens.

- É um jogo de 180 minutos. Fomos muito bem no primeiro tempo, e mantivemos a pegada na segunda etapa. Mas ainda temos o jogo no Beira-Rio. O Chivas, pela qualidade que tem, temos que tomar todo o cuidado - alertou o treinador.

A defesa da equipe gaúcha vacilou já no fim do intervalo, permitindo o gol de cabeça de Bautista. Fora isso, o Inter dominou o adversário e não permitiu que o Chivas levasse perigo ao goleiro Renan.

- Foi uma boa apresentação, fomos muito superiores. Equilibrados taticamente e tivemos no primeiro tempo o controle do jogo. O importante é isso, ter o equilíbrio - concluiu Celso Roth.
Fonte: Yahoo