Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Glória Empata com Aimoré

Glória conquista o primeiro ponto no hexagonal

Time teve jogador expulso mas empatou por 1 a1 com o Aimoré nesta quarta

O Glória empatou por 1 a 1 com o Aimoré nesta quarta-feira,14/04, no estádio Cristo Rei em São Leopoldo. O time de Vacaria precisava de uma vitória para buscar uma reabilitação no campeonato, por isso, desde o início partiu para o ataque. O estreante Edimar conseguia articular bem as jogadas em combinação com o meia Rodrigo Couto. O lateral João Paulo que vinha até então fazendo a função de volante passou a atuar na lateral direita. O controle do jogo no primeiro tempo foi do Glória, inclusive, com mais chances de gol. O Aimoré levava perigo com a bola parada, por vezes, obrigando o goleiro Márcio Kessler a praticar importantes defesas.
O técnico Paulo Porto disse no intervalo do jogo que a sua equipe manteria a mesma proposta na segunda etapa porque entendia que estava faltando apenas o gol. O raciocínio do treinador tinha fundamento, pois, aos três minutos o meia Rodrigo Couto recebeu uma bola em condições de ingressar pela àrea no lado esquerdo, chutar cruzado e fazer 1 a 0.
O Aimoré esboçou uma reação, porém, a defesa do Glória bem posicionada impedia a conclusão especialmente de Kelson. Aos 13 minutos o jogador Sandro Fraga do Aimoré foi expulso após dois minutos em capo, pois, tinha substituído o zagueiro Douglas. Fraga cometeu um falta em Ivanildo.
Aos 18 minutos, zagueiro Valdemar cometeu penâlti que foi convertido por Kelson. 1 a 1.
A história do restante da partida teve rumo diferente do que vinha se observando. O Glória pareceu sentir o golpe do gol e mesmo com um atleta a mais recuou permitindo crescimento do adversário.
O meia Rodrigo Couto foi reclamar de uma falta com o auxiliar do àrbitro Diego Almeida Real e também foi expulso.
O Glória conquista o primeiro ponto em três rodadas do hexagonal. O Leão da Serra voltará a jogar no domingo contra o Cerâmica.

Aimoré: Rafael, Gian,Douglas(Sandro Fraga), Ricardo, Sananduva, Longaray, Flavinho, Fábio, Alexandre(Rodrigo Galvão), Kelson, Ícaro(Maikel). Técnico: Abel Ribeiro

Glória: Márcio,João Paulo, Valdemar, Jucimar,Ivanildo,Márcio Souza(Lucas), Edimar,Rodrigo Couto,Silvano(Simovic), Leonel(Fabinho). Técnico: Paulo Porto



Rádio Fátima AM (Jornalismo), 15/04/2010, 09h28

Passeata no Centro


Escolas realizam passeata pelo fim da violência

Manifestação deve ter a participação de representantes de três escolas.


Passeata dos alunos Alunos e professores das escolas Vitória Quintela Ly, Padre Pacífico e Coronel Avelino realizam nesta manhã, 15/04, uma passeata. O objetivo é pedir o fim da violência dentro e fora das instituições de ensino.
Segundo relato de diretores, a situação é tão grave que professores tem buscado junto à outros órgãos, meios de desenvolver projetos e ações que propiciem mais segurança às pessoas que circulam nas escolas e proximidades.
Nesta semana, alunos do Colégio Padre Pacífico realizaram uma mobilização. Com faixas e cartazes, eles não entram na aula nessa segunda-feira, 12/04, e ficaram em frente a escola , onde realizaram o manifesto.

Clique aqui e confira mais fotos.



Rádio Fátima AM (Jornalismo), 15/04/2010, 08h20

Guarda Municipal irá Fiscalizar Som Alto em Vacaria RS

Tamanho do texto: A- A
+Guarda passa a notificar som acima do permitido

Servidores do órgão foram capacitados para atuarem neste tipo de fiscalização

A partir da meia desta quinta-feira,15/04, a Guarda Municipal passou a notificar os proprietários de veículos que estiverem com o som acima do permitido pela legislação. Dois guardas municipais foram capacitados para atuarem com o equipamento que faz a medição chamado de decibelímetro.
A medida vale também para os veículos que fazem propaganda na cidade.
O chefe da Guarda Léo Fiorio destaca que a intenção é fazer com que a lei seja cumprida.

O diretor municipal de assuntos de segurança Major Gilmar Vieira ressalta que conta com a compreensão da comunidade. Destaca que a fiscalização atende a pedidos de moradores e até do MP.



Rádio Fátima AM (Jornalismo), 14/04/2010, 10h48

Destaque do Dia



Destaques do Dia
Abertura das Oficinas de Trabalho sobre as Hepatites Virais para as CREs e CRSs
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, participa da abertura das Oficinas de Trabalho sobre as Hepatites Virais para as Coordenadorias Regionais de Educação(CREs) e Coordenadorias Regionais da Saúde( CRSs), realizado no auditório Paulo Freire do Centro Administrativo Fernando Ferrari(CAFF), em Porto Alegre.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Paula Fiori / Palácio Piratini
Código: 34116

Abertura das Oficinas de Trabalho sobre as Hepatites Virais para as CREs e CRSs
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, participa da abertura das Oficinas de Trabalho sobre as Hepatites Virais para as Coordenadorias Regionais de Educação(CREs) e Coordenadorias Regionais da Saúde( CRSs), realizado no auditório Paulo Freire do Centro Administrativo Fernando Ferrari(CAFF), em Porto Alegre.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Paula Fiori / Palácio Piratini
Código: 34115

Abertura das Oficinas de Trabalho sobre as Hepatites Virais para as CREs e CRSs
A presidente do Comitê de Ação Solidária, Tarsila Crusius, participa da abertura das Oficinas de Trabalho sobre as Hepatites Virais para as Coordenadorias Regionais de Educação(CREs) e Coordenadorias Regionais da Saúde( CRSs), realizado no auditório Paulo Freire do Centro Administrativo Fernando Ferrari(CAFF), em Porto Alegre.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Paula Fiori / Palácio Piratini
Código: 34114

Cerimônia de Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social conta com a estréia da Orquestra de Câmara Jovem
Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social, com a primeira apresentação da Orquestra de Câmara Jovem, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Silvio Alves / Palácio Piratini
Código: 34118

Cerimônia de Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social conta com a estréia da Orquestra de Câmara Jovem
Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social, com a primeira apresentação da Orquestra de Câmara Jovem, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Silvio Alves / Palácio Piratini
Código: 34119

Cerimônia de Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social conta com a estréia da Orquestra de Câmara Jovem
Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social, com a primeira apresentação da Orquestra de Câmara Jovem, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre.

Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Silvio Alves / Palácio Piratini
Código: 34120

Cerimônia de Lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social conta com a estréia da Orquestra de Câmara Jovem
Muitos aplausos e emoção marcaram o lançamento da 3ª edição da Rede Parceria Social, com a primeira apresentação da Orquestra de Câmara Jovem, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre.


Local: Porto Alegre - RS
Data: 14/04/2010
Foto: Silvio Alves / Palácio Piratini
Código: 34121

Grêmio vence Avai com ajuda do Árbitro


Jornal > EsportesLetra ANO 115 Nº 197 - PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2010
Encaminhado

Jonas e Fábio Santos: Grêmio fez 3 a 1 no Avaí e agora joga em Florianópolis
Crédito: fabiano do amaral
Jonas e Fábio Santos: Grêmio fez 3 a 1 no Avaí e agora joga em Florianópolis
Crédito: fabiano do amaral
CARLOS CORRÊA | carlos.correa@correiodopovo.com.br

Está bem encaminhada a classificação do Grêmio para as quartas de final da Copa do Brasil. Ontem, em uma partida novamente marcada por polêmicas na arbitragem, o Tricolor venceu o Avaí por 3 a 1 e pode até perder por um gol de diferença em Florianópolis, semana que vem, que segue adiante na competição.

Não é exagero afirmar que o lance mais decisivo da partida aconteceu aos 18 minutos de jogo. O Grêmio vinha pressionando o Avaí e dava toda a impressão de que o primeiro gol era só uma questão de tempo, tamanha a vontade dos jogadores a cada dividida. Porém, se de fato largaria na frente do marcador caso o árbitro Alício Pena Júnior não houvesse marcado irregularmente um escanteio - Douglas chegou a virar as costas ao perceber que a bola não tocara no adversário - é uma dúvida que nunca será respondida. Fato é que, alheio ao erro da arbitragem, o meia cobrou com efeito o escanteio e ninguém conseguiu afastar até que a bola tocasse lentamente a trave. No rebote, Jonas chutou com força e fez 1 a 0 para o Grêmio.

Indignados, os jogadores do Avaí partiram em bloco para reclamar do erro da arbitragem. Na confusão, Alício Pena Júnior expulsou Caio. Com um jogador a mais, o Grêmio não teve dificuldades em dominar a partida por completo e ampliar a vantagem, dessa vez com Borges. O atacante recebeu passe aos 28 minutos, girou sobre a marcação e chutou no canto, fazendo 2 a 0.

A expectativa de deixar a classificação praticamente assegurada em Porto Alegre cresceu quando Jonas fez o terceiro gol, logo no começo da etapa final. O problema é que quase na sequência o Avaí descontou, em um chute violento de Robinho. O susto foi maior quando três minutos depois Roberto entrou livre área adentro e só não fez o segundo gol dos catarinenses porque Fábio Santos salvou no último momento. Aos 40 minutos, novo susto, mas Rafael, sem marcação, errou o gol.

GRÊMIO 3 X 1 AVAÍ

Grêmio: Victor; Edilson (Ozéia), Mário Fernandes, Rodrigo e Fábio Santos; Ferdinando (Adilson), Willian Magrão, Leandro (Mithyuê)e Douglas; Jonas e Borges. Técnico: Silas.

Avaí: Zé Carlos; Gabriel, Rafael e Emerson Nunes; Patric, Marcinho Guerreiro, Batista (Rodrigo), Caio, Sávio (Roberto) e Uendel; Vandinho (Robinho). Técnico: Péricles Chamusca.

Árbitro: Alício Pena Júnior.

Cartões amarelos: Edilson, W. Magrão e Ferdinando (G); M. Guerreiro, Batista e Valtinho (A).

Expulsão: Caio (A).

Gols: Grêmio: Jonas (18'' do 1 T e 10'' do 2 T) e Borges (28'' do 1 T). Avaí: Robinho (12'' do 2 T).





Fonte: Correio do Povo

Taça das Bolinhas é do São Paulo


''Taça das Bolinhas'' vai para o São Paulo


Crédito: mauro matos / cp memória

Crédito: mauro matos / cp memória


A CBF definiu ontem que a famosa "Taça das Bolinhas" será entregue ao São Paulo, o primeiro pentacampeão brasileiro, de acordo com a entidade. Através de um estudo, a CBF chegou a conclusão de que o tricolor paulista foi o primeiro clube brasileiro a ganhar cinco vezes o campeonato nacional. Com isso, está encerrada também a polêmica de quem é o campeão brasileiro de 1987. Para a CBF, o título é do Sport e não do Flamengo.

Novos Policias Militares

Estado prepara formatura dos 3.552 novos policiais militares
15/04/2010 08:07


O governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança e da Brigada Militar, divulga as datas e locais das formaturas dos. 3.552 novos policiais militares, que realizaram o Curso Básico de Formação Policial Militar em todo Estado. De forma descentralizada, as formaturas ocorrerão em 36 solenidades por diversos municípios e regiões gaúchas, no período 16 a 24 de abril próximo.

O ingresso dos 3.552 novos soldados constitui meta definida pela governadora Yeda Crusius e atingida no projeto de Recomposição dos Efetivos da Segurança, do Programa Estruturante Cidadão Seguro ( www.estruturantes.rs.gov.br ). Desde essa terça-feira (13), os novos soldados, em sua integralidade, já estão integrados ao restante do efetivo da BM e participam da Operação Centauro Alunos, focada no combate a criminalidade em suas mais diferentes formas.

A incorporação dos novos PMs é a maior na história da Brigada Militar. Durante seis meses de instrução e treinamento nos diferentes Comandos Regionais de Policiamento Ostensivo do Rio Grande do Sul, os novos soldados tiveram curso tem 1.200 horas/aula. A capacitação abrangeu também matérias curriculares como Sociologia, Antropologia, Psicologia e Vitimologia, bem como conteúdos teóricos e práticos, com foco na técnica policial militar e na legislação aplicada à função.

Pensando em Casar

Poa, 15/04/10

Bom dia!!!

Beijos.

Deise Nunes.


- Querida, convidei um amigo para vir jantar hoje conosco.

- O quê? Estás louco? A casa está uma bagunça, eu não fui às compras, a louça está suja e eu não estou com disposição para cozinhar algo especial.

- Eu sei.

- Então por que é que o convidaste?

- Porque o pobre coitado está pensando em casar.

Inter empata com o Emelec


Inter só empata e é segundo

Walter acabou sendo substituído por Taison: Inter fica no 0 a 0 contra o Emelec e vai precisar ganhar na última rodada
Crédito: rodrigo buendia / afp / cp
Walter acabou sendo substituído por Taison: Inter fica no 0 a 0 contra o Emelec e vai precisar ganhar na última rodada
Crédito: rodrigo buendia / afp / cp
FABRÍCIO FALKOWSKI | fabricio@correiodopovo.com.br

Arigor, o jogo não tinha qualquer importância para o Emelec. Tanto é verdade que pouquíssima gente foi até o estádio George Capwell, em Guayaquil, assistir ao confronto com o Inter, ontem à noite. Mesmo assim, o time colorado não conseguiu mais que um empate sem gols que, definitivamente, não satisfaz as pretensões do clube na Libertadores. Os equatorianos, por sua vez, puderam comemorar a conquista do primeiro ponto no torneio, após cinco rodadas.

O empate deixa o Inter em segundo lugar na tabela e com uma imposição: conquistar os três pontos na partida contra o Deportivo Quito, quinta-feira, no Beira-Rio. Só a vitória garante o time nas oitavas de final. "O Inter buscou e não conseguiu fazer o gol. É uma lástima, mas jogamos bem. Temos que brigar pela classificação com o Deportivo, mas só depende da gente", afirmou o goleiro Pato Abbondanzieri. A classificação está na página 26.

O Emelec, que não tinha mais qualquer objetivo na Libertadores a não ser encerrar a sua participação de forma pelo menos honrosa, mandou para campo um time misto de reservas e titulares. Mas mesmo essa equipe improvisada, foi capaz de segurar o Inter, que não passou por uma boa jornada futebolística, sobretudo na primeira etapa.

Os primeiros 45 minutos foram terríveis. Só Pato Abbondanzieri fez pelo menos três intervenções importantes. Além disso, o goleiro viu, aos 37 minutos, Pedro Quiñonez acertar uma bola na trave.

No segundo tempo, o Inter melhorou. Walter construiu boas jogadas e quase marcou aos 10 e aos 19. No entanto, Jorge Fossati o trocou por Taison aos 21 minutos.

Nos acréscimos, como se fora um castigo pela falta de ambição do treinador, Andrezinho chutou da entrada da área e acertou o travessão.

Conquistar um ponto, mesmo fora de casa, foi frustrante. O Deportivo lidera a chave com dez pontos. O Inter tem nove.

EMELEC 0 X 0 INTER

Emelec: Klimowicz; Estácio, Fleitas, Mina e Zambrano; Valência (Mena), Pedro Quiñonez (Wila Polo), José Luis Quiñonez e Giménez (Gaibor); Peirone e Biglieri. Técnico: Jorge Sampaoli.

Internacional: Pato Abbondanzieri; Nei, Sorondo, Bolívar e Kleber; Sandro, Guiñazu, Giuliano (Andrezinho) e D''Alessandro (Edu); Walter (Taison) e Alecsandro. Técnico: Jorge Fossati.

Árbitro: Marlon Escalante(VEN).

Local: estádio George Capwelln .



Fonte: Correio do Povo

Avai Perde na Mão Grande para o Grêmio


COPA DO BRASIL: GRÊMIO FAZ 3 A 1


Crédito: FABIANO DO AMARAL

Crédito: FABIANO DO AMARAL


Jonas e Borges garantem vitória do Grêmio e vantagem para o jogo da volta contra Avaí em Florianópolis

NPC

http://www.piratininga.org.br

--------------------------------------------------------------------------------
Boletim do NPC — Edição Especial
Para jornalistas, dirigentes, militantes
e assessores sindicais e dos Movimentos Sociais

--------------------------------------------------------------------------------


Notícias do NPC


Editora NPC lança Dicionário de Politiquês






No Rio de Janeiro, o lançamento está marcado para o dia 28 de abril, às 19h, no Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro, que fica na Av. Rio Branco, 277, 401, Centro do Rio.







Começa etapa de lançamentos pelo Brasil afora


No Rio de Janeiro, o lançamento está marcado para o dia 28 de abril, às 19h, no Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro, que fica na Av. Rio Branco, 277, 401, Centro do Rio. Na ocasião haverá um debate com os autores, Vito Giannotti e Sérgio Domingues; o educador Gaudêncio Frigotto e Gas-PA, do movimento Hip Hop LutARMADA, que assinam a apresentação do livro; MC Leonardo e Gizele Martins, do jornal O Cidadão, da Maré.




Antes o livro será lançado em Manaus (AM) no dia 15 de abril.


Estão também previstos lançamentos nas cidades de Viçosa (MG), Natal (RN), Recife (PE) e Brasília para o mês de maio; Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC) e Londrina (PR) para junho; e São Paulo para julho.

Sobre o livro





Quem escreve para um ou dois leitores, está dispensado da leitura de Dicionário de Politiquês. Agora, quem escreve para milhares, tem obrigação de ler o novo livro de Vito Giannotti, escrito em parceria com Sérgio Domingues. A publicação é um manual prático com cerca de 3500 verbetes incompreensíveis traduzidos para a língua dos “normais”, ou seja, para a grande maioria da população que não passou mais do que oito anos nos bancos escolares.




Dicionário de Politiquês é útil também para estudantes universitários que sofrem para compreender determinados textos. Escrito de uma forma que qualquer interessado possa compreender, o autor deixa claro sua preocupação com a importância da linguagem na disputa de hegemonia, ou seja, na disputa por uma nova visão de mundo. “Temos que convencer vários milhões de que é necessário mudar os rumos, participar, se mobilizar e tomar o poder das mãos dos nossos inimigos de classe. E como se convence? Comunicando. Em que língua? Na que todos entendem”, afirma o autor.





Sobre os autores


Vito Giannotti. Autor de quase trinta livros sobre dois únicos temas: “história das lutas dos trabalhadores” e “comunicação dos trabalhadores”. Foi metalúrgico e militante, em São Paulo, durante quase três décadas. Participou das lutas sindicais, políticas e contra a Ditadura dos anos 1960-70, sempre escrevendo boletins, jornais, cadernos e livros.




No começo dos anos 90, juntamente com Claudia Santiago, fundou o Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC) com o objetivo de contribuir para que os trabalhadores construam e aperfeiçoem uma comunicação alternativa para disputar a hegemonia na sociedade. Giannotti nasceu na Itália em 1943. Há 45 anos decidiu viver no Brasil. É autor de CUT por dentro e por fora (Vozes), Força Sindical, a central neoliberal (Mauad), Comunicação Sindical, falando para milhões (Vozes), O que é Jornalismo Sindical (Brasiliense), A Liberdade Sindical no Brasil (Brasiliense). Os que ele mais indica são: Muralhas da Linguagem e Histórias das lutas dos trabalhadores no Brasil (ambos pela Mauad).








Sérgio Domingues. Sociólogo, mas concentra suas preocupações na área da comunicação popular. É membro do NPC. Entre seus trabalhos, estão a revista Sinsprev – Uma História de Lutas, junto com Vito Giannotti e Claudia Santiago, de 1998; e a cartilha Em Defesa da Previdência Social (SINSPREV-SINDIFISP), de 2001, com Vito Giannotti. Em 2002, lançou o Manual de Linguagem Sindical, em co-autoria com Vito Giannotti e Claudia Santiago. Com esses mesmos parceiros e Rosângela Gil Ribeiro participou da elaboração da revista Fenasps – 20 anos de Lutas, de 2004. Em 2006, participou do projeto Cidade de Deus e de Direitos na conhecida comunidade do Rio de Janeiro. Entre as atividades desenvolvidas estão quatro edições do jornal CDD-Notícias, três vídeos, página eletrônica e oficinas de comunicação popular. Também é editor da página eletrônica do coletivo Revolutas (www.revolutas.net), onde tem publicados vários textos sobre mídia, cinema e socialismo. Seu blog é Mídia Vigiada: midiavigiada.blogspot.com.




Entrevista


“Linguagem para transformar o mundo” - Entrevista com Vito Giannotti

Foto por Camila Marins





[Por Sheila Jacob] Dicionário de Politiquês é o novo livro de Vito Giannotti, escritor e coordenador do Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC). Escrita em parceria com Sérgio Domingues, a publicação é um manual prático de linguagem para ser usado todos os dias por quem deseja se comunicar com muitas pessoas. São cerca de 3500 verbetes incompreensíveis traduzidos para a língua dos “normais”, ou seja, para a grande maioria da população que não passou mais do que oito anos nos bancos escolares.


Vito Giannotti já escreveu outros livros sobre o tema. Essa preocupação vem do reconhecimento da importância da linguagem na disputa de hegemonia, ou seja, na disputa por uma nova visão de mundo, por novos valores, para que se chegue à organização da classe trabalhadora para a transformação. “Temos que convencer vários milhões de que é necessário mudar os rumos, participar, se mobilizar e tomar o poder das mãos dos nossos inimigos de classe. E como se convence? Comunicando. Em que língua? Na que todos entendem”, afirma o autor.

Leia a entrevista completa.




Pérolas sobre o Dicionário de Politiquês


Por Gaudêncio Frigotto - educador

“A ideia chave do Dicionário de Politiquês é que o intelectual, como o artista, para cumprir seu papel tem que estar onde o povo trabalhador está e efetivamente comunicar-se com ele. Vito Giannotti, um intelectual que provém da classe trabalhadora e vivencia as suas lutas, experiências, saberes, limites e dificuldades, como poucos entendeu a importância da mensagem de Gramsci sobre a necessidade de elevação moral e intelectual dos trabalhadores para sua organização e luta por seus interesses”
Trecho da apresentação do livro. Leia o texto completo




Por Gas-PA – coletivo Hip Hop LUTARMADA


“Dez anos se passaram para que eu entendesse que, se eu tinha muito que aprender com a militância de esquerda, também tinha uma coisa muito importante para ensiná-la: a linguagem é uma poderosa arma na disputa das consciências. E se o nosso inimigo tem maior poder de sedução com as massas, um dos motivos é que ele não se dirige a ela falando intelectualês, sindicalês, politiquês etc. (...) Li (Muralhas da Linguagem, também de Vito Giannotti) e fiquei feliz em perceber que tinha mais gente preocupada com a eficácia dos trabalhos de mobilização, e que entende que a linguagem também é uma forma de exclusão”.


Trecho da apresentação do livro. Leia o texto completo.





Informações


Como comprar o Dicionário

Entre em contato conosco pelo telefone (21)2220-5618 ou então pelos e-mails boletimnpc@uol.com.br e npiratininga@uol.com.br para adquirir o livro.


Confira a tabela de preços: QUANTIDADE
PREÇO (cada)

01 unidade
R$30,00

10 unidades
R$28,00

20 unidades
R$25,00

50 unidades
R$23,00

100 unidades
R$20,00






--------------------------------------------------------------------------------

Se você não quiser receber o Boletim do NPC, por favor, responda esta mensagem escrevendo REMOVA.

--------------------------------------------------------------------------------

ÍNDICE
Clique nos ítens abaixo para ler os textos.

Notícias do NPC
Editora NPC lança Dicionário de Politiquês

Entrevista
“Linguagem para transformar o mundo” - Entrevista com Vito Giannotti

Pérolas sobre o Dicionário de Politiquês
Por Gaudêncio Frigotto - educador
Por Gas-PA – coletivo Hip Hop LUTARMADA

Informações
Como comprar Dicionário


Sobre o Boletim

Balanço Operação Golfinho

BM divulga balanço da Operação Golfinho e homenageia jornalistas
15/04/2010 12:57


Na tarde desta quinta-feira (15/4), às 15h, no Auditório Romildo Bolzan, do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, a Brigada Militar realiza solenidade de divulgação do Balanço Operacional e Social da Operação Golfinho. No ato também ocorrerá a nomeação da comissão responsável pelo planejamento da Operação Golfinho 2010/2011 e a premiação dos “Destaques da Imprensa da 40ª Operação Golfinho”. A imprensa receberá homenagem especial pela cobertura da queda de ponte na cidade de Agudo, fato ocorrido no dia cinco de janeiro passado.

Durante o evento, serão também homenageados os militares estaduais que foram “Destaques da Operação Golfinho”, por meio de entrega da Medalha Mérito Atlântico Sul, bem como será feito o lançamento da revista comemorativa aos 172 anos da Brigada Militar.

Fonte: Ascom/ BM

Desenvolvimento

Sossella afirma que emancipação é desenvolvimento

O Gilmar Sossella voltou a defender a criação de novos municípios no Rio Grande do Sul. O parlamentar do PDT participou do seminário Agindo Hoje, vislumbrando o futuro - Emancipações, promovido nesta quinta-feira (15) pela Comissão de Assuntos Municipais junto ao teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa.


Em sua manifestação, Sossella afirmou que a Assembleia Legislativa precisa resolver a questão das emancipações uma vez que o Congresso Nacional não está legislando sobre o tema. Líder municipalista, Sossella destaca que as emancipações representam desenvolvimento, e citou que dos vinte municípios que mais cresceram no Estado dez são municípios recem emancipados.


“Precisamos desmembrar mais nosso teriitório. Estou junto nessa luta e contem com meu apoio", anunciou o deputado Gilmar Sossella para lideranças emancipacionistas de várias regiões do Estado.

Ouça pronunciamento no site: www.gilmarsossella.com.br


FOTO: Antonio Grzybovski

Romeu e Julieta em 1968

Pinhal da Serra

O município de Pinhal da Serra, um dos mais novos do Rio Grande do Sul, completa 14 anos de sua criação, que foi em 1996 por Lei Estadual, e 10 anos de sua instalação. Durante 4 anos, disputou o direito de fazer eleições, negado pelo TRE, obtendo a confirmação de sua emancipação no Supremo Tribunal Federal.



Nesta sexta-feira (16/04) serão iniciadas as atividades da Festa da Integração, com Rodeio Nacional e diversos shows. A Câmara de Vereadores outorgará o título de cidadão aos senhores Wilson Zanata e Pedro Alves da Costa Neto.



O deputado Francisco Appio fará o lançamento do suplemento cultural TIRO DE LAÇO, que resgata a história da criação da competição dos ruralistas, por Alfredo José dos Santos e João Ferreira dos Santos.



A melhor notícia do 14º aniversário do Pinhal da Serra foi dada nesta quarta-feira (14/04), pelo Diretor de Obras do Daer, engenheiro Jéferson Couto, ao deputado Francisco Appio, ex-prefeito de Esmeralda, Antônio Carlos Alves e à prefeita de Muitos Capões e presidente da AMUCSER, Mara Barcellos. De acordo com Couto, o asfalto da 456 Pinhal da Serra/Esmeralda com 23 km , será iniciado em breve, pois na próxima semana o DAER repactuará o contrato com a J. Malucelli. Em relação à RS456 Esmeralda/Muitos Capões, foi autorizada a repactuação com a Técnica Viária que participou da reunião no DAER, para reiniciar as obras em maio.



As últimas do twitter.com/franciscoappio


AUDIÊNCIAS PÚBLICAS vão debater compensações da Usina Pai Querê. Aí é que está o "pulo do gato". Promessas que ficam só no papel. Foi assim na Barra Grande.



USINA PAI QUERÊ vai gerar 292 MW (BAESA gera 690) e custará 700 milhões de reais. Alagará o histórico Passo da Vitória, no rio Pelotas.



PROJETO DA PAI QUERÊ foi refeito e pode liberar licença a qualquer momento. Cuidado, muito cuidado com a falta de compensação para Bom Jesus.



CONSÓRCIO que arrematou o leilão da Pai Querê por 1 milhão e 200 ao ano em 2001, aguarda o RIMA e licença para este ano, empurrado pelo PAC.



BARRA GRANDE barrou a PAI QUERÊ. IBAMA desistiu de tombar 770 km2 (Corredor Ecológico em Bom Jesus) como compensação. Resistimos.



PINHAL DA SERRA ganha royalties mas BAESA ficou devendo para Esmeralda e Vacaria. Sobrou o PAREDÃO (altura de 180 m ) como ponto turístico.



BARRA GRANDE é usina que gera 690 MW (30% de SC ou 20% do consumo gaúcho), inundou 6 mil ha, formou lago de 94 km2. E daí? E a compensação?





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Nota do Editor

* Como sempre um saco de lixo que reside em nossa cidade que gosta de falar mau de todos e que ser ético e bonzinho. E gosta de falar mau de mim para os meus amigos e cuidar da minha vida profissional e pessoal. Só que ele não tem amigos em Vacaria para eu mandar um recado para ele, aliás ninguém gosta dele em nossa cidade. Em Vacaria não gostamos de pilantras que vem de fora enganar e trapaziar na nossa comunidade. Só que esse saco de lixo deveria falar para os outros ir em bares que ele apanhou igual a um saco de pancadas num evento em nossa cidade por um motoboy quase o matou e faria uma limpeza com certeza em nossa comunidade. Ele gosta de provocar os outros falar da vida dos outros deveria falar que ele ficou preso na Delegacia de Policia por tentar passar um cheque roubado em uma farmácia. Também deveria falar que responde um processo de assassinato na sua cidade de origem. O saco de lixo deveria falar isso para as pessoas em bares e ruas pois não faz nada na vida a não ser fazer maldade e sacanagem. Talvez um dia a justiça seja feita esse saco de lixo vai para o seu lugar que é o Presidio Estadual localizado na Rua Campos Sales em nossa cidade.

Bar Não Ofecere Banheiro a Clientes

* Recebemos uma informação que até postamos em nosso twitter confira http://www.twitter.com/jornalnegritude, sobre um bar no centro da cidade de Vacaria RS que não oferece banheiro a seus clientes que tem se deslocar para o banheiro público na praça central. Isso é um absurdo.
Paulo furtado
Editor