sábado, 9 de janeiro de 2010

Imagem

Direitos Humanos

NOTA PÚBLICA SOBRE PNDH 3



O Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH), rede que reúne cerca de 400 organizações de direitos humanos de todo o Brasil manifesta publicamente seu REPÚDIO à posição dos comandantes militares e do Ministro da Defesa e seu APOIO à posição do Ministro dos direitos humanos e da Justiça.

Para o MNDH, a luta pela memória e a verdade como direitos humanos é parte fundamental da luta pela consolidação da democracia e para que efetivamente o Brasil possa dizer um “basta!” e um “nunca mais” a todas as formas de ditadura e, acima de tudo identifique os responsáveis por crimes contra os direitos humanos e promova a reparação de pessoas que sofreram violações no período da ditadura.

Dessa forma, o MNDH entende que o Programa Nacional de Direitos Humanos 3 (PNDH 3), ao estabelecer o tema do direito à memória e à verdade como um eixo no qual estão previstos vários objetivos e ações, alça o tema a uma prioridade da política pública de direitos humanos. Faz isso atendendo ao definido na 11ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, realizada em dezembro de 2008, que acolheu e aprovou este tema depois de ampla discussão em todo o país.

A reação dos setores militares e do Ministério da Defesa não são bem-vindas e contrastam com os compromisso constitucionais e internacionais com os direitos humanos assumidos pelo Brasil. O próprio Ministério da Defesa participou da elaboração o PNDH 3 que foi fruto de ampla negociação interna ao governo e com a sociedade civil organizada. Aliás, segundo informações publicadas pela imprensa, a proposta de criar um grupo de trabalho encarregado de definir as atribuições da Comissão da Verdade e elaborar proposta a ser enviada ao Congresso Nacional já representa uma pactuação diferente da definição da Conferência Nacional, que havia definido explicitamente pela criação da Comissão sem definir este procedimento. É inaceitável que, da penumbra do conservadorismo e do revanchismo anti-democrático, no apagar das luzes do ano, se esboce esta reação dos setores militares.

O MNDH rejeita qualquer proposta de revisão do texto ou mesmo as “explicações” de que o texto publicado não representa consenso. Entendemos que o consenso só faz sentido quando fundado na verdade e em argumentos razoáveis. Invocar falta de consenso frente a argumentos espúrios e anti-democráticos é não querer consensos e encontrar uma saída que só fortalece os setores do governo e da sociedade que insistem em querer uma democracia “pela metade”. Democracia exige posições que sejam sustentadas pela verdade e pela justiça, por isso, nem sempre consensuais. Cabe ao Presidente da Republica arbitrar a divergência com base nos compromissos com os direitos humanos e não na conveniência ou na pressão de setores, por mais fortes, mesmo que pouco representativos e pouco legitimados.

A sociedade brasileira está madura e quer uma democracia substantiva. Estabelecer a memória e a verdade sobre o período militar não é somente o reconhecimento da história, mas, acima de tudo, compromisso com um futuro no qual a impunidade não subsista como sombra e que a justiça efetivamente alcance aqueles que usaram de sua posição e prerrogativa pública para reprimir e violentar a sociedade e os agentes que resistiram à ditadura.

Assim, o Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) cobra uma posição do governo brasileiro que seja coerente com os compromissos constitucionais com a justiça e a verdade e com os compromissos internacionais com a promoção e proteção dos direitos humanos. O momento é decisivo para que o país avance para uma institucionalidade democrática que efetivamente reconheça e torne os direitos humanos conteúdo substantivo da vida cotidiana de cada um/a dos/as brasileiros e brasileiras. Como organização da sociedade civil, o MNDH está atento e envidará todos os esforços para que as conquistas democráticas avancem sem qualquer passo atrás.





Brasília, 31 de dezembro de 2009.



Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH)







--
Joisiane Gamba
"A minha luta é todo dia, é toda hora" (Pai Quilombo, Paulinho Akomabu)

Crise Militar

Lula tenta amenizar crise e frustra comando militar
Presidente adia definição sobre comissão para investigar crimes durante a ditadura

Tarso Genro afirma que não há "controvérsia insanável" dentro do governo apesar da reação das Forças Armadas a plano de direitos humanos



Roberto Stuckert Filho/Agência O Globo

O ministro Tarso Genro dá entrevista após se reunir com Lula

MARTA SALOMON
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA
ELIANE CANTANHÊDE
COLUNISTA DA FOLHA
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu ganhar tempo e investir num discurso conciliador e contra "revanchismos" para administrar a tensão entre os militares e a ala do governo mais afinada com as famílias de mortos e desaparecidos durante a ditadura militar.
Lula saiu em férias ontem, e uma definição sobre o terceiro Plano Nacional de Direitos Humanos, foco da crise, só será anunciada a partir de abril. Os militares, que aguardavam um recuo concreto do governo em relação aos termos do plano, ficaram frustrados. Acham que Lula "empurra com a barriga".
Abril é o prazo que uma comissão do governo tem para elaborar projeto de lei da Comissão Nacional da Verdade -prevista no Plano de Direitos Humanos- para examinar violações de direitos humanos "praticadas no contexto da repressão política", um dos itens de irritação na área militar.
Outros são a identificação de locais públicos que serviram à repressão e a revogação da Lei da Anistia -além da proposta de cassar os nomes de presidentes militares de pontes, rodovias e prédios públicos. A comissão terá representantes dos ministérios da Justiça, da Defesa, da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos.
Ontem, as autoridades envolvidas no conflito baixaram o tom das críticas. O secretário de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, entrou em férias e avisou que não comentaria o caso, e o ministro Tarso Genro (Justiça) insistiu em que a palavra final caberá ao presidente.
"Não há nenhum pedido de demissão e nenhuma controvérsia insanável entre Defesa e Secretaria de Direitos Humanos. Isso [o presidente] vai resolver com a sua capacidade de mediação após as férias", disse Tarso, após reunião com Lula.
Também o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e os comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica se recusaram a falar. A promessa de Lula, levada a eles por Jobim, é de que a tensão será contornada e que o governo não tem nenhum interesse em provocar os militares e criar-lhes constrangimentos.
Jobim e os comandantes julgam que o plano ignorou todas as sugestões das Forças Armadas e ficou "desequilibrado", pois cobra responsabilidades dos militares, mas não dos seus adversários, "que assaltaram, mataram e sequestraram". Citam até ministros de Lula.
Interlocutores de Lula lembraram ontem que o tom conciliador foi dado pelo presidente desde o anúncio do plano, na segunda-feira antes do Natal. Na ocasião, Lula afirmou que o documento seria "digerido" -ou seja, que havia brechas para novos debates. No discurso, o presidente exaltou a experiência de integrantes do governo que lutaram contra a ditadura, como os ministros Dilma Rousseff (Casa Civil), Franklin Martins (Comunicação Social), Tarso e Vannuchi.
Segundo Lula, Dilma teria comentado, ao passar pelo Comando do 2º Exército (SP), onde esteve presa, que não sentia mais raiva: "Se alguém prendeu a Dilma, se alguém torturou a Dilma achando que tinha acabado a luta da Dilma, ela é uma possível candidata a presidente da República", declarou.
A tensão entre militares e a área de Direitos Humanos não é novidade no governo Lula. Em 2007, foram duras as críticas de militares ao livro "Direito à Memória e à Verdade". Mais complicada foi a reação dos militares ao debate defendido pelo Ministério da Justiça sobre limites da impunidade a torturadores. Uma nova interpretação da Lei de Anistia rachou o governo. Como agora, Lula investiu na conciliação.


Presidente deve arbitrar discordância, diz Vannuchi

ANA FLOR
DA REPORTAGEM LOCAL

Emperrada pela divergência entre o Ministério da Defesa e o de Direitos Humanos, a proposta de criação de uma Comissão da Verdade, divulgada na última semana, passou por um longo debate e só saiu com o arbítrio do presidente Lula.
Em entrevista à Folha, concedida no dia 22 -o mesmo em que o ministro Nelson Jobim (Defesa) e os comandantes das Forças Armadas procuraram Lula para protestar-, o ministro Paulo Vannuchi (Direitos Humanos) citou os pontos de discordância e disse que sua pasta precisou abrir mão de pontos de vista: "A redação não é a que eu faria se pudesse decidir sozinho". Leia os principais trechos da entrevista.







FOLHA - Na negociação, no governo, da criação da Comissão da Verdade, sua pasta abriu mão de posições, como ter de concordar com o envio do texto ao Congresso?
PAULO VANNUCHI - Não é verdade que eu não queria que a Comissão da Verdade passasse por projeto de lei. Para mim é indispensável que seja um projeto de lei. Eu concordo que um programa desses [a terceira versão do Programa Nacional de Direitos Humanos] sempre envolve composição. Eu cheguei a dizer "olha, a redação não é a que eu faria se pudesse decidir sozinho". [O texto] evidentemente terá pontos de discordância de outros ministros. Na ação de governo é isso, o presidente equilibra e arbitra.

FOLHA - Há polêmica dentro do governo sobre o que fazer com os resultados da Comissão da Verdade, se deve-se levar pessoas à Justiça?
VANNUCHI - O Judiciário examinar os casos que saírem da comissão é um objetivo, entre vários. Os outros são o resgate da memória, da verdade. Divulgação para as novas gerações conhecerem o que aconteceu, para que o país solidamente esteja prevenido contra qualquer risco de reedição.

FOLHA - As buscas no Araguaia evidenciaram diferenças entre sua área e o Ministério da Defesa.
VANNUCHI - Houve uma primeira distância, mas acabou havendo uma decisão também presidencial de entendimento. O problema de origem que existia, e permanece, é que eles não obtêm informações diretamente de oficiais que comandaram aquela operação antiguerrilha, que estão vivos, que podem ser localizados, que deveriam se convencer a falar pelo bem do Brasil.

FOLHA - Qual sua posição pessoal sobre o que deveria ocorrer com agentes do Estado responsáveis por violações durante a ditadura?
VANNUCHI - Minha opinião pessoal é que eles devem ser processados, que haja processamento judicial, que sejam condenados. Por exemplo, o coronel [reformado do Exército Carlos Brilhante] Ustra foi condenado em primeira instância da Justiça Cível. Ele é declarado torturador, seu nome fica registrado numa sentença judicial como torturador, responsável pela morte sob tortura de tal pessoa. Para mim, isso quebra o maior problema -a impunidade. Se o Judiciário considerar que essa pessoa tem de ir para a cadeia também, eu confesso que não vou protestar. Mas meu empenho não é esse. É preciso criar o maior consenso possível.

Nota Pública

NOTA PÚBLICA



NÓS DA REDE RELIGIOSA DE MATRIZ AFRICANA DO SUBÚRBIO (RREMAS[1]), VIMOS A PÚBLICO MANIFESTAR NOSSA INDIGNAÇÃO DIANTE DE MAIS UMA BRUTALIDADE QUE A IGNORÂNCIA POPULAR ATRIBUI A NÓS COMO PRÁTICA RELIGIOSA. MAIS AINDA, NOS INDIGNAMOS COM O FATO EM SÍ QUE VITIMOU UM SER PEQUENINO NO TAMANHO, MAS GRANDE EM SUA ESSÊNCIA , INOCENTE E POR TUDO ISSO SAGRADO PARA NÓS: UMA CRIANÇA (QUE ATÉ O NOME ESQUECERAM E QUE ESTÁ SENDO CHAMADO “MENINO DAS AGULHAS”); VÍTIMADA PELA INSANIDADE DE PESSOAS VISIVELMENTE DESCOMPENSADAS.



TÃO PASMOS COMO TODA POPULAÇÃO, TEMOS ACOMPANHADO AS REPORTAGENS ESPERANDO PARA ELE UM DESFECHO POSITIVO E QUE OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO ACORRAM ÀS NOSSAS LIDERANÇAS RELIGIOSAS PARA ALGUMA DECLARAÇÃO, COMO É DE PRAXE SE FAZER, EM CIRCUNSTÂNCIAS COMO ESTA , QUANDO UM IMPORTANTE SEGMENTO DA SOCIEDADE É CITADO OU RESPONSABILIZADO.



VIMOS A FALA DO MÉDIUM DIVALDO FRANCO, POR QUEM DEVOTAMOS RESPEITO; CONTUDO, NÃO PODE SER CONSIDERADA COMO BASTANTE A PONTO DE NÃO SE BUSCAR OUVIR OUTROS SEGMENTOS ESPIRITUALISTAS, PRINCIPALMENTE, O CITADO PELO RÉU-CONFESSO.



PREOCUPADOS COM O CRESCIMENTO DA CALÚNIA, ESTAMOS NOS ANTECIPANDO, PARA QUE NÃO CRESÇA SOBRE NÓS A INTOLERÂNCIA RELIGIOSA, OU PIOR, O ÓDIO RELIGIOSO, JÁ TÃO FORTEMENTE DISSEMINADO POR DETERMINADOS SETORES NEOPENTECOSTAIS, ATRAVÉS DE SUAS TÃO PÚBLICAS E “NOTÓRIAS” ATIVIDADES MERCADOLÓGICAS.



PORTANTO, DECLARAMOS QUE NUNCA HOUVE E NÃO HÁ EM NENHUMA DAS NAÇÕES RELIGIOSAS, DE CULTO ÀS ANCESTRALIDADES AFRICANA E BRASILEIRA, AS QUAIS CHAMAMOS DE “RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA”, RITUAL, DE QUALQUER OBJETIVO, ENVOLVENDO SACRIFÍCIO DE VIDA HUMANA, SEJA QUAL FOR A FAIXA ETÁRIA, MUITO MENOS HAVERIA DA INFANTIL, QUE É POR NÓS TÃO RESPEITADA.



VALE RESSALTAR, QUE NÃO HÁ EM NENHUM DOS SACRIFÍCIOS RITUAIS QUE REALIZAMOS COM ANIMAIS, REQUINTES DE CRUELDADE. AS FAMÍLIAS BRASILEIRAS CONSOMEM TODOS OS DIAS, TONELADAS E MAIS TONELADAS DE CARNE ANIMAL SEM QUESTIONAR QUAIS OS MÉTODOS ADOTADOS PARA ABATÊ-LOS E, PODEMOS GARANTIR QUE NÃO SÃO NADA GENEROSOS, BOA PARTE DELES SÃO EXTREMAMENTE CRUÉIS. A DISPEITO DO QUE TRATAMOS AQUI, CONSIDERAMOS UMA RESSALVA IMPORTANTE, POIS QUE COMPLETA A INFORMAÇÃO E SE ANTECIPA AS ARGUMENTAÇÕES, HIPÓCRITAS E AMORAL EM SUA MAIORIA , DE QUE SACRIFICAMOS ANIMAIS.



AINDA VALE OUTRA RESSALVA, PARA O FATO DE QUE MESMO SE UMA DAS ACUSADAS FOSSE IYÁLÒRIXÁ (“MÃE DE SANTO”), NÃO SE PODERIA CONDENAR O CANDOMBLÉ; POIS QUE QUANDO UM MÉDICO ERRA, NÃO SE CONDENA TODA A MÉDICINA. ASSIM COMO O ERRO DE LÍDERES RELIGIOSOS, NÃO SE ATRIBUE ÀS SUAS MATRIZES RELIGIOSAS.



NÃO HÁ HISTÓRICO NEM LUGAR PARA ESTA MONSTRUOSIDADE QUE INSISTEM EM DAR VISIBILIDADE NO DISCURSO IGNORANTE E NÃO INOCENTE (PORQUE BUSCA SE EXIMIR DA RESPONSABILIDADE) , DO CRIMONOSO, DE QUE UMA DAS ACUSADAS USAVA “OS CABOCLOS E ORIXÁS”, PARA SUA PRÁTICA ASSASSINA E DOENTIA. OS CABOCLOS, ORIXAS, VODUNS E INQUICES, DE CERTO VÃO COBRAR DELE E DE QUEM MAIS AFIRMAR TAL BARBARIDADE. ELES SÃO SERES DE LUZ E NA LUZ, RESPONSÁVEIS PELO EQUILÍBRIO DA TERRA, DAS PESSOAS E DE SUAS RELAÇÕES.



POR FIM, CONCLAMAMOS A TODAS AS ORGANIZAÇÕES DOS “POVOS DE SANTO” A QUEM PREFERIMOS CHAMAR DE “POVOS DE TERREIRO”, DA BAHIA E DE TODO O PAÍS, A SE MANIFESTAREM, PARA QUE MAIS ESTA INJUSTIÇA _ QUE ALIÁS, JÁ DESPONTA EM OUTROS ESTADOS , A EXEMPLO DO MARANHÃO, COMO “MAGIA NEGRA” E, AÍ AUTOMATICAMENTE AFIRMAM AUTORIA A NÓS _ NÃO SE ATRIBUA A NOSSA TÃO BONITA RELIGIÃO. EMBORA, DIGA-SE DE PASSAGEM, NADA TEM HAVER O TERMO “MAGIA NEGRA” COM O CONHECIMENTO DA MAGIA AFRICANA, PASSADA DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO HÁ MILHARES DE ANOS, QUE MANIPULA OS ELEMENTOS DA NATUREZA PARA NOS EQUILIBRAR DIANTE DELA E NOS RELIGAR A ANCESTRALIDADE, LEMBRANDO QUE A HUMANIDADE SURGIU NA ÁFRICA. VALE DESTACAR, QUE MAGIA NEGRA é COISA DE SÉCULOS REMOTOS DA EUROPA.



AXÉ.





--------------------------------------------------------------------------------

[1]Comissão Organizadora: ILÊ AXÉ TORRUNDÊ / ILÊ AXÉ ODETOLÁ / ILÊ AXÉ OYÁ DEJI / ILÊ AXÉ OMIN ALA / ILÊ AXÉ GEDEMERÊ / TERREIRO GÊGE DAHOMÉ / ILÊ AXÉ IYÁ TOMIN / ILÊ AXÉ OGODOGÊ / ILÊ AXÉ LOGEMIN – contatos: 9966-6506 / 3394-8184,Guilherme de Xangô - Bàbálòrixá; 9908-5566 / 3408-1455 Valdo Lumumba-Ogan; 8716-5833 Edvaldo Pena - Huntó; 3521-1423 Dari Mota – Bàbálòrixá; 3394-8175, Wilson Santos - Bàbálòrixá.







--------------------------------------------------------------------------------

Vida e Arte


“A vida é uma obra de arte. Haja o que houver, aconteça o que acontecer, o pincel que mistura as cores, que dá forma ao que vai surgir na tela, que cria e apaga situações e imagens, está na sua mão."

Papa Fala sobre o Meio Ambiente




CIDADE DO VATICANO, 1 JAN (ANSA) - O papa Bento XVI fez hoje, na missa que celebra a Solenidade de Maria, Mãe de Deus, e comemora o 43º Dia Mundial da Paz, duras críticas às guerras e à violência que atingem pessoas em todo o mundo.

A cerimônia foi iniciada às 10h locais (7h no horário de Brasília), na Basílica de São Pedro, e dela participaram também os embaixadores de diversos países junto à Santa Sé.

O Papa se dirigiu "aos que fazem parte de grupos armados de qualquer tipo" -- invocando o respeito pela vida humana e entre as pessoas, "nossos irmãos e irmãs" -- para pedir o fim dos conflitos. "A todos e a qualquer um digo que parem, reflitam e abandonem o caminho da violência!", exortou, dizendo que Deus ajudará quem tiver coragem de largar a luta armada.

Citando as vítimas dos conflitos, o Pontífice disse que o símbolo da ternura de Maria "encontra seu trágico contrário nas dolorosas imagens de tantas crianças e suas mães nas garras de violência e guerras", com faces marcadas por fome e doenças, desfiguradas pela dor e desespero.

Ao referir-se aos "representantes dos povos no mundo", Bento XVI disse que "os rostos dos pequenos inocentes são um apelo silencioso à nossa responsabilidade: frente suas condições de desamparo, caem todas as falsas justificativas" .

De acordo com o chefe máximo da Igreja Católica, a paz se iniciará a partir "de um olhar respeitoso, que reconhece no rosto do outro uma pessoa, qualquer que seja a cor de sua pele, nacionalidade, língua, religião". Para esse fim, todos devem "converter-se a projetos de paz, depor as armas de todos os tipos e se empenhar juntos a construir um mundo mais digno do homem".

Outro tema abordado pelo Papa foi a preservação ambiental, uma das bandeiras do pontificado de Bento XVI. "Se o homem se degrada, degrada-se o ambiente no qual vive", afirmou ao explicar que administrar com justiça e sabedoria os recursos naturais da Terra é condição indispensável para a paz.

"Há um nexo estreitíssimo entre o respeito do homem e a salvaguarda da Criação", acrescentou. "Se a cultura tende para um niilismo -- se não teórico, prático –, a natureza não poderá deixar de pagar as consequências" .

O Papa falou sobre a recente Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP 15), que ocorreu em Copenhague entre os dias 7 e 18 de dezembro, e contou com a presença de uma delegação do Vaticano.

Segundo Bento XVI, o evento fez emergir mais uma vez "a urgência de orientações específicas a nível global", que devem andar passo a passo com "as escolhas dos indivíduos, das famílias e das administrações locais".

Sobre a cultura de respeito à natureza, o Pontífice declarou que é preciso investir nas crianças, de forma a fazer com que "o compromisso pelo meio ambiente possa se tornar verdadeiramente educação pela paz e construção da paz".

Ainda durante a celebração de 1º de janeiro, Bento XVI dirigiu votos de um bom 2010 ao presidente da Itália, Giorgio Napolitano. "A ele, às outras autoridades do Estado e ao inteiro povo italiano formulo todos os melhores desejos para o ano que se inicia".

Antes do início da celebração, a mensagem de Bento XVI para o Dia Mundial da Paz foi lida para os fieis na Praça São Pedro. Sob o título "Se quiseres cultivar a paz, preserva a Criação", o texto foi publicado no último dia 15.

Fonte: Jornal A Tribuna 02/01/2010

*****

Bento XVI pede fim do racismo e da intolerância

20/04/2009

Antes da abertura da Conferência da ONU contra a discriminação racial CIDADE DO VATICANO, domingo, 19 de abril de 2009 (ZENIT.org).- O Papa afirmou hoje, durante a oração do Regina Caeli com os peregrinos reunidos em Castel Gandolfo, que «só o reconhecimento da dignidade do homem, criado à imagem e semelhança de Deus, pode constituir uma referência segura» na luta contra o racismo.

O Papa fez estas declarações em referência à celebração, a partir de amanhã em Genebra (Suíça), da Conferência de exame da Declaração de Durban de 2001 contra o racismo, a discriminação racial, a xenofobia e a intolerância.

Trata-se, explicou, «de uma iniciativa importante, já que ainda hoje, apesar dos ensinamentos da história, se registram estes fenômenos deploráveis».

O Papa citou a própria Declaração, que define a humanidade como uma «família» unida apesar da diversidade, e que defende a tolerância como necessária para o progresso da civilização.

«A partir destas afirmações se requer uma ação firme e concreta, no âmbito nacional e internacional, para prevenir e eliminar toda forma de discriminação e de intolerância», explicou o Papa, sublinhando o papel fundamental da educação nesta tarefa.

«É necessária, sobretudo, uma vasta obra de educação, que exalte a dignidade da pessoa e tutele seus direitos fundamentais» , declarou.

«A Igreja, por sua parte, reafirma que só o reconhecimento da dignidade do homem, criado à imagem e semelhança de Deus, pode constituir uma referência segura para este empenho».
Do reconhecimento de que toda pessoa tem sua origem e o fundamento de sua dignidade em Deus, acrescentou o Papa, «brota um destino comum da humanidade, que deveria suscitar em cada um e em todos um forte sentido de solidariedade e de responsabilidade» .

Por último, expressou seu desejo de que os participantes na reunião «trabalhem juntos, com espírito de diálogo e de acolhida recíproca, para colocar fim a toda forma de racismo, discriminação e intolerância, marcando assim um passo fundamental para a afirmação do valor universal da dignidade do homem e de seus direitos, em um horizonte de respeito e de justiça para toda a pessoa e povo».

Fonte: Noticias Cristã segunda-feira, 20 de abril de 2009





__._,_.___

Mito Yourubá

Um dos equívocos mais frequentes que tenho observado entre os batuqueiros se refere ao tratamento dado aos Ìtàn. as histórias míticas dos Orixás. Costuma-se chamar estas histórias de lendas, termo que não exprime a realidade que se intenciona neste tipo de narrativa.

Leia mais no blog.
www.orumilaia. blogspot. com


Àse o

Hendrix Ifáomi Silveira
Professor e Bàbálórìsà
www.orumilaia. blogspot. com
__._,_.___

News Negritude

Obama como presidente negro
Vermelho
A bancada negra no Congresso dos EUA (Congressional Black Caucus) se tornou mais e mais impaciente com o presidente Barack Obama, e este desgaste político ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Liga árabe quer que Suíça «reconsidere» proibição de construir ...
A Bola
«Esta decisão traduz o sentimento de ódio e de animosidade contra o Islão e os muçulmanos, que estão a alimentar os grupos da direita extremista e racista ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
À beira do gramado, Rincón mostrou o mesmo estilo de liderança de ...
Gazeta Esportiva
Rincón: A gente escuta muita ofensa racista em campo, dos jogadores e da torcida, mas é coisa de momento. Não me magoou tanto. No Brasil, eu só me preocupei ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Foto da matéria
Diário do Nordeste (Assinatura)
A sátira mostra dois policiais observando o corpo de um chimpanzé baleado, em uma alusão ao presidente em uma situação claramente racista. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Boris Casoy agora tem milhares de inimigos no Brasil
Vooz
( Jornal do racismo e contra os pobres ) ai sim vai dar audiência porque depois dessa pobre Band..... Altair 02/01/2010 - 12h57m Esse Senhor que chama de ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Esperantina - PI
Portal 45graus
“Eu nunca fui racista na minha vida, todos que me conhece sabem que eu não sou racista, muito pelo contrário, quando eu assumi a secretária de segurança ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Armstrong redescoberto
Estadão
Ele tinha tudo para virar uma estatística trágica do sul racista - foi preso aos 11 anos por dar um tiro na noite do ano-novo -, mas o destino interrompeu a ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Zebra africana
Revista Época
Banida do futebol internacional de 1964 a 1992, em razão da política racista do apartheid, a África do Sul retornou ao cenário mundial com força. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Líder nacionalista condenado por discriminação racial
Jornal de Notícias
... soqueiras, mocas, bastões, tacos de basebol e propaganada de carácter racista, xenófobo e anti-semita. Entre as 29 situações analisadas no processo, ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Como se fosse no Brasil » Livro do escritor Vikas Swarup revela ...
Correio Braziliense
Ninguém escapa ao meio racista e coercivo. E mais: além da possibilidade de ascensão social depender da cor da pele, numa paralisante manutenção do status ...
Veja todos os artigos sobre este tópico
Conselho alviverde quer mudar plano de sócios
Paraná-Online (Assinatura)
Como se preocupam!!! ! time de racista(coxa branca), p/ quem não sabe eles tem este apelido porque não permitiam que jogassem negros no seu timéco. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Orgulho de ser negro
Zero Hora
Os caminhos da moça de Cachoeira do Sul e do rapaz da Vila São José, no bairro Partenon, cruzaram-se em um encontro do Movimento Negro Unificado (MNU), ...
Veja todos os artigos sobre este tópico


|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
HEITOR (((((º_º))))) CARLOS
http://portodoscasa is.blogspot. com/
|||||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||||||| ||||
............ ......... ......... .
__._,_.___

Exposição em Porto Alegre RS

Taxa Telefônica

CANCELAMENTO DA TAXA TELEFÔNICA!!!
Ligue agora 0800-619619 (a ligação é gratuita e aceita celular)
e pressione os deputados e senadores.
Se não, de nada adiantará a vontade popular.


Comissão de Defesa do Consumidor, da Câmara dos Deputados, disponibi liza
canal 0800 para população votar contra a taxa de telefonia fixa

A Câmara dos Deputados disponibiliza o canal de comunicação gratuito 0800-619619, para que a população possa votar Contra ou a Favor no projeto de lei No.5476/2001, que proibe a cobrança da taxa de assinatura mensal de telefonia, que tramita na Comissão de Defesa do Consumidor. Em São Paulo a taxa de assinatura é de: R$ 40,37 (residencial) e R$ 56,08 (comercial).
O Projeto de Lei será votado em março de 2010 é você pode ser um protagonista desse processo.


Entrando em vigor esta lei, você só pagará pelas ligações efetuadas, acabando com esse ESTELIONATO LEGALIZADO que é a assinatura mensal de telefonia fixa.


COMO PROCEDER???

O telefone a ser discado (0800-619619) , de segunda à sexta-feira das 08 às 20h00) é da Câmara dos Deputados Federal.


É só Ouvir o menu, Aperte 1 e Espere o atendimento eletrônico. Para votar a favor do cancelamento da taxa de telefone fixo aperte novamente a Opção 1 e aguarde a confirmação do seu voto.


Você já parou pra pensar por que esse tipo de assunto, que mais interessa os menos favorecidos, NÃO é veiculado na TV ou no rádio???


É improvável que os "garbosos" deputados e senadores venham a encaminhar alguma proposição que contrarie os interesses de grandes corporações, como as empresas de telefonia.

Então, pensando nisso, VOCÊ além de ligar no O800, expresse a sua vontade à favor do projeto encaminhando um e-mail para todos os deputados e senadores. Pressione, se não de nada acontece.


Envie uma cópia para TODOS OS SEUS CONTATOS AGORA!

(repassando)





"O Sucesso é Consequência da Ousadia
e da Grandeza da Coragem" -


http://www.jornalis tanata.blogspot. com/
Follow me on Twitter
http://twitter. com/jornalistana ta

Email. jornalista.natadegu arulhos@gmail. com
MSN: filhodapauta_ 91@hotmail. com
Skype: delcasanova. nata

Fernandão Fica Goiás

Fernandão diz que não sai do Goiás, mas manda recado à torcida e revela ambiente pesado
08 de Janeiro de 2010 15:28 64 Recomendações Recomendar Comentar
Da Redação Yahoo! Esportes

O atacante Fernandão afirmou, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, que continua no Goiás. Com isso, o esmeraldino descartou qualquer chance de reforçar o São Paulo neste início de temporada. Seu contrato com a equipe do Serra Dourada se encerra somente no final do ano. O jogador disse estar feliz no clube, mas revelou um ambiente pesado no elenco.

"O Goiás ficou muito pesado, muita intriguinha que não leva a nada. Acho que falta um pouco mais de respeito", afirmou o atacante. Nos bastidores, rola a história de que os demais jogadores estão insatisfeitos com o alto salário recebido por Fernandão no clube.

Fernandão também revelou problemas com a torcida. Para o jogador, não está fácil viver na cidade. "Quase briguei quatro vezes, coisa que nunca aconteceu na minha vida. Torcedor se acha no direito de te pegar no meio da rua e te falar um monte de merda na frente da sua mulher, do seu filho. Na rua sou o Fernando e mereço ser respeitado. Se mexer comigo e com a minha família, o bicho pega."

Fonte: Yahoo

Uol Cultura

Sexta-feira, 2 de janeiro de 2010







Retrospectiva

Nos palcos

Reveja peças marcantes de 2009 na retrospectiva fotográfica do UOL



Novela
Grazi escurece os cabelos para interpretar vilã

Minissérie
"Dalva e Herivelto" recebe tratamento
de cinema

Videogame
Beatlemania revive com Rock Band do grupo e discografia








Carnaval
Cordão da Bola Preta desfila sob chuva no Rio

Prepare-se
Beyoncé, Guns e Metallica: veja quem vem ao Brasil em 2010




Exposições
Uruguaios mostram arquitetura do país no Museu da Casa Brasileira

Crise Militar






VAMOS DIVULGAR E COLOCAR EM TODOS OS BLOGS E SITES.

È o mais completo trabalho sobre os mistérios deste Natal.

Aliás, é o momento de convencermos o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e dele entender na própria pele (como aconteceu no caso da Campanha pela Anistia - 1978-1979) como e por quê a abertura dos Arquivos é fundamental para um povo e para a construção da democracia.

Enfim, um dia, é preciso sabermos com todos os detalhes o que aconteceu na calada do feriado de Natal de 2009. E isto estará nos ARQUIVOS.

Putabraço,
Alipio Freire



--------------------------------------------------------------------------------


O que a "crise militar" nos diz sobre os jornalões.
E sobre o Brasil


por Luiz Carlos Azenha



Atualizado em 31 de dezembro de 2009 às 21:45 |
Publicado em 31 de dezembro de 2009 às 20:36




A "crise militar" anunciada pelos jornalões deveria ser utilizada, de forma didática, como um exemplo do uso da desinformação com objetivos políticos.
Diz mais sobre a falta de qualidade dos jornais brasileiros e do uso deles para objetivos políticos do que sobre os assuntos que teriam "gerado" a crise.

Comecemos pelo começo.
O Programa Nacional de Direitos Humanos foi criado pelo presidente Fernando Henrique Cardoso quando -- ironia das ironias -- o ministro da Justiça era Nelson Jobim. Veja aqui.
Desde então aconteceram 11 conferências nacionais de Direitos Humanos. A décima primeira aconteceu em 2008. As conferencias nacionais de Direitos Humanos reúnem militantes da sociedade civil e representantes das diferentes esferas do governo. As conferências produzem resoluções aprovadas em votações. Essas resoluções podem OU NÃO resultar em projetos de lei patrocinados pelo Executivo. Projetos que tramitam como quaisquer outros no Congresso Nacional. Podem OU NÃO ser aprovados.

Aqui você pode saber quais foram as resoluções da mais recente conferência.
Como mostrou o Paulo Henrique Amorim, com a exposição de um vídeo, durante a conferência mais recente foi aprovada, por 29 votos a 2, a proposta de se formar uma Comissão Nacional de Verdade e Justiça.

Trata-se, portanto, apenas de uma proposta. Que poderá ou não ser adotada pelo Executivo brasileiro.
Uma proposta aprovada por 29 votos da sociedade civil:



Contra dois votos de representantes do Ministério da Defesa:



Feito isso, o presidente da República e a ministra Dilma Rousseff participaram do lançamento do Plano Nacional de Direitos Humanos, em sua terceira versão (lembrem-se, a primeira versão é do governo FHC).

Como constatou o colunista Janio de Freitas, da Folha de S. Paulo, a reação de desconforto dos chefes militares se deu depois do evento. Eles foram acompanhados pelo ministro Nelson Jobim. Estamos falando, até agora, de meras propostas aprovadas pela sociedade civil.

Mas, estranhamente, os jornais brasileiros descobrem o assunto AO MESMO TEMPO, na semana seguinte à crise, como notou Janio de Freitas.

Todos noticiaram o assunto com destaque, NO MESMO DIA:



Estadão, primeira página

O Globo, primeira página

Folha, página 3


Os textos dos três jornais estão repletos de informações falsas, deturpadas, incompletas ou que dão pernas a opiniões desinformadas.

Exemplos:
Na Folha, a reportagem assinada pela musa do alerta amarelo, aquela que sugeriu a todos os brasileiros, indiscriminadamente, que zarpassem para o posto de saúde mais próximo para tomar vacina contra a febre amarela, quando a vacina tem contra-indicações e NÃO PODE SER TOMADA POR TODOS -- a Eliane Cantanhêde -- diz que os militares "imaginam que o resultado dessas propostas seja a depredação ou até a invasão de instalações militares que supostamente tenham abrigado atos de tortura e não admitem o contrangimento da retirada de nomes de altos oficiais de avenidas pelo país afora".

Ora, a Folha não explica ao leitores o que é o Programa Nacional de Direitos Humanos, nem o que é a Conferência Nacional de Direitos Humanos, nem que as propostas da conferência são meramente propositivas. Dá pernas à teoria da "depredação" de instalações militares, completamente absurda.

O Globo, por sua vez, cita apenas um parlamentar: Raul Jungmann, do PPS-PE, aliado de Nelson Jobim e de José Serra:
"Ele chamou para si a crise e fez prevalecer sua autoridade -- disse Jungmann", diz o jornal carioca, atribuindo a crise ao ministro da Secretaria de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, que segundo o jornal "se confirmada a decisão de Lula de rever o decreto", "sai enfraquecido". É importante registrar que o decreto de Lula institui o Programa Nacional de Direitos Humanos SEM DEFINIR quais serão as propostas efetivamente apoiadas pelo Executivo. Portanto, não se pode falar em "recuo" de Lula: o presidente da República ainda não definiu os projetos que apresentará com base nos resultados da décima primeira Conferência Nacional dos Direitos Humanos.

Finalmente, chegamos ao Estadão: "Projeto muda Lei de Anistia e Jobim ameaça se demitir", diz a manchete de primeira página, factualmente errada.
Não existe projeto mudando a lei de Anistia. O alcance da Lei de Anistia, de 1979, será julgado pelo Supremo Tribunal Federal. Leia aqui para entender.

O texto de primeira página do Estadão é falso:
O Programa Nacional de Direitos Humanos, que prevê a criação de uma comissão especial para revogar a Lei de Anistia de 1979, provocou uma crise militar.

Não é verdade que o PNDH-3 proponha a revogação da Lei de Anistia. O PNDH-3 contém uma proposta para a criação de uma Comissão da Verdade que, dependendo dos poderes atribuídos a ela, em tese poderia sugerir à Justiça a investigação e indiciamento de agentes públicos acusados de tortura, por exemplo. Mas ANTES seria preciso esperar a decisão do STF sobre o alcance da Lei de Anistia de 1979 e a decisão do Congresso EFETIVAMENTE criando a comissão da verdade e dando a ela PODERES REAIS de investigação. Notaram as nuances simplesmente desprezadas pelo Estadão?

No dia seguinte, tentando dar pernas à crise, o Estadão publica um editorial em que repete a mesma lógica de 1964, dizendo que o Programa Nacional de Direitos Humanos ameaça promover "uma nova e mais perniciosa divisão política e ideológica da família brasileira".
Patético, para dizer o mínimo.

Disso tudo, concluo:
1. Que os jornalões brasileiros, como denunciamos faz tempo, cumprem funções propagandísticas: foram incapazes de "perceber" a crise militar, de "investigar" a crise militar e noticiaram a "crise militar" com alguns dias de atraso, AO MESMO TEMPO, alimentados sabe-se-lá por quem.

2. Que os jornalões brasileiros, no mínimo, são incapazes de lidar com os fatos; no máximo, servem a uma campanha de desinfomação.

3. Que quem semeia a crise no mínimo acredita em uma solução "por cima" da sociedade civil brasileira; que quem semeia a crise ou está no comando dos quartéis e não dispõe de apoio na sociedade civil ou vai bater às portas dos quartéis por falta de eleitores, no mínimo para derrubar ou enfraquecer os ministros Tarso Genro e Paulo Vannuchi e no máximo para atingir a "terrorista" Dilma como "dano colateral".

Mas o episódio nos diz mais.
Revela a contínua incapacidade dos chefes militares de lidar com decisões tomadas publicamente, com participação de representantes da sociedade civil, pelo placar acachapante de 29 a 2, ainda que essa propostas sejam meramente indicativas, sem poder legal. É a democracia sem povo.
Revela também, pelo conteúdo dos comentários que o Viomundo aprovou nas últimas horas, a existência de um grupo de comentaristas conservadores que está disposto a defender a tortura como ferramenta oficial do Estado brasileiro, ainda que a tortura fosse ilegal PELA LEGISLAÇÃO ARBITRÁRIA dos regimes militares brasileiros.
Prefiro atribuir isso ao desespero da direita brasileira com a simples possibilidade de perder mais uma eleição no ano que vem.

Feliz 2010 a todos!



PS: Todas as informações deste post estão disponíveis na internet. Sugiro que se dê um curso de "Google" nas redações brasileiras.

PS2: A Conferência Nacional de Comunicação, realizada este ano pela primeira vez, apenas repete a fórmula de outras conferências nacionais, como a de Direitos Humanos. O fato de que a mídia boicotou a Confecom expôs claramente quais são os limites da "democracia" aceita pelos donos dos grandes meios de comunicação no Brasil.

PS3: Sempre é bom lembrar qual foi o destino daqueles que foram bater às portas dos quartéis antes do golpe de 1964: foram presos, cassados ou se tornaram grandes empresários da comunicação com amplo financiamento e cobertura dos chefes militares. Essa relação simbiótica foi capturada pela Beatriz Kushnir





--------------------------------------------------------------------------------

Boletim do Sindicato dos Jornalistas do RS




Porto Alegre,
08 de janeiro de 2010

• Antes de imprimir esse e-mail, lembre-se da Amazônia •
Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul
Rua dos Andradas, 12/133 - 13 andar Porto Alegre/RS
Tel.: (51) 3228.8146 | 3226.0664 | 3226.1735
http://www.jornalistas-rs.org. br/



Assessoria de comunicação: Bibiana Nunes
web@jornalistasrs.brte.com.br



Ano Novo


O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS pede desculpas pelos inconvenientes surgidos no final do ano, quando tivemos problemas com o site e com o envio de mensagens. Estamos trabalhando para que estas falhas não se repitam. Reafirmamos nosso desejo de um 2010 cheio de sucessos, alegrias, e vitórias em nossas lutas!
Feliz 2010!


Deputado exige diploma para a contratação de jornalistas

Projeto de lei de iniciativa do deputado Sandro Boka (PMDB), que exige diploma para a contratação de jornalistas no Executivo, no Legislativo e no Judiciário do Rio Grande do Sul, está na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia gaúcha. A previsão é que seja votado ainda no primeiro semestre deste ano. A iniciativa do deputado peemedebista foi copiada por outros parlamentos e já há projetos semelhantes tramitando em vários estados brasileiros. Na Assembleia Legislativa do Amazonas, o projeto foi aprovado e aguarda a sanção do governador Eduardo Braga (PMDB-AM).

Mais informações:
http://www.jornalistas-rs.org.br/

Livro de Daniel foi reeditado

Um dos principais líderes da história da luta pela democratização da comunicação no Brasil, o jornalista Daniel Herz, foi homenageado durante a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), em Brasília. No encontro nacional também foi relançado A História Secreta da Rede Globo, livro de autoria de Herz que se tornou referência em todo o País.


Também conta com o posfácio do jornalista e professor Celso Augusto Schröder e do professor de história Nilo Castro.

Já está nas bancas e livrarias.


Um ano que fica na história das lutas dos jornalistas e da sociedade brasileira



Um rápido retrospecto sobre 2009 é suficiente para concluirmos que é um ano que ficará na história das lutas dos jornalistas e da sociedade brasileira. No balanço de perdas e danos, dois retrocessos e um avanço marcaram centralmente este ano na perspectiva da democratização do país. E deixam a certeza de que o enfrentamento coletivo dos problemas que afligem a categoria e a maioria da população é a alternativa para sua superação.


Mais informações:
http://www.fenaj.org.br/





ColetivaEAC divulga cursos de verão

A ColetivaEAC – Estudos Avançados de Comunicação, Marketing e Opinião Pública divulga seus cursos de verão. As aulas serão de segunda a quinta-feira, das 19h às 22h, na sede da Escola Superior de Administração, Direito e Economia (Esade - Rua Luiz Afonso, 84 – Cidade Baixa).

As inscrições estão abertas e o assunto que começa a temporada é Gestão Estratégica da Marca, com início previsto para o dia 12 de janeiro. Entre janeiro e fevereiro, também serão ministrados os cursos Comportamento do Consumidor, Estratégia Empresarial para Assessores de Comunicação, Assessoria de Imprensa e Marketing Político.

Mais informações pelo telefone (51) 3331-5278 ou no site da escola: www.coletivaeac.com.br

CURSOS DE VERÃO

Branding: Gestão Estratégica da Marca
4 encontros – início das aulas: 12/01/10

Comportamento do Consumidor
4 encontros – início das aulas: 18/01/10

Estratégia Empresarial para Assessores de Comunicação
2 encontros – início das aulas: 26/01/10

Assessoria de Imprensa
4 encontros – início das aulas: 03/02/10

Marketing Político
4 encontros – início das aulas: 09/02/10



Mais informações:
http://www.coletivaeac.com.br

















Caso não visualize este e-mail adequadamente, acesse este link. Descadastre-se caso não queira mais receber e-mails. Enviado pelo Easy Mailing.

Ponte Interditada em Torres RS

Brigada Militar interdita ponte pênsil em Torres
08/01/2010 16:48


Nesta sexta-feira (08) a Brigada Militar do município de Torres interditou o lado gaúcho da ponte pênsil do rio Mampituba, que faz a ligação entre o Rio Grande do Sul e a localidade de Passo de Torres, no estado de Santa Catarina.

Segundo informações do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Litoral, a prefeitura de Torres já havia sido notificada pela BM a respeito das condições dos cabos da ponte, porém nenhuma medida foi tomada. A Brigada Militar também confirmou que as autoridades do estado vizinho já foram informadas da decisão, que visa proteger a população.

Contato para maiores informações: coronel Péricles, comandante regional do litoral,
no telefone 85016770.

Fonte: PM5-Imprensa/BM

Contatos Assessorias de Comunicação

Contatos das Assessorias de Comunicação Social da SSP
08/01/2010 17:56

Para facilitar e tornar mais ágil o trabalho dos profissionais de imprensa que buscam informações da Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP/RS) e seus organismos vinculados (Polícia Civil, Brigada Militar, Instituto-Geral de Perícias e Superintendência dos Serviços Penitenciários), principalmente aos finais de semana e feriados, informamos os telefones celulares funcionais das respectivas assessorias, bem como telefones convencionais e e-mails para outras demandas durante a semana.

Solicitamos aos profissionais da mídia para que busquem sempre com as assessorias a intermediação de demandas junto às fontes de cada instituição. Ressaltamos também que ao pé da página inicial do site da SSP ( www.ssp.rs.gov.br ), no banner Cadastre-se, pode ser efetuado o registro para recebimento do mailing diário de notícias da Secretaria.

SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA ( www.ssp.rs.gov.br )
Coordenador de Comunicação: Jornalista Amilton Belmonte (FÉRIAS)
Fone: (51) 3288-1919/3288-1994 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celular funcional: (51) 8445-8670 * atende o jornalista Celso Sant’Anna
e-mail: comunicacao@ssp.rs.gov.br

* Aparelho programado para receber apenas chamadas identificadas

POLÍCIA CIVIL ( www.pc.rs.gov.br )
Coordenador de Comunicação: Delegada Patrícia Tolotti Rodrigues
Fones: (51) 3288-2380/3288-2381 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celulares funcionais: (51) 8445-9454 e 8445-9748
e-mail: imprensa@policiacivil.rs.gov.br

BRIGADA MILITAR ( www.brigadamilitar.rs.gov.br )
Coordenador de Comunicação: Tenente-Coronel Valmor Araújo de Mello
Fones: (51) 3288-2930/3288-2932 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celulares funcionais: (51) 8501-6577 e (51) 8501-6575
e-mail: pm5-imprensa@brigadamilitar.rs.gov.br

SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS ( www.susepe.rs.gov.br )
Assessor de Imprensa: Jornalista Marco Antonio Vieira
Fone: (51) 3288-7285/3288-7289 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celular funcional: (51) 8443-6887
e-mail: imprensa@susepe.rs.gov.br

INSTITUTO-GERAL DE PERÍCIAS ( www.igp.rs.gov.br )
Assessor de Imprensa: Jornalista Maria da Graça Kreisner
Fone: (51) 3288-5165 (segunda a sexta-feira, horário comercial)
Celular funcional: (51) 8445-8627
e-mail: comunicacao@igp.rs.gov.br

Noticias da Prefeitura de Porto Alegre RS



Imagem do Dia
Foto: Divulgação/PMPA

Fuga do cativeiro. Uma Iguana, animal nativo de regiões como a Amazônia, foi encontrada em rua da cidade


Notícias


A MANCHETE
Carnaval elege sua Rainha
DESTAQUES
Praias seguem impróprias para o banho
Smic fecha loja do Camelódromo por comércio de pirataria
Demhab abre proposta para casas da Vila Chocolatão
Festa da Uva e da Ameixa começa amanhã
Limpeza permitirá análise detalhada da Ponte na Restinga
EVENTOS
Circuito de Vôlei de Praia é atração no Marinha
Projeto Verão Seguro reforça patrulhamento em praças e orla
MAIS SERVIÇOS
EPTC aumenta frota para o vestibular da Ufrgs
Iguana encontrada no Cristo Redentor
TEMPO HOJE
Veja imagem de satélite
VEJA PAUTAS DO DIA
Pautas para o dia 9 de janeiro



Notícias da prefeitura na imprensa

Clique nos links abaixo para ter acesso a todas as notícias sobre a prefeitura veiculadas em jornal, TV, rádio e Internet:

Notícias em Jornal Notícias em TV Notícias em Rádio Notícias na Internet




Todas as Notícias

A MANCHETE
Carnaval elege sua Rainha
Ela será conhecida amanhã em festa que começa às 18h, no Ginásio Tesourinha. Entre as candidatas ao título será escolhida a que for melhor avaliada nos quesitos comunicação, espírito carnavalesco, simpatia, postura, beleza plástica, expressão corporal e samba. As meninas vão enfrentar a prova da passarela em traje de gala, banho, fantasia e outro de escolha livre, em que a candidata usará as cores oficiais de sua entidade. Leia mais...


DESTAQUES
Demhab abre proposta para casas da Vila Chocolatão
O envelope com a proposta da empresa Conterra Construções e Terraplenagem, no valor de quase R$ 6 milhões, foi aberto hoje por técnicos do Demhab. Apenas essa empresa segue participando da licitação. A outra que integrava a disputa, a Construtora Pelotense, desistiu do processo. Se a proposta apresentada estiver de acordo com o projeto, a empresa vai construir 181 moradias no terreno situado na Protásio Alves, 9.099, para onde serão transferidas as famílias que ocupam área ao lado do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Leia mais...


Festa da Uva e da Ameixa começa amanhã
A tradicional festa fará sua estreia em novo palco, no Centro de Eventos Vila Nova (avenida João Salomoni, 2637). Apreciadores das duas frutas vão conhecer as melhorias do local, como o pavilhão com linhas aerodinâmicas, herança dos antigos terminais de ônibus. Neste final de semana e nos dias 16 e 17 de janeiro, o evento estará aberto ao público das 9h às 20h. Os consumidores também poderão comprar os produtos em bancas no Largo Glênio Peres. Leia mais...


Limpeza permitirá análise detalhada da Ponte na Restinga
Uma empresa especializada começou a trabalhar hoje no laudo conclusivo a respeito da estabilidade da ponte sobre o Arroio do Salso. Em decorrência das chuvas, cedeu parte do asfalto da pista lateral, no sentido centro-bairro. A estrutura será limpa amanhã, o que permitirá uma análise aprofundada sobre a situação das fundações, que são o alicerce da ponte. “Enquanto não houver garantia de segurança total aos usuários, o local permanecerá interditado”, afirmou o secretário adjunto da Smov, Cássio Trogildo. Leia mais...


Praias seguem impróprias para o banho
A Smam manteve a indicação de águas inadequadas para banho em todos os pontos do Lami e Belém Novo. Devido às enchentes que atingiram o Estado nos últimos dias, dezenas de animais mortos, principalmente porcos, chegaram à orla do Guaíba, deixando as praias impróprias para os banhistas. O Dmae fará nova análise das águas na próxima semana e serão colocadas placas indicativas, como é realizado semanalmente. Leia mais...


Smic fecha loja do Camelódromo por comércio de pirataria
Após o flagrante de comércio e armazenamento de produtos piratas, a loja 224 do Shopping do Porto foi interditada hoje diante do titular do ponto de venda e de comerciantes populares. Foram encontrados no local, num carrinho de bebê, aproximadamente 200 DVD’s e diversas mídias com o jogo Guitar Hero, além de aparelhos eletrônicos. Leia mais...


EVENTOS
Circuito de Vôlei de Praia é atração no Marinha
Começa neste final de semana o Circuito Porto Alegre de Vôlei de Praia no Parque Marinha do Brasil. Aberto à população, o evento também ocorre nos dias 16, 17, 23, 24, 30 e 31 de janeiro e 6, 7, 20, 21, 27 e 28 de fevereiro. A novidade desta edição é a disputa da categoria mais de 40 anos. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local, no dia dos jogos, das 14h às 14h30. Leia mais...


Projeto Verão Seguro reforça patrulhamento em praças e orla
A Guarda Municipal começou hoje ronda diária na orla do Guaíba, Ipanema, Belém Novo e em praças da Capital. De segunda a sexta-feira, o patrulhamento é feito por dois motoqueiros e, aos finais de semana, por uma viatura. Leia mais...


MAIS SERVIÇOS
EPTC aumenta frota para o vestibular da Ufrgs
A EPTC montou um esquema especial para transportar os estudantes que vão participar do vestibular de verão da Ufrgs, de domingo, 10, a quarta-feira, 13. Quatro linhas farão viagens extras, principalmente as que levam os candidatos ao Campus (Agronomia), onde devem fazer as provas cerca de 4 mil pessoas. Também serão mobilizados mais 60 agentes nos diversos locais do vestibular para orientar a circulação dos veículos. Leia mais...


Iguana encontrada no Cristo Redentor
Segundo a bióloga da Smam, Soraya Ribeiro, o animal deve ter fugido de algum cativeiro, pois é nativo de regiões distantes, como a Amazônia. A Iguana foi avaliada por uma equipe de veterinários e será encaminhada a um zoológico. O comércio e a manutenção de fauna silvestre em cativeiro é crime. Leia mais...


TEMPO HOJE
Veja imagem de satélite
(Clique aqui)


VEJA PAUTAS DO DIA
Pautas para o dia 9 de janeiro
(Clique aqui)





Editado pela Supervisão de Comunicação Social
E-mail - Telefones (51)3289.3900 / (51)3289.3932 / (51)3289.3926
Newsletter desenvolvida pela PROCEMPA.

Destaque do Dia






Destaques do Dia
Yeda Crusius visita obras da Corsan em Alvorada
A governadora Yeda Crusius, acompanhada do Secretário da Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano, Marco Alba, do diretor-presidente da Companhia Rio-Grandense de Saneamento(CORSAN), Luiz Zaffalon e do prefeito de Alvorada, João Carlos Brum(D) durante visita à obras da Companhia, no município.

Local: Alvorada - RS
Data: 08/01/2010
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 33046

Verão Legal RS 2010 - Companhia Ambiental de Pelotas descobre ovos de tartarugas enterrados
Policiais da Companhia Ambiental de Pelotas localizam, no distrito de Barra Falsa, zona rural de Rio Grande, oito canteiros onde estavam enterrados ovos de tartarugas da espécie tigre-d'água.


Local: Rio Grande - RS
Data: 08/01/2010
Foto: Brigada Militar / Divulgação
Código: 33051

Yeda Crusius visita obras da Corsan em Esteio
Governadora Yeda Crusius, acompanhada do secretário da Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano, Marco Alba, durante visita as obras da Corsan em Esteio.

Local: Esteio - RS
Data: 08/01/2010
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 33050

Verão Legal RS 2010 - Programas Institucionais da BM recebem viaturas
Os programas institucionais da Operação Golfinho da Brigada Militar, que estão funcionando no Verão Legal RS 2010, ganharam nesta sexta-feira (7) o acréscimo de três automóveis Kombi para o deslocamento de equipes dos programa Salva-Vidas Mirim e Master, e do Surf Salva nos litorais Norte, Sul e balneários de água doce (Rios).


Local: Capão da Canoa - RS
Data: 08/01/2010
Foto: Linei Zago / Palácio Piratini
Código: 33057

Yeda Crusius visita obras da Corsan em Viamão
A governadora Yeda Crusius em visita à obras da Corsan em Viamão.

Local: Viamão - RS
Data: 08/01/2010
Foto: Jefferson Bernardes / Palácio Piratini
Código: 33040

Roda Viva


Jean-Michel Cousteau
Oceanógrafo, ambientalista, produtor de filmes e educador francês.


Jean-Michel Cousteau é o mais velho dos dois filhos do primeiro casamento de Jacques Cousteau, o explorador francês pioneiro na descoberta dos recursos do fundo do mar. Influenciado pelo pai, Jean-Michel iniciou seus estudos marinhos aos 7 anos de idade. Mais tarde cursou Arquitetura e se especializou em arquitetura marinha. Participou de projetos de ilhas flutuantes,centros de estudos marinhos, aquários, mas acabou seguindo os rumos do pai. Por mais de três décadas viveu com a família histórias e aventuras do Calypso, o navio-laboratório de onde o velho mergulhador partia para suas explorações e filmagens. Após a morte do Jacques Cousteau, em 1997, Jean-Michel seguiu caminho próprio e fundou em 1999 a OCEAN FUTURE SOCIETY, organização sem fins lucrativos que produz informes técnicos e textos destinados a educação e estudos marinhos, organiza excursões de mergulho, debates, palestras e já produziu mais de 80 filmes para televisão sobre os oceanos. Através da ONG, Jean-Michel Cousteau e sua equipe viajam pelo mundo como "embaixadores do meio ambiente", levando a milhares de pessoas em vários países seus programas de conservação marinha e educação ambiental.

Participam como convidados entrevistadores:
Ulisses Capozzoli, Editor-chefe da revista Scientific American; João Paulo Capobianco, Ex-secretário executivo do ministério do meio ambiente, professor visitante da Universidade de Columbia e pesquisador associado do IPAM - Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia; Eduardo Geraque, Repórter da editoria de ciência do jornal Folha de S. Paulo e Elisabete Braga Saraiva, Oceanógrafa química do instituto oceanográfico da USP e diretora do museu de ciências, também da USP.

Apresentação: Paulo Markun


O Roda Viva é apresentado às segundas a partir das 22h00.
Você pode assistir on-line acessando o site no horário do programa.
http://www2.tvcultura.com.br/rodaviva

--------------------------------------------------------------------------------

Para cancelar o recebimento dos emails do Roda Viva, por favor, acesse:
http://www2.tvcultura.com.br/rodaviva/comenteeparticipe-cancelar.asp.

Notícias do Piratini


Saneamento
Estado vai investir para assegurar crescimento de 4,5% à economia gaúcha, afirma Yeda
Ao inspecionar obras da Corsan na Região Metropolitana, com investimentos de R$ 237 milhões, a governadora Yeda Crusius garantiu apoio forte do Estado à economia do RS em 2010. Consulta Popular
Antecipação de R$ 6 milhões vai priorizar municípios atingidos por enchentes
Valor referente ao pagamento de passivos da Consulta Popular nos três primeiros meses do ano soma-se ao cronograma normal para liberação de recursos - R$ 1 milhão/mês - e totalizará, de janeiro a março, R$ 9 milhões. Chuvas
Estado garante auxílio aos municípios em situação crítica no Vale do Taquari
Seis máquinas - uma escavadeira hidráulica, uma motoniveladora, duas retroescavadeiras e dois caminhões - trabalharão em sistema de rodízio, priorizando as localidades em pior situação. Educação
Banrisul começa a liberar crédito para notebooks a professores e servidores de escola
A partir de segunda-feira (11), estará disponível a linha de crédito CDC Consignado Professor Digital para docentes ativos e inativos e servidores de escolas da rede estadual que se inscreveram no programa. Serviço Público
Divulgados os locais das provas para o concurso do Banrisul
Inscritos para o cargo de escriturário podem consultar o local das provas no site da Fundação - www.fdrh.rs.gov.br. A prova será realizada no dia 17 de janeiro, (domingo) das 9h às 13h. Estradas
Diário Oficial publica alterações em edital para serviços nas praças de pedágio
O Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (8) publica suspensão das sessões de recebimento e de abertura dos envelopes da concorrência para as praças de pedágios administradas diretamente pelo Daer em função de alterações resultantes da audiência pública realizada em 21 de dezembro . Verão Legal RS 2010
Veranistas recebem noções de primeiros socorros em Torres e Laranjal
Os veranistas de Torres, no Litoral Norte, e do Laranjal, no Litoral Sul,
poderão participar, neste final final de semana (9 e 10), de treinamento de primeiros socorros à beira da praia.

Carta ao Ministro Jobim

Ao Ministro da Defesa Exmo. Dr. Nelson Jobim

Invado sua caixa de mensagem pedindo atenção para um tema que trata do futuro, não do passado. O Sr. me conhece pessoalmente e lembra-se de que quando fui Secretário de Cultura de Brasília, no ano de 1996, o Sr. era Ministro da Justiça e instituiu e deu no Festival de Cinema Brasília um prêmio para o filme que melhor abordasse a questão dos Direitos Humanos. Era uma preocupação comum a nossa.
Por que me dirijo agora ao senhor? Um punhado de cidadãos -̶ hoje somos mais de dez mil -̶ assinamos um manifesto afirmando que os envolvidos em crimes de tortura em nome do Estado Brasileiro devem ser julgados e punidos por seus atos, contrários aos mais elementares sentimentos da nacionalidade. Agimos em nome da intransigente defesa dos direitos humanos. O Sr., Ministro da Defesa, homem comprometido com a ordem democrática, eminente advogado constitucionalista, um dos redatores e subscritores da Constituição de 1988, hoje em ação concertada com os comandantes das forças armadas, condena a iniciativa de punir torturadores pelos crimes que cometeram.
Este gesto, na prática, resulta em dar proteção a bandidos que desonraram a farda que vestiam ao torturar, estuprar, roubar, enriquecer ilicitamente sempre agindo em nome das instituições que juraram defender. É incompreensível que o nosso futuro democrático seja posto em risco para acobertar crimes praticados por bandidos o que reforça a sensação de impunidade. Ao contrário do que afirmam os defensores da impunidade dos torturadores. O que está em juízo não é o julgamento das forças armadas, como afirmam os que as querem arrastar para o lodo moral que mergulharam. Agora pretendem proteger sua impunidade, camuflados corporativamente em nome da honra da instituição.
Um pouco de história não faz mal a ninguém. Não está em questão que para consumar o golpe de 64, os chefes militares de então tiveram que expurgar das forças armadas milhares de homens entre oficiais, sub-oficiais e praças cujo único crime foi defender o regime constitucional do país. Afastaram da vida política brasileira expressivas lideranças, cassando direitos políticos e mandatos parlamentares ou sindicais. Empurraram milhares de cidadãos, na imensa maioria jovens, para a ação clandestina que desembocou na luta armada.
De qualquer maneira os golpistas de 64 protegidos pela lei de anistia não serão anistiados pela história. Fecharam e cercaram o Congresso Nacional. Inventaram a excrescência chamada de Senador Biônico para não perder, pelo voto, o controle do Senado em plena ditadura militar. Os chefes militares podem ficar tranqüilos que seus antecessores não irão para a cadeia pelos crimes que cometeram contra um país, contra uma geração inteira, a minha, que desaprendeu a falar e pensar em liberdade. Nada disso está em juízo. Vinte e cinco anos depois de iniciada a transição democrática, o que está em juízo não é o processo de anistia política.
Tranqüilize seus colegas militares, ministro. O regime militar não está sendo julgado pela quebra do sistema público de saúde ou pela quebra do sistema educacional. Estamos pedindo a punição contra criminosos comuns por crimes de lesa humanidade. Queremos o julgamento e condenação da prática de crimes hediondos. Só isso. Assusta a quem? Em nome do quê o Brasil será eternamente refém de bandidos? O que justifica acobertar crimes condenados por todos os códigos, normas e tribunais internacionais em matéria de direitos humanos? O Sr. deve estar se perguntando o porquê do meu empenho nesta causa. Vou lhe contar.
Despontei pra a vida adulta baixo a ditadura militar. Em 1964, tinha 14 anos e cresci sob o signo do medo. Sou de uma família de judeus liberais, meu pai advogado e minha mãe médica. Invoco as raízes judaicas porque meus pais eram muito marcados pelo holocausto, pelos crimes nazistas cometidos contra a humanidade. Tínhamos muito medo das soluções autoritárias. Eu queria viver num país livre e tinha sentimentos de profunda repugnância a ditaduras. Meus amigos também eram assim. Participei de passeatas, diretórios estudantis e cineclubes. Queria derrubar a ditadura fazendo filmes. Acreditava que era possível. Em 1969, um companheiro de Cineclubismo seqüestrou um avião para Cuba. Não tive nada a ver com isso. Desconhecia as intenções e a organização do seqüestro. Meu crime foi ser amigo – sim, meu crime foi o de ser amigo de um seqüestrador. Quase fui preso e morreria na tortura sem falar, não por ato de bravura, mas por absoluto desconhecimento de causa. Não pertencia a nenhuma organização revolucionária. Não sabia nada sobre o seqüestro.
Escapei dessa situação pela coragem pessoal de minha mãe que driblou os imbecis fardados que foram me prender e consegui fugir de casa nas barbas da turma do Ministério da Aeronáutica que, naquele momento, ao invés de dedicar-se a cumprir sua missão constitucional de proteger nossas fronteiras, prendiam, torturavam e matavam estudantes. Tive também a ajuda do Coronel Aviador Afrânio Aguiar que empenhou-se até a medula para que não fosse preso e massacrado na Aeronáutica. A ele dedico meu filme mais recente "Utopia e Barbárie". Sem ele, dificilmente estaria contando essa história hoje aqui. Outras pessoas também me ajudaram a sair vivo dessa história mas como não tenho autorização para citá-los e estão vivos, guardo nomes e lembranças no coração.
Em 1970 fui viver no Chile por livre e espontânea vontade. Saí do Brasil legalmente com passaporte, ainda que tenha ido ao DOPS explicar por que saía do Brasil. Eles sabiam as razões pelas quais saía (como é cantado na música, "Não queria morrer de susto, bala ou vício"). Em Janeiro de 1971,do Chile, mandei uma carta para minha mãe, trazida por uma portadora, senhora de boa cepa, que fora visitar o filho no exílio em um gesto humanitário se ofereceu, ingenuamente, para trazer correspondência para os familiares dos exilados. O gesto lhe custou prisão e "maus tratos" nas dependências da aeronáutica. Na carta pedia a minha mãe que me enviasse livros e minha máquina de escrever. A carta foi entregue em Copacabana por militares do Doi-Codi que arrombaram minha casa, arrombaram móveis a procura de metralhadora (Assim entenderam "máquina de escrever"). Minha mãe foi levada para o quartel da PE na Barão de Mesquita, onde foi humilhada e um dos "patriotas"que a conduziu assumiu de forma permanente a guarda do relógio que entrou com ela na PE e não voltou para casa. Amigos ocultos numa rede de gente decente ajudaram a tirar minha mãe daquela filial verde oliva do inferno.
Sim ministro, havia muita gente decente nas forças armadas ou que gravitavam em torno dela e que faziam o que podiam para ajudar pessoas. A maioria, prefere, até hoje, não revelar seus gestos por medo dos que praticando atos dignos dos piores momentos da máfia intimidam e atemorizam pessoas de bem. Pior do que o relógio foi o destino do ex-deputado Rubens Paiva que foi preso no mesmo dia e nunca mais encontrado. Os senhores fazem muita questão mesmo de proteger os canalhas que seqüestraram e assassinaram o ex-deputado pelo crime de ter recebido correspondência pessoal de exilados no Chile? A quem interessa essa “Omertá"? Ministro, para esses crimes não há justificativa e menos O que leva a chefes militares e o Ministro da Defesa a se pronunciarem contra a apuração de crimes? Tortura, estupro, morte, muitas vezes seguido de roubo, são atos políticos passíveis de anistia?
Desculpe a franqueza, mas não consigo entender. Em nome do futuro democrático do Brasil , espero que a banda podre, montada no Dragão da Maldade, não saia vitoriosa.
Os chefes militares pronunciam-se a favor do pagamento de reparações às vitimas do arbítrio como um ato indenizatório. Pagamento este feito com recursos públicos desviado de finalidades mais nobres para ressarcir prejuízos causados por canalhas que deveriam ter seus bens confiscados e pagarem com recursos próprios os crimes que cometeram. Muitas empresas que se locupletaram durante a ditadura e inclusive financiaram o aparato repressivo poderiam participar dessas indenizações. No meu caso, ministro, posso lhe dizer que não há dinheiro que feche essa conta. Não pedi anistia nem indenização porque acho que não sou merecedor (nunca fui exilado, nunca me apresentei assim). E vivo bem com meu trabalho de cineasta há quarenta anos e professor universitário há 31. Se fosse pago com recursos dos bandidos, aceitaria de bom grado. Recursos públicos não. Cada centavo que aceitasse, me sentiria roubando de uma criança ou de um homem ou uma mulher humildes que precisam mais desse dinheiro numa escola pública, num posto médico, do que eu. Não recrimino quem, por necessidade ou sentimento de justiça, o faça.
A reparação que peço é a punição exemplar dos torturadores da minha mãe. O senhor há de concordar que não estou pedindo muito nem nada despropositado. E quando digo que penso no futuro e não no passado é porque a punição exemplar de criminosos desestimulará semelhantes práticas no futuro e terá uma função pedagógica para os que caiam em tentação de uso indevido dos poderes do Estado, que entendam que não vivemos no país da impunidade.Justiça, peço apenas justiça.
Bom 2010 para o sr.
Atenciosamente,
Silvio Tendler

P.S. Falamos de tanta coisa mas esquecemos de comentar dois crimes cometidos depois de 1979 que já não estariam cobertos pela lei de anistia: O assassinato de D. Lyda Monteiro da Silva, secretaria do Presidente da OAB, a mutilação do jornalista José Ribamar em 1980 e, em 1981, a bomba que explodiu no Riocentro que causou a morte de um sargento e graves ferimento no Capitão. Imagino que enquanto advogado, o quanto lhe repugna o assassinato da secretária do Presidente da OAB e a mutilação de um jornalista. Tantos anos decorridos, talvez ainda seja possível descobrir "os comunistas" responsáveis pela bomba do Riocentro, como concluiu o vexaminoso IPM instaurado na ocasião.
Por falar em comunistas, movimento que condenava a luta armada, o que dizer do assassinato do jornalista Wladimir Herzog, do operário Manoel Fiel Filho e do desaparecimento do dirigente Davi Capistrano? Seus assassinos terão imagem, nome e sobrenome ou continuarão protegidos por este exército das sombras?
Silvio Tendler





-----Anexo incorporado-----


_______________________________________________
Cartaoberro mailing list
Cartaoberro@serverlinux.revistaoberro.com.br
http://serverlinux.revistaoberro.com.br/mailman/listinfo/cartaoberro

Manchetes Uol Esportes

Sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Ônibus da seleção do Togo é metralhado, motorista morre e três atletas são feridos
Atentado ocorreu na fronteira de Congo e Angola. Os togoleses, incluindo o astro Adebayor, entravam no país que, a partir de domingo, terá a Copa Africana de Nações



Ministério do Esporte
Programa para jovens carentes privilegia região com o 4º maior IDH do Brasil Roberto Carlos não escapa de cornetadas em apresentação


Copa 1
Estudo aponta grupo do Brasil na África do Sul como o mais valorizado Copa 2
Ingressos para Mundial de 2014 serão vendidos no exterior em real Copa 3
Senegal, Coreia do Norte, Camarões: as 5 maiores zebras da Copa

Fórum UOL Esporte - Melhores atacantes estão no Rio de Janeiro ou em São Paulo?

ESCOLHA O TIME SÉRIE A Atlético-GO Atlético-MG Atlético-PR Avaí Botafogo Ceará Corinthians Cruzeiro Flamengo Fluminense Goiás Grêmio Grêmio Barueri Guarani Internacional Palmeiras Santos São Paulo Vasco Vitória SÉRIE B América-MG América-RN ASA Bahia Bragantino Brasiliense Coritiba Duque de Caxias Figueirense Guaratinguetá Icasa Ipatinga Náutico Paraná Ponte Preta Portuguesa Santo André São Caetano Sport Vila Nova


Brasileiros aprendem português para ir os Jogos de Inverno

NFL chega aos playoffs; teste sua sabedoria no quiz sobre a temporada



Brasileiros pelo mundo No vôlei, Dante se destaca, e Paula tem começo ruim
--------------------------------------------------------------------------------

Vale-tudo Inspirado pelo irmão Lyoto, Shinzo Machida planeja voltar ao MMA
--------------------------------------------------------------------------------

Basquete NBA suspende Arenas por levar armas ao vestiário do Washington
--------------------------------------------------------------------------------

Fórmula 1 Com permissão para voltar, Briatore pode processar os Piquet
--------------------------------------------------------------------------------


Receba notícias: Celular | Clipping | Widgets | RSS

--------------------------------------------------------------------------------

Assine o UOL Receba Outros Boletins Cancelar Recebimento
UOL Fone:ligue de seu micro para o Brasil e o mundo com preços muito baixos

Seleção de Togo é Metralhada

08/01/2010 - 15h09
Ônibus da seleção do Togo é metralhado; motorista morre e três atletas saem feridos
Da AFP
Em Paris (FRA) *

Serge Akakpo se feriu no ataque ao ônibus da seleção de Togo

SEPARATISTAS ATACARAM ÔNIBUS
CAN É APERITIVO AO MUNDIAL
C. DO MARFIM DESAFIA EGITO
VEJA A TABELA DA COMPETIÇÃO
O ônibus que transportava a seleção do Togo foi metralhado ao cruzar a fronteira entre Congo e Angola, onde será disputada a Copa Africana de Nações (CAN), e diversos jogadores foram feridos, três gravemente, Serge Gakpe, do Monaco, Serge Akakpo e Obilale Kodjovi. O motorista que transportava o veículo acabou morrendo, segundo informou um dos jogadores.

"Tínhamos acabado de cruzar a fronteira (entre o Congo e o território de Cabinda, onde o Togo deve disputar suas partidas do Grupo B), e estávamos cercados pela polícia. Tudo estava normal, quando fomos metralhados. Todo mundo tentou se esconder embaixo dos assentos", disse Thomas Dossevi ao canal esportivo francês Infosport.

Muitos jogadores já pensam inclusive em não mais disputar a competição continental. "Há atletas feridos, membros da comissão técnica feridos, estamos aguardando notícias do hospital. Se pudermos boicotar a CAN, vamos fazê-lo. Só pensamos em voltar para casa", declarou Alaixys Romao.

"Nós fomos metralhado como cães," disse o jogador. "Eles estavam armados até os dentes... Passamos 20 minutos debaixo dos assentos do ônibus", completou o atleta Dossevi, do Nantes, da França.

"A polícia respondeu. Parecia uma guerra. Estamos chocados. Não queremos mais disputar a CAN. Pensamos nos amigos, nos jogadores feridos", acrescentou Dossevi, que disse ainda que o goleiro Kodjovi Obilalé e o defensor Serge Akakpo estão gravemente feridos.

O PONTO "A" INDICA O LOCAL DO ATAQUE

"Akakpo foi baleado nas costas. O encarregado da comunicação também foi ferido, e perdeu muito sangue", afirmou. "Não temos notícias do Obilalé, ele também sangrava muito. Ser agredido dessa forma por um jogo de futebol não faz sentido", denunciou Dossevi.

A seleção de Togo tem estreia marcada contra Gana no dia 11 de janeiro em Cabinda. A equipe tem como principal estrela o atacante Adebayor, atualmente no Manchester City, que informou que o atleta escapou sem ferimentos do ataque, após conversar com o próprio jogador.

"Não refletimos ainda sobre os recursos possíveis, mas é verdade que ninguém mais tem vontade de jogar. Devemos pensar antes de tudo no estado de saúde dos feridos, pois havia muito sangue no chão. Neste momento, pensamos nos nossos parentes e em quem amamos", disse o atacante Alaixys Romao, em entrevista à rádio RMC. Ao todo, cerca de nove pessoas foram atingidas pelos disparos.

FÓRUM DE DISCUSSÃO
Opine sobre o atentado ocorrido em Angola
"Estamos chocados. Não é todo dia que jogadores de futebol são metralhados. Achávamos que uma coisa dessas só acontecia nos filmes. Não sei porque fizeram isso com a gente", declarou Alaixys Romao ao Infosport.

O território de Cabinda, província angolana rica em petróleo que fica entre a República Democrática do Congo (RDC) e o Congo, é assolado por um conflito separatista desde a independência de Angola, em 1975. Questionado pela agência AFP, o comitê de organização da CAN afirmou que um pneu do ônibus estourou, provocando um movimento de pânico.

* Atualizada ás 16h55

Obras do Entorno da Catedral


Obras do entorno da Catedral devem começar em 60 dias

Prefeitura lançou edital nesta semana. Obras devem incluir melhorias na parte elétrica da praça Daltro Filho.


A Prefeitura de Vacaria lança nos próximos dias edital para a realização de obras de melhorias na parte elétrica da praça Daltro Filho e construção do entorno da Catedral Nossa Senhora da Oliveira. Na quinta-feira, dia 07/01, aconteceu a última reunião, onde foram definidos todos os detalhes do edital. Serão investidos R$255 mil, sendo R$195 mil do Ministério do Turismo e R$60.862 de contra-partida do município. O entorno vai possibilitar inclusive que os moradores tenham acesso ao porão da
Catedral, onde está localizada a cripta. No local haverá um pequeno auditório, museu e espaço para palestras. Já na praça Daltro Filho haverá a instalação da rede elétrica subterrânea para possibilitar a colocação da nova iluminação. As obras deverão iniciar em 60 dias e deverão estar concluídas no segundo semestre de 2010.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 08/01/2010, 08h49

Literatura


Pessoal,

Espero que se deliciem um pouco com a literatura brasileira.
Um poucochinho de conhecimento não ocupa espaço.
Segue anexo
Boa leitura
Helder
+55 -31-8664-4340








É só clicar no título para ler ou imprimir.





A Divina Comédia -Dante Alighieri
A Comédia dos Erros -William Shakespeare
Poemas de Fernando Pessoa -Fernando Pessoa
Dom Casmurro -Machado de Assis
Cancioneiro -Fernando Pessoa
Romeu e Julieta -William Shakespeare
A Cartomante -Machado de Assis
Mensagem -Fernando Pessoa
A Carteira -Machado de Assis
A Megera Domada -William Shakespeare
A Tragédia de Hamlet, Príncipe da Dinamarca -William Shakespeare
Sonho de Uma Noite de Verão -William Shakespeare
O Eu profundo e os outros Eus. -Fernando Pessoa
Dom Casmurro -Machado de Assis
Do Livro do Desassossego -Fernando Pessoa
Poesias Inéditas -Fernando Pessoa
Tudo Bem Quando Termina Bem -William Shakespeare
A Carta -Pero Vaz de Caminha
A Igreja do Diabo -Machado de Assis
Macbeth -William Shakespeare
Este mundo da injustiça globalizada -José Saramago
A Tempestade -William Shakespeare
O pastor amoroso -Fernando Pessoa
A Cidade e as Serras -José Maria Eça de Queirós
Livro do Desassossego -Fernando Pessoa
A Carta de Pero Vaz de Caminha -Pero Vaz de Caminha
O Guardador de Rebanhos -Fernando Pessoa
O Mercador de Veneza -William Shakespeare
A Esfinge sem Segredo -Oscar Wilde
Trabalhos de Amor Perdidos -William Shakespeare
Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
A Mão e a Luva -Machado de Assis
Arte Poética -Aristóteles
Conto de Inverno -William Shakespeare
Otelo, O Mouro de Veneza -William Shakespeare
Antônio e Cleópatra -William Shakespeare
Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões
A Metamorfose -Franz Kafka
A Cartomante -Machado de Assis
Rei Lear -William Shakespeare
A Causa Secreta -Machado de Assis
Poemas Traduzidos -Fernando Pessoa
Muito Barulho Por Nada -William Shakespeare
Júlio César -William Shakespeare
Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente
Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa
Cancioneiro -Fernando Pessoa
Catálogo de Autores Brasileiros com a Obra em Domínio Público -Fundação Biblioteca Nacional
A Ela -Machado de Assis
O Banqueiro Anarquista -Fernando Pessoa
Dom Casmurro -Machado de Assis
A Dama das Camélias -Alexandre Dumas Filho
Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa
Adão e Eva -Machado de Assis
A Moreninha -Joaquim Manuel de Macedo
A Chinela Turca -Machado de Assis
As Alegres Senhoras de Windsor -William Shakespeare
Poemas Selecionados -Florbela Espanca
As Vítimas-Algozes -Joaquim Manuel de Macedo
Iracema -José de Alencar
A Mão e a Luva -Machado de Assis
Ricardo III -William Shakespeare
O Alienista -Machado de Assis
Poemas Inconjuntos -Fernando Pessoa
A Volta ao Mundo em 80 Dias -Júlio Verne
A Carteira -Machado de Assis
Primeiro Fausto -Fernando Pessoa
Senhora -José de Alencar
A Escrava Isaura -Bernardo Guimarães
Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
A Mensageira das Violetas -Florbela Espanca
Sonetos -Luís Vaz de Camões
Eu e Outras Poesias -Augusto dos Anjos
Fausto -Johann Wolfgang von Goethe
Iracema -José de Alencar
Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa
Os Maias -José Maria Eça de Queirós
O Guarani -José de Alencar
A Mulher de Preto -Machado de Assis
A Desobediência Civil -Henry David Thoreau
A Alma Encantadora das Ruas -João do Rio
A Pianista -Machado de Assis
Poemas em Inglês -Fernando Pessoa
A Igreja do Diabo -Machado de Assis
A Herança -Machado de Assis
A chave -Machado de Assis
Eu -Augusto dos Anjos
As Primaveras -Casimiro de Abreu
A Desejada das Gentes -Machado de Assis
Poemas de Ricardo Reis -Fernando Pessoa
Quincas Borba -Machado de Assis
A Segunda Vida -Machado de Assis
Os Sertões -Euclides da Cunha
Poemas de Álvaro de Campos -Fernando Pessoa
O Alienista -Machado de Assis
Don Quixote. Vol. 1 -Miguel de Cervantes Saavedra
Medida Por Medida -William Shakespeare
Os Dois Cavalheiros de Verona -William Shakespeare
A Alma do Lázaro -José de Alencar
A Vida Eterna -Machado de Assis
A Causa Secreta -Machado de Assis
14 de Julho na Roça -Raul Pompéia
Divina Comedia -Dante Alighieri
O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós
Coriolano -William Shakespeare
Astúcias de Marido -Machado de Assis
Senhora -José de Alencar
Auto da Barca do Inferno -Gil Vicente
Noite na Taverna -Manuel Antônio Álvares de Azevedo
Memórias Póstumas de Brás Cubas -Machado de Assis
A 'Não-me-toques' ! -Artur Azevedo
Os Maias -José Maria Eça de Queirós
Obras Seletas -Rui Barbosa
A Mão e a Luva -Machado de Assis
Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco
Aurora sem Dia -Machado de Assis
Édipo-Rei -Sófocles
O Abolicionismo -Joaquim Nabuco
Pai Contra Mãe -Machado de Assis
O Cortiço -Aluísio de Azevedo
Tito Andrônico -William Shakespeare
Adão e Eva -Machado de Assis
Os Sertões -Euclides da Cunha
Esaú e Jacó -Machado de Assis
Don Quixote -Miguel de Cervantes
Camões -Joaquim Nabuco
Antes que Cases -Machado de Assis
A melhor das noivas -Machado de Assis
Livro de Mágoas -Florbela Espanca
O Cortiço -Aluísio de Azevedo
A Relíquia -José Maria Eça de Queirós
Helena -Machado de Assis
Contos -José Maria Eça de Queirós
A Sereníssima República -Machado de Assis
Iliada -Homero
Amor de Perdição -Camilo Castelo Branco
A Brasileira de Prazins -Camilo Castelo Branco
Os Lusíadas -Luís Vaz de Camões
Sonetos e Outros Poemas -Manuel Maria de Barbosa du Bocage
Ficções do interlúdio: para além do outro oceano de Coelho Pacheco. -Fernando Pessoa
Anedota Pecuniária -Machado de Assis
A Carne -Júlio Ribeiro
O Primo Basílio -José Maria Eça de Queirós
Don Quijote -Miguel de Cervantes
A Volta ao Mundo em Oitenta Dias -Júlio Verne
A Semana -Machado de Assis
A viúva Sobral -Machado de Assis
A Princesa de Babilônia -Voltaire
O Navio Negreiro -Antônio Frederico de Castro Alves
Catálogo de Publicações da Biblioteca Nacional -Fundação Biblioteca Nacional
Papéis Avulsos -Machado de Assis
Eterna Mágoa -Augusto dos Anjos
Cartas D'Amor -José Maria Eça de Queirós
O Crime do Padre Amaro -José Maria Eça de Queirós
Anedota do Cabriolet -Machado de Assis
Canção do Exílio -Antônio Gonçalves Dias

Uamva Define Ações para 2010

Uamva define ações para 2010



Reunião foi realizada quinta-feira, 07/01.( Foto: Ladimir Fabris) A União das Associações de Moradores de Vacaria (Uamva) reuniu os representantes dos bairros da cidade para a definição das ações que serão desenvolvidas pela entidade ao longo deste ano.
De acordo com a presidente, Iolanda Silveira a prioridade é organizar os departamentos da Uamva. Uma principais preocupações é em relação aos animais doentes no bairros. As discussões em torno da saúde e segurança pública também estão nas pautas para 2010. A ideia é investir ainda na mobilização dos moradores, através da criação de novas associações nos bairros da cidade.
Integrantes da administração municipal também participaram do encontro e anunciaram a continuidade de alguns projetos, como o Limpa Canto, Brasil Alfabetizado e Minha Casa, Minha Vida.


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 08/01/2010, 09h21

Desfile Temático do Rodeio de Vacaria RS

Intensificam-se os preparativos para o desfile temático

Desfile acontece na manhã do dia 31 de janeiro.

Os preparativos para o desfile temático do 28º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria vêm se intensificando nos últimos dias. Nesta semana foi realizada na prefeitura municipal reunião envolvendo todas as entidades que terão um carro alegórico desfilando no dia 31 de janeiro, primeiro domingo de Rodeio.
Ao todo, serão 12 carros, representando ex-patrões, ex-prendas, ginetes e laçadores campeões, além de vários elementos marcantes da comunidade de Vacaria. Inclusive, segundo a responsável pela organização do desfile, Maria Beloni Toledo, uma das intenções da iniciativa é homenagear também o aniversário de 160 anos da cidade que acontece em 2010.
Devem desfilar entre os carros alegóricos quadros de laçadores da cidade e região, e ao final estarão as caravanas de cavalarianos que vierem para o 28º Rodeio Crioulo Internacional.
O desfile acontece no período da manhã e começa na avenida Moreira Paz, finalizando no parque de exposições Nicanor Kraemer da Luz.

Confira também o nosso hotsite do Rodeio de Vacaria!


Rádio Fátima AM (Jornalismo), 08/01/2010, 09h35

Revista Veja

8 de janeiro de 2010
------------------------------------------------

Caro leitor, aqui estão os destaques de VEJA desta semana.

VEJA.com - veja@abril.com.br


***********************************************

Edição da semana (nº 2147 - 13 de janeiro de 2009)

[Especial]
-----------
A conquista da memória
A ciência está desvendando os mecanismos biológicos que nos permitem lembrar e esquecer - e já prevê aplicar os conhecimentos em terapias que melhoram a capacidade de memorização ou que apagam da mente experiências ruins.
http://veja.abril.com.br/130110/conquista-memoria-p-078.shtml

Índice da edição
http://veja.abril.com.br/130110/sumario.shtml


[Brasil]
----------
Na virada de 2010, temporais de verão voltam a destruir e matar
http://veja.abril.com.br/130110/tragico-absurdo-previsivel-p-054.shtml


[Governo]
----------
A Aeronáutica prefere os aviões suecos - e Lula quer os franceses
http://veja.abril.com.br/130110/alerta-colisao-politica-a-vista-p-062.shtml

[Internacional]
-----------------
Agente triplo da jihad atacou no Afeganistão
Suicida que dizimou nata da CIA engana todo mundo
http://veja.abril.com.br/130110/agente-triplo-jihad-p-090.shtml


[Arquitetura]
----------
Dubai: prédio de quase 1 quilômetro de altura
O Burj pode ser visto a 100 quilômetros de distância.
http://veja.abril.com.br/130110/predio-quase-1km-altura-p-094.shtml


[História]
----------
Joaquim Nabuco: herói nacional, para sempre; é o seu centenário
http://veja.abril.com.br/130110/heroi-nacional-sempre-p-100.shtml


[Computadores]
----------
Os tablets representam a grande novidade em tecnologia pessoal
http://veja.abril.com.br/130110/tabua-inovacao-p-070.shtml


[Cinema]
----------
'Onde Vivem os Monstros' e a idade da solidão
Filme sobre infância - que será entendido por adultos.
http://veja.abril.com.br/130110/idade-solidao-p-116.shtml


[Música]
----------
Os projetos paralelos são as 'filiais' das bandas
Essa é a origem de alguns dos grupos mais criativos.
http://veja.abril.com.br/130110/filiais-rock-p-122.shtml


[Diogo Mainardi]
----------------
Herbert Richers
http://veja.abril.com.br/130110/hebert-richers-vive-p-119.shtml


[J.R. Guzzo]
------------
Longe da luz
http://veja.abril.com.br/130110/longe-luz-p-126.shtml



***********************************************

[Destaques on-line]
-------------------

[Reportagem]
-------------
O novo salto da web: a classe C
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia-saude/banda-larga-popular-nova-onda-web-524595.shtml

[Entrevista]
--------------
Grazi estreia como vilã na nova novela das sete
http://veja.abril.com.br/noticia/variedades/grazi-massafera-globo-novela-tempos-modernos-bbb-522960.shtml

[Blog 10+]
-----------
Manias de nerds, seriados e twitters 'quentes'
http://veja.abril.com.br/blog/10-mais/diversao/as-10-principais-obsessoes-de-quem-e-nerd-ou-geek/


***********************************************
Colunistas

[Blog]
---------
Reinaldo Azevedo
Vai, imprensa, feliz para o abismo!
http://veja.abril.com.br/blogs/reinaldo/


[Radar on-line]
---------------
Lauro Jardim
Ponto na Câmara
http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/


[Coluna]
---------
Augusto Nunes
Momentos de 2009
http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/


[Consultório Sentimental]
--------------------------
Betty Milan
Bibelô
http://veja.abril.com.br/blog/cenas-urbanas

*************************************************

[Blogs da redação]
-------------------

[História]
----------
Acervo Digital VEJA
Jesus: mistérios alimentam a fé no filho de Deus
http://veja.abril.com.br/blog/acervo-digital/


[Futebol]
----------
Blog da Copa
Os surpreendentes votos para melhor do mundo
http://veja.abril.com.br/blog/copa-2010/


[Literatura]
------------
VEJA Meus Livros
Albert Camus e Koestler: eles soaram o alarme
http://veja.abril.com.br/blog/meus-livros/


[Variedades]
------------
Dez mais
Os famosos que perderam o rótulo de 'santinhos'
http://veja.abril.com.br/blog/10-mais/


***********************************************

http://www.veja.com.br


Acesse http://veja.abril.com.br/pst/newsletter para cancelar o envio deste e-mail
Nosso serviço de cadastramento solicitará seu e-mail e senha. Se não souber a senha, digite seu e-mail e clique no item "Esqueci minha senha". Uma senha provisória será enviada para sua caixa postal para possibilitar o acesso ao serviço.