Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

sábado, 7 de novembro de 2009

Arquivo Paulo Furtado


Arquivo Paulo Furtado


Arquivo Paulo Furtado


Arquivo Paulo Furtado


Morre Ator Anselmo Duarte




Anselmo Duarte
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Anselmo Duarte
Nome completo Anselmo Duarte Bento
Data de nascimento 21 de abril de 1920
Local de nascimento Salto São Paulo
Data de falecimento 7 de Novembro de 2009 (89 anos)
Local de falecimento São Paulo São Paulo
Ocupação Diretor, roteirista, escritor, produtor
Festival de Cannes
Palma de Ouro:
1962 O Pagador de Promessas


IMDb
Anselmo Duarte Bento (Salto, 21 de abril de 1920 - São Paulo, 7 de novembro de 2009) foi um ator, roteirista e cineasta brasileiro. Ganhou em 1962 a Palma de Ouro em Cannes, única concedida a um filme brasileiro, com O Pagador de Promessas, que também concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Também dirigiu outros clássicos do cinema nacional, como Absolutamente Certo e Vereda da Salvação, mas, devido a divergências ideológicas com a turma do Cinema Novo, sua carreira entrou em declínio.

Membro do júri Festival de Cannes em 1971, morreu devido a complicações decorrentes de um acidente vascular cerebral, o terceiro que o acometeu[1].

Índice [esconder]
1 Atuação no cinema
2 Premiações
3 Ligações externas
4 Referências


[editar] Atuação no cinema
(a - ator; d – diretor; r – roteirista)

Brasa Adormecida (1987) .... Sampaio Barroso (a)
Tensão no Rio (1982) (a)
O Caçador de Esmeraldas (1979) (r)
Os Trombadinhas (1979) (d)
Embalos Alucinantes (1978) .... Felipe (a)
Paranóia (1977) .... Marcelo Riccelli (a)
O Crime do Zé Bigorna (1977) (d, r)
Já Não Se Faz Amor como Antigamente (1976) .... Atílio (a, d, r)
Ninguém Segura Essas Mulheres (1976) (a, d, r)
A Casa das Tentações (1975) (a)
A Noiva da Noite (1974) (a)
O Marginal (1974) (a)
O Descarte (1973) (d, r)
Independência ou Morte (1972) .... Gonçalves Ledo (a, r)
Um Certo Capitão Rodrigo (1971) (d, r)
O Impossível Acontece (1969) (d, r)
Quelé do Pajeú (1969) (d, r)
A Madona de Cedro (1968) .... Adriano Mourão (a)
Juventude e Ternura (1968) .... Estênio (a)
O Caso dos Irmãos Naves (1967) .... comissário (a)
A Espiã Que Entrou em Fria (1967) (a)
Vereda de Salvação (1964) (d, r)
O Pagador de Promessas (1962) (d, r)
As Pupilas do Senhor Reitor (1961) .... Daniel (a, r)
Un rayo de luz (1960) (a)
O Cantor e o Milionário (1958) .... Tito Lívio (a)
Absolutamente Certo (1957) .... Zé do Lino (d, r, a)
Arara Vermelha (1957) (a)
Depois Eu Conto (1956) .... Zé da Bomba (a, r)
O Diamante (1956) (a)
Carnaval em Marte (1955) .... Ricardo (a, r)
Sinfonia Carioca (1955) .... Ricardo (a)
Sinhá Moça (1953) .... Rodrigo (a)
Veneno (1952) .... Hugo (a)
Apassionata (1952) .... Pedro (a)
Tico-Tico no Fubá (1952) .... Zequinha de Abreu (a)
Amei um Bicheiro (1952) (r, não creditado)
Maior Que o Ódio (1951) (a)
Aviso aos Navegantes (1950) .... Alberto (a)
A Sombra da Outra (1950) (a)
Pinguinho de Gente (1949) .... Luiz Antônio (a)
O Caçula do Barulho (1949) (a)
Carnaval no Fogo (1949) .... Ricardo (a, r)
Terra Violenta (1948) .... Carlos (a)
Inconfidência Mineira (1948) (a)
Querida Susana (1947) (a)
Não Me Digas Adeus (1947) (a)
[editar] Premiações
Foi Homenageado com um Grande Centro de Educação e Cultura (CEC) em Salto, "Tributo a Anselmo Duarte" (2009).
Convidado especial Palma de Ouro do 50º Aniversário do Festival de Cannes, na França (1997).
O pagador de promessas ganha cinco prêmios internacionais, com destaque para a Palma de Ouro em Cannes, França (1962).
Melhor Ator, por Um pinguinho de gente, Prêmio "Revista A Cena Muda", Rio de Janeiro (1949).
[editar] Ligações externas
Anselmo Duarte (em inglês) no Internet Movie Database
Entrevista com Anselmo Duarte no sítio Memória Viva.
Referências
↑ Portal G1
[Esconder]v • eBiografias

Arquivo Paulo Furtado


Arquivo Paulo Furtado


Arquivo Paulo Furtado


Arquivo de Paulo Furtado