Anuncie em Nossa Revista de Classificados

Anuncie em  Nossa Revista de Classificados
Para Porto Alegre RS

sexta-feira, 3 de abril de 2009

As Oliveiras chegando no Rio Grande do Sul

AS OLIVEIRAS CHEGAM AO RIO GRANDE DO SUL



Depois de 10 dias de visitas a pomares e plantas industriais da Itália e da Espanha, o Grupo de Trabalho das Oliveiras, coordenado pelo deputado Ronaldo Zulke, cumpre a etapa final de campo em Institutos de Pesquisas e lavouras de Córdoba e Sevilla, ao sul da Espanha. Para o parlamentar, que é técnico agrícola, esta missão aos países da comunidade européia confirma o aumento da demanda de consumo e o avanço das pesquisas com plantas precoces e de maior produtividade.



Acompanhado pelos deputados Francisco Appio e Nelson Harter, da Assembleia Gaúcha, Zulke que presidiu uma Comissão Especial para debater a olivicultura, colhe os bons frutos dos debates realizados no Parlamento. “Estamos convencidos de que com variedades de olivas em solos adequados, bom controle técnico e a quantidade de luz e água indispensáveis, estaremos oferecendo uma nova alternativa para a agricultura familiar¨.



Para o deputado Francisco Appio, “a experiência dos produtores de Caçapava, entre os quais seu conterrâneo Décio Godinho, revelam a preocupação na escolha de áreas apropriadas, com boa drenagem, solos de mais de 80 centímetros e boa quantidade de chuva, o que não é problema tanto na metade Sul, como nos Campos de Cima da Serra”.



Fotos e informações colhidas na área experimental da Rasip 5, com mais de mil mudas implantadas em outubro passado, atestam o ingresso na olivicultura em nossa região, onde por sinal a padroeira é a Nossa Senhora das Oliveiras, pela imagem abandonada nos campos de Vacaria pelos portugueses ou espanhóis em 1750, logo após o Tratado de Madri, que passou o domínio daquela região a Portugal.



O entusiasmo dos deputados Zulke, Appio e Harter é compartilhado pelo pesquisador Waldir Stumpf Júnior, Chefe Geral da Embrapa-Pelotas, pelo Chefe Adjunto de Pesquisas e Desenvolvimento Clenio Nailto Pillon e particularmente pelo agrônomo Enilton Fick Coutinho, que implantou quinze unidades de observação de mudas de oliveiras em solo gaúcho.



A comitiva é integrada ainda por Rogério Oliveira, professores e pesquisadores da UFRGS, Ministério da Agricultura e pelo prefeito de Bagé, interessado em priorizar um projeto pioneiro em seu município.





Clique aqui e leia tudo sobre a viagem de estudos da comitiva gaúcha, a história e a vida das oliveiras para o homem e sua saúde.





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Roda Viva

Memória Roda Viva



O site Memória Roda Viva já conta com 378 entrevistas em seu acervo.

As mais recentes são as da antropóloga Ruth Cardoso e do rapper Mano Brown.

Visite o site e leia a íntegra das entrevistas.


O Roda Viva é apresentado às segundas a partir das 22h10.
Você pode assistir on-line acessando o site no horário do programa.
http://www.tvcultura.com.br/rodaviva

Transgênicos

1. Paraná: Soja convencional vale R$ 2,30 mais e soja transgênica recua
2. Agricultores americanos tentam voltar para a soja convencional
3. FDA aprova primeiro animal transgênico farmacêutico

Sistemas agroecológicos mostram que transgênicos não são solução para a agricultura

Produção orgânica de milho em Guaraciaba - SC

*****************************************************************

1. Paraná: Soja convencional vale R$ 2,30 mais e soja transgênica recua

Grandes responsáveis pela disseminação do plantio de soja transgênica no Estado, as grandes cooperativas paranaenses estão tendo de pagar em 2009 prêmio de até R$ 2,30 por saca de soja de 60 kg para atender clientes, principalmente europeus e asiáticos, que não aceitam soja geneticamente modificada. A maior cooperativa do País, a Coamo, de Campo Mourão (PR) está pagando R$ 2,00 a mais por saca de soja convencional na atual safra, segundo informou seu presidente, José Aroldo Galassini. No ano passado, das 2,4 milhões de toneladas que a cooperativa movimentou, 900 mil toneladas foram do produto livre de transgenia.

“Nós temos de atender clientes europeus que usam soja para alimentação e não querem o produto modificado. Este prêmio é formado por estes contratos que exigem a soja convencional. Do total, 40% ficam com a cooperativa e 60% vão para o produtor”, conta Galassini. “Fazemos isso há vários anos, mas antes o prêmio era menor, variava de R$ 1,00 a R$ 1,40”, acrescenta. Segundo ele, o sobre preço é formado nos contratos e a cooperativa fica com uma parte “pelos investimentos que faz para segregar o produto, principalmente em novos armazéns”.

Da mesma forma que a Coamo, a Cocamar e a Integrada, além de outras grandes cooperativas como a C.Vale, a Copacol e a Cocari também fazem a segregação dos grãos para atender clientes específicos. (...)

Segundo Silvio Krinski, da gerência técnica da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), a soja convencional se transformou num nicho, mas ele é muito importante neste momento do mercado. “O que está ocorrendo é que a soja transgênica está perdendo seu grande atrativo que é o menor custo de produção. Com o prêmio que está sendo pago e a elevação que houve no preço do glifosato os custos praticamente empataram”, conta ele. Depois, há regiões no Paraná como no Centro-Sul do estado onde as variedades transgênicas são bem menos produtivas que a convencional.

Todo esse quadro está fazendo com que no Paraná o produto transgênico não deslanche e, inclusive, perca espaço. Segundo levantamento da Associação Paranaense de Sementes e Mudas (Apasem), para a safra 2008/09, já houve menor demanda por soja transgênica. De um total de 4,07 milhões de sacas de sementes disponíveis no mercado, 56% eram de semente convencional e 44% de transgênica [contra os 48% de semente convencional e 52% de transgênica na safra anterior].

Fonte:
Gazeta Mercantil,18/03/2009.

2. Agricultores americanos tentam voltar para a soja convencional

Pela primeira vez desde 1996, cai a área plantada com soja transgênica nos EUA, com mais agricultores decidindo plantar soja não transgênica. O cultivo da soja modificada atingiu seu ápice em 2008, alcançando 92% da produção do país.

Representantes de associações de produtores de soja, universidades e compradores de grãos relatam que a demanda por sementes de soja convencional está aumentando, o que deverá aumentar a área plantada para 10%.

Os motivos do recente interesse pela soja convencional incluem o preço baixo da commodity, prêmios atrativos pelo produto não transgênico e preços da semente transgênica só aumentando.

Segundo Grover Shannon, melhorista genético de soja do Delta Research Center, da Universidade de Missouri, “o sistema Roundup Ready já não é tão barato como antes”. O preço da saca de semente de soja transgênica Roundup Ready, da Monsanto, aumentou de 35 para 50 dólares, enquanto o galão do herbicida Roundup aumentou de 15 para 50 dólares. “Muitos agricultores estão bravos com a Monsanto”, disse Shannon.

O aumento dos problemas com ervas espontâneas que se tornaram resistentes ao Roundup (glifosato) também é motivo de preocupação para os agricultores. “Eles estão usando mais herbicidas, o que representa um aumento nos custos de produção”, disse Bill Schapaugh, melhorista de soja da Universidade de Kansas.

O desafio das sementes

Mas o mercado de soja convencional está diante de um grande desafio. Muitas empresas de sementes focaram seus trabalhos apenas em variedades transgênicas e eliminaram as sementes convencionais de suas linhas de produção ao longo dos últimos anos. As sementeiras estão empurrando as sementes transgênicas, de modo que as sementes convencionais estão cada vez menos disponíveis, tanto em diversidade de opções, como em quantidade.

Segundo Shannon, a indústria de sementes prefere vender sementes transgênicas devido à taxa de tecnologia (royalty) e à exigência de que os agricultores comprem sementes todos os anos (agricultores normalmente podem produzir suas próprias sementes a partir de variedades convencionais). “Os distribuidores de sementes não querem voltar a vender sementes não transgênicas. Eles querem vender sementes todo ano; é mais lucrativo”.

Contudo, boas variedades de sementes de soja não transgênica estão começando a ser disponibilizadas por algumas empresas nos EUA e no Canadá e por várias universidades americanas.

Adaptado de:
The Organic & Non-GMO Report, Março de 2009.
http://www.non-gmoreport.com/articles/mar09/farmers_planting_non-gmo_soybeans.php

3. FDA aprova primeiro animal transgênico farmacêutico

A agência do governo americano responsável pela regulamentação de alimentos e medicamentos (FDA, em inglês) aprovou em fevereiro a comercialização de um medicamento produzido a partir de um animal geneticamente modificado, além da comercialização do animal em si. Embora a agência tivesse previamente assegurado que ofereceria oportunidade para a participação pública nos processos de aprovação de animais transgênicos, a aprovação foi concedida sem qualquer participação da sociedade.

O animal em questão é uma cabra modificada para produzir leite contendo uma proteína humana capaz de evitar a formação de coágulos no sangue. Uma empresa de Massachusetts está criando um rebanho destas cabras transgênicas para produzir a proteína.

No processo de aprovação do FDA não houve qualquer discussão acerca da segurança ou das implicações éticas da aprovação, assim como não foram desenvolvidas regras para garantir que as cabras e o seu leite não contaminem o suprimento alimentar. (...)

Fonte:
FEED - Food & Environment Electronic Digest - Março de 2009.

Mais informações sobre a aprovação da cabra transgênica em artigo do The New York Times, em inglês, em:
http://www.nytimes.com/2009/02/07/business/07goatdrug.html?_r=1&ref=washington

Sistemas agroecológicos mostram que transgênicos não são solução para a agricultura

Produção orgânica de milho em Guaraciaba - SC

O agricultor Orlando Glaas, ex-presidente da Associação de Desenvolvimento da Microbacia (ADM) Lajeado Ouro Verde, de Guaraciaba - SC, desenvolveu em sua propriedade pesquisa participativa visando avaliar a produção orgânica de variedades de milho, com apoio do projeto Microbacias 2, da Epagri local e do Núcleo de Estudos em Agrobiodiversidade (NeaBio) da Universidade Federal de Santa Catarina, sendo orientado em todas as etapas pelo técnico agrícola e facilitador das ADMs Lajeado Ouro e Rio Flores, Adriano Canci.

“Esse milho é tão bom que não precisaria nem produzir espiga. Bastaria apenas os talos para se perceber a grande economia para o agricultor”, relata o agricultor satisfeito com a produção média de 80 sacas por hectare das variedades Fortuna da Epagri, MPA1 e Amarelão “Schmitz”. “O meu vizinho que usou 7 sacos de adubo e 8 de uréia no seu milho de alta tecnologia teve que pedir Proagro (o seguro agrícola), tendo prejuízo de R$2 mil, pois as plantas ficaram sapecadas de tanto adubo”, contou Orlando, que aplicou só adubação orgânica com esterco de aves no plantio, fez duas capinas no começo e comemora a beleza das espigas.

O extensionista da Epagri de Guaraciaba, engenheiro agrônomo Clístenes Antônio Guadagnin, lembra que a produção de grãos, na safra 2008/2009, foi muito prejudicada pela estiagem ocorrida na região oeste no final do ano passado. “Os próprios agricultores ficaram surpresos ao verificar que as lavouras conduzidas apenas com adubação orgânica e variedades de polinização aberta proporcionaram uma produção maior que as desenvolvidas com tecnologia convencional”, revelou Guadagnin.

No manejo do solo e das lavouras, tradicionalmente se utiliza excesso de insumos como adubos e agrotóxicos, o que acaba resultando, além do prejuízo econômico, em fortes impactos ambientais como a contaminação das águas e degradação dos solos, o que muitas vezes conduz ao êxodo rural. As ações desenvolvidas no projeto Microbacias 2 e também com os trabalhos de pesquisa, extensão e aprendizagem participativa permitem o esclarecimento das famílias agricultoras, que acabam percebendo que a produção orgânica é altamente vantajosa em relação à agricultura convencional, ainda hoje praticada pela maioria dos agricultores. “Aos poucos estes também vão modificando seus hábitos”, espera Guadagnin.

Fonte:
Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), 09/03/2009.
http://www.epagri.sc.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=337:producao-organica-de-milho-em-guaraciaba&catid=34:noticias-epagri&Itemid=51

Mais informações: Eng. Agrônomo Clístenes Antônio Guadagnin/SEM/MB2/ Epagri de Guaraciaba, no telefone: (49) 3645-0249.

Crédito Rural

Ir para a mensagem anterior | Ir para a próxima mensagem | Voltar para as mensagensMarcar como não lida | Imprimir ResponderResponder a todos Mover...Arquivo AnimaisArquivo BatmanArquivo BlogsArquivo BoticárioArquivo CarnavalArquivo Claudia RaiaArquivo CulturaArquivo de FotosArquivo Declaração d...Arquivo Deise NunesArquivo ElisArquivo Fotos Paulo ...Arquivo FotosArquivo FutebolArquivo GlóriaArquivo InterArquivo Jornal HojeArquivo JornalArquivo Le MondeArquivo ManuelaArquivo Mara Maravil...Arquivo Monica Velos...Arquivo MP3Arquivo MulheresArquivo MúsicaArquivo NegroArquivo NegrosArquivo o GloboArquivo Ourtas Mídia...Arquivo Paises Afric...Arquivo Paula Camarg...Arquivo PoliticaArquivo PrefeituraArquivo PreventivoArquivo PublicidadeArquivo Revolução Fa...Arquivo Rita CadilacArquivo Segurança Pú...Arquivo SimonyArquivo Tunel do Tem...Arquivo VejaArquivo Vera FischerArquivo VideosArquivoAutorização de Publi...Bandas de GaragemBlog Bola Na Arquiba...Blog do SambaBlog JornalBlog PublicidadeBlogJNCartaoBerroBlogJNCulturaBlogJNFotosBlogJNNegrosBlogJNPoliticaBlogJNPortaldaImpren...BlogJNSecGeralBlogJNTuneldoTempoBlogJNTVICarta o BerroCartão de VisitaCartão do dia Intern...Curriculo NovoDestaque VermelhoFotos para OrkutGabrielGeralGoogleGroove JamesImagens das Copas do...Imposto de RendaInstituto Methodus P...Inter Campeão Mundia...Jady OhanaJingles PoliticosLei de ImprensaLeitoresMúsica Paulo FurtadoMúsicas CifradasMúsicas MP3Músicas Séries de TVNota do EditorNoticias do BairroNucleo de Comunicaçã...O GloboOutros InformativosRádio GauchaRádio UolSecretaria GeralSeicho-No-leSenado FederalSessão Solena dia da...Site AngolaSite de PesquisaSite Jady OhanaSite OxfamSite PesquisaSite Rádio MaresiaSite Radio VivaSite SenadoSitesSonicoStop The WallVideo Mario BalaYoutube Jornal Negri...
Sinalizar esta mensagemCredito rural: o que seria uma grande solucao transformou-se numa grande decepcaoSexta-feira, 3 de Abril de 2009 13:02
De: "Polan Lacki" Exibir informações de contatoPara: jornalnegritude@yahoo.com.brPrezado(a) Senhor(a)



Estou difundindo o artigo denominado Crédito rural: o que seria uma grande solução transformou-se numa grande decepção. Caso deseje recebê-lo, gratuitamente via e-mail, terei muito prazer em enviar-lhe-o. Neste artigo:



- parto da premissa de que, no mundo globalizado e altamente competitivo, o êxito econômico dos produtores rurais dependerá cada vez mais de conhecimentos adequados que de créditos generosos.

- critico a exagerada importância que está sendo atribuída ao crédito rural, a ponto de ser considerado como o principal e praticamente o único instrumento de política agrícola; enquanto tecnologias de fácil aplicação, de baixo custo e alta eficácia, para cuja adoção se necessita de pouco ou nenhum crédito, permanecem subestimadas e até ignoradas.

- questiono a eficácia do crédito rural a partir da seguinte e elementar reflexão: se ele fosse tão eficaz na solução dos problemas da agricultura, não teríamos tantos agricultores tão crônica e profundamente endividados.

- descrevo as medidas, também de baixo custo e fácil adoção, que o sistema de educação rural, formal nos três níveis e não formal, poderia adotar para "eficientizar" e profissionalizar os agricultores, tornando o crédito rural menos imprescindível, e em muitos casos, simplesmente prescindível.



Caso alguma instituição, eventualmente a sua, tenha interesse em organizar um evento destinado a analisar criticamente esta proposta, orientada a substituir paulatinamente o crédito cada vez mais escasso pelo conhecimento cada vez mais abundante, eu poderei apoiá-la no desenho da programação de tal reunião e sob determinadas condições, inclusive participar pessoalmente, expondo o seu conteúdo.



Saudações



Polan Lacki

Rua Bispo Dom José, 2051 apto 706

Telefono: (41) 3243-2366 - Celular 9602-1239

80440-080 Curitiba - Paraná - Brasil

A Capital do Azeite de Oliva

Na última etapa do Grupo de Trabalho interparlamentar das oliveiras, deputados e pesquisadores da EMBRAPA visitaram (03/04/09) Jaén, na Província de Andaluzia.

Ao sul da Espanha, a cidade é reconhecida como a capital mundial do azeite de Oliva, cercada por plantações de oliveiras. A maioria centenárias, ao longo de milhares de hectares, no sistema tradicional de árvores de três troncos, entre 60 e 70 oliveiras por hectares.

Clique aqui e leia o relatório completo da última etapa na Capital Mundial do Azeite de Oliva





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Ano do Ogum

> Ano de Ogum
>
> *Salve, JORGE!
> Viva JORGE!
> VIVA 2009!!!
>
> 2009 é o Ano de São Jorge.
> Que a espada de Ogum afaste de nós os perigos e as preocupações.
> A Preocupação olha em volta, a Tristeza olha para trás, a Fé olha para
> cima.
> Este Orixá foi mandado para você.
> Envie para 8 pessoas, inclusive para mim.
> Em 8 minutos você receberá algo que espera há muito tempo *

Acesse nosso outro Blog do Jornal Negritude

Leia mais notícias
Acesse nosso outro blog
http://jornalnegritude.blog.terra.com.br

Parabéns pelo Centenário do Internacional

Preso Suspeito

Polícia Civil prende suspeitos de tráfico de drogas no Morro da Embratel
03/04/2009 13:47


Agentes da 23ª Delegacia de Polícia (DP) Civil de Porto Alegre prenderam em flagrante, nessa quinta-feira (02/04), duas mulheres, de 38 e 34 anos, suspeitas de tráfico de entorpecentes. As prisões ocorreram durante ação de combate ao tráfico de drogas, coordenada pelo delegado Fernando Soares. A dupla foi detida no Acesso João Bitencourt, no Morro da Embratel, em Porto Alegre.

Conforme o delegado, a primeira mulher foi presa portando 16 trouxinhas de maconha e a importância de R$ 14,00. Já, a segunda, portava 10 pedras de crack pequenas, uma pedra de crack pesando aproximadamente 10g e a importância de R$ 30,00. As duas foram conduzidas à Penitenciária Feminina Madre Pelletier.

Capital do Azeite

Na última etapa do Grupo de Trabalho interparlamentar das oliveiras, deputados e pesquisadores da EMBRAPA visitaram (03/04/09) Jaén, na Província de Andaluzia.

Ao sul da Espanha, a cidade é reconhecida como a capital mundial do azeite de Oliva, cercada por plantações de oliveiras. A maioria centenárias, ao longo de milhares de hectares, no sistema tradicional de árvores de três troncos, entre 60 e 70 oliveiras por hectares.

Clique aqui e leia o relatório completo da última etapa na Capital Mundial do Azeite de Oliva





Deputado Estadual Francisco Appio - www.appio.com.br

Oriundi

Se você não conseguir visualizar esta mensagem, acesse este link

Ano 6 - Número 280 - Sexta-feira, 03 de Abril de 2009




--------------------------------------------------------------------------------
Educação dos filhos de imigrantes: um desafio italiano e de toda a Europa [pt [it]
A ministra da Educação da Itália, Mariastella Gelmini, na semana passada, anunciou que o Governo está estudando a introdução de um percentual de 30% no número de alunos estrangeiros por sala de aula. A medida teria o propósit...
Clique aqui e leia a matéria completa...





Aprovada em 1º turno, proposta que permite a brasileiros no exterior eleger deputados começa a sofrer resistências [pt]
Aprovado em primeiro turno por unanimidade em sessão do Senado, nesta quarta-feira (01), o projeto que permite aos brasileiros, a exemplo dos italianos, elegerem seus representantes na Câmara dos Deputados, começa a sofrer resistências antes da votação em s...
Clique aqui e leia a matéria completa...





Il Corpo del Capo: como Berlusconi faz uso da imagem e da aparência para exercer o poder [pt]
Ao entrar, no último domingo, durante a Convenção que o referendou como liderança máxima do Partido do Povo da Liberdade -Pdl, no que foi definido pelo jornal La Repubblica como um verdadeiro palco de estrelas do rock, o premier italiano Silvio Berlus...
Clique aqui e leia a matéria completa...





PE quer PE quer verdade e memória dos regimes totalitários [pt] [it]
"A Europa não estará unida enquanto não for capaz de lograr uma visão comum da sua História, de reconhecer o nazismo, o estalinismo e os regimes fascistas e comunistas como um legado comum e de levar a cabo um debate honesto e aprofundado sobre os seus crim...
Clique aqui e leia a matéria completa...





O monstro de Torino: Itália em busca de explicações [pt]
Horror, estupefação, indignação foram algumas das palavras estampadas pelos jornais e também proferidas nos noticiosos de televisão e rádio neste final de semana, na Itália, e especialmente em...
Clique aqui e leia a matéria completa...


1º de abril à italiana: central nuclear e Coca-Cola atormentam desavisados [pt]
A consagração do 1º de abril como o dia da mentira ocorre em diferentes partes do mundo. Na Itália, o chamado pesce d’aprile, o dia dos enganos, é “comemorado” conforme a tradição, com anúncios e divulgação de n...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Brasil passa a ser membro efetivo da Comissão de Veneza [pt]
O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, anunciou no início da sessão plenária desta quinta-feira (2) que desde quarta-feira (01) o Brasil integra, como membro pleno, a Comissão de Veneza (Comissão Europeia para Democraci...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Alunos da rede pública municipal de Porto Alegre recebem doação livros de literatura italiana [pt]
Cerca de mil alunos da rede pública municipal de Porto Alegre serão beneficiados com a doação de livros no idioma italiano, doados pelo deputado italiano Fabio Porta (PD), em parceria com as editoras Laterza (Roma – Bari) e Mondadori (Milão). Foram contemp...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Imigração Italiana no Brasil: Arquivo Nacional e Archivo Centrale dello Stato encaminham colaboração científica [pt]
Em abril, o primeiro encontro entre o Arquivo Nacional e o Archivio Centrale dello Stato ...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Cacao. In Brasile sulle tracce di Jorge Amado [it]
Si presenta ricca di eventi collaterali la mostra fotografica Cacao. In Brasile sulle tracce di Jorge Amado che sarà inaugurata, venerdì 3 aprile alle ore 18.00 al Centro Culturale Candiani, visitabile fino al 3 maggio 2009. ...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Archeologia da Toscana formará especialistas em restauro em Manaus [pt]
Com a parceria da Cooperativa Archeologia, da Toscana, cuja equipe de trabalho é considerada uma das melhores do mundo, Manaus, capital do Amazonas, terá, a partir de agosto deste ano, a primeira oficina-escola destinada à formação de mão-de-obra especial...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Turandot e Ainda no Istituto Italiano di Cultura do RJ [pt]
O Istituto Italiano di Cultura do Rio de Janeiro, desde o início do ano, incluiu em sua agenda cultural ciclos de óperas apresentadas em DVD, com os comentários do especialista em ópera Sérgio Casoy. O objetivo é popularizar e difundir o gênero musi...
Clique aqui e leia a matéria completa...


Missão leva a Pisa empresários brasileiros do setor agro-alimentar [pt]
“Incoming em Pisa" é o nome da missão que está sendo organizada pela Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio, Indústria e Agricultura de São Paulo, em parceria com a Câmara de Comércio de Pisa. Empresários brasileir...
Clique aqui e leia a matéria completa...



Jornalismo feito com paixão
Giornalismo fatto con passione


www.oriundi.net

--------------------------------------------------------------------------------


CidadaniaItaliana.org - Assessoria completa para o reconhecimento da Cidadania Italiana - Claudia Antonini & Daniela Falavigna
CidadaniaItaliana.org -Traduções, assessoria, pesquisas, retificações e suprimentos para o Reconhecimento da Cidadania Italiana. Atendimento de segunda a quinta-feira, das 9h às 18h, e sexta-feira, das 9h às 12h. Endereço: Rua José de Alencar, 377 - P.Alegre – RS. Fone: (51) 3232.1149. Site: http://www.cidadaniaitaliana.org . E-mail: citalia@terra.com.br


Curso de língua italiana na Escola Dante Alighieri – Camerino (Marche)
Aulas ministradas na Universidade de Camerino, permitindo ao aluno o convívio com estudantes italianos. Curso de quatro semanas perfazendo 100 horas/aula. Pacote, incluindo oito passeios e hospedagem, 798,00 Euros. Acomodação em apartamentos para seis pessoas – com três quartos, cozinha equipada e banheiro com ducha -, no centro histórico de Camerino. Cidadania italiana em Camerino. Informações e inscrições com Patricia Celani, tel. 51. 30291648, cel. 92714398, e-mail dantealighieri@cpovo.net


Estude em Roma, na Universidade LUISS Guido Carli. Economia, Ciências Políticas, Administração, Direito, Jornalismo. Cursos em inglês e italiano. Turmas 2009/2010
Uma das maiores e mais conceituadas universidades particulares da Itália, a Luiss Guido Carli pertence à Confederação das Indústrias Italianas (Confindustria), sendo presidida por Luca di Montezemolo, presidente da Fiat e da Ferrari. Cursos de Bacharelado, Mestrado, Doutorado e MBA. Interessados em obter mais informações devem entrar em contato com Maria Sole Micali, e-mail mmicali@luiss.it. Informações também no site http://www.luiss.edu/ .


Turitalia Viagens oferece roteiros personalizados e cursos de língua e de cultura italianas em todas as regiões da Itália
Agência de viagens voltada, especialmente, para o destino Itália. Atendimento personalizado, assessoramento completo. Grande conhecimento da Europa, principalmente da Itália. Cursos regulares e intensivos em universidade e escolas italianas. Informações: Rua dos Andradas, 1234/1109 – Centro – Porto Alegre - Cep: 90.020-008 – RS. E-mail: turitalia@yahoo.com.br. Tel/Fax: (51) 3224.3081, 3224.0514. De segunda a sexta, das 9h às 18h.


Universidade Cattolica del Sacro Cuore. Cursos de mestrado, nas línguas inglesa e italiana. Ano acadêmico 2009/2010. Bolsas de estudos por critério de merecimento [pt][it]
A Universidade Cattolica del Sacro Cuore, maior universidade privada da Europa, presente em Milano, Brescia, Piacenza-Cremona, Roma e Campobasso, ativou o mestrado de 1º e 2º nível, nas línguas inglesa e italiana. Parte essencial do curso é o estágio que permite ao estudante realizar uma experiência de trabalho numa empresa ou instituição italiana. Os melhores colocados na seleção concorrem a bolsa de estudos e financiamento para viver na Itália. Informações pelo e-mail master.universitari@unicatt.it


--------------------------------------------------------------------------------

Negócios
BRDE atinge marcas históricas com R$ 1,5 bilhão em financiamentos, R$ 1 bilhão em patrimônio líquido e 64.320 empregos mantidos

Gastronomia
Agnello alle Olive


Storie di Famiglia
Meus avós italianos: Pasquale Garofalo e Maria Antônia Visconti Garofalo

Ensino
AISM está com novas turmas de Italiano para iniciantes


Rotas Italianas
Breuil-Cervinia Valtournenche Zermatt: ar puro das montanhas e esportes radicais

Vinhos&Vini
Apre oggi il 43° Vinitaly [it]


Cidadania Italiana
A apatia dos oriundi [pt]

Eventos
1ª Felicità - Brusque - SC


Artigos
A minha Itália, a sua Itália a nossa Itália [pt]

Libro di Storia
“Duca di Genova” (1907-1918)





--------------------------------------------------------------------------------

E-mails dos Leitores

Olá!!! Eu necessito de ajuda, preciso até o final de agosto estar com os documentos prontos pata dar entrada na Itália, por isso estou procurando alguém que faça por um preço acessível a legalização dos documentos meus, pois a fila de espera aqui em São Paulo é muito grande, você conhece alguém que possa me ajudar a fazer isso por gentileza? Muito Obrigado!!!
Alberto Zioli - albertozioli@hotmail.co.uk



Por favor, gostaria imensamente de receber este excelente jornal, que tantas e bellas noticias nos traz da maravilhosa Italia, do qual faço parte agora, pos me casei com um italiano.Grazie mille.
Ana Laura Dias Bertonne



Cari amici sono italiano aposentado, attualmente mi trovo a Sao Joao del re MG per partecipare ad una trasmissione radio Radio Ecologica la trasmissione si chiama canzoni italiane io m´interesso di cucina italiana. Desidero insegnare italiano a belo Horizonte anche come forma di volontariato. Sono diplomato Naestro d´arte, istruttore di atletica leggera, calcio e pallamano. Sarei molt interessato a dare il mio contributo per insegnare italiano in un corso di perfezionamento. In at ... [ clique aqui e leia na integra ]

Enzo Natella - São João Del Rei - MG - zenosalerno@hotmail.com



Boa noite, conheci o Oriundi por indicação de amigos e gostaria muito de passar a receber os Informativos. Vou viajar pra Itália, em maio, e preciso da ajuda de alguns leitores. Gostaria de receber algumas dicas de lugares para visitação, em especial na Itália e na linda região da Costa Amalfitana. Também, como preciso de verbas para a viagem gostaria de anunciar a venda de um SAXFONE SOPRANO em perfeito estado. Caso algum leitor s ... [ clique aqui e leia na integra ]

Marcos Quintana Becker - mqblatino@hotmail.com



Recebi comunicação da Regione de que as antigas viagens de idosos voltaram. Sendo assim, teremos que indicar um idoso com mais de 65 anos, que nunca tenha voltado à Basilicata depois de imigrar. A Regione dará o reembolso do bilhete aéreo, trem ou autobus de Roma até a cidade de origem e depois trem dessa cidade de origem até Roma. O idoso ainda terá que ficar hospedado na casa de algum parente que se responsabili ... [ clique aqui e leia na integra ]

Odilon de Barros - alucanarj@ii.com.br


Clique aqui e leia mais mensagens dos leitores



O site ORIUNDI não se responsabiliza pelas informações publicadas na seção E-mail dos Leitores

Escreva para oriundi@oriundi.net e indique seus amigos para receber este informativo.
Clique aqui para suspender o recebimento do Informativo Oriundi.






--------------------------------------------------------------------------------

Para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada,
adicione o email retornos@oriundi.net ao seu catálogo de endereços.

Nós respeitamos a sua privacidade e somos contra o spam na rede.

Apsentadoria de Juiz

Abaixo texto feito pelo Pe. Cláudio Bombieri, Missionário Comboniano, postada no seu blog, http://padrebombieri.blogspot.com/2009/04/tj-do-maranhao-aposenta.html, em que analisa a tramitação e o julgamento do processo instaurado contra mim, a partir de representação elaborada pelo deputado DEMOcrata Max Barros.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009
TJ do MAranhão aposenta compulsoriamente o Juiz de Santa Quitéria. O caso Jorge Moreno: um modelo de justiça no banco dos réus
Chegou, finalmente, após três anos de espera carregada de angústia e ânsia o que já estava escrito: a sentença do TJ que condena o juiz Jorge Moreno à aposentadoria compulsória. Ainda faltam os votos de alguns desembargadores a serem manifestados, mas no dia 1 de abril, dia da mentira e aniversário da “revolução golpista militar de ‘64”, 13 dos 24 desembargadores (número legal para a condenação) aposentaram definitivamente um juiz incômodo de quarenta e poucos anos. Uma sentença que deve ser entendida e compreendida dentro da atual conjuntura social e política do Estado, e dentro de um conjunto de sinalizações e mudanças de ordem estrutural da Justiça no Estado.

Para quem não acompanha as vicissitudes do TJ do MA - resgatadas e expostas publicamente pela mídia nacional recentemente - tem dificuldade de compreender o alcance da sentença emitida no dia 1 de abril pelo ‘egrégio’ Tribunal de Justiça contra o juiz de direito Jorge Moreno. O TJ, com efeito, chega a emitir sua sentença contra o juiz Moreno justamente no ápice de uma extensa lista de denúncias contra ele próprio. Denúncias estas, que vão desde a venda de decisões e desvios de dinheiro público, a abusos de diárias indevidas a juízes e desembargadores, entre outras. Baste a recente publicação do relatório contendo o resultado da investigação do CNJ no TJ do Maranhão para colocar sob suspeição a mais alta magistratura do Estado. Uma lista de crimes e ilícitos que desabona e desmoraliza por completo o modus operandi da magistratura que, frequentemente, se arvora a modelo de imparcialidade e de conduta ilibada. No caso do julgamento do Moreno o TJ não fez questão de repassar uma outra imagem: a maioria dos integrantes do TJ fez juz à sua fama!

O interessante a ser observado é que estas denúncias são feitas de um lado pela OAB/MA e pela Associação dos Magistrados do Estado, e do outro por membros internos do próprio TJ, ou seja, por desembargadores. Numa análise superficial e imediata, parece ser uma guerra fratricida, intestina, entre setores da magistratura, advogados, procuradores e afins. Afinal, seria uma mera disputa por controle e poder interno. Algo autofágico, sem maiores vínculos com a sociedade como um todo ou, inclusive, à revelia dela. Ou seja, mecanismos de arranjos internos à magistratura que deixa de escanteio a própria sociedade, como se desta não proviesse o seu ‘poder’, como reza a Constituição Federal. Numa análise mais aprimorada e aprofundada, entretanto, pode-se vislumbrar com uma certa clareza que o TJ do Maranhão reproduz dentro dele, de forma nítida, as mesmas correlações de forças-interesses que se dão nas representações político-partidárias formais do Estado.

Em outras palavras, os desembargadores – escolhidos e nomeados pelos chefes do executivo estadual de turno, o que não confere nenhuma independência entre os 3 poderes – parecem ser o braço justiceiro legítimo das representações político-partidárias que disputam na arena social novas formas de controle, de poder e supremacia. Em que pese a reafirmação do princípio da imparcialidade, igualdade e impessoalidade do julgador, o TJ exerce simbólica e efetivamente um poder direcionado, pessoal, parcial, político e seletivo. Talvez, para alguns, isto não represente nenhuma novidade, e sim, algo óbvio. Se assim for, está aceita de forma natural uma tragédia social e ética, a saber, a consagração do princípio-prática de que não é o direito consolidado em lei ou o emergente – fruto das mudanças e exigências legítimas da sociedade - que garante a justiça ‘cega’, igual para todos, e impessoal’. Seriam, ao contrário, os interesses pessoais, de grupos e de facções da magistratura que têm a prerrogativa e o poder de fazer com que um dos dois pratos da ‘balança’ pese mais de um lado do que do outro.

O caso Jorge Moreno: um caso emblemático.

O caso Jorge Moreno se torna emblemático por três razões. A primeira razão advém do fato de que o juiz Moreno foi acusado por um deputado estadual, - um político que vive ‘da política’ e não ‘para a política’ - de ele ter ‘exercido política partidária’ na Comarca de Santa Quitéria, o que, naturalmente, está vigorosamente proibido a um magistrado de ilibada virtude. A denúncia em momento algum foi comprovada cabalmente. Não somente pelo fato de o juiz não possuir ficha partidária, mas também por inexistir qualquer referência direta ou indireta a partidos e/ou políticos. No entendimento de vários desembargadores, entretanto, o juiz Moreno teria, mesmo sem referências partidárias, extrapolado suas funções, indo além do ‘limite’ daquilo que poderia ser considerada uma ‘atividade complementar do juiz’, ou seja, o engajamento social. Naturalmente, não se fez nenhuma menção quais seriam esses ‘limites’ e para quem valem. Tudo depende do poder hermenêutico subjetivo do julgador, ou seja, os desembargadores!

A denúncia do deputado Max Barros, acolhida de imediato pelo TJ, mas mantendo o Juiz afastado por mais de 3 anos de suas funções, escancara a forma hipócrita o modo de proceder desse poder. Revela de um lado a sua ojeriza a engajamentos sociais ativos e ostensivos por parte de membros da magistratura e, do outro, denuncia o seu comportamento punitivo para com ‘aqueles pares’ que expõem publicamente as contradições existentes na corporação da magistratura. Além disso, antes mesmos da instauração formal do processo e da sentença definitiva, o juiz Moreno foi sumária e imediatamente afastado de suas funções, o que não ocorre, por exemplo, com os políticos partidários quando denunciados por ‘abuso econômico’! O TJ deixa a entender, indiretamente, que se o juiz tivesse agido com mais discrição, na surdina, sem estrelismos e sem expor publicamente as mazelas da magistratura podia ter sido perdoado. Todavia, isto revela a concepção majoritária, dentro do TJ, do papel de um juiz num determinado contexto social (Comarca).
Isto revela na prática que o que está em jogo são duas concepções de exercício da justiça: uma, supostamente cega e imparcial – o que de fato não existe – e, a outra, que enxerga as carências, as fragilidades as necessidades, os contextos dos atores sociais envolvidos. Ou seja, uma justiça que não ‘dá a cada um o seu’, mas uma justiça que dá mais a quem precisa mais. Uma justiça que procura repor o equilíbrio que foi rompido por abusos, negligências, desmandos praticados por determinados atores sociais em detrimento de outros. O Juiz, para os setores majoritários do TJ deixa de ser, portanto, um ‘agente social’, um cidadão que participa das contradições sociais no lugar onde vive e trabalha, e é confinado no Fórum, atrás de uma mesa, ou caminhando pelas ruas da sua comarca de ‘para-olhos’, nunca olhando de lado, com receio de sorrir e cumprimentar alguns e não todos! Segundo essa visão o juiz de verdade é um ‘agente estatal’, funcionário público a serviço da burocracia processual estatal e não da totalidade das necessidades de uma população.
Numa realidade como a de Santa Quitéria onde milhares de pessoas não possuíam registro civil, onde muitas comunidades não tinham energia elétrica, estradas e escolas, - direitos esses consagrados na Constituição Federal, - onde os prefeitos desviam impunemente dinheiro público, a atitude de um juiz, para alguns setores do TJ, deveria ser a de permanecer imóvel no ‘seu Fórum’, ‘cego’ e ignorando o que acontecia debaixo de seus olhos ‘vendados’. Ou, em caso de ‘ exercício de atividade complementar’, ou seja, um engajamento social para melhorar as condições de vida de uma determinada população, deveria ser feito dentro de limites e posturas que não reproduzam os típicos comportamentos dos políticos profissionais. Esquece-se, porém, que os políticos profissionais, em sua maioria, agem corrompendo e fraudando, cooptando pessoas e desviando dinheiro público, atos que o juiz Moreno nunca reproduziu.

A segunda razão nos é ditada pelo número de desembargadores que votaram a favor ou contra o relatório lido no Plenário do TJ nos dias 18 de março e 1º de abril, e pela sua respectiva identidade. Observa-se que cada um dos dois blocos, os que votaram a favor e os que votaram contra o juiz possuem, substancialmente, afinidades de concepção e solidariedade grupal entre si. Os autos do processo, na realidade, se tornam um mero detalhe, um pretexto formal, uma ‘pirotecnia ‘jurídica’ para afirmar, na realidade, visões e interesses próprios ou grupais. Ou melhor dito, para mostrar simbolicamente supremacia política de um bloco sobre o outro bloco ‘adversário’. Não se quer com isso afirmar de forma categórica que o TJ do Maranhão manifesta estruturalmente duas tendências claras e distintas entre si. Com efeito, em que pesem os conflitos e as disputas internas evidentes, e a depender da aposta em jogo, sabe-se que no TJ, afinal, é sempre o ‘espírito de corpo’ que prevalece. O que queremos salientar é simplesmente o fato de que, no caso específico do juiz Moreno, as diferenciações de postura e visão, e as contradições internas do TJ, emergiram com maior nitidez.

Uma terceira razão que torna paradigmático o julgamento do juiz Moreno no TJ é o fato que o seu processo coincide temporal e simbolicamente’ com outro julgamento, o do governador Jackson Lago no TSE. Pode parecer mera coincidência, algo aleatório e não planejado, mas não deixa de possuir uma carga simbólica relevante. Enquanto que em São Luis a magistratura acolhia a denúncia de um político e julgava por ‘envolvimento na política partidária’ um de ‘seus pares’, em Brasília, a alta magistratura ‘eleitoral’, o TSE, julgava o chefe do executivo estadual maranhense pelo crime de ‘abuso político e captação ilícita de votos’! Ao passo que em Brasília o TSE condenava por esmagadora maioria o governador e lhe permitia de permanecer governando e torrando até o último dia as ‘reservas orçamentárias’ dos cofres públicos, em São Luis o TJ ‘apolítico e impessoal’ afastava de imediato de sua comarca e condenava o juiz Moreno a se retirar definitivamente da magistratura.

O juiz foi condenado por ‘excesso de participação política’ ao beneficiar populações da sua comarca, já o outro (governador) foi condenado por ‘abuso político’, por ter se beneficiado pessoal ou grupalmente de algo que devia ser de todos! Tudo isso não deixa de sinalizar de que a magistratura parece ter em qualquer circunstância, a última palavra. Ou, parafraseando os antigos romanos ”Tj locuta, causa finita!”, ou seja, “O TJ falou, tudo acabou”! Não é exagero afirmar que o TJ vem sinalizando algo que parece caracterizar a justiça no País como um todo, a saber, de que o Judiciário no País está adquirindo um poder desmedido, assumindo e abocanhando funções e prerrogativas próprias do legislativo.
A justiça, atualmente, parece se descolar definitivamente da sociedade, e do povo de quem provém a sua legitimidade e legalidade. O caso do julgamento do STF da terra indígenas Raposa Serra do Sol é uma clara prova disso!

Votaram pela aposentadoria do Juiz Jorge Moreno: Mário Lima Reis, Jaime Ferreira, Stélio Muniz, José Joaquim, Lourival Serejo, Anildes Cruz, Jamil Gedeon, Cleonice Freire, Cleones Cunha, Nelma Sarney, Maria dos Remédios Buna, José Bernardo Rodrigues e Raimundo Nonato de Souza. Pelo arquivamento votaram: Paulo Velten, Antônio Bayma, Raimunda Bezerra, Raimundo Melo e Benedito Belo. Alegou suspeição o juiz Jorge Rachid
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

máquinas caça-níqueis

Polícia Civil apreende 153 máquinas caça-níqueis em Sapucaia do Sul
02/04/2009 23:23




A Polícia Civil realizou operação nesta quinta-feira (02/4) no centro de Sapucaia do Sul, quando localizou oito pontos de máquinas caça-níqueis. Foram apreendidas 153 equipamentos e oito mil reais em dinheiro.




Participaram da operação 20 policiais civis, que receberam o reforço de 32 policiais militares do Batalhão de Operações Especiais e do GATE — Grupo de Ações Táticas Especiais. Os responsáveis pelo funcionamento das casas de jogos responderão a Termo Circunstanciado.

Operação Segurança

Ir para a mensagem anterior | Ir para a próxima mensagem | Voltar para as mensagensMarcar como não lida | Imprimir ResponderResponder a todos Mover...Arquivo AnimaisArquivo BatmanArquivo BlogsArquivo BoticárioArquivo CarnavalArquivo Claudia RaiaArquivo CulturaArquivo de FotosArquivo Declaração d...Arquivo Deise NunesArquivo ElisArquivo Fotos Paulo ...Arquivo FotosArquivo FutebolArquivo GlóriaArquivo InterArquivo Jornal HojeArquivo JornalArquivo Le MondeArquivo ManuelaArquivo Mara Maravil...Arquivo Monica Velos...Arquivo MP3Arquivo MulheresArquivo MúsicaArquivo NegroArquivo NegrosArquivo o GloboArquivo Ourtas Mídia...Arquivo Paises Afric...Arquivo Paula Camarg...Arquivo PoliticaArquivo PrefeituraArquivo PreventivoArquivo PublicidadeArquivo Revolução Fa...Arquivo Rita CadilacArquivo Segurança Pú...Arquivo SimonyArquivo Tunel do Tem...Arquivo VejaArquivo Vera FischerArquivo VideosArquivoAutorização de Publi...Bandas de GaragemBlog Bola Na Arquiba...Blog do SambaBlog JornalBlog PublicidadeBlogJNCartaoBerroBlogJNCulturaBlogJNFotosBlogJNNegrosBlogJNPoliticaBlogJNPortaldaImpren...BlogJNSecGeralBlogJNTuneldoTempoBlogJNTVICarta o BerroCartão de VisitaCartão do dia Intern...Curriculo NovoDestaque VermelhoFotos para OrkutGabrielGeralGoogleGroove JamesImagens das Copas do...Imposto de RendaInstituto Methodus P...Inter Campeão Mundia...Jady OhanaJingles PoliticosLei de ImprensaLeitoresMúsica Paulo FurtadoMúsicas CifradasMúsicas MP3Músicas Séries de TVNota do EditorNoticias do BairroNucleo de Comunicaçã...O GloboOutros InformativosRádio GauchaRádio UolSecretaria GeralSeicho-No-leSenado FederalSessão Solena dia da...Site AngolaSite de PesquisaSite Jady OhanaSite OxfamSite PesquisaSite Rádio MaresiaSite Radio VivaSite SenadoSitesSonicoStop The WallVideo Mario BalaYoutube Jornal Negri...
Sinalizar esta mensagemOperação Segurança da Polícia Civil prende 13 pessoas no bairro Rubem BertaSexta-feira, 3 de Abril de 2009 8:50
De: "SSP" Adicionar remetente à lista de contatosPara: "Paulo Roberto da Silva Furtado" Operação Segurança da Polícia Civil prende 13 pessoas no bairro Rubem Berta
03/04/2009 08:47




Duzentos policiais civis e dezesseis delegados, em 93 viaturas, foi o efetivo deslocado na noite dessa quinta-feira, dia 02.04, para o Bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, numa das maiores operações realizadas pela Polícia Civil. Como resultado da operação, 13 pessoas foram presas, sendo três delas autuadas em flagrante: duas por tráfico e uma por porte ilegal de arma, sendo esta última um foragido. Outros quatro foragidos foram presos. Além disso, foram localizados dois veículos roubados: uma moto e um carro (Renault Laguna, placa CCM 8074). Também foram apreendidas substâncias entorpecentes.




A Operação Segurança 2 faz parte de uma ação que vem sendo desenvolvida pela Polícia Civil em focos de maior índice de criminalidade, buscando a identificação de suspeitos, usuários de drogas, prisão de foragidos, traficantes, etc. Numa primeira etapa, foram feitas duas ações, uma na capital e algumas cidades da região Metropolitana e outra no parque da Redenção, na Capital.




A escolha do bairro Rubem Berta para a Operação Segurança 2 deu-se em função da necessidade de restabelecer a tranqüilidade dos moradores do local, uma vez que, na semana passada, alguns policiais militares foram recebidos a tiros de metralhadora pelos tripulantes de um veículo neste bairro.




Já durante a tarde dessa quinta-feira, policiais civis estiveram no Rubem Berta cumprindo dois mandados de busca e cumprimento de prisão preventiva. Dois homens foram presos, sendo que ambos estavam envolvidos no tiroteio com os policiais militares da última semana, com tiros de metralhadora. Também agentes do Denarc estiveram, à tarde no bairro, e prenderam uma pessoa por tráfico e porte ilegal de arma, em cumprimento a mandado judicial.




Participaram da Operação Segurança 2 policiais civis do Denarc, das três Delegacias de Polícia Regionais Metropolitanas e das 24 Delegacias de Polícia da capital. A operação foi coordenada pelos delegados Gerson Mello, Alexandre Vieira, Abílio Pereira, André Mocciaro e Omar Abbud.




Fonte: Ascom/ PC